A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Critério 1 - Liderança Março/2013 – versão 1.0 Hélio Noman.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Critério 1 - Liderança Março/2013 – versão 1.0 Hélio Noman."— Transcrição da apresentação:

1 Critério 1 - Liderança Março/2013 – versão 1.0 Hélio Noman

2 Introdução O Modelo de Excelência da Gestão® - MEG Compreender os diversos papeis da Liderança no processo de gestão e na promoção da cultura da excelência A compreensão sistêmica e o inter-relacionamento dos requisitos observados nas empresas de classe mundial. 2

3 Há séculos as mais diferentes áreas do conhecimento humano buscam infindavelmente garantir que as organizações sejam elas públicas ou privadas, grandes ou pequenas, mercantis, industriais, ou de serviços sejam perenes, prósperas e realizem o desejo motivador de sua concepção. Para isso estudam, lançam teorias, criam conceitos, inventam e reinventam fórmulas econômicas e financeiras, descobrem novos meios e métodos de produção, estudam o ambiente mercadológico, investigam paradigmas comportamentais e psicológicos de consumidores. Mas qualquer que seja a justificativa técnica, modismo ou tendência de mercado a ser aplicada nestas organizações nada disso se sustentará sem que LIDERANÇAS COMPROMETIDAS busquem diuturnamente aprender, inovar, valorizar pessoas, aperfeiçoar métodos e processos, desenvolver parcerias num arranjo harmônico, sistêmico e virtuoso para todas as partes interessadas. 3

4 4

5 O funcionamento do MEG é explicado pelo conceito do PDCL (Plan, Do, Check, Learn). A figura 5 pode ser entendida segundo esta lógica: o direcionamento da organização, dado pela Liderança, ouvindo os Clientes e a Sociedade, é definido por meio das Estratégias e Planos; a sua implementação é realizada por meio das Pessoas, que compõem a força de trabalho, utilizando-se dos Processos existentes na organização; e todo esse ciclo, ao ser executado, deverá conduzir a Resultados, que devem ser analisados e entendidos, gerando Informações e Conhecimento para serem utilizados no processo de tomada de decisão, gerando um novo ciclo de gestão. Os Fundamentos da Excelências são: 1. Pensamento Sistêmico 2. Aprendizado Organizacional 3. Cultura de Inovação 4. Liderança e constância de propósitos 5. Orientação por processos e informações 6. Visão de futuro 7. Geração de Valor 8. Valorização das pessoas 9. Conhecimento sobre o cliente e o mercado 10. Desenvolvimento de parcerias 11. Responsabilidade social 5

6 O MEG ® baseia-se em um conjunto de fundamentos da excelência que expressam conceitos atuais que se traduzem em práticas encontradas em organizações de elevado desempenho, líderes de Classe Mundial. Os fundamentos da excelência refletem valores reconhecidos internacionalmente. ² O Modelo estabelece uma orientação integrada e interdependente para gerir uma organização. Considera que os vários elementos da organização e as partes interessadas interagem de forma harmônica e balanceada nas estratégias e resultados. Assim, o MEG permite que os vários elementos de uma organização possam ser implementados e avaliados em conjunto, de forma interdependente e complementar.² 6

7 7

8 F U N D A M E N T O S : Pensamento Sistêmico – Entendimento das relações de interdependência entre os diversos componentes de uma organização, bem como entre a organização e o ambiente externo. Visão de Futuro – Compreensão dos fatores que afetam a organização, seu ecossistema e o ambiente externo no curto e no longo prazos, visando sua perenização. Geração de Valor - Alcance de resultados consistentes, assegurando a perenidade da organização pelo aumento de valores tangíveis e intangíveis, de forma sustentada para todas as partes interessadas. 8

9 Liderança e Constância de Propósitos – Atuação dos líderes de forma aberta, democrática, inspiradora e motivadora das pessoas, visando ao desenvolvimento ininterrupto da cultura da excelência, à promoção de relações de qualidade e à proteção dos interesses das partes envolvidas. Cultura de Inovação – Promoção de um ambiente favorável à criatividade, à experimentação e à implementação de novas ideias que possam gerar um diferencial competitivo para a organização. Não há vento favorável para aquele que não sabe aonde vai. (Sêneca) 9

10 10

11 11

12 12

13 CritérioItensRequisitosPontuação% / / ComparaçãoItemRequisitos Compromisso 1abcdefgh Rumo 1.1abd 1.2bade 1.3b Comparando o Critério LIDERANÇA na visão dos critérios Ruma à Excelência e do Compromisso com a Excelência.

