A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comunicação e Expressão Profª Vania. Seminário: Praticas de Leitura e Estratégia de Leitura. Nomes: Caroline Sale Daniele Ninomya Ítalo Lopez Jéssica Maiara.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comunicação e Expressão Profª Vania. Seminário: Praticas de Leitura e Estratégia de Leitura. Nomes: Caroline Sale Daniele Ninomya Ítalo Lopez Jéssica Maiara."— Transcrição da apresentação:

1 Comunicação e Expressão Profª Vania. Seminário: Praticas de Leitura e Estratégia de Leitura. Nomes: Caroline Sale Daniele Ninomya Ítalo Lopez Jéssica Maiara

2 Práticas de Leitura. Interação: Leitor e autor. Reflexão: sobre a leitura. Analise do texto Incompletude do texto: a clareza do texto não depende só da coesão, da coerência ou da sinalização.

3 Leitor e produção de leitura. A leitura é seletiva, e há vários modos de realizá-la: O que o autor quis dizer. Leitura comparativa. Relação do texto com o referente. O que você entendeu. Para compreensão de um texto, é preciso uma interação entre o autor e o leitor.

4 Fatores que constituem as condições de produção de leitura. Intertextualidade: È ter capacidade de comparar o texto que esta lendo com outro. Pressupostos: Idéias que não são expressadas claramente. Subentendidos: insinuações contidas por traz de uma afirmação. Viés: resultado de uma escolha dos fatos.

5 Caráter de um texto. Texto lúdico: poético, não há preocupação com a verdade. Texto polemico: se volta para referencia e a verdade é disputada pelos interlocutores. Texto autoritário: a verdade é imposta. É importante que o leitor, seja capaz de reconhecer os tipos de textos, e estabelecer a relevância de certos fatores.

6 Tipos de leituras. Leitura Parafrástica: é reconhecimento do sentido dado pelo autor. Leitura Polissêmica: atribuição de múltiplos sentidos no texto.

7 Tipos de Leitores. Leitor que privilegia o processo descendente: aprende fácil as ideias gerais. Ponto negativo: tenta adivinhar idéias sem confirmá-las com o texto. Leitor que privilegia o processo ascendente: constrói um significado com base nas informações do texto. Ponto negativo: não sabem distinguir idéias principais, relevantes, de idéias secundarias. Leitor maduro: utiliza ambos os processos anteriores, tem controle consciente e ativo de seu comportamento

8 Estratégias de Leitura. a capacidade em leitura é uma combinação de quatro habilidades: identificação de palavras, vocabulário, compreensão e habilidades de estudos Um bom leitor leva em consideração os pressupostos e os subentendidos.

9 Leituras. Leitura elementar: leitura básica. Leitura inspecional: arte de folear sistematicamente. Leitura analitica: é minuciosa, completa, tem em vista o entendimento. Leitura sintópica: leitura comparativa, de quem lê muito. Quem adquire a arte de ler, reconhece na leitura uma fonte indispensavel de novos conhecimentos.

10 Técnicas. Visão geral do capitulo: que assunto é tratado no capitulo. Questionário despertado pelo texto. Estudo do vocabulário: valorizar o dicionário, palavras novas. Linguagem verbal : fotos, mapas, gráficos, tabelas. Essência do texto: reconhecer o conteúdo profundo do texto. Síntese do texto Avaliação: exercício de sua capacidade critica.

11 Ambiente para leitura: merece consideração: iluminação, arejamento, ventilação, ausência de ruídos. Objetivo da leitura: busca do conhecimento, preparação intelectual. Compreensão do texto: analisar problemas relativos a leitura. Segmentação textual: possibilidades por: espaço/ Tempo/personagem/ temas.

12 Leitura interpretativa: exige domínio da leitura informativa (conhecimento, compreensão e síntese ) Leitura critica: exige que o leitor tenha conhecimento do assunto.

13 Analise de texto. Analise: reflexão, dos elementos identificados no texto, seu aproveitamento reflexivo e argumentativo. Irterpretação: em primeiro momento, de dizer o que o autor disse.

14 Leitura na pratica da redação. A leitura é um dos meios mais indicados para aprimoramento da redação. A leitura pode ser informativa e interpretativa: à redação cabe a informativa, que compreende, seleção e critica.

15 Leia, não para contradizer ou refutar, nem para acreditar ou aceitar como verdade indiscutível, nem para ter assunto para conversa e discurso, mas para pesar e considerar. (ADLER; DOREN, 1990, p.117).

16 Bibliografia. Medeiros, João Bosco; REDAÇÃO CIENTÍFICA; 11°edição. Editora Atlas.


Carregar ppt "Comunicação e Expressão Profª Vania. Seminário: Praticas de Leitura e Estratégia de Leitura. Nomes: Caroline Sale Daniele Ninomya Ítalo Lopez Jéssica Maiara."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google