A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estado do Amapá: Uma Experiência no Uma Experiência no Processo de Habilitação na NOAS na NOAS Apresentação: Dr. Ronaldo Dantas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estado do Amapá: Uma Experiência no Uma Experiência no Processo de Habilitação na NOAS na NOAS Apresentação: Dr. Ronaldo Dantas."— Transcrição da apresentação:

1 Estado do Amapá: Uma Experiência no Uma Experiência no Processo de Habilitação na NOAS na NOAS Apresentação: Dr. Ronaldo Dantas

2 CAPACIDADE INSTALADA DA REDE SUS QUE ATENDE A DEMANDA ESPONTÂNEA

3 1ª FASE

4 1ª Fase [Estudos preliminares - equipes multisetoriais e multiprofissionais [Adequação e Adaptação do elenco de Procedimento da Atenção Básica e Média Complexidade de acordo com a realidade local (inclusão de Malária, Leishmaniose, com Animais peçonhentos).

5 1ª Fase [Discussões com COSEMS-AP (processo) [I Encontro dos Gestores Municipais de Saúde, com a presença dos Consultores do MS, e o esboço do PDR

6 1ª Fase [Conclusão da Agenda Estadual de Saúde [Assessoramento aos Municípios para elaboração da Agenda, Avaliação e Pactuação da Atenção Básica 2001/2002.

7 1ª Fase [Adesão dos 16 municípios ao Cartão SUS [Adequação do Manual de Laboratórios com o Apoio do MS à realidade do Estado.

8 1ª Fase [Cadastramento dos Estabelecimentos Assistencias de Saúde [Conclusão do PDR-AP, com aprovação na CIB e Conselho Estadual de Saúde

9 2ª FASE

10 2ª Fase [Fóruns Regionais de discussão PPI (Instrumentalização), Macroalocação. [Sistematização da PPI Municipal (discussões individuais com cada gestor Municipal e Equipe) para a programação, análise de parâmetros e estudos de série histórica e dados epidemiológicos relevantes.

11 2ª Fase [Levantamento de necessidades e disponibilidades dos EAS para análise e programação da Média Complexidade e Alta Complexidade e Montagem do PDI. [Conclusão da primeira fase do Cadastro dos EAS

12 2ª Fase [Discussão e aprovação na CIB-AP de macroalocação e parâmetros Estaduais. [Conclusão do PDI

13 3ª FASE

14 3ª Fase [Análise, discussões e adaptações referentes à NOAS-SUS 01/02 [Assessoramento “In Locuo” à Municípios em dificuldades para finalização da PPI, compatibilização da programação da Atenção Básica com as agendas municipais de Saúde.

15 3ª Fase [Capacitação dos gestores municipais em Gestão de Saúde. [PPI - Módulos Estadual e Municipal.

16 3ª Fase Aprovação do PDI Aprovação do Relatório de gestão Implantação do Núcleo Estadual do SIOPS.

17 3ª Fase Publicação do documento PPI Aprovação na CIB e no CES da Qualificação do Estado na NOAS-SUS 01/02, na condição de Gestão Avançada do Sistema Estadual

18 4ª FASE

19 4ª Fase [Consolidação da Avaliação do Pacto da Atenção Básica 2001 e Pactuação 2002 [Constituição da Comissão de elaboração do Plano de Controle Regulação e Avaliação. [Pleitear a condição de Gestão Plena do Sistema Estadual de Saúde

20 P.GRANDE Hab. OIAPOQUE Hab. CALÇOENE Hab. L.JARI Hab. S.NAVIO Hab. AMAPARI 4.304Hab. PRACUUBA 2.405Hab. TARTARUGALZINHO 7.382Hab. MAZAGÃO Hab. AMAPÁ 7.179Hab MACAPÁ Hab. V.JARI 9.035Hab. CUTIAS 3.478Hab Hab Hab Hab MICROREGIÃO AMAPÁ Plano Diretor de Regionalização de Assistência a Saúde ITAUBAL F.GOMES 3.674Hab. SANTANA Hab. MICROREGIÃO MACAPÁ MICROREGIÃO SANTANA MÓDULO L.JARI Hab MÓDULO SANTANA Hab MÓDULO P.GRANDE Hab MÓDULO OIAPOQUE Hab MÓDULO AMAPÁ Hab MÓDULO MACAPÁ Hab

21 Plano Diretor de Regionalização de Assistência a Saúde Hab MICROREGIÃO AMAPÁ MÓDULO OIAPOQUE Hab MÓDULO AMAPÁ Hab Hab MICROREGIÃO MACAPÁ MÓDULO P.GRANDE Hab MÓDULO MACAPÁ Hab Hab MICROREGIÃO SANTANA MÓDULO L.JARI Hab MÓDULO SANTANA Hab

22 Agradecemos os Técnicos da SAS e SPS do Ministério da Saúde, pelo esforço dedicado no processo da construção do Sistema Único de Saúde do Amapá


Carregar ppt "Estado do Amapá: Uma Experiência no Uma Experiência no Processo de Habilitação na NOAS na NOAS Apresentação: Dr. Ronaldo Dantas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google