A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VOLUNTARIADO: UM DESAFIO POSSÍVEL

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VOLUNTARIADO: UM DESAFIO POSSÍVEL"— Transcrição da apresentação:

1 VOLUNTARIADO: UM DESAFIO POSSÍVEL

2 Primeiro Setor Segundo Setor Terceiro Setor Sociedade Civil Organizada Quarto Setor Empresas Governo Setores Sócio-econômicos

3 Primeiro Setor A União O Estado O Município Os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário Fonte: Mike Hudson Política, legislação e serviços Produto recursos públicos para fins públicos. Setor Sócio-econômico

4 Segundo Setor Empresas Profissionais Liberais Os que atuam na livre iniciativa e seus colaboradores Fonte: Mike Hudson Bens e serviços. Produto recursos privados para fins privados. Setor Sócio-econômico

5 Terceiro Setor Organizações da Sociedade Civil Organizações Voluntárias Organização de Empregados Organizações de Profissionais Igrejas Sindicatos Clubes Fonte: Mike Hudson A transformação do ser humano Produto Movimenta 1,55% do PIB recursos privados para fins públicos. Setor Sócio-Econômico

6 T ráfego de drogas, Crime organizado Corrupção Fonte: Jeremy Rifkin Quarto Setor Produto Contravenção, contrabando, falsificações, criminalidade e violência Movimenta 5% do PIB Setor Sócio-econômico

7 ... Há uma busca constante de todos... O Brasil sofre de crise social e financeira... A sociedade brasileira encontra-se mais empobrecida... A falta de recursos oriundos do 1.º Setor dá uma dimensão maior para os problemas sociais... O 2.º Setor começa a assumir responsabilidade maior sobre o 3.º Setor Fonte:Revista EXPRESSÃO Junho 2003 Terceiro Setor - Situação

8 Responsabilidade Social Empresarial Meio Ambiente Acionistas Consumidores Fornecedores Funcionários Governo Comunidade Prestadores Serviço

9 Responsabilidade Social Empresarial Nova postura das empresas na gestão dos negócios trazendo impactos positivos para todos os seus públicos. Quanto maior a capacidade de conhecer e atender às expectativas de suas partes interessadas maior o seu grau de reputação

10 Alianças Estratégicas Estado Empresas Org. Sociais Produção de riquezas: Tecnológicas Ambientais Sociais Culturais Justiça Social

11 Desenvolvimento Sustentável É o desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer as futuras gerações EconômicoAmbiental Social

12 VOLUNTARIADO BENEMERENTE SÉCULO XIX CENÁRIO Império; Primeira República. CARACTERÍSTICAS Forte presença da mulher; Paternalista; Moralizador; Caritativo. Voluntariado no Brasil

13 VOLUNTARIADO ENFRAQUECIDO DÉCADA DE 30 CENÁRIO Estado Novo; Estado de Bem Estar Social; Favorecimento do individualismo. CARACTERÍSTICAS Assistencialismo; Esvaziamento das iniciativas voluntárias e associativas. Voluntariado no Brasil

14 VOLUNTARIADO COMBATIVO DÉCADA DE 60/70 CENÁRIO Regime militar; Presença forte do Estado; Expansão de sindicatos e movimentos sociais; Esforço de conscientização política. CARACTERÍSTICAS Correntes contestatórias influenciando os movimentos populares; Surgimento das Organizações Não Governamentais - ONGs. Voluntariado no Brasil

15 VOLUNTARIADO ASSISTENCIALISTA DÉCADA DE 80 CENÁRIO Redemocratização do país; Reforma Constitucional. CARACTERÍSTICAS Atuação em situações emergenciais; Crescimento de organizações sociais e fundações; Defesa de direitos. Voluntariado no Brasil

16 VOLUNTARIADO SOLIDÁRIO DÉCADA DE 90 CENÁRIO Sociedade e Estado: co-responsáveis pelos problemas sociais; Pressão para o Estado formular políticas públicas; Comunidade Solidária – Incentivo a parcerias entre Estado e Sociedade; Criação de Centros de Voluntariado. CARACTERÍSTICAS Atuação em questões emergenciais; Solidariedade e exercício de cidadania; Lei do Voluntariado; Qualificação do voluntariado; Betinho - Ação da Cidadania. Voluntariado no Brasil

17 A ONU destaca o Brasil entre os 123 países participantes. CENÁRIO Ano Internacional do Voluntário – instituído pela ONU– reconhecimento e valorização do trabalho voluntário; Comitê Brasileiro do AIV articula os principais atores do voluntariado do país; CARACTERÍSTICAS Preocupação com resultados; Trabalho voluntário organizado; Ampliação de oportunidades de participação; Envolvimento das empresas em programas de voluntariado; Fortalecimento das redes; Apoio maciço da mídia VOLUNTARIADO ORGANIZADO Ano Internacional do Voluntário

