A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AUDIÊNCIA PÚBLICA TRIMESTRAL DAS AÇÕES E SERVIÇOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FLORIANÓPOLIS Em cumprimento à Lei Federal Nº 8.689/93, artigo 12.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AUDIÊNCIA PÚBLICA TRIMESTRAL DAS AÇÕES E SERVIÇOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FLORIANÓPOLIS Em cumprimento à Lei Federal Nº 8.689/93, artigo 12."— Transcrição da apresentação:

1 AUDIÊNCIA PÚBLICA TRIMESTRAL DAS AÇÕES E SERVIÇOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FLORIANÓPOLIS Em cumprimento à Lei Federal Nº 8.689/93, artigo 12 2º TRIMESTRE DE 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA DE SAÚDE CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE Outubro de 2010

2 Art O gestor do SUS em cada esfera de governo apresentará, trimestralmente, ao Conselho de Saúde correspondente e em Audiência Pública nas Câmaras de Vereadores e nas Assembléias Legislativas respectivas, para análise e ampla divulgação, relatório detalhado contendo, dentre outros, dados sobre o montante e a fonte de recursos aplicados, as auditorias concluídas ou iniciadas no período, bem como sobre a oferta e produção de serviços na rede assistencial própria, contratada ou conveniada. LEI DE 27 DE JULHO 1993

3 Perspectiva de trabalho da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis:

4 CRONOGRAMA PARA OS CONTEÚDOS DAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS DE 2010: 4º Trimestre de 2009 – Determinantes e Estado de Saúde 1º Trimestre de 2010 – Recursos e Serviços 2º Trimestre de 2010 – Integração e Responsividade 3º trimestre de 2010 – Engajamento Comunitário e Aprendizado e Crescimento do Colaborador

5 Sistema de Planejamento do SUS – PLANEJASUS INSTRUMENTOS BÁSICOS –Plano de Saúde - Plano de Saúde da SMS Florianópolis – –Programação Anual de Saúde –Relatório de Gestão Atuação contínua, articulada, integrada e solidária das três esfera de gestão do SUS

6 Objetivo: –As diversas áreas da secretaria precisam trabalhar articuladas; Processo de Elaboração da Programação Anual de Saúde da Secretaria de Saúde de Florianópolis – 2010 Fortalecimento da Rede de Saúde

7 Fortalecimento da Rede de Saúde de Florianópolis

8 Processo de Elaboração da Programação Anual de Saúde da Secretaria de Saúde de Florianópolis – 2010 Apresentação e discussão dos objetivos de cada Diretorias/Gerências da SMS / Distritos 171 objetivos 71 temas (Técnica de Análise de Conteúdo) 13 temas comuns a 3 ou mais Diretorias – a partir desses temas foram elaborados os objetivos

9 ObjetivosResponsáveis Efetivar a Política de Promoção à Saúde no MunicípioDaniel+Anselmo Incentivar a co-responsabilização da participação social no SUSMario+Cleusa Institucionalizar os fluxos de maneira integrada entre os diversos serviços da sms e suas interfaces Karin Promover a integração intra e intersetorialMario+Eleudemar Efetivar a descentralização do Sistema de Saúde do MunicípioDaniel+Sênen+Anselmo Efetivar legalmente e administrativamente os Distritos de Saúde como território-processo no âmbito da SMS Daniel Otimizar os processos de comunicação e informação na SMSMario+Marcos Aurélio Geremias+Carlos Eduardo Expandir a rede de saúde de forma racional e sustentávelEleudemar+Daniel+Karin Institucionalizar o planejamento estratégico ascendente e participativoMario+Daniel Criar um mecanismo de gestão participativa e representativa dos recursos financeiros da SMSEleudemar Fomentar a criação de política de recursos materiais para SMS.Eleudemar+Claudete Institucionalizar a Política de Educação Permanente da SMSGerusa+Francisca+Janaina Fomentar a criação da política de RH para a SMSGerusa+Francisca+Janaina OBJETIVOS DA SECRETARIA DE SAÚDE FLORIANÓPOLIS

