A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIOGO G. RIBEIRO RESIDENTE CIRURGIA GERAL. PRIORIDADES NO ATENDIMENTO POLITRAUMA OFERTA DE OXIGÊNIO ADEQUADA PREVENÇÃO DE HIPOXEMIA VAS PROTEGIDA E DESOBSTRUIDA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIOGO G. RIBEIRO RESIDENTE CIRURGIA GERAL. PRIORIDADES NO ATENDIMENTO POLITRAUMA OFERTA DE OXIGÊNIO ADEQUADA PREVENÇÃO DE HIPOXEMIA VAS PROTEGIDA E DESOBSTRUIDA."— Transcrição da apresentação:

1 DIOGO G. RIBEIRO RESIDENTE CIRURGIA GERAL

2 PRIORIDADES NO ATENDIMENTO POLITRAUMA OFERTA DE OXIGÊNIO ADEQUADA PREVENÇÃO DE HIPOXEMIA VAS PROTEGIDA E DESOBSTRUIDA VENTILAÇÃO ADEQUADA O2 SUPLEMENTAR – TODOS POLITRAUMATIZADOS

3 IMPERMEABILIDADE DAS VAS: NÃO IDENTIFICAÇÃO INCAPACIDADE POSICIONAMENTO INCORRETO DISPOSITIVOS NÃO RECONHECIMENTO DESLOCAMENTO NECESSIDADE DE VENTILAÇÃO NÃO IDENTIFICADA ASPIRAÇÃO DE CONTEUDO GASTRICO

4 RECONHECER O PROBLEMA COMPROMETIMENTO SÚBITO/INSIDIOSO TAQUIPNÉIAS – SINAL PRECOCE ALTERAÇÃO DO NÍVEL DE CONSCIÊNCIA NECESSIDADE DE VIA AÉREA DEFINITIVA VIA AÉREA EFETIVA O2 SUPLEMENTAR VENTILAÇÃO ADEQUADA EVITAR ASPIRAÇÃO

5 EVITAR HIPERCARBIA EVITAR BRONCOASPIRAÇÃO ASPIRAÇÃO OROFARINGE ROTAÇÃO LATERAL EM MONOBLOCO

6

7 ABORDAGEM AGRESSIVA FRATURAS – LUXAÇÕES DE NASO E OROFARINGE FRATURAS DE MANDIBULA SANGRAMENTOS OBSTRUÇÕES DIFICULDADE MANTER VAS PERVIAS

8

9 PENETRANTE LESÕES VASCULARES – HEMORRAGIA DESLOCAMENTO ESTRUTURAS- OBSTRUÇÃO DIFICULDADE NA IOT ABORDAGEM CIRURGICA-CRICO E TRAQUEOSTOMIA RUPTURA LARINGE/ TRAQUEIA VA DEFINITIVA

10

11 REAVALIAÇÃO RIGOROSA PERMEABILIDADE VAS INICIAL RISCO DE OBSTRUÇÃO VAS IOT PRECOCE

12 FRATURA DE LARINGE ROUQUIDÃO ENFISEMA SUBCUTÂNEO FRATURA PALPAVEL OBSTRUÇÃO AGUDA GARANTIR VA DEFINITIVA TRAQUEOSTOMIA DE EMERGÊNCIA CRICOTIREOIDOSTOMIA CIRURGICA

13 ASSOCIAÇÃO A OUTRAS LESÕES ESOFAGO A. CARÓTIDA V. JUGULAR

14 AGITAÇÃO PSICOMOTORA HIPOXEMIA TORPOR HIPERCARBIA CIANOSE TIRAGEM INTERCOSTAL RUIDOS ANORMAIS RONCOS/GORGOLEJOS/ ESTRIDOR-FARINGE E LARINGE ROUQUIDÃO/DISFONIA- LARINGE TRAQUEIA LATERALIZADA

15 COMPROMETIDA POR OBSTRUÇÃO VAS MECÂNICA VENTILATÓRIA NIVEL DE CONSCIÊNCIA SINAIS DE IRA ASSIMETRIA TORAX/INCURSÕES TAQUIPNÉIA ALTERAÇÃO MÚRMURIO VESICULAR SATURAÇÃO

