A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Teoria Geral da Administração I Escola Clássica à Escola Contingencial Anotações de Aulas Prof Paulo Lot Jr.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Teoria Geral da Administração I Escola Clássica à Escola Contingencial Anotações de Aulas Prof Paulo Lot Jr."— Transcrição da apresentação:

1 Teoria Geral da Administração I Escola Clássica à Escola Contingencial Anotações de Aulas Prof Paulo Lot Jr

2 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 1 Escola Clássica Taylor e Fayol Método científico e racional na administração Caráter descritivo, prescritivo e normativo Estrutura formal – único caminho viável para eficiência Divisão do trabalho Supervisão funcional Funções da empresa técnica, comercial, financeira, segurança, contábil e administrativa Funções do administrador planejar, organizar, comandar, coordenar e controlar Departamentalização

3 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 2 Escola Clássica Eficiência Unidade de comando – autoridade única Autoridade versus Responsabilidade Responsabilidade é uma conseqüência natural da autoridade Linha (comando) versus Staff (aconselhamento) Falhas: Extremamente mecanicista Abordagem incompleta da organização Organização como um sistema fechado

4 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 3 Escola das Relações Humanas Mayo (Experiência de Hawthorne) Trabalho só tem sentido enquanto existe atividade grupal Recompensas e sanções do grupo social têm maior influência que as provenientes da estrutura formal Maior especialização do trabalho pode conduzir à monotonia e não necessariamente à eficiência Falhas: Visão inadequada dos problemas de relações industriais Parcialidade nas conclusões Concepção ingênua e romântica do operário Ênfase demasiada nos grupos informais

5 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 4 Escola Comportamental Maslow & McGregor Cooperação entre empresários, empregados e clientes Alcançar objetivos individuais dirigindo esforços grupais para os objetivos da organização Escala motivacional – Cada indivíduo atua de forma particular e única Estilo participativo de liderança Autocontrole em oposição ao autoritarismo Une as duas escolas anteriores

6 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 5 Escola Estruturalista Max Weber Inter-organizacional A Organização é composta por estruturas menores Homem organizacional Tratamento do conflito Clássica: identidade de interesses (desconhece conflito) Relações Humanas: harmonia via compreensão Comportamental: resolve por integração de necessidades Estruturalista: processo social, inerente às relações de produção Burocracia Racionalidade, precisão, rapidez, uniformidade, continuidade, constância, subordinação, confiabilidade Abre caminho para a Teoria Geral dos Sistemas

7 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 6 Escola Sistêmica Modelo mecânico – inspirado na Física Modelo orgânico – inspirado na Biologia Modelo sistêmico – Novo enfoque Sistema é um conjunto de partes interagentes e interdependentes que, conjuntamente, formam um todo unitário com determinado objetivo e efetuam determinada função. (OLIVEIRA, Djalma P. R. Sistemas, Organização & Métodos. São Paulo: Atlas, 2002)

8 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 7 Sistemas – Aspectos básicos Objetivos Entradas Processo de transformação Saídas Controles e avaliações Retroalimentação Feedback Ambiente do sistema Conjunto de fatores que não pertencem ao sistema, mas: Qualquer alteração nos fatores externos pode influenciar o sistema Qualquer alteração no sistema pode influenciar os fatores externos Ambiente do sistema Objetivos Processo de transformação EntradasSaídas Controles e Avaliações Retroalimentação (OLIVEIRA, Djalma P. R )

9 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 8 Classificação quanto à interação Sistemas fechados Sem intercâmbio com o ambiente externo Não existem sistemas totalmente fechados Saídas invariáveis Sistemas abertos (dinâmicos) Têm intercâmbio com o ambiente externo São influenciados e influenciam o ambiente pelas entradas e saídas Adaptam-se para sobreviver

10 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 9 Podemos classificar os sistemas segundo sua hierarquia: Sistema O que se está estudando no momento Subsistema As partes identificadas que integram o sistema Supersistema (ecossistema) O todo, o sistema é parte dele Hierarquia de Sistemas Supersistema (ecossistema) Sistema Subsistema (OLIVEIRA, Djalma P. R )

11 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 10 Sistemas e a Organização Organizações são classificadas como sistemas abertos Eqüifinalidade Entropia negativa Homeostase versus heterostase Informação como meio de ordenação Adaptações da organização Ambiente – Ambiente Ambiente – Sistema Sistema – Ambiente Sistema – Sistema

12 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 11 Escola Contingencial A palavra Contingência significa algo incerto ou eventual, que pode suceder ou não. Abordagem Contingencial salienta que não se atinge a eficácia organizacional seguindo um único e exclusivo modelo organizacional, ou seja, não existe uma forma única que seja melhor para organizar no sentido de alcançar os objetivos altamente variados das organizações dentro de um ambiente também altamente variado. Os estudos atuais sobre as organizações complexas levaram a uma nova perspectiva teórica: a estrutura de uma organização e seu funcionamento são dependentes da interface com o ambiente externo.

