A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE DE BRASILIA Semana de Extensão Universitária Comunicação Oral: UM COMPROMISSO DE INCLUSÃO NA FORMAÇÃO EM SAÚDE E DA ENFERMAGEM: A PROPOSTA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE DE BRASILIA Semana de Extensão Universitária Comunicação Oral: UM COMPROMISSO DE INCLUSÃO NA FORMAÇÃO EM SAÚDE E DA ENFERMAGEM: A PROPOSTA."— Transcrição da apresentação:

1

2 UNIVERSIDADE DE BRASILIA Semana de Extensão Universitária Comunicação Oral: UM COMPROMISSO DE INCLUSÃO NA FORMAÇÃO EM SAÚDE E DA ENFERMAGEM: A PROPOSTA DO PEAC: Adolescência e família Prof. ELIOENAI D. ALVES NÚCLEO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E PROMOÇÃO DE SAÚDE – NESPROMNÚCLEO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E PROMOÇÃO DE SAÚDE – NESPROM LABORATÓRIO DE EDUCAÇÃO, EAD E PROMOÇÃO DA SAÚDE - LEPSLABORATÓRIO DE EDUCAÇÃO, EAD E PROMOÇÃO DA SAÚDE - LEPS Outubro, EDITORAÇÃO GRÁFICA: EDITORAÇÃO GRÁFICA: Prof. Elioenai Alves Nesprom

3 Resgatando a história... Medicina – 1965 Enfermagem e Nutrição – 1975 Odontologia – 1980, Farmácia – A trajetória destes cursos tem sido marcada por concepções, que tem como eixo norteador em suas propostas curriculares a doença em detrimento da saúde, priorizando um paradigma preventista centrado numa prática médico-hospitalo-cêntrica. No Departamento de Enfermagem as atividades envolvem os segmentos comunidade e serviço, e dos cursos de Odontologia, Nutrição e Medicina. GESPROMDestas vivencias nasceu GESPROM – Grupo de Estudos de Educação e Promoção de Saúde – O Núcleo também desenvolve pesquisas, com uma participação efetiva do corpo docente da FS/UnB, que aconteceu a partir da implantação da pós-graduação em Ciências da Saúde em 1992, reconhecido em 1999 pela CAPES. Nesprom

4 POSTO DE PROMOÇÃO DA SÁUDE – NOVO GAMA

5 TREINAMENTO DE PROFESSORES PARA PROMOÇÃO DA SAÚDE DO ADOLESCENTE

6 DINAMICA DA MAQUETE

7 CONSTRUINDO REDES, FAZENDO AMIGOS

8 CONTRIBUIÇÃO PARA PAZ, NO PARQUE DA CIDADE

9 Cada etapa do grupo... De 1989 a criação do GESPROM resultou do acumulo de experiências – se identifica como um Movimentar Institucional, ou seja, na participação em vários projetos e atividades como grupo, caracterizado pelo interesse individual de seus integrantes no maior compromisso com o papel da Universidade no que tangia ao ensino/extensão. De 1990 a O segundo momento se caracterizou pela definição e participação em um primeiro projeto integrado de pesquisa proposto por Wright et al. (1990) financiado pelo CNPq ancorado no enfoque promocionista de saúde, que aglutinou profissionais de varias áreas do conhecimento em torno da temática, a Educação – Cidadania – Sociedade; que passamos a priorizar. Movimentar Organizado. No período de 1990 a 1992, o amadurecimento e conceitualização em torno da temática promoção de saúde, ganhou maior enfoque e consolidou-se como linha de pesquisa proposta. Nesprom

10 PROMOÇÃO DE SAÚDE É o conjunto de atividades, processos e recursos, de ordem institucional, governamental ou da cidadania, orientados a propiciar a melhoria das condições de bem-estar e acesso a bens e serviços sociais, que favoreçam o desenvolvimento de conhecimentos, atitudes e comportamentos favoráveis ao cuidado da saúde e o desenvolvimento de estratégias que permitam à população maior controle sobre sua saúde e suas condições de vida, a níveis individual e coletivo ( Gutierrez, 1994, 1997 ) Nesprom