10 Como Executar e Divulgar?

11 O que é? Modelo de avaliação e performance organizacional, compostos por: –Objetivos –Líderes –Indicadores –Metas –Ações Balanceados por algumas perspectivas Niven PR. Balanced Scorecard. Passo-a-Passo. Quaitymark Balanced Scorecard

12 Alguns Sistemas de Saúde que utilizam o BSC : –Canadá; –Austrália; –Inglaterra; –Minas Gerais Balanced Scorecard

13 Juntando-se à lista: Balanced Scorecard

14 Oficina para Elaboração das Ações da PAS e 24 de fevereiro Cerca de 75 participantes: Todos os Diretores e representantes das diversas Áreas da Secretaria, Diretores e técnicos dos Distritos Sanitários; Divisão dos Objetivos em 5 grupos para elaboração das ações; Apresentação no grande grupo; Avaliação de todo o processo – discussão no pequeno grupo e apresentação para todos os participantes.

15 Compilação do Processo da Programação Anual de Saúde da SMS Florianópolis Execução do Planejado (PDCA)

16 Relatório Mensal de Gestão da Programação Anual de Saúde

17

18 Qual sua finalidade? Niven PR. Balanced Scorecard. Passo-a-Passo. Quaitymark Um sistema de medição? Um sistema de Gerenciamento Estratégico? Uma ferramenta de comunicação? Traduz a estratégia em indicadores e metas Permite o acompanhamento da execução da estratégia Informa a toda a instituição quais são os objetivos organizacionais Balanced Scorecard

19 Planeja (P) Executa (D) Avalia (C) Atua (A) Balanced Scorecard X PDCA Inicial Atual 11x

20 INDICADORES PARA ACOMPANHAMENTO DA PAS 2010 DA SECRETARIA DE SAÚDE DE FLORIANPÓPOLIS

21 OBJETIVO META Situação Atual Cumprimento da Meta Perspectiva do BSC Representações Gráficas Meta Alcançada ou Ultrapassada Meta com Baixo risco de não ser alcançada Meta com Alto Risco de não ser alcançada

22 Determinantes e Estado de Saúde Efetivar a Política de Promoção à Saúde no Município 42,2% das Responsabilidades da esfera de gestão municipal, determinadas pela PNPS Meta 57,89% Situação Atual Cumprimento da Meta Objetivo Meta ULTRAPASSADA Das 19 responsabilidades cumprimos 11

23 Engajamento Comunitário Incentivar a co- responsabilização da participação social no SUS Aumentar a cobertura dos Conselhos Locais de Saúde de 50% para 60% Meta 50% Situação Atual Cumprimento da meta Conselhos Locais de Saúde em Formação: DSCentro – CS Prainha - DSSUL – CS Ribeirão da Ilha DSLeste – CS Costa da Lagoa, Canto da Lagoa e Itacorubi DSContinente – Monte Cristo, Vila Aparecida e Coloninha Vargem Pequena Objetivo Meta com Baixo risco de Não ser Alcançada

24 Integração e Responsividade Institucionalizar os fluxos de maneira integrada entre os diversos serviços da SMS e suas interfaces 71,43% das Gerências e Diretorias com o Regimento Interno Revisto 1ª Meta Fluxos sendo elaborados Situação Atual Cumprimento da meta Aumentar o n° de Protocolos/Normativas instituídos na SMS de 1 para 7 0% Situação Atual Cumprimento da Meta Objetivo Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada Protocolo da Assfar Ginecologia Cirúrgica, Urologia, Fisioterapia, Endocrinologia, Nefrologia, Ultrassonografia, Infectologia e Cardiologia Meta com Alto Risco de não ser Alcançada São 32 Diretorias e Gerências Está sendo descrito as competências dos Distritos Sanitários