18 VOLUNTARIADO Escolha, ação e compromisso Experiência de participação Transformação de necessidades em oportunidades de ação Superação do assistencialismo - ênfase em educação

19 OLHAR CRÍTICO = VONTADE DE AGIR NOVO VOLUNTÁRIO +

20 É a pessoa que, motivada por valores de participação e solidariedade, doa seu Quem é o Voluntário? de maneira espontânea e não remunerada, para causas de interesse social e comunitário. TEMPO TRABALHO TALENTO

21 Conjunto de ações realizadas por empresas para incentivar e apoiar o envolvimento de seus funcionários em atividades voluntárias na comunidade Voluntariado Empresarial

22 Maneira inovadora de integrar todo o corpo funcional na política de responsabilidade social da empresa Oportunidade de estabelecer nova qualidade de impacto de sua atuação na sociedade Construção de identidade e coesão entre os funcionários em torno dos valores éticos assumidos pela empresa Voluntariado Empresarial

23 Porque investir em Programas de Voluntariado? Reconhecimento do papel de cidadão do funcionário Comprometimento com a comunidade Ampliação da visão de mundo

24 Voluntariado Empresarial faz bem Ganha a comunidade Ganham os funcionários Ganham as empresas e seus negócios

25 Formas de Atuação 1. Apoiar projetos onde já atuem funcionários Valorizar o trabalho e premiar os voluntários 2. Disponibilizar informações sobre organizações sociais que necessitam de voluntários ou ações voluntárias independentes Palestras e Comitê Gestor 3. Criar ou adotar um projeto identificando: Necessidades das Organizações Sociais já existentes no entorno Preferência de seus funcionários

26 Papel da Empresa Comprometer-se com o programa - consistência e impacto Disponibilizar recursos humanos e materiais Dar oportunidade de encontro e troca de idéias - comitê Oferecer informações - palestras, intranet Mobilizar o poder transformador das pessoas

27 Sustentabilidade do Programa Projeto piloto - metas e objetivos Acompanhamento e registro das etapas Respeito à realidade e necessidades da Org. Social e comunidade Transferência de conhecimento e competências Busca de parcerias e alianças estratégicas Trabalhar em rede Gerenciamento do programa e dos voluntários

28 Trabalhar em rede Trocar experiências e conhecimentos com outras empresas e organizações atuantes no setor Compartilhar experiências Fortalecer instituições para interferir na formulação de políticas públicas Contribuir para o desenvolvimento do voluntariado no Brasil

29 A Lei do Voluntariado define que o serviço voluntário: Não gera vínculo empregatício Exige a assinatura do Termo de Adesão Não pode ser exigido em contrapartida de algum benefício É exercido em entidade pública ou privada, sem fins lucrativos e objetivos sociais. Leis nº / 1998 LEGISLAÇÃO

30 O Termo de Adesão deve: Ser assinado anualmente Estabelecer o objeto e as condições de trabalho Definir o reembolso de despesas Leis nº / 1998 TERMO DE ADESÃO

31 COMO ESCOLHER UM TRABALHO VOLUNTÁRIO Públicos crianças jovens adultos idosos moradores de rua portadores de necessidades especiais Áreas educação saúde meio ambiente arte e cultura cidadania assistência social

32 Recomendações Importantes Promova momentos de reflexão Conquiste aliados Defina prioridades Incentive a formação de grupos de trabalho Facilite os encontros Trabalhe pela criação de um plano de ação Defina os recursos

33 Recomendações Importantes Conheça as experiências e expectativas de seus funcionários Pesquise as reais demandas da comunidade Busque parceiros e aliados Defina o responsável pelo programa Dê à comunicação a importância devida Estabeleça contato com outras organizações Compartilhe experiências e conhecimentos

34 SOMOS RESPONSÁVEIS PELA CONSTRUÇÃO DO MUNDO EM QUE QUEREMOS VIVER. Reflexão

35 REFLEXÃO Vá ao encontro de seu povo: Ame-o, Aprenda com ele, Planeje com ele Comece com aquilo que ele sabe, Construa sobre aquilo que ele tem. Kwane Krumá Libertador de Gana

36 PARA SABER MAIS

37 Avaliação dos Resultados MUITO OBRIGADA


Carregar ppt "VOLUNTARIADO: UM DESAFIO POSSÍVEL"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google