A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Policiando Torcidas de Futebol na Europa Estudo de Caso do Campeonato de Futebol Euro 2000 e Euro 2004 Prof. Dr. Otto M.J. Adang

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Policiando Torcidas de Futebol na Europa Estudo de Caso do Campeonato de Futebol Euro 2000 e Euro 2004 Prof. Dr. Otto M.J. Adang"— Transcrição da apresentação:

1 Policiando Torcidas de Futebol na Europa Estudo de Caso do Campeonato de Futebol Euro 2000 e Euro 2004 Prof. Dr. Otto M.J. Adang

2 Adang (1990): Estudo sobre início e intensificação de distúrbios Na Holanda e durante Eurocopa 88 (Alemanha) Observação sistemática e estruturada Mais de 700 horas de observação (aproximadamente 71 jogos de futebol e 139 eventos de protesto) Análise quantitativa

3 Trabalho de Campo Registro direto das observações Número limitado de categorias bem definidas de comportamento Foco na interação Grupo focal Abordagem comparativa

4 Questões de Pesquisa O que aconteceu: quem usou de violência, quantos, que tipo de violência, contra quem, em que circunstâncias e quais as consequências? Que fatores influenciam o início e a intensificação da violência?

5 Principais conclusões início da violência: –fricções –síndrome do macho jovem Intensificação da violência: –mecanismo internos e externos ao grupo –oportunidade e percepção do risco –mecanismos sociais estão operando, mas há influência de álcool e drogas

6 Polícia pode fazer muito para prevenir a violência, mas pouco para pará-la Necessidade de se diferenciar Necessidade de se comunicar Necessidade de observar Necessidade de focalizar e fazer intervenções oportunas

7 Um teste: Adang & Cuvelier, 2001

8 8 Amsterdam Rotterdam Arnhem Eindhoven Brussel Luik Charleroi Brugge

9 Política em vigor: táticas policiais não-confrontacional: preventiva ao invés de repressiva pequenas unidades, de fácil acesso, em contato ativo com a torcida intervenções imediatas e focalizadas unidades policiais anti-distúrbio à distância

10 Política em vigor: registros do comportamento policial Oficiais de polícia: –são orientados para o serviço, respeitam outras culturas / nacionalidades e não discriminam –sabem da importância da informação –agem politicamente, sem preconceito –agem justa e estritamente de modo amigável e firme

11 Coleta de Dados Equipe de monitoramento internacional (todas as cidades anfitriãs) –questionário (individual) –resumo de observação das equipes Locais das equipes estrangeiras –questionário (individual) –entrevista com equipes nas saídas Equipe de observação em cada cidades anfitriã –observações sistemáticas –diário de campo

12 Resultados: dois grupos, diferenciam-se especialmente em: cumprir primeiramente papel preventivo tratar visitantes como convidados ser acessível às torcidas ter flexibilidade declarar claramente os limites de tolerância

13 Baixo Perfil (N=400) Alto Perfil (N=258) Média de oficiais de polícia / 100 torcedores1030*** Presença de policiamento anti-distúrbio9%21%*** Presença de veículos anti-distúrbio42%62%** Contato com torcedores43%36%ns Incidentes8%14%*

14

15 Gerenciamento da Ordem Pública durante Eurocopa 2004: escolha explícita de contato de baixo perfil Adang & Stott

16 Coleta de Dados Euro 2004 Jogos da Inglaterra, Alemanha, Holanda, Portugal (cidade de Albufeira) Entrevistas com polícia e torcida Equipe de monitoramento internacional Equipe de Observação (4 * 4) –nas cidades anfitriãs: dias de jogos e noites que os precedem –amostras qualitativas a cada 15 minutos

17 7 jogos de grande risco: 997 amostras (Inglaterra, Alemanha) 7 jogos de risco normal: 899 amostras (Holanda, Portugal) Albufeira

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27 Nota Uso extensivo de oficiais de polícia uniformizados e equipados Unidades de intervenção sem visibilidade mas fechadas Observações de potencialidades de incidentes Presença dos hooligans ou torcedores mais violentos

28 Conclusões Estratégia e táticas policiais (contato de baixo perfil) bem sucedidas contribuem para: –Desenvolvimento do futebol popular / identidade do euro 2004 –Fortalecimento da não-violência (auto-policiada pela torcida) Contribuição da cooperação da polícia internacional –Estabelecimento de proibições –Aproximação com policiamento comunitário e cooperação internacional

29 Cooperação da polícia internacional: diferenças em abordagem INTELIGÊNCIA CRIMINAL/ ABORDAGEM INVESTIGATIVA Foco na proibição e punição Disfarçada (não há intereção com torcedores) Influencia indiretamente o comportamento da torcida Foco nos indivíduos / proeminentes ABORDAGEM DO POLICIAMENTO COMUNITÁRIO Foco no gerenciamento da ordem pública Aberta (interação com torcedores) Influencia diretamente no comportamento da torcida Foco no comportamento

30 Polícia Estrangeira trabalhando (Braga)

31 Princípios de estratégia Equilíbrio entre risco e exposição Avaliação dinâmica do risco Comunicação pró-ativa Facilitação dentro de limites Diferenciação

32 Tendências do policiamento da ordem pública Do controle de distúrbio ao gerenciamento da ordem pública Aumento da cooperação internacional Maior conhecimento –Avaliações mais sistemáticas –Busca de aperfeiçoamento das práticas –Prática e treinamento mais informados por pesquisas


Carregar ppt "Policiando Torcidas de Futebol na Europa Estudo de Caso do Campeonato de Futebol Euro 2000 e Euro 2004 Prof. Dr. Otto M.J. Adang"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google