A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CMMI / MPS.BR Modelos de Maturidade de Qualidade de Software Aplicações criteriosas de conceitos de gerenciamento de processos e de melhoria da qualidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CMMI / MPS.BR Modelos de Maturidade de Qualidade de Software Aplicações criteriosas de conceitos de gerenciamento de processos e de melhoria da qualidade."— Transcrição da apresentação:

1

2 CMMI / MPS.BR Modelos de Maturidade de Qualidade de Software Aplicações criteriosas de conceitos de gerenciamento de processos e de melhoria da qualidade ao desenvolvimento e manutenção de software

3 CMMIMPS.BR Modelo internacionalModelo brasileiro Desenvolvido pelo Software Engineering Institute-SEI em 1992 Desenvolvido pela SOFTEX em 2003 Possui representação por estágios (5 níveis)e contínua (6 níveis) Possui representação em níveis (7 níveis) Custo mais elevadoCusto acessível

4 NívelDescrição 1Inicial 2Gerenciado 3Definido 4Gerenciado quantitativamente 5Em otimização

5 Os processos são caóticos Geralmente a organização não possui um ambiente organizado de desenvolvimento de software Padrões não existem (e se existem, não são seguidos)

6 Os projetos das organizações possuem requisitos gerenciados e processos planejados, medidos e controlados As práticas permitem que a organização cumpra os planos no desenvolvimento dos projetos Os requisitos, processos e serviços são gerenciados

7 Os processos são bem caracterizados e entendidos A padronização permite maior consistência nos produtos gerados pela organização Na descrição dos processos são usados padrões, procedimentos, ferramentas e métodos bem definidos

8 Os processos são selecionados para contribuir com o desempenho geral dos demais processos São controlados usando métodos estatísticos e outras técnicas quantitativas Aspectos qualitativos devem ser traduzidos em números Dados sobre os processos são coletados e analisados

9 Os processos são continuamente melhorados com base em um entendimento quantitativo das causas comuns de alterações de desempenho A melhoria contínua é obtida com inovações e melhor uso de tecnologias Objetivos quantitativos de melhoria são estabelecidos, continuamente revisados e usados como critérios de gerenciamento Os efeitos da implantação da melhoria de processos são medidos e avaliados

10 NívelDescrição 0Incompleto 1Realizado 2Gerenciado 3Definido 4Gerenciado quantitativamente 5Em otimização

11 O processo não é realizado Ou é implementado, mas um ou mais objetivos específicos da área de processo não é(são) satisfeito(s)

12 O processo deve cumprir com todos os objetivos específicos de sua área O processo utiliza entradas determinadas e leva à obtenção de produtos específicos, identificados como saídas

13 O processo é planejado e executado de acordo com uma política determinada Todo processo é institucionalizado Requisitos e objetivos são estabelecidos O processo é monitorado, controlado e revisado, assim como os produtos resultantes

14 O processo é padronizado, estabelecido e melhorado continuamente O processo definido é descrito e executado de maneira mais rigorosa O processo utilizado em um projeto é estabelecido em função de um processo organizacional padronizado

15 O processo é definido e controlado quantitativamente, por exemplo, aplicando-se técnicas estatísticas Existe previsibilidade do desempenho do processo

16 O processo é adaptado para cumprir os objetivos de negócio da organização Foco na melhoria contínua do desempenho Melhorias tecnológicas incrementais e de inovação O processos otimizado é melhorado continuamente, pela intervenção nas causas de variação de desempenho

17 Por estágiosContínua Fornece um caminho pré-definido para melhoria através de: Implementação em seqüência Cada nível é base para o próximo Fornece maior foco nas áreas de processo escolhidas de acordo com os objetivos do negócio, reduzindo os riscos Permite comparação dentro da organização e entre organizações pelo uso de níveis de maturidade Oferece classificação única que resume os resultados e avaliações Permite comparação de áreas de processo dentro da organização e entre organizações

18 MPS.BR Modelo de Referência (MR-MPS) Método de Avaliação (MA-MPS) Modelo de Negócio (MN-MPS) Guia Geral Guia de Implementação Guia de Aquisição Guia de Avaliação Documentos do Programa ISO/IEC CMMI® ISO/IEC 15504

19 Contém os requisitos que os processos das unidades organizacionais devem atender para estar em conformidade com o MR- MPS Contém as definições dos níveis de maturidade, processos e atributos do processo (Guia Geral) O Guia de Aquisição é um documento complementar destinado a organizações que pretendem adquirir S&SC (boas práticas)

20 O Guia de Implementação sugere formas de implementar cada um dos níveis do MR-MPS e formas de como uma unidade organizacional que faz Aquisição de produtos pode implementar o MR-MPS

21 Define o processo e o método de avaliação MA-MPS, os requisitos para avaliadores líderes, avaliadores adjuntos e Instituições Avaliadoras (Guia de Avaliação)

22 Descreve regras de negócio para: Implementação do MR-MPS pelas Instituições Implementadoras (II) Avaliação seguindo o MA-MPS pelas Instituições Avaliadoras (IA) Organização de grupos de empresas pelas Instituições Organizadoras de Grupos de Empresas (IOGE) Certificação de Consultores de Aquisição (CA) Programas anuais de treinamento do MPS.BR por meio de cursos, provas e workshops

23 NívelDescrição AEm otimização BGerenciado quantitativamente CDefinido DLargamente definido EParcialmente definido FGerenciado GParcialmente gerenciado

24 Atributos de ProcessosDescrição AP 1.1O processo é executado AP 2.1O processo é gerenciado AP 2.2 Os produtos de trabalho do processos são gerenciados AP 3.1O processo é definido AP 3.2O processo está implementado AP 4.1O processo é medido AP 4.2O processo é controlado AP 5.1 O processo é objeto de melhorias e inovações AP 5.2 O processo é otimizado continuamente