16 MANUTENÇÃO VAS C/ PROTEÇÃO CERVICAL ELEVAÇÃO MENTO TRAÇÃO MANDIBULA CANULA OROFARINGEA/NASOFARINGEA CÂNULA ESOFÁGICA MULTILUMEN MÁSCARA LARINGEA VA DEFINITIVA OXIGÊNIO SUPLEMENTAR ASPIRAÇÃO SONDAS RÍGIDAS

17

18 CÂNULA ENDOTRAQUEAL BALÃO INSUFLADO DEVIDAMENTE FIXADA CONECTADA A SISTEMA VENTILATÓRIO ASSISTIDO ENRIQUECIDA COM O2

19 CÂNULA OROTRAQUEAL CÂNULA NASOTRAQUEAL VA CIRURGICA CRICOTIREOIDOSTOMIA TRAQUEOSTOMIA

20 PROTEÇÃO VAS INCONCIÊNCIA- GLASGOW < 9 FRATURAS MAXILO-FACIAIS GRAVES RISCO DE ASPIRAÇÃO-VÔMITOS/ SANGUE RISCO DE OBSTRUÇÃO HEMATOMA CERVICAL LESÃO TRAQUÉIA/ LARINGE ESTRIDOR

21 NECESSIDADE DE VENTILAÇÃO APNÉIA PARALISIA NEUROMUSCULAR INCONSCIÊNCIA MOVIMENTOS RESPIRATÓRIOS INADEQUADOS TAQUIPNÉIA HIPÓXIA HIPERCARBIA CIANOSE TCE GRAVE

22 PROTEÇÃO CERVICAL IOT SEGUIDO DE INSUFLAÇÃO DO BALÃO VENTILAÇÃO ASSISTIDA CONFIRMAR IOT DETECTOR CO2/ RX TORAX

23

24

25 PROTEÇÃO DE CERVICAL CONTRA-INDICADO: APNÉIA FRATURA BASE DE CRANIO SINAL DO GUAXINIM SINAL DE BATTLE RINORRÉIA OTORRÉIA

26 PREPARADO P/ VA CIRURGICA PRÉ-OXIGENAR PACIENTE- O2 100% COMPRIMIR CARTILAGEM CRICÓIDE ADM SEDATIVO ETOMIDATO(0,3 MG/KG) MIDAZOLAM (2 A 5 MG) ADM SUCCINILCOLINA (1 A 2 MG/KG) IOT + BALONETE CONFIRMAR POSIÇÃO CÂNULA

27 INDICADA NA IMPOSSIBILIDADE DE IOT EDEMA DE GLOTE FRATURA DE LARINGE HEMORRAGIA OROFARINGE CRICOTIREOIDOSTOMIA-MELHOR NA URGÊNCIA POR PUNÇÃO CIRURGICA TRAQUEOSTOMIA

28

29

30 PACIENTE INCONSCIENTE/ INSUF. RESPIRATÓRIA PRIORIDADE ASSEGURAR O2 MANTENDO PROTEÇÃO CERVICAL IOT / INT / VA CIRÚRGICA MANTER O2 ANTES / DURANTE / DEPOIS IOT

31 FORNECER O2 10 A 12 L/MIN OXIMETRIA DE PULSO > 95% SAT VARIAÇÃO SAT. VASOCONSTRIÇÃO PERIFERICA HIPOTERMIA ANEMIA GRAVE VENTILAÇÃO MÁSCARA-BALÃO-VÁLVULA VMI -COMPLICAÇÕES

32 INCAPACIDADE DE VA- HIPÓXIA VENTILAÇÃO C/ BALÃO- DISTENSÃO GASTRICA HIPOTENSÃO E BRADICARDIA FALTA DE MATERIAL DE ASPIRAÇÃO FALHA DE EQUIPAMENTOS

33 SUSPEITAR OBSTRUÇÃO VA TODOS TRAUMATIZADO(REAL OU IMINENTE) PROTEÇÃO CERVICAL PERMEABILIDADE VA + VENTILAÇÃO COM O2 SE DUVIDA- GARANTA VA DEFINITIVA AVALIE E REAVALIE SEMPRE ACESSO CIRÚRGICO SE PRECISO


Carregar ppt "DIOGO G. RIBEIRO RESIDENTE CIRURGIA GERAL. PRIORIDADES NO ATENDIMENTO POLITRAUMA OFERTA DE OXIGÊNIO ADEQUADA PREVENÇÃO DE HIPOXEMIA VAS PROTEGIDA E DESOBSTRUIDA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google