A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Educação Continuada à Distância, um Estudo de Caso Mestrando: Vanderley Flor da Rosa Orientador: Prof. Dr. Dilvan de Abreu Moreira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Educação Continuada à Distância, um Estudo de Caso Mestrando: Vanderley Flor da Rosa Orientador: Prof. Dr. Dilvan de Abreu Moreira."— Transcrição da apresentação:

1 Educação Continuada à Distância, um Estudo de Caso Mestrando: Vanderley Flor da Rosa Orientador: Prof. Dr. Dilvan de Abreu Moreira

2 A Implementação do Curso Grupo desenvolve cursos on-line Objetivo: implantar um Curso de extensão lato sensu à distância: –Distributed Programing Using Java Coleta de dados e análise do Curso Educação continuada à distância via Internet

3 Pré Requisito: –Conhecimento de Inglês –Não ser iniciante em Informática –Profissionais de computação e engenharia –Pessoal com nível superior Inscrição: –Cadastramento no site: Informações pessoais Compromisso de concluir, no caso de aceitação Carga Horária: –Administrada pelo aluno –Para efeito de certificação: 30 horas (curso total)

4 Duração do curso: 4 meses Metodologia: –Trabalhos necessariamente em grupo (3 pessoas) –Calendário de estudo sugerido –Interação com os participantes e com os organizadores –Cada grupo responsável por um Assignment –Grupo administra forma ideal de comunicação –Cada Assignment (total de 2) um Review –Debate acerca dos Assignments e respectivos Review –Alunos que entregaram no mínimo 1 assignment aptos para o Test final –Test final presencial

5 Assignment: –Trabalhos em grupo –Cada grupo selecionou tópico a partir de uma lista; cada tema de projeto pode ser feito por um ou mais grupos –Resultados foram postados no site do curso disponíveis para visitação –Trabalho passível de revisão por outro grupo (review) –Seções de debate a seu respeito com a participação aberta a todos Test: –Avaliação final presencial ao final do Curso

6 Review –Revisão de um projeto de um outro grupo –Idéia surgiu de experiências presenciais no ICMC –Crítica, correção e pareceres sobre os assignments –Indução da troca de experiências –Forma de promover a interação entre todos os participantes (motivação participativa (Demo, 1998)) –Meio de promoção de aprendizado diferenciado (forma e conteúdo) – cada grupo: assignment e review –Política de designação de reviews pseudo-randômica: grupo não revisar seu revisor, tema diferente de seu assignment

7 Histórico: –Período oficial: setembro/2000 – dezembro/2000 –Divulgação: Cadastro prévio de interessados Listas na Internet 2 eventos: –COMDEX/SUCESU São Paulo-SP –4th International Conference on Technology, Police and Innovations - Curitiba-PR Características do Curso –Alunos seguiam uma pauta de estudos sugerida –Dúvidas resolvidas de forma assíncrona ( e NewsGroup) e síncrona (seções de chat) –Curso inteiramente disponibilizado Pauta de estudos Disponível mesmo para não cadastrados

8 Características do Curso –Curso espelhado em outro servidor: minimizar problemas de acesso –Curso foi experimental, participantes cientes –Alunos colaboraram com críticas e sugestões –Foram realizadas análises do curso e do comportamento dos participantes –Resultados: úteis para: educação, computação, psicologia, etc. –Experiência: know-how para outros experimentos

9 Educação à Distância Início de milênio: profundas mudanças Variedade de tendências educacionais Variedade de ferramentas no ensino a distância Necessidade de projetos que contemplem o uso cooperativo Internet: nova sociedade –Política, econômica, ideológica. –EaD: novas mídias, novas tecnologias, interativa, cooperativa... Adequação de métodos ? ? ?

