A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O trabalho de conclusão de curso em Ciências Econômicas – a experiência da UFRGS Seminário Nacional de Monografia 29 e 30 de outubro de 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O trabalho de conclusão de curso em Ciências Econômicas – a experiência da UFRGS Seminário Nacional de Monografia 29 e 30 de outubro de 2007."— Transcrição da apresentação:

1 O trabalho de conclusão de curso em Ciências Econômicas – a experiência da UFRGS Seminário Nacional de Monografia 29 e 30 de outubro de 2007

2 I 1. REGIMENTO CONJUNTO DO TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO O trabalho de diplomação é tratado de forma integrada entre as disciplinas Técnicas de pesquisa e projeto do trabalho de diplomação (ECO02274) e Trabalho de diplomação (ECO02290), tanto nos aspectos operacionais quanto nos programáticos. O trabalho de diplomação tem caráter acadêmico, esperando- se do aluno a aplicação dos conhecimentos adquiridos ao longo do curso, envolvendo aspectos metodológicos, teóricos ou de pesquisa empírica.

3 Estudos de viabilidade econômico-financeira e projetos industriais não se enquadram nestas disciplinas O trabalho deve ter extensão situada preferencialmente no intervalo de 50 a70 páginas de texto. O orientador deverá ser necessariamente um professor do Departamento de Ciências Econômicas da FCE/UFRGS.

4 Condições para a aprovação na disciplina Técnicas de pesquisa e projeto do trabalho de diplomação (ECO02274): a) Elaboração e aprovação do Projeto do Trabalho de Diplomação, em conformidade com os padrões definidos pelos professores da disciplina; b) Definição do Orientador; c) Concordância do Orientador com os termos do Projeto.

5 Na diciplina Trabalho de diplomação (ECO02290) são definidas as datas-limite, incluindo: a) Apresentação da carta-compromisso do orientador; b) Apresentação da carta que atesta a finalização do trabalho; c) Entrega das 04 (quatro) cópias do trabalho e um arquivo em meio magnético; d) Realização das Bancas; e) Entrega do trabalho com as correções sugeridas pela Banca (72 horas).

6 A formação das bancas é baseada em sugestões encaminhadas em comum acordo pelo orientador e pelo aluno. Em caso de divergência, o professor da disciplina, em conjunto com o Chefe do Departamento, deliberam sobre o assunto. Para a formação das bancas de avaliação, podem ser convidados professores ou pesquisadores vinculados a outros departamentos da UFRGS ou a outras instituições, respeitando-se o limite de um membro externo ao Departamento de Ciências Econômicas por banca. Os conceitos do trabalho de diplomação são os mesmos utilizados na avaliação das demais disciplinas. Os trabalhos que obtêm o conceito A são examinados por uma Comissão de Seleção para eventual candidatura a premiações acadêmicas.

7 O cronograma deve ser organizado de modo a permitir o tempo necessário para que os membros da banca possam, se for o caso, questionar a qualidade do trabalho e propor a suspensão da apresentação e avaliação pela banca de examinadores. Deverá ser obedecido o período mínimo de 48 horas antes da apresentação para que eventual proposta de suspensão seja encaminhada por algum membro da banca. Nesse caso, a banca deverá deliberar, em conjunto com o Chefe do Departamento e o Professor responsável pela disciplina ECO02290, o encaminhamento do trabalho (entre reapresentação com prorrogação de prazo ou repetição da disciplina).

8 2. A disciplina Técnicas de pesquisa e projeto do trabalho de diplomação (ECO02274) Objetivo: Proporcionar ao aluno a orientação necessária à elaboração do projeto de monografia de conclusão de curso, estimulando-o a pensar e a escrever cientificamente. Isto inclui a discussão sobre a natureza do conhecimento científico, a apresentação dos métodos e instrumentos usuais de pesquisa e a apresentação das normais gerais de redação técnica e das normas da ABNT

9 Conteúdo Programático: 1. Metodologia científica 1.1. O conhecimento científico 1.2. O método nas ciências sociais 1.3. O método na ciência econômica 1.4. Modelos de explicação científica 2. Fases da monografia 2.1. Escolha do tema 2.2. Revisão bibliográfica 2.3. Redação 3. Normas 3.1. Estrutura da monografia 3.2. Normas da ABNT

10 A avaliação do aluno é feita de acordo com a sua participação no decorrer do curso e apresentação dos trabalhos nas datas previstas (40% da nota) e pela qualidade do projeto de monografia (60% da nota). As atividades são desenvolvidas segundo cronograma estabelecido no início do curso, e incluem: 1. Resumo de duas monografias 2. Definição do tema 3. Listagem da bibliografia 4. Revisão bibliográfica preliminar 5. Anteprojeto 6. Projeto

11 Resumo de monografias (entrega até 04/09) 1. Título 2. Área de classificação de acordo com o JEL 3. Idéia central 4. Objetivos (principal e secundários) 5. Hipótese (principal e secundárias) 6. Metodologia 6.1. Organização dos capítulos, partes e seções. Críticas e sugestões alternativas Que teoria foi usada? É adequada? 6.3. Quais foram as fontes de dados? São confiáveis? 6.4. Aplicou questionários? Dificuldades encontradas pelo autor. Comentários Utilizou modelo? Especificação das variáveis, preparação e crítica dos dados. Modelos alternativos que poderiam ter sido usados Uso de tabelas, anexos e apêndices foi adequado? 6.7. Aparentemente, quais as partes que poderiam ser desenvolvidas? 7. Conclusões 7.1. Os objetivos foram alcançados? 7.2. Linhas alternativas de pesquisa que podem ser exploradas.

