A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Espaços de inclusão www.saci.org.br. De quem estamos falando, afinal De quem estamos falando, afinal ?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Espaços de inclusão www.saci.org.br. De quem estamos falando, afinal De quem estamos falando, afinal ?"— Transcrição da apresentação:

1 Espaços de inclusão

2 De quem estamos falando, afinal De quem estamos falando, afinal ?

3 Pessoa portadora de deficiência é aquela que apresenta, em caráter permanente, perdas ou anomalias de sua estrutura ou função psicológica, fisiológica ou anatômica, que gerem incapacidade para o desempenho de atividades, dentro do padrão considerado normal para o ser humano. Decreto n.o 914/93 Lei n /89

4 A deficiência é uma dentre todas as possibilidades do ser humano. Portanto, deve se considerada como um fato natural que nós mostramos e de que falamos, do mesmo modo que fazemos em relação a todas as outras potencialidades humanas." UNESCO, 1977

5 "Nós não devemos deixar que as incapacidades das pessoas nos impossibilitem de reconhecer as suas habilidades. As características mais importantes das crianças e jovens com deficiência são as suas habilidades. allahan e Kauffman, 1994

6 E antes da inclusão?

7 Integrado e Integração Do latim "integrare", que originalmente significa intacto, não tocado, sem mácula, inteiro, completo. Portanto, "integração", neste sentido, deve ser interpretada como algo original e natural, sendo a "segregação" (o estado de não- integração) algo anormal, construído, artificial.

8 ....a integração social, afinal de contas, tem consistido no esforço de inserir na sociedade pessoas com deficiência que alcançaram um nível de competência compatível com os padrões sociais vigentes. A integração tinha e tem o mérito de inserir o portador de deficiência na sociedade, sim, mas desde que ele esteja de alguma forma capacitado a superar as barreiras físicas, programáticas e atitudinais nela existentes. Sob a ótica dos dias de hoje, a integração constitui um esforço unilateral apenas da pessoa com deficiência e seus aliados (a família, a instituição especializada e algumas pessoas da comunidade que abracem a causa da inserção social), sendo que estes tentam torná- la mais aceitável no seio da sociedade. Romeu K. Sassaki

9 Como acontecia a integração?

10 * Desde a década de 80, a integração ocorre: * Pela inserção pura e simples das pessoas com deficiência que conseguem, por méritos pessoais e profissionais próprios, utilizar o espaço físico e social, bem como seus programas e serviços, sem nenhuma modificação por parte da sociedade * Pela inserção daqueles portadores de deficiência que necessitam alguma adaptação específica no espaço físico ou na organização da atividade comum para poderem estudar, trabalhar, ter lazer * Pela inserção de pessoas com deficiência em ambientes separados dentro dos sistemas gerais. Por exemplo: escola especial junto à comunidade

11 Avanço em relação às atitudes do passado, de segregação, mas... ainda não respondem plenamente aos anseios e direitos das PPD, pois pouco se exige da sociedade em termos de modificação de comportamentos, leis, adaptações arquitetônicas e outras. O esforço da integração fica quase que exclusivamente sobre os ombros das PPD.

12 Rumo à Inclusão Social Ano Internacional das PPD Autonomia Independência Empowerment (empoderamento) Equiparação de Oportunidades Igualdade de Direitos

13 Inclusão social Processo que funciona em mão dupla: a sociedade e os segmentos até então excluídos (inclusive o das PPD) buscam equacionar soluções e alternativas, para garantir a equiparação de oportunidades e de direitos. Os valores que norteiam este processo são: - a aceitação e a valorização da diversidade - o exercício da cooperação entre diferentes - a aprendizagem da multiplicidade

14 Para a maioria das pessoas, a tecnologia torna a vida mais fácil. Para uma pessoa com deficiência, a tecnologia torna as coisas possíveis.