10 Educação Continuada Alunos (egressos): necessidade de constantes adequações Ambiente de rápidas mudanças Universidade: prover meios e soluções ao egresso – Objetivo: utilizando ferramentas desenvolvidas pelo grupo de pesquisa implantar e administrar um Curso à distância via Internet em nível de extensão universitária Coletar e analisar dados sobre seu andamento e sobre sua comunidade ativa de alunos

11 Educação a Distância Sistema de comunicação bidirecional Comunicação massiva Propicia aprendizagem autônoma Requer sistemas organizacionaisespeciais (enfoque tecnológico) Separação professor-aluno Educação à distância é uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados (Diário Oficial da União) Educação de qualidade para todos (será)

12 EaD - Histórico Dos correios ao uso de satélites Das epístolas do Apóstolo S. Paulo na Bíblia até a Internet Classificação (gerações): –Textual: textos impressos (até 1960) –Analógica: textual + multimídia (entre as décadas de 60 e 80) –Digital:interatividade, longa amplitude de acesso, popularização das redes e Internet (atual geração)

13 EaD: Paralelo Presencial X à Distância –Alunos heterogêneos e autônomos –Docentes: suporte e orientação –Comunicação e recursos: uso de multi- meios –Estrutura e administração: muitos alunos por curso / menores custos Planejamento e avaliação (do aluno e do programa) diferentes

14 EaD – Pontos Positivos –Amplia possibilidade de acesso –Grande números de alunos atendidos ao mesmo tempo –Custo potencialmente reduzido –Permanência do aluno em seu ambiente (profissional, familiar, cultural) –Rigidez flexibilizada: para questões como: onde estudar? quando estudar? em qual velocidade estudar?

15 EaD – Pontos Negativos –Limitações em alcançar os objetivos de socialização –Risco de homogeneidade e massificação –Na tentativa de se alcançar a muitos, têm- se muitos abandonos –Serviços administrativos geralmente mais complexos –Aluno deve ter características de auto- didata

16 Auto-Aprendizagem - características –Aluno é responsável pelo próprio aprendizado –Determina como e quando estudar –Aloca tempo para atividades importantes –Acompanha seu próprio aprendizado –Diagnostica fraquezas –Procura ajuda quando necessário –Estabelece metas realísticas –Recebe as notas que esperam –Compreende a relação entre ação e desempenho

17 EaD – considerações finais Esta modalidade pode sugerir facilidades irresponsáveis Cursos: –devem ter metas realísticas que os estudantes consigam atingir –devem estabelecer práticas colaborativas necessárias para a negociação com problemas complexos –problemas semelhantes aos quais os estudantes irão se confrontar ao longo de suas carreiras. Estudantes: –devem se engajar em um aprendizado autônomo.

18 Computadores na Educação Caráter construcionista: –Interação com o computador –Não é uma simples transmissão de conhecimento construção –Ênfase na aprendizagem, não destaca somente ao ensino –Prepara o aluno para uma sociedade baseada no conhecimento –CAL, CBT, CAI, CMI, CMC

19 Tecnologias disponíveis –Material impresso –CDs – –Chat –WWW –Telefone, rádio, vídeo –TVs instrucionais –Listservers –NewsServers

20 Produção Científica - ICMC –Algumas principais produções –Retratam parte do pensamento registrado –Pesquisas refletem os avanços obtidos –Conceitos levados em consideração: autoria, cooperação, avaliação, disponibilização de materiais, etc. EHDM - Educational Hiperdocuments Design Method StudyConf HyDTS HyperBuilder, QuestBuilder e TaskBuilderHyperBuilder, QuestBuilder e TaskBuilder SASHE...

21 Projetos de outras instituições: WebCT AulaNet Classroom –Projeto do Georgia Institute of Technology –Infra-estrutura de uma sala de aula –com aplicações cliente-servidor, gravam automaticamente o conteúdo capturado de uma aula –Dispositivos de captura e disponibilização de documentos multimídia (áudio, vídeo e anotações em uma lousa eletrônica) na WEB

22 Projetos brasileiros (dentre outros) –Universidade Federal de Santa Catarina Mestrado e Doutorado em Engenharia de Produção –Faculdade Carioca Graduação em: Informática, Administração, Economia, Ciências Contábeis, Comunicação Social, Desenho Industria, Matemática e Letras –Escola do Futuro da Universidade de São Paulo (USP) Oferece vários cursos como: Astronomia, Tratamento de Imagens e Atualização de Professores de 1º e 2º graus –Outros: Projetos brasileiros Nível mundial