12 Definição do tema (entrega até 25/09) 1. Título provisório da monografia. 2. Classificação do tema de acordo com o JEL. 3. Idéia central (provisória) que pensa desenvolver. 4. Importância do tema do ponto de vista acadêmico e do ponto de vista prático. 5. O tema já foi objeto de análise? Quais os autores que já realizaram tal estudo? Quais os períodos, regiões ou condições? 6. Noção embrionária dos objetivos e métodos. 7.Listagem preliminar da bibliografia. 8. Resenha (duas a quatro páginas) de dois artigos ou capítulos de livros sobre o tema.

13 Listagem da bibliografia (entrega até 02/10) 1. Identificação das referências bibliográficas. 2. Localização dos periódicos e livros (informar onde se encontra o material pesquisado). 3. Resenha (duas a quatro páginas) de um artigo ou capítulo de livro sobre o tema. Revisão bibliográfica preliminar (entrega até 06/11) O aluno deve efetuar uma revisão bibliográfica tão extensa quanto possível, mesmo que não venha a utilizar os materiais coletados na monografia. O aluno deve desenvolver as idéias que venham a sua mente, destacando entre aspas as idéias de terceiros (colocar sempre a referência bibliográfica completa nos resumos e fichas).

14 Anteprojeto e aceite do orientador (entrega até 20/11) O anteprojeto tem a mesma estrutura do projeto (ver estrutura do projeto em Souza (1991)). O anteprojeto deve ser aperfeiçoado a partir das sugestões do professor orientador, dos debates em aula e das leituras e reflexões efetuadas pelo aluno, até a entrega do projeto. Projeto (entrega até 06/12) Exige-se que o aluno efetue uma revisão da literatura com relativa profundidade, uma busca da bibliografia esmerada e uma definição da metodologia clara e consistente com os objetivos e com a idéia central do trabalho.

15 O trabalho de diplomação Qual o objetivo de se exigir um trabalho de conclusão de curso? A oportunidade de usar os conhecimentos adquiridos ao longo do curso e de aprender na prática como se faz pesquisa científica; Acima de tudo, a oportunidade de aprender sobre si mesmo, sobre sua capacidade de vencer o desafio que é realizar um trabalho dessa natureza. Isso será útil qualquer que seja a carreira escolhida pelo estudante.

16 Questões relacionadas à prática da monografia 1. Ligação com as atividades de pesquisa e extensão realizadas pelos professores 2. Paper ou monografia? 3. Como evitar o plágio?

17

18

19

20 5. Discussion The analysis of the economic policy of the three periods being studied, known as "populist" in the Literature, follows a certain pattern that is quite close to the model proposed by Barro (1986). We do not mean to say that Barro's model is the only explanation for the observed phenomenon - which is certainly more complex in its economic, political and institutional determinations -, but it seems undeniable that it cooperates to question certain interpretations on the economic policies implemented in these periods and, therefore, it helps to shed light on new elements that contribute to better understand the way populism expresses itself in matters of economic policy.

21 In the three periods we see that both the economic team and the presidency adopted a speech advocating austerity, trying to convince the economic agents that it was a priority. It is not reasonable to state, therefore, that "populist" governments are unable to incorporate a pro-stability practice or speech, since this resorting to orthodoxy is not only detected in rhetoric but also in the effective handling of the economic policy, what happened in the initial phase of the three periods.

22 Considering this, various aspects of how the Literature deals with these goverments, affecting the very understanding of what populism would be in terms of economic policy, may be brought into question. a) there is a logic and a coherence in the economic policies implemented which cannot therefore be considered irrational or erratic; b) orthodoxy is present both in the speech and in the actual implementation of the policies, especially in the first phase of each period, what prevents us to see the populist phenomenon only as an option for growth, totally disregarding stability;

23 c) despite being present, this option for inflation fight was not maintained along either of the analysed periods, what opposes the theses that try to associate either the second Vargas Administration or the Goulart Administration to orthodoxy, with no qualification, or even without restricting this influence to a certain phase of these governments; d) never was the transition between the option for stability and the one for growth abrupt, what does not support theses that mention a "shift" that would have occurred at a point in time that could serve as a landmark separating the two opposing economic policies; e) the pro-development rhetoric was present in the three phases of the analysed period, but only in the end of each one the option for growth was set as a priority, putting stability in the background;

24 f) finally, the pro-development speech in these final phases, in the three conjunctures, took a quite critical tone, associating to nationalistic pledges, usually blaming foreign capital and international organizations for the deepening of the crisis, in a radical tone not seen in the first stages. We think that populism can be better understood having in mind this repetitive pattern, observable in the three periods. In the evolving of the events, that is, in the movement that can be modeled in the interaction between government and the other agents we can more accurately detect a logic in the handling of the economic policy we might call populist, in light of historically determined concrete experiences.


Carregar ppt "O trabalho de conclusão de curso em Ciências Econômicas – a experiência da UFRGS Seminário Nacional de Monografia 29 e 30 de outubro de 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google