11 Inovações para o ensino... No ensino, 1990, inicia-se a aplicação do Modelo Operacional da Teoria da Crítica, em disciplinas da graduação na Faculdade de Ciências da Saúde, na área de saúde da comunidade, nos trabalhos realizados com família, adolescentes e serviço de saúde. Na extensão, 1989 – 1992, passam a ser elaboradas propostas dentro deste desenho metodológico, e destacamos a produção de um vídeo intitulado Saúde no Paranoá, que apresenta uma contribuição não só no ensino, na extensão; mas também destacam os primeiros resultados da pesquisa desenvolvida por Alves et al. (1993). Em 2002 o grupo de estudos transforma-se em um Núcleo - NESPROM, validando a caminhada interdisciplinar produtiva e já vivenciada de um grupo de professores, alunos, profissionais e comunidade. Nesprom

12 OBJETIVOS O NESPROM mantém dentre suas linhas de pesquisa: Educação, Promoção de Saúde e Sociedade; Fundamentos do Processo de Cuidar, Tecnologia e Instrumentação; Determinantes do Processo Saúde- Doença; Depressão em crianças e adolescentes; Psiquiatria da criança e do adolescente; Saúde, Administração, Cultura e Sociedade. COM O SERVIÇO: Integrar-se ao processo de ensino- aprendizagem; Planejar participativamente do processo educativo; Organizar os serviços com vistas as melhoria do atendimento ao usuário. Nesprom

13 OBJETIVOS (continuação) COM A UNIVERSIDADE: Incentivar e estimular o uso de metodologias que identificam o papel do educador como facilitador de um processo pedagógico; Criar vínculos e parcerias com comunidades envolvidas; Adequar o ensino às realidades loco- regionais; Gera tecnologia mais humanizadoras que incentivem um melhor atendimento à comunidade. COM O ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO: Tornar-se efetivamente agente do processo de ensino-aprendizagem; Seja qualificado para atuar em equipe multiprofissional com vistas à promoção de saúde integral do cliente em formação humanizadora, ética e técnica adequadas; Ter oportunidades de atuação crítico- criativas inseridos na realidade dos serviços e comunidades. Nesprom

14 PÚBLICO ALVO Ensino, comunidade, serviço, priorizando os adolescentes e famílias pertencentes a área de abrangência do conselho regional norte de saúde. Local de realização das atividades: Grupo de Saúde da ESF QD 18 Paranoá Centro de Saúde Número 02 Programa Saúde da Família Escola Classe 02 do Paranoá Programa de Agentes comunitários NRAD e HRPa

15 ESTRATÉGIAS DE TRABALHO CRIATIVIDADE; CRIATIVIDADE; COMUNICAÇÃO; COMUNICAÇÃO; COMPROMISSO; COMPROMISSO; PARCERIAS; PARCERIAS; NEGOCIAÇÃO; NEGOCIAÇÃO; E OUTROS. E OUTROS. Nesprom

16 Alguns resultados... Dentre os principais resultados desde o período de sua criação, destacamos: A formação de mais de adolescentes em multiplicadores para promoção da saúde no Distrito Federal; A oportunidade de cursos de extensão de preparo para trabalho com adolescentes de mais 150 profissionais da saúde e educação no Distrito Federal; Capacitação acadêmica de aluno mis de 100 alunos com bolsa incentivo a pesquisa e extensão fornecida pelo CNPq e Decanato de Extensão da UnB; Efetivação da implementação de ações interdisciplinares com vários cursos de graduação, dentre eles: Enfermagem, Medicina, Nutrição, Odontologia, Farmácia, Ciências Contábeis, Administração, Educação, Educação Física, Psicologia, Arquitetura, Direito entre outras, Contribuindo para formação acadêmica crítica, ética e voltada para a promoção da vida. Nesprom

