A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO: DESAFIOS NO COTIDIANO DOS PROFESSORES Regina Maria Simões Puccinelli Tancredi DME/PPGE-UFSCar PPGEAHC-MACKENZIE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO: DESAFIOS NO COTIDIANO DOS PROFESSORES Regina Maria Simões Puccinelli Tancredi DME/PPGE-UFSCar PPGEAHC-MACKENZIE."— Transcrição da apresentação:

1 1 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO: DESAFIOS NO COTIDIANO DOS PROFESSORES Regina Maria Simões Puccinelli Tancredi DME/PPGE-UFSCar PPGEAHC-MACKENZIE 15/06/09

2 2 Avaliação, o que é?

3 3 AVALIAÇÃO AVAL I AÇÃO AVAL + AÇÃO AVAL: garantia pessoal AÇÃO: física, intelectual, moral.... AVAL da AÇÃO Ação de quem: dos professores? dos alunos ?

4 4 Geralmente... Função da avaliação na escola: confirmar a aprendizagem (o conhecimento!) dos alunos -(ou desconhecimento?) (e dos professores?!...) - com o uso de instrumentos legítimos (ainda mais geralmente..., as provas)

5 5 Conclusão 1: Avaliar a aprendizagem é tarefa inerente ao trabalho docente Questão 1: Avaliar o ensino, é tarefa de quem?

6 6 Pensando na avaliação da aprendizagem: questões de 2 a... O que foi aprendido? Quem aprendeu?

7 7 Quem aprendeu o quê? O que ele(s) AINDA não aprendeu(ram)?

8 8 Mais uma série de questões inquietantes: Como sei que meu aluno aprendeu? Como aprende um aluno adulto? Como aprende um professor? Como nós, professores, aprendemos a avaliar o que um aluno adulto aprendeu daquilo que nós pretendíamos ensinar? Que conhecimentos são necessários para um professor ensinar os alunos de modo que eles aprendam? OU: Que conhecimentos são necessários para um professor ensinar os alunos a aprenderem?

9 9 Adultos: indivíduos independentes, auto-direcionados; capazes de assumir responsabilidades; têm consciência crítica e consciência ingênua As diferenças individuais aumentam com a idade. Sugestão: NÓVOA, A.; CANÁRIO, R. Educação de adultos: um campo e uma problemática. Lisboa, Educa, PLACCO, VMMS; SOUZA, VLT. Aprendizagem do adulto professor. Rio de Janeiro, Loyola, sd

10 10 Aprendizagens de pessoas adultas: -As motivações para aprender partem de um interesse ou necessidade - As motivações internas (uma promoção, realização, aplicação de conhecimentos recém aprendidos...) são mais fortes do que as externas (notas em provas...). -Voltam-se mais para o prático mais do que para o teórico: aprendizagens úteis na vida social e profissional - Têm interesse reduzido por conhecimentos úteis em um futuro distante; esperam uma imediata aplicação prática do que aprendem -Preferem aprender para resolver problemas e desafios, mais do que simplesmente para conhecer um assunto -As experiências de vida são fundamentais e precisam se compartilhadas

11 11 BASE DE CONHECIMENTO PARA O ENSINO Shulman, L.Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 2, p SHULMAN, L. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review nº 1, v.57, p

12 12 BASE DE CONHECIMENTO PARA O ENSINO Conhecimento do conteúdo específico Conhecimento do conteúdo pedagógico Conhecimento pedagógico do conteúdo Outros tipos de conhecimento – Conhecimento da grade curricular – Conhecimento dos objetivos educacionais – Conhecimento de outros conteúdos – Conhecimento dos alunos –Conhecimento de metáforas, exemplos (...)

13 13 O PROCESSO DE RACIOCÍNIO PEDAGÓGICO DOS PROFESSORES WILSON, S. M.; SHULMAN, L. S.; RICHERT, A. E. 150 ways of knowing: representations of knowledge in teaching. In: CALDERHEAD, J. (org.) Exploring teachers thinking. Sussex: Holt, Rinehart & Winston, 1987, p

14 14 COMPREENSÃO TRANSFORMAÇÃO APLICAÇÃO AVALIAÇÃO NOVA COMPREENSÃO REFLEXÃO

15 15 A AVALIAÇÃO - na perspectiva indicada – REFLEXÃO - intencional, sistemática, fundamentada – antes, durante, depois da ação ( Schön, D. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000)

16 16 A sistemática da avaliação na UFSCar no contexto da base de conhecimento, do processo de raciocínio pedagógico e da reflexão...