23 Trabalho em grupo na Internet Internet –Viabiliza a comunicação –Permite a transmissão de textos, arquivos, imagens e sons –É interativa e potencialmente cooperativa –Permite: comunicar, produzir, cooperar, aprender, interagir –HTTP, FTP, HTML... –Possibilita altos índices de interação e cooperação –Solução de baixo custo e longo alcance para programas de treinamento a distância

24 Trabalho em grupo na Internet No Curso: trabalhos em grupos de 3 pessoas Dinâmica: diferente do modo presencial Diversidade de pensamentos Fases: –Formação, apreciação, controle, decisão, tensão, integração Indivíduo (e grupo): agente do próprio conhecimento Debate como estratégia de ensino (peer review) Objetivo: crescimento pessoal e coletivo

25 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Cursos na Internet (tarefas) –Autoria –Disponibilização –Comunicação –Gerenciamento * Deve ser independente do ambiente Prover recursos de interação Professor deve poder criar material didático com os recursos que quiser Orientado a atividades (postadas no site), utilizadas para avaliação dos trabalhos Deve facilitar o trabalho administrativo do professor

26 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Ferramentas visam automatizar a tarefa de gerenciamento de cursos no ambiente WWW Reserva espaços no disco para acomodação dos trabalhos a serem postados Criam entradas na base de dados para gerenciamento Serviços: –informes sobre calendário, programa e conteúdo das aulas, bibliografia, ferramentas administrativas e de apoio:News Groups, FTP –Atividades: Assignments, Reports, Tests.

27 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para informações sobre o curso a ser gerenciado

28 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para a definição das atividades para o curso

29 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para definição de uma atividade assignment

30 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para definição de conceitos e valores de seus limites

31 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface associação a uma turma

32 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para cadastro do estudante interessado

33 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para seleção de candidatos

34 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para transferência de arquivos via applet

35 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para formação de grupos de trabalho

36 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para alteração de senha

37 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Informações dos estudantes

38 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Informações dos grupos

39 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para manipulação dos reviews

40 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para alteração de notas dos grupos

41 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Interface para alteração de notas dos estudantes

42 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Uso à distância (não presencial) Detecção e correção de bugs Verificação da usabilidade (do ponto de vista do usuário) –Os usuários estão conseguindo usar ? »(com um mínimo de ajuda) –São suficientes para o gerenciamento »É necessário intervir manualmente nos diretórios ou na base de dados ? Depuração

43 WebCoM - Ferramentas para Gerenciamento de Cursos na Internet Avaliação do WebCoM Corretitude: 8,5 Confiabilidade: 8,1 Eficiência: 8,6 Integridade: 9,2 Usabilidade: 8,3 Acurácia: 8,5 Eficiência de execução: 7,1 Generalidade: 8,5 Instrumentação: 7,4 Operabilidade: 9,2 Segurança: 9,4 Treinamento: 7,2 Desempenho: 7,0

44 Dados Coletados Ficha de avaliação do Webcom Fichas dos alunos que oficialmente desistiram (5) Fichas dos alunos que NÃO fizeram a prova presencial (10) Fichas dos alunos que fizeram a prova presencial (14) Contatos com alunos: e chat (100%)

45 Dados Coletados –Alguns resultados esperados: (relação entre) Número de candidatos aos cursos com o número dos que efetivamente iniciaram o processo: –170 candidatos (abril/ )– 120 alunos iniciaram o curso Os que iniciaram com os que concluíram (os que foram certificados): –120 iniciaram – 13 foram certificados Os que estavam aptos para realizar a prova e foram certificados: –120 alunos iniciaram –58 ativos até à metade do Curso –33 montaram o segundo grupo –18 entregaram o 2º assignment, –14 compareceram para o teste –13 alunos foram aprovados e certificados

