A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LIDERANÇA MORAL Maria Luiza C. E. Programa de Formação de Professores //www.sogab.com.br/

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LIDERANÇA MORAL Maria Luiza C. E. Programa de Formação de Professores //www.sogab.com.br/"— Transcrição da apresentação:

1 LIDERANÇA MORAL Maria Luiza C. E. Programa de Formação de Professores //www.sogab.com.br/

2 Liderança: Formas egocêntricas autocráticos, paternalistas, totalitários, manipuladores e "sabe-tudo" de liderança enfraquecem os grupos que alegam servir. Formas egocêntricas autocráticos, paternalistas, totalitários, manipuladores e "sabe-tudo" de liderança enfraquecem os grupos que alegam servir. Liderança é dar poderes aos outros para que contribuam com a sociedade, em lugar de concentrar poderes sobre os outros. Liderança é dar poderes aos outros para que contribuam com a sociedade, em lugar de concentrar poderes sobre os outros. //www.sogab.com.br/

3 Liderança: *Transformações: Pessoais = transformar as potencialidades latentes de um indivíduo em realidade, na qual os aspectos físico, intelectual e espiritual do ser humano possam atingir sua mais nobre e completa expressão. requer o exercício constante do esforço individual na busca pela verdade e na aquisição e aplicação de conhecimento, sabedoria, virtudes e qualidades espirituais em todos os aspectos da vida diária. Pessoais = transformar as potencialidades latentes de um indivíduo em realidade, na qual os aspectos físico, intelectual e espiritual do ser humano possam atingir sua mais nobre e completa expressão. requer o exercício constante do esforço individual na busca pela verdade e na aquisição e aplicação de conhecimento, sabedoria, virtudes e qualidades espirituais em todos os aspectos da vida diária. //www.sogab.com.br/

4 Liderança: Sociais = evolução continua baseada em princípios de justiça e amor, desenvolvendo uma sociedade mais justa em que o bem comum é estimulado por estruturas que facilitem a colaboração e a cooperação, e na qual os benefícios da iniciativa individual são resguardados e encorajados. Sociais = evolução continua baseada em princípios de justiça e amor, desenvolvendo uma sociedade mais justa em que o bem comum é estimulado por estruturas que facilitem a colaboração e a cooperação, e na qual os benefícios da iniciativa individual são resguardados e encorajados. //www.sogab.com.br/

5 tran social transformação social transformação pessoal //www.sogab.com.br/

6 educação moral educação moral Irá depender do reconhecimento da verdade, e a aplicação dessa verdade na transformação pessoal e social, bem como em todos os outros aspectos da vida quotidiana Irá depender do reconhecimento da verdade, e a aplicação dessa verdade na transformação pessoal e social, bem como em todos os outros aspectos da vida quotidiana Verdade = verdade espiritual + descoberto pela pesquisa científica //www.sogab.com.br/

7 Abordagens tradicionais de educação - seja o desenvolvimento de caráter ou virtudes - tende a promover um conceito passivo de pessoa virtuosa. Abordagens tradicionais de educação - seja o desenvolvimento de caráter ou virtudes - tende a promover um conceito passivo de pessoa virtuosa. Ser virtuoso é aquele que está conscientemente e ativamente engajado em ações que promovam a transformação pessoal e social. Assim, ser virtuoso é "FAZER o bem". Ser virtuoso é aquele que está conscientemente e ativamente engajado em ações que promovam a transformação pessoal e social. Assim, ser virtuoso é "FAZER o bem". elemento virtuoso deve possuir certas aptidões que o fortalecem para executar boas ações. elemento virtuoso deve possuir certas aptidões que o fortalecem para executar boas ações. //www.sogab.com.br/

8 Uma aptidão é a capacidade que uma pessoa tem de executar tipos específicos de tarefas que são essenciais ao desenvolvimento e bem- estar tanto individual como coletivo. Uma aptidão é a capacidade que uma pessoa tem de executar tipos específicos de tarefas que são essenciais ao desenvolvimento e bem- estar tanto individual como coletivo. //www.sogab.com.br/

9 FUNÇÕES DA LIDERANÇA capacidade de facilitar processos consultivos que permitam a tomada coletiva de decisões baseados numa sincera e rigorosa busca pela verdade. capacidade de facilitar processos consultivos que permitam a tomada coletiva de decisões baseados numa sincera e rigorosa busca pela verdade. suprimento das necessidades e objetivos do grupo por meio de ações, ou seja, dedica-se a facilitar o processo de transformar pensamentos em atos concretos. suprimento das necessidades e objetivos do grupo por meio de ações, ou seja, dedica-se a facilitar o processo de transformar pensamentos em atos concretos. //www.sogab.com.br/

10 Aptidão de liderança moral 1= aquisição de conhecimento útil ao desenvolvimento da humanidade 1= aquisição de conhecimento útil ao desenvolvimento da humanidade 2= atividade de educar os outros ensinar aos outros um conhecimento, habilidade ou sabedoria que tenha adquirido. 2= atividade de educar os outros ensinar aos outros um conhecimento, habilidade ou sabedoria que tenha adquirido. 3= disciplina própria e o autocontrole 3= disciplina própria e o autocontrole //www.sogab.com.br/

11 Aptidão de liderança moral 4= reconhecer e obedecer a verdade não se coloca acima da lei. 4= reconhecer e obedecer a verdade não se coloca acima da lei. quatro aptidões são inter-relacionadas e se respaldam mutuamente. A obtenção de uma facilita a aquisição das outras. Juntas, elas formam a estrutura básica do homem virtuoso e da verdadeira liderança moral necessária ao mundo atual. quatro aptidões são inter-relacionadas e se respaldam mutuamente. A obtenção de uma facilita a aquisição das outras. Juntas, elas formam a estrutura básica do homem virtuoso e da verdadeira liderança moral necessária ao mundo atual. //www.sogab.com.br/

12


Carregar ppt "LIDERANÇA MORAL Maria Luiza C. E. Programa de Formação de Professores //www.sogab.com.br/"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google