25 Integração e Responsividade Promover a integração intra e intersetorial Aumentar o número de parceiros formais da SMS com outras instituições de 14 para 17 Meta 15 Situação Atual Cumprimento da Meta Lar Recanto da Esperança Objetivo Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada

26 Integração e Responsividade Efetivar legalmente e administrativamente os Distritos de Saúde como território-processo no âmbito da SMS 1 Lei Efetivando o Distrito Sanitário Meta Lei elaborada, sendo analisada pela Assessoria Jurídica Situação Atual Cumprimento da Meta Lei da reforma administrativa - reorganização do organograma Lei Orgânica da Saúde de Florianópolis Objetivo Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada

27 Integração e Responsividade Otimizar os processos de comunicação e informação na SMS Implantar um Sistema de envio e resposta de Comunicações Internas (Cis) pela Intranet Meta Sistema criado Situação Atual Cumprimento da Meta Objetivo Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada

28 Recursos e Serviços Expandir a rede de saúde de forma racional e sustentável Adequar de 76 para 81,3% a cobertura da ESF (1/2500 p/ área de interesse social e 1/3500 pessoas p/ área comum) Metas Situação Atual Cumprimento da Meta Manter em 98% o nº de Unidades de Pronto Atendimento por população Objetivo Adequar de 94,54% para 100% o nº de especialistas por população 81,3 % Meta Alcançada 98% Meta Alcançada LÍDERES: Daniel, Eleudemar, Evelyn e Karin 83,2 Meta com Alto Risco de não ser Alcançada

29 Recursos e Serviços Institucionalizar o planejamento estratégico ascendente e participativo Aumentar de 1,5% para 14,71% as Unidades de Saúde com Plano Anual Meta 5,88% Situação Atual Cumprimento da Meta Objetivo LÍDERES: Mário Bastos e Daniel Planejamento finalizado dos CS: Prainha, Lagoa e Rio Vermelho Em andamento: CS Morro das Pedras e Morro da Caixa Meta com Alto Risco de Não ser Alcançada

30 Criar um mecanismo de gestão participativa e representativa dos recursos financeiros da SMS 1 Grupo de elaboração da peça orçamentária Meta Grupo Instituído Situação Atual Cumprimento da Meta Objetivo Meta Alcançada LÍDER: Eleudemar Recursos e Serviços

31 Aprendizado e Crescimento do Colaborador Criar a Política de Educação Permanente da SMS 1 Política de Educação Permanente da SMS criada Meta 50% Situação Atual Cumprimento da Meta Objetivo LÍDERES: Francisca, Gerusa e Tatiane Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada

32 Fomentar a criação da política de RH para a SMS 1 Política de Recursos Humanos Regulamentada Elaborada Meta 0% Situação Atual Cumprimento da Meta Objetivo Meta com Alto Risco de Não ser Alcançada Aprendizado e Crescimento do Colaborador LÍDER: Tatiane

33 Meta Alcançada ou Ultrapassada Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada Meta com Alto Risco de não ser Alcançada 14 Indicadores 28,6% 4 Indicadores 42,8% 6 Indicadores 28,6% 4 Indicadores Avaliação Geral do Alcance das Metas da Secretaria de Saúde

34 Capilarização Metodologia: PAS das Unidades de Saúde Colabora dores das Unidades de Saúde PAS dos Distritos Sanitários Coord. de Unidade de Saúde PAS das Diretorias Diretores de Distrito Aprimoramento da Metodologia

35 Distrito Sanitário Leste Distrito Sanitário Sul Distrito Sanitário Norte Distrito Sanitário Centro Distrito Sanitário Continente

36 Distrito Sanitário Centro Meta Alcançada ou Ultrapassada Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada Meta com Alto Risco de não ser Alcançada 12 Indicadores 66,7% 8 Indicadores 33,3% 4 Indicadores 0% 0 Indicadores Líderes dos Objetivos: Flávia Fernanda Norma Selma Olindina Carmem Finalizada PAS Distrito Centro