25 NívelAtributos de Processos A AP 1.1, AP 2.1, AP 2.2, AP 3.1, AP 3.2, AP 4.1, AP 4.2, AP 5.1 e AP 5.2 B AP 1.1, AP 2.1, AP 2.2, AP 3.1, AP 3.2, AP 4.1 e AP 4.2 C AP 1.1, AP 2.1, AP 2.2, AP 3.1 e AP 3.2 D AP 1.1, AP 2.1, AP 2.2, AP 3.1 e AP 3.2 E AP 1.1, AP 2.1, AP 2.2, AP 3.1 e AP 3.2 FAP 1.1, AP 2.1 e AP 2.2 GAP 1.1 e AP 2.1

26 Gerência de Projetos Estabelecer e manter os planos que definem as atividades, recursos e responsabilidades dos projetos Gerência de Requisitos Gerenciar os requisitos do produto e dos componentes do produto do projeto e identificar inconsistências entre os requisitos, os planos de projetos e os produtos de trabalho do projeto

27 Aquisição Gerenciar a aquisição de produtos que satisfaçam às necessidades expressas pelo adquirente Gerência de Configuração Estabelecer e manter a integridade de todos os produtos de trabalho de um processo ou projeto e disponibilizá-los a todos os envolvidos

28 Garantia da Qualidade Assegurar que os produtos de trabalho e a execução dos processos estejam em conformidade com os planos, procedimentos e padrões estabelecidos Gerência de Portfólio de Projetos Iniciar e manter projetos que sejam necessários, suficientes e sustentáveis, de forma a atender os objetivos estratégicos da organização

29 Medição Coletar, armazenar, analisar e relatar os dados relativos aos produtos desenvolvidos e aos processos implementados na organização e em seus projetos, de forma a apoiar os objetivos organizacionais

30 Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional Determinar o quanto os processos padrão da organização contribuem para alcançar os objetivos de negócio da organização Apoiar a organização a planejar, realizar e implantar melhorias contínuas nos processo com base no entendimento de seus pontos fortes e fracos

31 Definição do Processo Organizacional Estabelecer e manter um conjunto de ativos de processo organizacional e padrões do ambiente de trabalho usáveis e aplicáveis às necessidades de negócio da organização Gerência de Recursos Humanos Prover a organização e os projetos com os recursos humanos necessários e manter suas competências adequadas às necessidades do negócio

32 Gerência de Reutilização Gerenciar os ciclos de vida dos ativos reutilizáveis

33 Desenvolvimento de Requisitos Definir os requisitos do cliente, do produto e dos componentes do produto Integração do produto Compor os componentes do produto, produzindo um produto integrado consistente com seu projeto, e demonstrar que os requisitos são satisfeitos para o ambiente alvo ou equivalente

34 Projeto e Construção do Produto Projetar, desenvolver e implementar soluções para atender aos requisitos Validação Confirmar que um produto ou componente do produto atenderá ao seu uso pretendido quando colocado em produção Verificação Confirmar que cada serviço e/ou produto de trabalho do processo ou do projeto atende apropriadamente os requisitos especificados

35 Desenvolvimento para Reutilização Identificar oportunidades de reutilização sistemática de ativos na organização e, se possível, estabelecer um programa de reutilização para desenvolver ativos a partir de engenharia de domínios de aplicação Gerência de Decisões Analisar possíveis decisões críticas usando um processo formal, com critérios estabelecidos, para avaliação das alternativas identificadas

36 Gerência de Riscos Identificar, analisar, tratar, monitorar e reduzir continuamente os riscos em nível organizacional de projetos

37 Não possui processos específicos O processo Gerência de Projetos sofre uma evolução Novos resultados são acrescentados ao processo Gerência de Projetos para atender aos objetivos de gerenciamento quantitativo Foca na Análise de Desempenho do Processo Organizacional

38 Não possui processos específicos Foca em: Inovação e Implantação na Organização Análise de Causas e Resolução

39 CMMIMPS.BR EstágioÁreas de ProcessosNívelProcesso 1 Processo ad-hoc (imprevisível) - -

40 CMMIMPS.BR EstágioÁreas de ProcessosNívelProcesso 2 Gerência e controle do projeto Planejamento do projeto Gerência de requisitos Garantia da qualidade do processo e do produto Gerência de acordos com os fornecedores Gerência de configuração Medição e Análise G Gerência de projetos Gerência de requisitos F Garantia da qualidade Aquisição Gerência de portfólio de projetos Gerência de configuração Medição

41 CMMIMPS.BR EstágioÁreas de ProcessosNívelProcesso 3 Gerência de projeto integrada Definição do processo organizacional Foco no processo organizacional Treinamento organizacional Validação Verificação Integração do produto Solução técnica Desenvolvimento de requisitos Gerência de riscos Análise de decisão e resolução E Gerência de projeto (evolução) Definição do processo organizacional Avaliação e melhoria do processo organizacional Gerência de recursos humanos Gerência de reutilização D Validação Verificação Projeto e construção do produto Integração do produto Desenvolvimento de requisitos C Gerência de riscos Desenvolvimento para reutilização Gerência de decisões

42 CMMIMPS.BR EstágioÁreas de ProcessosNívelProcesso 4 Gerência quantitativa do projeto Desempenho do processo organizacional B Gerência de projetos (evolução)

43 CMMIMPS.BR EstágioÁreas de ProcessosNívelProcesso 5 Análise de causas e resolução Inovação e implantação na organização A -


Carregar ppt "CMMI / MPS.BR Modelos de Maturidade de Qualidade de Software Aplicações criteriosas de conceitos de gerenciamento de processos e de melhoria da qualidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google