14 14 Diferenças 1.1 cRiscos empresariais ePrestação de contas e resultados 1.2c Avaliação e desenvolvimento competência dos líderes 1.3 aIdentificação informações comparativas cComunicação das decisões da análise desempenho dAcompanhamento e implementação das decisões Comparando o Critério LIDERANÇA na visão dos critérios Ruma à Excelência e do Compromisso com a Excelência.

15 15

16 Liderança Governança Corporativa - Compromisso da organização com a excelência e a sustentabilidade e para transparência e o aumento do nível de confiança das partes interessadas. Governança - Sistema de gestão e controle exercidos na administração da organização. Compreende a responsabilidades dos acionistas, proprietários, conselhos de administração, diretoria e presidente. Acordos corporativos, estatutos e políticas documentam os DIREITOS E RESPONSABILIDADES de cada parte e descrevem como a organização será dirigida e controlada para assegurar: a) – prestação de contas b) – transparência das operações c) – tratamento justo de todas as partes interessadas Exercício da Liderança e Promoção da Cultura da Excelência - Implementação de processos gerenciais que contribuem diretamente para o engajamento da força de trabalho e demais partes interessadas no êxito das estratégias e na promoção da cultura da excelência E Análise do Desempenho Organizacional - 16

17 17 Liderança 1.1.a - Atualização dos valores e princípios organizacionais necessários à promoção da excelência e criação de valor para todas as partes interessadas. 1.1.b - Tratamento de questões éticas nos relacionamentos internos e externos. Códigos de Conduta Canais de comunicação para denúncias Formas de prevenção de desvios 1.1.c - Identificação e Tratamento de riscos empresariais que possam afetar os negócios. Principais riscos identificados 1.1.d - Tomada de decisão, comunicação e implementação. 1.1.e - Prestação de contas de suas ações e resultados alcançados a quem os elegeu, nomeou ou designou. NOTAS (exemplos): 1.1.b - Prevenção desvios de conduta nos principais processos - risco de ocorrência assédio não ético, corrupção e fraude. 1.1.c – Riscos empresarias que podem afetar a imagem e a capacidade da organização de alcançar seus objetivos estratégicos e do negócio.

18 18 Liderança 1.2.a - Exercício da liderança e interação as partes interessadas, identificação das suas expectativas. Formas de mobilização da força de trabalho e das partes interessas para êxito das estratégias 1.2.b - Comunicação dos valores e princípios a força de trabalho e as demais partes interessadas. Assegurar o entendimento dos valores e princípios pela força de trabalho 1.2.c - Avaliação e desenvolvimento das competências dos líderes. Identificação e preparação de novos líderes Competências desejadas 1.2.d - Estabelecimentos dos principais padrões de trabalho. Implementação de ações corretivas quando necessárias 1.2.e - Melhorias dos processos gerenciais por meio do aprendizado. Conhecer boas práticas em organizações de referência. NOTAS (exemplos): 1.2.d – Mecanismo de verificação do cumprimento das práticas de gestão adotados para os processos gerenciais apresentados. Melhorias decorrentes do aprendizado e conhecimento de boas práticas de outras organizações devem ser SEMPRE QUE POSSÍVEL.

19 19 Liderança 1.3.a - Identificação de informações comparativas para análise desempenho. Critérios para determinar resultados comparáveis e quais são as organizações de referencias. 1.3.b - Análise do desempenho operacional e estratégico e tomada de decisão. Variáveis de ambiente interno e externo Comparação com os referenciais comparativos 1.3.c - Comunicação das decisões decorrentes da análise de desempenho à força de trabalho em todos os níveis. 1.3.d - Implementação das decisões tomadas. NOTAS (exemplos): 1.3.b - Análise de desempenho refere-se a abordagem para verificação se os objetivos estão sendo alcançados e as estratégicas tendo sucesso.

