A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Relação linear entre a distribuição de tálio 201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio em isquémia e não isquémia durante o exercício Realizado por: Liliana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Relação linear entre a distribuição de tálio 201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio em isquémia e não isquémia durante o exercício Realizado por: Liliana."— Transcrição da apresentação:

1 Relação linear entre a distribuição de tálio 201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio em isquémia e não isquémia durante o exercício Realizado por: Liliana Valente Teresa Cardoso Lisboa,8 de Novembro de 2006

2 Objectivo Comparação da distribuição do Thallium-201 e do fluxo sanguíneo no miocárdio em isquémia e durante esforço físico causado pelo exercício Técnica Utilizada Técnica das microesferas marcadas com um isótopo radioactivo

3 Miocárdio Parte média do coração Composto por tecido muscular especial – músculo cardíaco Função básica de ejectar o sangue que se encontra no interior do coração Artéria Coronária Condutos de sangue oxigenado que se originam na raiz da aorta e se dividem em dois ramos principais, a artéria coronária esquerda e a artéria coronária direita, irrigando o músculo cardíaco Local de oclusão Conceitos gerais

4 Arco da Aorta Porção da aorta na qual o seu trajecto muda de ascendente para descendente Local de recolha das amostras

5 Thallium – 201 Isótopo radioactivo mais usado para avaliar a perfusão do miocárdio em descanso e em condições de esforço É absorvido pelas células do músculo cardíaco de acordo com o fluxo sanguíneo Isquémia miocardica Diminuição do fluxo de sangue para o coração, geralmente devido a constrição ou obstrução parcial de uma artéria. Enfarte ou Infarte do miocárdio Umas das principais consequências da isquémia miocardica Necrose ou Morte celular Quando a circulação sanguínea não é restaurada a tempo Cintigrafia Técnica diagnóstica que utiliza uma pequena dose de um químico radioactivo (isótopo), denominado marcador, para identificar áreas do corpo onde a radioactividade se acumula preferencialmente

6 Utilidade: Diagnostico de doenças da artéria coronária Insensibilidade a certas doenças da artéria coronária justificada por: 1. Limitações nos equipamentos de imagem disponíveis; 2.Incapacidade de revelar pequenos défices no processo de perfusão; 3.Redistribuição precoce do isótopo radioactivo; 4.Interpretações incorrectas da doença em questão; 5.Relação mal definida entre a doença e a manifestação clínica da isquémia; 6.Relação inconsistente entre a distribuição do Thallium-201 e o fluxo no miocárdio Cintigrafia com Thallium-201

7 Técnica das microesferas aplicada em 6 cães Envolve uma preparação dos animais com vários dias de antecedência Preparação dos animais dias antes do estudo: 1.Toracotomia – intervenção que consiste na abertura da parede torácica para observar os órgãos internos, obter amostras de tecido para a sua análise e para o tratamento das doenças dos pulmões, do coração ou das artérias principais. 2.Pneumatic cuff occluder – anel de oclusão pneumático que se coloca em torno da artéria coronária circunflexa 3.Cateteres preenchidos de heparina na aurícula esquerda e no arco aórtico Método

8 Preparação dos animais no dia anterior ao estudo: 1.Exteriorização dos cateteres e do anel de oclusão; 2.Protecção dos cateteres e do anel de oclusão Dia do estudo: 1.Administração de Lidocaina e Gluconato de Quinidina 2.Primeira medição do fluxo sanguíneo miocárdico - Microesferas marcadas com Nb 3.Os cães iniciam o exercício 4.Oclusão da artéria coronária circunflexa um minuto após o inicio do exercício 5.Injecção do Thallium-201 na aurícula esquerda, 30 segundos após completa oclusão, seguida da injecção de microesferas marcadas com escândio 6.Extracção de amostras de sangue pelo cateter colocado no arco aórtico, simultaneamente à injecção dos isótopos radioactivos 7.Os cães prosseguem o exercício por mais 5 minutos, após a completa oclusão da artéria coronária Método (continuação)

9 Sacrifício por Fibrilhação do coração Consiste numa falta de sincronicidade na contracção do miocárdio, que, devido a uma ausência de contracção efectiva, conduz a uma paragem cardíaca e circulatória. Preparação das amostras: 1.Remove-se a aurícula e o ventrículo direitos, assim como a aorta 2.Secciona-se o ventrículo esquerdo em 4 porções de igual espessura 3.O anel apical é dividido em região anterior e posterior 4.Número final de amostras é de, aproximadamente, 80, de 1-2 gramas cada uma Método (continuação)

10 Medições e Contagens: 1.Espectrómetro gama – medição da actividade do Thallium As amostras são mantidas durante uma semana na presença de alta tensão 3.Espectrómetro gama – medição da actividade do Nb e do Escândio Cálculo do Fluxo: Análise final por regressão linear Qm = Qr Cm / Cr

11 A tabela regista o fluxo sanguíneo durante o descanso, e durante o máximo fluxo sanguíneo em cada cão. Em cada cão havia amostras de miocárdio em que o fluxo sanguíneo era extremamente reduzido, até 0.10ml/min/g, ou seja, regiões em isquémia. Resultados

12 Resultados (continuação) Com estes dados é possível comparar a distribuição do tálio-201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio num grande leque de medições de fluxos sanguíneos em isquémia e não isquémia. Os gráficos seguintes mostram a relação entre a distribuição de tálio-201, e o fluxo sanguíneo no miocárdio durante a isquémia e o exercício na passadeira em cada cão.