13 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 12 Escola Contingencial A mais notável contribuição dos autores da abordagem contingencial está na identificação das variáveis que produzem maior impacto sobre a organização, como ambiente e tecnologia, para então predizer as diferenças na estrutura e no funcionamento das organizações devidas às diferenças nestas variáveis. Abordagem Contigencial marca uma nova etapa no estudo da Teoria Geral da Administração, assumindo uma abordagem eclética, comparando as demais teorias administrativas existentes à luz dessas variáveis, aplicando seus diversos princípios em cada situação distinta de cada organização.

14 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 13 Teoria da Contigência A Teoria da Contingência nasceu a partir de uma série de pesquisas feitas para verificar os modelos de estruturas organizacionais mais eficazes em determinados tipos de indústrias. Os pesquisadores, cada qual isoladamente, procuraram confirmar se as organizações eficazes de determinados tipos de indústrias seguiam os pressupostos da Teoria Clássica, como a divisão do trabalho, a amplitude de controle, a hierarquia de autoridade etc. Os resultados surpreendentemente conduziram a uma nova concepção de organização: a estrutura de uma organização e o seu funcionamento são dependentes da interface com o ambiente externo. Em outros termos, não há uma única e melhor forma de organizar (the best way).

15 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 14 Escola Contingencial Duas variáveis principais que determinam toda a organização da empresa e os relacionamentos entre suas partes: o ambiente e a tecnologia. Ambiente Ambiente é tudo aquilo que envolve externamente uma organização (ou um sistema). É o contexto dentro do qual uma organização está inserida. Como a organização é um sistema aberto, ela mantém transações e intercâmbio com seu ambiente. Isto faz com que tudo o que ocorre externamente no ambiente passe a influenciar internamente o que ocorre na organização.

16 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 15 Escola Contingencial Ambiente pode ser analisado em dois segmentos 1.Ambiente Geral: é o macroambiente, ou seja o ambiente genérico e comum a todas as organizações. É constituído de um conjunto de condições semelhantes para todas as organizações · condições tecnológicas · condições econômicas · condições políticas · condições legais · condições demográficas · condições ecológicas · condições culturais

17 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 16 Escola Contingencial Ambiente pode ser analisado em dois segmentos 2.Ambiente de Tarefa: é o ambiente mais próximo e imediato de cada organização. É o segmento do ambiente geral do qual uma determinada organização extrai as suas entradas e deposita suas saídas. O ambiente tarefa é constituído por: · fornecedores de entradas · clientes ou usuários · concorrentes · entidades reguladoras

18 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 17 Escola Contingencial Tecnologia Consideraremos a tecnologia como algo que se desenvolve predominantemente nas organizações, em geral, e nas empresas, em particular, através de conhecimentos acumulados e desenvolvidos sobre o significado e execução de tarefas - know-how - e pelas suas manifestações físicas decorrentes - máquinas, equipamentos, instalações - constituindo um enorme complexo de técnicas usadas na transformação dos insumos recebidos pela empresa em resultados, isto é, em produtos e serviços

19 ANOTAÇÕES DE AULAS PROF PAULO LOT JR 18 Escola Contingencial A Abordagem Contingencial é eminentemente eclética e integrativa, manifestando uma tendência a absorver os conceitos das diversas teorias administrativas - cada qual criticando as demais - no sentido de alargar os horizontes e mostrar que nada é absoluto. A tese central da abordagem contingencial é de que não há um método ou técnica geralmente válidos, ótimos ou ideais para todas as situações: o que existe é uma variedade de alternativas de métodos ou técnicas proporcionados pelas diversas teorias administrativas, um dos quais poderá ser apropriado para uma situação determinada.


Carregar ppt "Teoria Geral da Administração I Escola Clássica à Escola Contingencial Anotações de Aulas Prof Paulo Lot Jr."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google