17 17 Avaliação é: parte integrante e indissociável do ato educativo e deve vincular-se, necessariamente, ao processo de ação- reflexão-ação, que compreende o ensinar e o aprender nas disciplinas/atividades curriculares dos cursos (...) (art 1º). UFSCar: Portaria GR522/06

18 18 Funções da Avaliação (art 2º.) diagnosticar o conhecimento dos estudantes, suas atitudes, seus interesses e necessidades detectar dificuldades/entraves na aprendizagem no momento em que ocorrem estabelecer planos imediatos de superação de dificuldades (replanejamento e recuperação)

19 19 FUNÇÕES DA AVALIAÇÃO para o professor (art 3º. – inciso I) Identificar o desempenho individual, em relação ao do grupo, ou o desempenho de um grupo como um todo Acompanhar a consecução dos objetivos específicos, a aprendizagem e o desenvolvimento dos alunos

20 20 Princípios da avaliação (art 4º.) 1.relação com os resultados de aprendizagem previamente definidos e explicitados nos respectivos Planos de Ensino, caracterizados como condutas discerníveis, que explicitem a aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de competências / habilidades / atitudes / valores (indicados no perfil do aluno de um determinado curso) 2. coerência com o ensino planejado e desenvolvido e com as condições criadas para a aprendizagem dos estudantes. 3. geração, produção e interpretações de dados sobre a aprendizagem dos estudantes ao longo do processo de ensino

21 21 DIMENSÕES A SEREM AVALIADAS ZABALA: conteúdos factuais, conceituais, procedimentais, atitudinais (ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre, ARtmed, 1998) GUIMARÃES: competências pessoais, relacionais, cognitivas, produtivas (GUIMARÃES, M.I. Avaliação como Oportunidade de Aprendizagem. Disponível em: BLOOM: domínio cognitivo, afetivo, psicomotor BLOOM, B.; KRATHWOHL, D.R; MASIA, B.B. Taxonomia de objetivos educacionais, Porto Alegre, Globo, 1979.

22 22 Categorias do domínio cognitivo - Conhecimento (definir, listar, relatar...) –Compreensão (traduzir, discutir, explicar...) –Aplicação (resolver, empregar, ilustrar...) –Análise (distinguir, criticar, categorizar...) –Síntese (reunir, formular, sintetizar...) –Avaliação (julgar, decidir, questionar...)

23 23 DIMENSÕES A SEREM AVALIADAS na UFSCar: Conhecimentos Procedimentos Competências Habilidades Atitudes Necessidades Valores

24 24 Portaria GR 522/06 – art 7º. Os instrumentos de avaliação podem ser os mais variados, adequando-se à(s): legislação e normas vigentes, especificidades das disciplinas/atividades, funções atribuídas à avaliação nos diferentes momentos do processo ensino-aprendizagem

25 25 Ações e instrumentos para avaliar Ações Observar Intervir e questionar Registrar Dar feedback Instrumentos Provas escritas / orais Provas dissertativas / objetivas Casos (análise e elaboração) Escala de atitude Questionários Pesquisas teóricas / de campo Narrativas Diários Portfólios

26 26 AVALIAÇÃO: etapas de um processo determinar os conteúdos (em todos os domínios – conceituais, procedimentais, atitudinais...) elaborar os objetivos específicos estabelecer as condições para a avaliação selecionar os procedimentos/instrumentos elaborar quadro de especificações elaborar o instrumento em função das etapas estabelecidas e do ensino realizado elaborar quadros orientadores (do estudo e da auto- avaliação) elaborar os critérios de correção aplicar o instrumento realizar a correção (em função dos critérios) analisar os resultados em função dos critérios,

27 27 Ficha de acompanhamento individual ObjetivosIndicadoresFreqüên- cia Observações Sociabili- dade Aceitar trabalhar com os colegas Participar de grupos, dando contribuições Colaborar com os colegas nos trabalhos de classe Organiza- ção Trazer material solicitado Entregar as tarefas no prazo Completar tarefas pendentes

28 28 Tabela de especificações ATITUDESAluno 1Aluno 2Aluno3 Colaboração Ética Participação

29 29 Tabela de especificações (para elaboração de provas) Conteúdo (Objetivos) Conhe- cimento Compreen- são AnáliseTotal Mendelismo 1113 Evolução 1113 Reprodução 1124 Total33410

30 30 TABELA ORIENTADORA (para orientação dos alunos) Nessa prova você deve ser capaz de... (objetivos específicos) ConseguiuNão conseguiu Observações


Carregar ppt "1 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E DO ENSINO: DESAFIOS NO COTIDIANO DOS PROFESSORES Regina Maria Simões Puccinelli Tancredi DME/PPGE-UFSCar PPGEAHC-MACKENZIE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google