17 NÚMEROS DO SUCESSO 22 ALUNOS SE FORMARAM NO PRIMEIRO GRUPO EM ALUNOS SE FORMARAM NO PRIMEIRO GRUPO EM BOLSAS SÃO OFERECIDAS AOS UNIVERSITÁRIOS PARA ESTÁGIO 15 BOLSAS SÃO OFERECIDAS AOS UNIVERSITÁRIOS PARA ESTÁGIO 150 PROFESSORES DA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO GDF TRABALHARAM COMO CAPACITADORES NOS ULTIMOS 5 ANOS 150 PROFESSORES DA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO GDF TRABALHARAM COMO CAPACITADORES NOS ULTIMOS 5 ANOS 1 MIL ADOLESCENTES CARENTES TORNARAM-SE MULTIPLICADORES 1 MIL ADOLESCENTES CARENTES TORNARAM-SE MULTIPLICADORES 12 ÁREAS DA UnB : ENFERMAGEM, ODONTOLOGIA, NUTRIÇÃO, FARMÁCIA, MEDICINA, ARTES CÊNICAS, CINEMA, PUBLICIDADE, PSICOLOGIA, EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E MÚSICA – PARTICIPAM DO PROJETO 12 ÁREAS DA UnB : ENFERMAGEM, ODONTOLOGIA, NUTRIÇÃO, FARMÁCIA, MEDICINA, ARTES CÊNICAS, CINEMA, PUBLICIDADE, PSICOLOGIA, EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E MÚSICA – PARTICIPAM DO PROJETO Nesprom

18 EQUIPE TÉCNICA Nesprom Suely Barros Suely Barros Vaneide Luna Vaneide Luna Andrea Gonçalves Andrea Gonçalves Eunice Correa Araújo Eunice Correa Araújo Emerson Martins Emerson Martins Crissia Maria Crissia Maria Elioenai Dornelles Alves Elioenai Dornelles Alves Daniela Santos Daniela Santos Viviane Peterle Viviane Peterle Marina Aparecida Marina Aparecida Valéria Bertonha Valéria Bertonha Fernanda Dias Fernanda Dias Rafael Rafael Ana Claudia Ana Claudia João Vitor João Vitor Carissa Carissa Remulo Orlando Remulo Orlando Bruno Bruno Jean Jean Diego Diego

19 Nesprom PARCERIAS CNPQ CNPQ DPP DPP DEX DEX FHDF FHDF PROSAUDE PROSAUDE FEDF FEDF PET SAUDE PET SAUDE LIS/FS LIS/FS CDP-UNB CDP-UNB DAC DAC CAPSS/SRF-UNB CAPSS/SRF-UNB ESPAÇOS PEDAGÓGICOS DE ATUAÇÃO ESPAÇOS PEDAGÓGICOS DE ATUAÇÃO

20 Nesprom REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALVES, E.D. et al. - Estudo da Promoção da Saúde nutrição no Paranoá. Etapa II, Projetos Gerais, UnB, ALVES, E.D. et al. - Estudo da Promoção da Saúde nutrição no Paranoá. Etapa II, Projetos Gerais, UnB, ALVES, E.D, WRIGHT, MGM - Estudo da Promoção da Saúde nutrição no Paranoá. Etapa III, Projetos Gerais, UnB, ALVES, E.D, WRIGHT, MGM - Estudo da Promoção da Saúde nutrição no Paranoá. Etapa III, Projetos Gerais, UnB, ALVES, E.D. et al. - O Núcleo de Estudos em Educação e Promoção da Saúde, Projeto de Criação, CEAM/UnB, ALVES, E.D. et al. - O Núcleo de Estudos em Educação e Promoção da Saúde, Projeto de Criação, CEAM/UnB, WRIGHT et al. The health concept of nurses and patients in maternal-child health programs in Brasilia – DF, Proceedings of the Third International Conference of Maternity Nurses Researchers, Gutenberg, Sweden, WRIGHT et al. The health concept of nurses and patients in maternal-child health programs in Brasilia – DF, Proceedings of the Third International Conference of Maternity Nurses Researchers, Gutenberg, Sweden, ALVES, ED. E al. Estudo da qualidade de vida de famílias moradoras no Paranoá – DF. CNPq, ALVES, ED. E al. Estudo da qualidade de vida de famílias moradoras no Paranoá – DF. CNPq,

21


Carregar ppt "UNIVERSIDADE DE BRASILIA Semana de Extensão Universitária Comunicação Oral: UM COMPROMISSO DE INCLUSÃO NA FORMAÇÃO EM SAÚDE E DA ENFERMAGEM: A PROPOSTA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google