A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE MEDICINA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS SEMINÁRIO ESTUDOS OBSERVACIONAIS VIEIRA, S.; HOSSNE, W.S. Metodologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE MEDICINA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS SEMINÁRIO ESTUDOS OBSERVACIONAIS VIEIRA, S.; HOSSNE, W.S. Metodologia."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE MEDICINA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS SEMINÁRIO ESTUDOS OBSERVACIONAIS VIEIRA, S.; HOSSNE, W.S. Metodologia científica para a área de saúde. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2002, Cap.2 Disciplina: Metodologia e Ética Científica Prof. Luiz Fernando Junqueira Júnior

2 Estudos Observacionais São aqueles em que os participantes da pesquisa não são sorteados para os respectivos grupos, porque já pertencem a eles antes do início da pesquisa. São apenas selecionados. Estudo Transversal É feito quando, para verificar se existe relação entre as variáveis, o pesquisador toma uma amostra da população e conta o número de elementos que caem em cada categoria. Tem custo relativamente baixo São fáceis de serem conduzidos Não demandam muito tempo

3 Estudo Prospecto Neste caso, o estudo é conduzido da causa para o efeito. Exige um tempo maior de estudo Estudo Retrospecto Os estudos são feitos seguindo do efeito para a causa.

4 Estudo de Caso Controle São feitos quando o evento a ser estudado (p. Ex., a doença) é pouco frequente. A seleção dos controles deve ser feita com muito critério. Pode ser aos pares, de acordo com cada caso ou aleatória. Atentar para as fontes de tendência (entrevistas) Estudo Coorte Feito tomando-se uma amostra da população e verificando-se quais pessoas apresentam o fator causal suspeito. É obrigatoriamente longo.

5 Quando Realizar os Estudos Observacionais? Estudos de efeitos colaterais de medicamentos. Efeitos de novos tratamentos. Efeitos de políticas da saúde. Drogas Terapêuticas - Programa de Pesquisa Clínica Deve ser criterioso. Dividido em quatro fases.

6 Fase I: Deve-se garantir a segurança da droga, administrando-as em um pequeno grupo de voluntários, muitas vezes sadios, objetivando determinar efeitos da droga no organismo. Fase II: A droga é testada em grupos relativamentes pequenos de pacientes estritamente observados. Fase III: A droga em teste deve ser administrada, durante curto período, a um grupo grande de pacientes com critérios específicos de inclusão, para confirmar sua eficiência. Se é aprovada, pode ser comercializada. Fase IV: Continuam-se estudos de efeitos em outras populaçòes e efeito de uso prolongado.


Carregar ppt "UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE MEDICINA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS SEMINÁRIO ESTUDOS OBSERVACIONAIS VIEIRA, S.; HOSSNE, W.S. Metodologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google