37 Distrito Sanitário Continente Meta Alcançada ou Ultrapassada 13 = 11 Indicadores 2 só serão medidos no final do ano 9,1% 1 Indicadores 72,7% 8 Indicadores 18,2% 2 Indicadores Líderes dos Objetivos: Elizimara Juliana Osmar André Alessandra Finalizada PAS Distrito Continente Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada Meta com Alto Risco de não ser Alcançada

38 Distrito Sanitário Leste Meta Alcançada ou Ultrapassada 9 Indicadores 22,2% 2 Indicadores 77,8% 7 Indicadores 0% 0 Indicadores Líderes dos Objetivos: Ana Jacqueline Solange Finalizada PAS Distrito Continente Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada Meta com Alto Risco de não ser Alcançada

39 Distrito Sanitário Norte Meta Alcançada ou Ultrapassada 14 Indicadores 50% 7 Indicadores 50% 7 Indicadores 0% 0 Indicadores Líderes dos Objetivos: Mariza Carla Luciane Caroline Daniela Finalizada PAS Distrito Continente Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada Meta com Alto Risco de não ser Alcançada

40 Distrito Sanitário Sul Meta Alcançada ou Ultrapassada 13 = 10 Indicadores 3 indicadores estão sendo revistos 30% 3 Indicadores 60% 6 Indicadores 10% 1 Indicadores Líderes dos Objetivos: Santoro Deise Sandra Sabrina Neuza Finalizada PAS Distrito Continente Meta com Baixo Risco de Não ser Alcançada Meta com Alto Risco de não ser Alcançada

41 Programação Anual de Saúde Unidades Piloto Distrito Sanitário Sul Morro das Pedras Distrito Sanitário Norte CS RIO VERMELHO Distrito Sanitário Centro PRAINHA Distrito Sanitário Leste Lagoa Distrito Sanitário Continente Morro da Caixa

42 Despesas Liquidadas – 2º Trimestre R$ ,00

43 Pessoal e Encargos – Pessoal, encargos previdenciários (fundo de previdência, INSS, FGTS). Auxílio alimentação, auxílio combustível, vale transporte e pessoal terceirizado (limpeza e vigilância) Despesas Liquidadas – 2º Trimestre R$ ,00

44 Materiais de Consumo – Materiais de higiene, odontológicos, enfermagem, expediente, vestuário, combustíveis e lubrificantes, peças de veículos e outros Despesas Liquidadas – 2º Trimestre R$ ,00

45 Medicamentos – Dispensação de medicamentos aos usuários do sistema de saúde e fórmulas infantis Despesas Liquidadas – 2º Trimestre R$ ,00

46 Contratualização dos Serviços de Saúde – Exames e consultas especializadas Despesas Liquidadas – 2º Trimestre R$ ,00

47 Contratos de Prestação de Serviços – Energia elétrica, telefonia móvel e fixa, aluguéis, entrega de correspondências, manutenção predial, manut. de equipamentos clínicos, manut. de veículos, manut. do sistema de informatização, campanhas educativas e informativas e outros

48 Outros - Diárias, passagens, convênios com entidades (Aflov, Aflodef, Gapa, Acic, Lar Recanto do Carinho, Apae, Cantinho da Amizade, Seed, Serte, Rede Feminina de Combate ao Câncer e Sociedade Alpha Gente) Despesas Liquidadas – 2º Trimestre R$ ,00

49 Investimentos – Elaboração de projetos, construções, reformas e ampliações de unidades de saúde e seus mobiliários e equipamentos Despesas Liquidadas – 2º Trimestre R$ ,00

50 OBRIGADA!!!! Diretoria de Planejamento, Informação e Captação de Recurso Gerência de Planos, Metas e Políticas de Saúde


Carregar ppt "AUDIÊNCIA PÚBLICA TRIMESTRAL DAS AÇÕES E SERVIÇOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FLORIANÓPOLIS Em cumprimento à Lei Federal Nº 8.689/93, artigo 12."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google