46 Dados Coletados Priorizados os alunos de nível universitário, público alvo deste projeto

47 Dados Coletados Existem distorções entre o tempo de estudo assumido e o efetivamente dispensado pelos alunos

48 Dados Coletados 2 horas: tempo curto

49 Dados Coletados Expectativa de aprendizado: fundamental na EaD

50 Dados Coletados Número expressivo dos que não se mobilizaram para entrega dos trabalhos

51 Dados Coletados Acerto na formação do grupo é fundamental Tarefas: somente em grupo Numero grande de membros apáticos

52 Dados Coletados Estratégia que pode trazer benfícios Difícil de se administrar na Internet

53 Dados Coletados Tempo não poderia figurar em primeiro lugar Combinação de fatores: causa problemas não administráveis

54 Dados Coletados Problemas com as ferramentas foram fácil e rapidamente resolvidos Problemas se misturaram com os problemas de acesso ao site do curso

55 Dados Coletados A grande maioria destaca a importância de uma retaguarda pedagógica

56 Dados Coletados Porém, a maioria (que terminou o curso) afirma não ter utilizado Os que desistiram...

57 Dados Coletados Apesar de todos problemas durante a jornada a maioria é categórica afirmando que participaria de outros programas similares

58 Dados Coletados Pontos Positivos: Todo material disponível desde o início Uso de peer review Gratuíto Flexibiliza a organização pessoal, horário Pontos Negativos: Membros dos grupos nem sempre engajados Dificuldade de comunicação entre membros Site lento Sugestões: Homeworks menores Aulas on-line Avaliação presencial distribuída pelo Brasil

59 Conclusões Explorados uma grande variedade de ângulos Comparação com curso semelhantes: resultados similares Resultados podem ser generalizados e considerados na oferta de programas semelhantes Objetivos gerais: –Implantar e administrar, coletar dados e analisar resultados Trabalho pioneiro, abre caminho para trabalhos similares

60 Conclusões Evasão: –Problema clássico, principalmente em EaD –Tentar minimizar sua abrangência Fatores externos negativos: –Fim de ano: excesso de atividades –Problemas de acesso ao site da USP Sugestão: –Liberação progressiva dos conteúdos (curiosidade) –Aulas on-line: manter aluno ligado –Diversificar mídias (material impresso, CDs, vídeo etc) –Trabalhos menores (reports): facilita acompanhamento

61 Conclusões Review –Merece destaque: aguça: interesse, senso crítico, atenção, curiosidade, auto-estima, interação, humildade, aprendizagem, etc. Futuros cursos: –Projeto piloto –Atenção aos materiais e às mídias –Avaliação diagnóstica (para agir em tempo) –Atenção com a regulamentação (nível médio, graduação, pós-graduação, extensão, etc.) –Análises qualitativa e quantitativa

62 Conclusões –De uma maneira geral, as escolas trabalham baseadas na pedagogia tradicional –Toda escola segue determinado paradigma –A Universidade deve: assumir uma linha progressista incentivar o aprendizado não formal se adequar às necessidades atuais e futuras de seus alunos Usar programas de educação continuada e a distância, Objetivos podem ser atingidos com o uso da Internet

63 Conclusões Sendo um curso essencialmente técnico da área de computação: –É apropriado para a Internet –Há interesse, demanda –Existe aprendizado do conteúdo –O aprendizado é importante –A certificação é importante

64 Conclusões EaD: –Contato presencial –Não substitui a figura do professor –Tendência que traz desafios e novos horizontes: À Universidade Ao aluno Ao egresso

65 Publicações –Paper apresentado na: 4ª International Conference on Technology, Policy and Inovation – Tópico: Learning and Knowledge Networks for Development – ago/ Curitiba-Pr. –Poster apresentado na COMDEX' Sucesu-SP, ago/2000 – São Paulo-SP –Poster apresentado na TELMED'2000 II Exp. e Cong. Int.Telemedicina, Tec. na Àrea Médica, Trein. e Ed. à Dist.- Harvard Medical International - Nov/2000 -São Paulo-Sp

66 ?


Carregar ppt "Educação Continuada à Distância, um Estudo de Caso Mestrando: Vanderley Flor da Rosa Orientador: Prof. Dr. Dilvan de Abreu Moreira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google