13

14 Resultados(continuação) É bastante visível que em cada cão existe uma relação linear muito próxima entre a distribuição de tálio-201 e as medições directas do fluxo sanguíneo numa região do miocárdio. A análise por regressão linear mostra um coeficiente de correlação de 0.98 em alguns casos e de 0.99 nos restantes. A intercepção do eixo dos yy da actividade do tálio-201 é muito maior que zero, a média de intersecção é 0.10x10 6, com valores que variam de 0.061x10 6 a 0.178x10 6 contagens/min/gm.

15 Resultados (continuação) O gráfico mostra a actividade do tálio- 201 no sangue arterial como função do tempo após a injecção. A actividade do tálio-201 decresce como uma função exponencial. Cinco minutos após a injecção do tálio-201, e imediatamente antes do sacrifício dos cães, a actividade no sangue arterial diminuiu aproximadamente 10 vezes.

16 Estudos anteriores: Fluxo sanguíneo dentro dos valores de controlo Relação linear próxima entre a distribuição de tálio-201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio Fluxo sanguíneo acima dos valores de controlo A relação entre a distribuição do tálio-201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio, pode não ser linear Discussão

17 Discussão (continuação) Causas desta aparente dissociação quando há um aumento de fluxo: O aumento do fluxo sanguíneo pode ser resultado de efeitos vasomotores directos na vasculatura coronária; O aumento das exigências metabólicas: A combinação destes dois factores. O que é que provoca os efeitos vasomotores directos? Por exemplo a adenosina e o dipiramidol são vasodilatores potentes das coronárias que têm efeitos vasomotores directos na vascularização coronária. A infusão de adenosina pode aumentar 3 a 6 vezes o fluxo sanguíneo. Uma isquémia transitória do miocárdio também pode induzir um aumento máximo no fluxo sanguíneo.

18 Discussão (continuação) Maya and Cobb Estudaram a relação linear entre a distribuição de tálio-201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio, na presença de estenose da coronária e vasodilatação provocada por dipiridamol.

19 Discussão (continuação) Coffman and Gregg Isquémia transitória Grande estímulo para o fluxo sanguíneo coronário, sendo maior do que para a utilização de O 2 no miocárdio Exercício na passadeira Potente estímulo para o metabolismo do miocárdio. O fluxo sanguíneo pode aumentar 4 vezes nos cães durante o exercício

20 Discussão (continuação) Strauss et al. Isquémia transitória do miocárdio Observaram que a actividade do tálio-201 aumentava aproximadamente 60% em relação à actividade medida directamente pela técnica das microesferas. Aumento do fluxo sanguíneo

21 Discussão (continuação) Weich et al. Mediram a extracção de tálio-201 no miocárdio: Fluxo sanguíneo dentro dos valores de controlo 87% do tálio-201 era extraído do sangue durante a primeira Passagem pelo coração

22 Discussão (continuação) Weich et al. (Continuação) Fluxo sanguíneo acima dos valores de controlo Quando havia estimulação isquémica transitória ou injecção de adenosina a extracção de tálio-201 diminuía Pacing atrial/auricular A extracção de tálio-201 não varia

23 Discussão (continuação) Schwartz et al. E Pohost et al. Avaliaram a redistribuição precoce da actividade do tálio-201 para a região isquémica após o restauro do fluxo sanguíneo. Medição da actividade do tálio-201 no miocárdio em intervalos maiores, depois da injecção Pode não reflectir correctamente o Fluxo sanguíneo na altura da injecção Tanto em regiões em isquémia Como em regiões em não- isquémia

24 Discussão (continuação) Estudo presente O fluxo sanguíneo aumentava 3 a 7 vezes com o aumento acima dos valores de controlo; Existiam regiões de grande isquémia, onde o fluxo sanguíneo estava abaixo de 0,10 ml/min/g em cada um dos cães; Relação linear próxima entre a distribuição de tálio-201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio; A regressão linear mostra um coeficiente de correlação de 0.98 ou maior, em cada cão; Os animais foram sacrificados 5 minutos após a injecção de tálio-201.

25 Discussão (continuação) Estudo presente (Continuação) Esforço físico Aumento do fluxo sanguíneo 3 a 7 vezes A distribuição inicial de tálio-201 no miocárdio está linearmente relacionada com o fluxo sanguíneo no miocárdio, tanto em regiões em isquémia como em não-isquémia


Carregar ppt "Relação linear entre a distribuição de tálio 201 e o fluxo sanguíneo no miocárdio em isquémia e não isquémia durante o exercício Realizado por: Liliana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google