15 Rede SACI S, A, C e I Rede SACI Solidariedade, Apoio, Comunicação e Informação A Atua como facilitadora da comunicação e da difusão de informações sobre a temática da Deficiência, estimulando a inclusão social e digital e o exercício da cidadania da pessoa portadora de deficiência (PPD) Público-alvo preferencial:a PPD - deficiência mental, visual, auditiva, física, múltipla e orgânica O O conteúdo informacional disponibilizado refere-se à questão da Deficiência. Portanto, a Rede atende segmentos envolvidos com esta temática: familiares, profissionais atuantes na área, formadores de opinião, formuladores de políticas públicas, empresários e pesquisadores.

16 Marcos Conceituais I Inclusão social e digital D Declaração dos Direitos da PPD (ONU e Salamanca ) C Critérios de acessibilidade virtual (W3C) Normas técnicas de acessibilidade (ABNT) Convenção OIT

17 Missão da Rede SACI I Incentivar o protagonismo e a inclusão social da PPD, através do estímulo à criação de condições de acessibilidade, do compartilhamento de informações sobre Deficiência e da disponibilização de ferramentas em meio digital

18 Objetivos da Rede SACI P Promover, na sociedade, a cultura de acessibilidade à PPD I Informar e mobilizar a sociedade brasileira quanto à questão da Deficiência D Democratizar o acesso das PPD às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC's)

19 Rede SACI Secretaria Executiva USP/CECAE Provedor de Conteúdo Amankay/USP Suporte Informação Acessibilidade Virtual RNP Suporte Técnico UFRJ/NCE Apoiadores Parceiros Colaboradores CICs eRehab Laboratório ( São Paulo - SP) CICs Com.Viver (Ribeirão Preto - SP) CIC CADEVI (São Paulo - SP) CIC Integrar (Uberlândia - MG) Conselho Consultivo Comitê Técnico Usuários Núcleo Gestor

20 Produtos e Serviços da Rede SACI InternetInternet E /Webmail R Repórter SACI N Notícias diárias sobre Deficiência F Fóruns ; Listas Temáticas ; Lista de Comunicação com Usuário S Softwares adaptados Kit 1 - para portadores de deficiência visual Kit 2 - para portadores de dificuldades motoras B Bate-papo SACI D Depoimentos e páginas pessoais B Bases de Dados (próprias e de outras instituições) A Agendas de Eventos e de Cursos A Anúncios Classificados e Informações de Utilidade Pública B Banco de Talentos e Oportunidades de Trabalho A Acesso a sites nacionais e internacionais sobre Deficiência A Acesso a jornais e revistas eletrônicas

21 Produtos e Serviços da Rede SACI CICs - Centros de Informação e ConvivênciaCICs - Centros de Informação e Convivência C Cursos para utilização de softwares adaptados N Navegação gratuita na Internet T Testagem e avaliação de softwares/hardwares adaptados

22 FerramentasInclusivas da Rede SACI Ferramentas Inclusivas da Rede SACI Ferramentas de utilização Download gratuito de: Kit 1 - para deficientes visuais - síntese do Dosvox Kit 2 - para deficientes motores graves manuais de utilização e adaptação helpdesk (telefone e ) Ferramentas de comunicação Bate-papo SACI Fórum de discussão

23 Trajetória da Rede SACI 1999 Implantação e lançamento da Rede e do site usuários cadastrados 2000 implantação de dois CICs (RJ e SP) disponibilização do kit SACI 1 disponibilização da ferramenta de fórum de discussão disponibilização da ferramenta de bate-papo SACI I Workshop sobre Indicadores de Acessibilidade usuários cadastrados2001 implantação de 3 CICs (Ribeirão Preto e São Paulo) disponibilização do kit SACI 2 nova versão do site, adequada à baixa visão usuários cadastrados em todo território nacional usuários

24 Contatos Internacionais G GUIA - Grupo Português pelas Iniciativas em Acessibilidade: web, ajudas técnicas e telecomunicações A Acessibilidade - lista de discussão sediada em Portugal, com link para a Comunidade Européia R Rede de Integración Especial (RedEspecial) - Rede Argentina sobre Deficiência A Accesible - Site argentino sobre Acessibilidade Física

25 Áreas Temáticas A Rede SACI atua na interseção das seguintes áreas temáticas: Informação, Ferramentas Computacionais e Acessibilidade Virtual. Não basta existir um grande número de informações se a pessoa portadora de deficiência não tiver softwares para acessá-las. Não basta acesso a essas informações, através dos softwares se os sites, principalmente os de interesse público, não forem acessíveis à navegação pelas PPDs.

