A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciências da Comunicação Semiologia Professora Doutora Sónia Pedro Sebastião Trabalho Realizado por: Carlos Couceiro Ciências da Comunicação Pintura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciências da Comunicação Semiologia Professora Doutora Sónia Pedro Sebastião Trabalho Realizado por: Carlos Couceiro Ciências da Comunicação Pintura."— Transcrição da apresentação:

1 Ciências da Comunicação Semiologia Professora Doutora Sónia Pedro Sebastião Trabalho Realizado por: Carlos Couceiro Ciências da Comunicação Pintura

2 A Pintura é uma representação espelhada do real, perspectivada de forma subjectiva pelo pintor. Para melhor compreender uma pintura, é relevante conhecer o seu autor, as suas principais influências, a época em que viveu e os países pelos quais passou. Nos Anos 40, Salvador Dali abandona França, pouco tempo depois da invasão Nazi, viajando de Lisboa para os Estados Unidos graças ao compatriota Picasso que lhe financiou a viagem. Dali permanece exilado nos Estados Unidos até Foi nesta época (em 1943) que Dali pintou Geopoliticus Child Watching the Birth of the New Man o quadro que hoje analiso e que se encontra no Salvador Dali Museum, em St. Petersburg, no estado da Florida (EUA) Introdução a

3 Códigos Picturais – O francês Louis Marin sugere que a interpretação de um quadro implica um ou mais códigos de interpretação: O código perceptivo, código que interpreta visualmente um quadro, e o código de decifração, usado para tornar legível o quadro, decifrando. Leitura do Quadro

4

5 Código Perceptivo No Plano Icónico evidencia-se um globo terrestre em forma oval num deserto, protegido por uma cúpula amarela escura e um manto branco. Um indivíduo caucasiano de aspecto robusto luta para eclodir do globo, impingindo o maleável globo para fora com o pé direito enquanto afinca a mão direita na superfície à procura de suporte para se erguer.

6 Código Perceptivo Um rasto de sangue escorre da fenda que o indivíduo criou. O seu eclodir é presenciado por um muito esguio individuo andrógino e uma pequena criança, de sexo indeterminado, aparentemente assustada, cuja sombra aparenta ser superior à do adulto.

7 Código Perceptivo Por um prisma cartográfico é possível discernir ainda que o indivíduo eclode da América do Norte, estando grande parte do continente invisível devido ao torso do sujeito. A sua mão direita está cravada sobre Inglaterra. O continente Europeu apresenta-se diminuto, quase invisível, enquanto o africano e o sul-americano apresentam-se dilatados.

8 Código de Decifração É possível afirmar que The Geopoliticus Child reflecte a nova importância dos Estados Unidos da América no panorama mundial. O homem que emerge do ovo nasce de uma nova nação, que estava no processo de se tornar na maior super-potência do mundo. O ovo é um objecto que está presente em múltiplas obras de Dali, por estar, segundo o pintor, ligado ao pré-natal e ao intra-uterino, o que para ele simboliza a esperança e o amor. Podemos associar, ainda que de uma forma menos fundamentada, o ovo à esperança do autor por um melhor mundo pós-guerra.

9 Código de Decifração O destaque da África e da América do Sul representa a crescente importância do terceiro mundo, enquanto a Europa parece esmagada pela mão do homem, indicando o enfraquecer da importância da potência a nível internacional. O manto sob o ovo pode representar a simbólica placenta da nova nação, enquanto que o manto sobre o ovo pode representar uma cúpula (Dali era católico praticante), a Protecção Divina. Outra explicação pode dizer respeito às condições nefastas em que o novo homem nasce, com uma nuvem negra sobre si, simbolicamente representando o contexto político e social da época.

10 Código de Decifração A figura andrógina aponta para o homem emergente, reconhecendo a importância desta nova potência, enquanto a criança amedrontada representa o espírito da nova era, assustado com o mundo em plena 2ª Guerra Mundial. A grande sombra da criança pode expressar as dificuldades que a criança terá que enfrentar em oposição às que o adulto enfrentou na sua vida.

11 Código de Decifração O amarelo, abundante no quadro, simboliza a identidade, o processo de construção da sua identidade por parte do homem (ou seja, dos Estados Unidos). A pureza do manto branco é manchada pelo sangue, cuja cor vermelho, está intrinsecamente associada à expansão, à beligerância e à força.

12 Código de Decifração Outra suposição diz respeito à singular lágrima que África chora. Historicamente falando, a lágrima pode representar a aversão de Dali à guerra e destruição que afectava o continente na época, em parte devido à famosa Campanha do Norte de África, que opôs os Aliados (EUA; Inglaterra) ao Eixo (Alemanha; Itália). Esta suposição é fundamentada, em parte, pelo cenário do quadro (deserto) e pelo rasto de sangue visível no centro.

13 Funções da Linguagem Função Poética: A Dicotomia entre o nascer do sol e o pôr do sol, que tanto pode simbolizar o princípio ou o fim de uma era; Analogia entre o nascimento do homem e o nascimento dos ovíparos, ligada à analogia do nascimento do homem (Sujeito) e a do nascimento de uma nação (EUA). O sangue que escorre do ovo estabelece uma analogia entre o nascimento dos mamíferos e o nascimento dos ovíparos. Nascimento mais violento, visceral; O novo homem nasce em sangue, devido aos milhões de mortos que a segunda guerra mundial havia causado. O manto branco e limpo (possível referência à Tabula Rasa, de John Locke) que estava disposto para receber o homem está agora manchado pelo sangue.

14 Funções da Linguagem Função Fática (chama a atenção para o objecto-valor): O indivíduo andrógino aponta para o nascimento do novo homem evocando a atenção tanto da criança como a do observador/ receptor para o acontecimento.

15 Análise Sémica Sema Nuclear: Evolução geracional Núcleo Sémico: Ícone Ovo Ícone andrógino Ícone criança Sucessão dos dias (pôr do sol ou nascer do sol) Sema Diferencial: Natureza líquida do sangue+ Natureza sólida do ovo Natureza inanimada do ícone ovo + Natureza animada do ícone novo homem Sema Comum: Humanidade

16 Análise Sémica Sema Contextual: O Sema Contextual pode ser a nova grande magnitude dos Estados Unidos, ligado por analogia ao nascimento do Novo Homem, devido à localização do Novo Homem no globo mundial do qual ele procura eclodir. O nascimento assume um lugar de honra no quadro. O observador é chamado à atenção para o acontecimento pelo sujeito andrógino, suscitando no observador um interesse pelo efémero evento que está a presenciar (o eclodir simbólico dos Estados Unidos enquanto a maior potência do mundo de 1943). A diminuição do continente Europa correlaciona-se com a séria crise financeira e social pela qual o continente atravessava então; A lágrima singular do continente Africano põe em evidência os sacrifícios do mundo, ideia reforçada pelo rasto de sangue que o eclodir do ovo causa, o que nos remete para a natureza sangrenta e bélica do crescimento dos Estados Unidos.


Carregar ppt "Ciências da Comunicação Semiologia Professora Doutora Sónia Pedro Sebastião Trabalho Realizado por: Carlos Couceiro Ciências da Comunicação Pintura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google