A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GRUPO C Amanda Stuckert Menezes (L411) Caeverton de Oliveira Camelo (L37) João Marcus Andrade do Amaral (L46)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GRUPO C Amanda Stuckert Menezes (L411) Caeverton de Oliveira Camelo (L37) João Marcus Andrade do Amaral (L46)"— Transcrição da apresentação:

1 GRUPO C Amanda Stuckert Menezes (L411) Caeverton de Oliveira Camelo (L37) João Marcus Andrade do Amaral (L46)

2 O transporte de cargas é o principal componente dos sistemas logísticos das empresas. Sua execução depende de dois tipos de decisões, as ESTRATÉGICAS e as TÉCNICAS.

3 Escolha do modal de transporte Aspectos importantes: Custo; Rapidez; Nível de estoque; Consistência do serviço; Armazenagem; Distância Projeto da Embalagem.

4 AÉREO (Ae) RODOVIÁRIO (R) FERROVIÁRIO (D) AQUAVIÁRIO (Aq) HIDROVIÁRIA (H) DUTOVIÁRIO (D)

5 Ae: Velocidade e tempo de entrega; R: Tempo de entrega e custo; F: Custo variável baixo; Aq: Custo baixo; D: Fluxo contínuo.

6 Frota é decisão estratégica; Quanto maior a operação, maior a possibilidade de uso de frota própria; A competência gerencial interna é uma medida relativa que necessita ser confrontada com as opções externas à empresa, ou seja, com a competência e competitividade do setor de transporte;

7 Para as cargas de retorno, normalmente as empresas prestadoras de serviço tem maiores chances de captação; No Brasil, há uma tendencia forte da utilização da frota de terceiros, com poucos investimentos em frota própria; A empresa pode investir em outras tecnologias ao inves de ter frota própria.

8 Os critérios de seleção de transportadores são: Confiabilidade; Preço; Flexibilidade operacional; Flexibilidade comercial; Saúde financeira; Informações de desempenho; Qualificação de pessoal operacional.

9 A confiabilidade é o critério mais importante de seleção, ou seja, uma condição mínima necessária para um transportador ser pré-selecionado. Já o preço é um critério classificador. O monitoramento contínuo das operações é uma das principais características das empresas modernas que possuem sistemas logísticos avançados. Relatórios podem ser disponibilizados (Ex. % de cargas entregues em até 24h, 48h e 72h, para cada classe de cliente, cidade e região.)

10 Para reduzir custos de transportes, o principal mecanismo é a consolidação de cargas, ou seja, utilizar os maiores veículos possíveis, a plena capacidade. A estratégia mais simples é postergar os embarques para uma determinada rota, até que haja carga suficiente para atingir a capacidade máxima do veículo. Para alcançar a consolidação, o modo adequado é montar uma rede de instalações envolvendo terminais de transbordo, com veículos de grande porte, para transferência entre terminais, e veículos de pequeno porte, para coleta e entrega.

11 Auditoria de fretes: Estatísticas históricas para comparação; Orçamentos; Controle de custos; Negociação com fornecedores.

12 Configurações de distribuição física: Um para um Um para muitos

13 Fatores: Velocidade média do CD até o bolsão; Distância do CD até o bolsão; Velocidade média no bolsão; Tempo de parada em cada cliente; Divisão da região atendida em bolsões de entrega; Quantidade média de mercadoria a ser entregue em cada cliente; Tempo de ciclo do roteiro; Densidade de clientes.

14 Fatores: Distância entre o ponto de origem e o ponto de destino; Velocidade média; Tempo de carga e descarga; Quantidade ou volume do carregamento; Disponibilidade de carga de retorno.

15 Armazém Cliente 1 Cliente 2 Cliente 3 Transferência ou distribuição um para um Roteirização ou Distribuição compartilhada Fábrica A


Carregar ppt "GRUPO C Amanda Stuckert Menezes (L411) Caeverton de Oliveira Camelo (L37) João Marcus Andrade do Amaral (L46)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google