26 Ações da Rede SACI para os próximos 3 anos Promover a cultura de acessibilidade da PPD na sociedade Acessibilidade Física E Estimular a PPD a sair de casa, a se integrar na sociedade I Identificar, contatar e orientar projetos públicos (ex: telecentros) Acessibilidade Virtual E Estimular a PPD a navegar no mundo virtual A Adequar metodologia (W3C) de avaliação de acessibilidade virtual às condições brasileiras E Estimular a adequação de sites públicos às normas de acessibilidade O Oferecer oficinas de acessibilidade

27 Ações da Rede SACI para os próximos 3 anos Informar e mobilizar a sociedade brasileira sobre a questão da Deficiência Mobilização A Atingir outros núcleos (serviços públicos e privados) inseridos no mundo digitalInformação A Articular redes semelhantes existentes em outros Estados brasileiros e outros países D Disponibilizar canais de comunicação para a difusão de informação A Ampliar a oferta de listas e fóruns de discussão, salas de bate- papo, CD-ROM's, bases de dados, atendimento e suporte ao usuário

28 Ações da Rede SACI para os próximos 3 anos Democratizar o acesso das TICs às PPDs D Desenvolver e incentivar o desenvolvimento de ferramentas computacionais adaptadas A Avaliar softwares e equipamentos de informática para PPD P Promover a habilitação de PPD e de públicos afins para usar ferramentas computacionaisadaptadas D Disponibilizar ferramentas computacionais para o acesso à informação (softwares e aplicativos), on line, nos CICs e em telecentros A Ampliar o número e a abrangência de CICs G Gerar CD-ROM's com informações e softwares sobre/da Rede SACI

29 TICs - Tecnologias de Informação e Comunicação Todas as tecnologias utilizadas na captação, transformação e disseminação de dados, informações e conhecimento, voltadas para a tomada de decisão pelos dirigentes de organizações públicas e/ou privadas. O termo é bastante amplo: um livro pode ser uma tecnologia de armazenagem e transporte de informações. Nosso foco são as tecnologias dependentes de redes de dispositivos microprocessados. As TICs podem ser utilizadas como Tecnologia Assistiva.

30 Tecnologia Assistiva Toda e qualquer ferramenta ou recurso utilizado com o propósito de proporcionar uma independência e autonomia à pessoa com deficiência. Pode variar de um par de óculos ou uma simples bengala a um complexo sistema computadorizado.

31 Áreas Temáticas A Rede SACI atua na interseção das seguintes áreas temáticas: Informação, Ferramentas Computacionais e Acessibilidade Virtual. Não basta existir um grande número de informações se a pessoa portadora de deficiência não tiver softwares para acessá-las. Não basta acesso a essas informações, através dos softwares se os sites, principalmente os de interesse público, não forem acessíveis à navegação pelas PPDs.

32 Inclusão Digital Universalização dos Serviços Pessoas Portadoras de Deficiência Recomendações da Rede SACI adoção/adaptação das diretrizes para acessibilidade virtual desenvolvidas pela WAI/W3C os conteúdos Web devem permitir acesso a qualquer tipo de computador, sistema operacional e aplicativos de softwares os conteúdos para prestação de um serviço devem estar disponíveis integralmente no site existência de canais de comunicação e informação nos sites incentivo ao desenvolvimento de softwares adaptados, preferencialmente com fonte aberta


Carregar ppt "Espaços de inclusão www.saci.org.br. De quem estamos falando, afinal De quem estamos falando, afinal ?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google