20 20 Valores e Princípios Ética nos relacionamentos Riscos empresariais Prestação contas Governança Interação com as partes interessadas Comunicação com a força de trabalho e partes interessadas Competências e desempenho dos líderes Estabelecimento de padrões de trabalho Aprendizado organizacional e melhorias Cultura Excelência Informações comparativas Análise de desempenho Tomada de decisões e comunicação a força de trabalho e as partes interessadas Implementação das decisões Análise desempenho Cultura Excelência Desempenho dos líderes, disseminação da excelência Comprometimento da força de trabalho e das partes interessadas Estabelecimento de padrões de trabalho análise desempenho, comparação, tomada decisão Resultados, prestação contas, aprendizado e melhorias Interação com as partes interessadas (acionistas, clientes, fornecedores, sociedade) Construção dos valores e princípios, ética e riscos Formulação das estratégias, planos de ação e metas

21 (1) -Modelo de Excelência da Gestão® está alicerçado sobre um conjunto de conceitos fundamentais descritos na publicação Conceitos Fundamentais da Excelência da Gestão da Fundação Nacional da Qualidade - (2) - Critérios Rumo à Excelência, 6ª Edição, São Paulo: Fundação Nacional da Qualidade, páginas 13 a 15, 29 a 31 e 72 a 78. Imagem no slide 3 - Cena do filme Tempos Modernos (Modern Times), EUA, 1936, Direção de Charles Chapin, Distribuição Continental Vídeo. Imagem no site fiaparatodos.com.br > acessado em 17/09/12. fiaparatodos.com.br Imagens púbicas: Agricultura - ab&q=imagem+de+agricultura&oq=imagem+de++agricultura&gs_l=hp.1.0.0i30l les%3B c.1.5.psy- ab.xnN4rIvFHnU&pbx=1&fp=1&biw=1280&bih=718&bav=on.2,or.r_qf.&cad=b, acessado em 02.mar.13 21

22 Imagens púbicas: Escolas - ab&q=imagem+escolas&oq=imagem+escolas&gs_l=serp.1.0.0i22i30j0i22i10i30j0i22i30l j8j3j les%3B c.1.5.psy- ab.5Nz8YyCoQ2U&pbx=1&bav=on.2,or.r_qf.&fp=302c2493d0d9b69f&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 Supermercados - ab&q=imagem+de+supermercados&oq=imagem+supermercados&gs_l=serp.1.0.0i22i j2j les%3B c.1.5.psy- ab.5zKq9aS4XQY&pbx=1&bav=on.2,or.r_qf.&fp=302c2493d0d9b69f&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 Ferrovias - ab&q=imagem+ferrovias&oq=imagem+ferrovias&gs_l=serp.12..0i22i j10j4j les%3B c.1.5.psy-ab.OJyvlr1k9- s&pbx=1&bav=on.2,or.r_qf.&fp=302c2493d0d9b69f&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 22

23 Siderúrgicas - =univ&sa=X&ei=nH06UZLYM4qY9QT_84CIAg&ved=0CCkQsAQ&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 Automobilísticas - =univ&sa=X&ei=nH06UZLYM4qY9QT_84CIAg&ved=0CCkQsAQ&biw=1280&bih=718#hl=en&tb m=isch&sa=1&q=images+automobilistica&oq=images+automobilistica&gs_l=img j0j1j1j c.1.5.img.aF1eUAQeR38&bav=on.2,or.r_qf. &bvm=bv ,d.eWU&fp=f823d182dc477476&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 Empresas diversas - =univ&sa=X&ei=nH06UZLYM4qY9QT_84CIAg&ved=0CCkQsAQ&biw=1280&bih=718#hl=en&tb m=isch&sa=1&q=images+empresas&oq=images+empresas&gs_l=img j7j6j c.1.5.img.DYudFr89m4g&bav=on.2,or.r_qf.&bvm= bv ,d.eWU&fp=f823d182dc477476&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 23

24 Mineração - =univ&sa=X&ei=nH06UZLYM4qY9QT_84CIAg&ved=0CCkQsAQ&biw=1280&bih=718#hl=en&tb m=isch&sa=1&q=images+minera%C3%A7%C3%A3o&oq=images+minera%C3%A7%C3%A3o&gs _l=img j4j3j1j c.1.5.img.lAUVz nBD42c&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv ,d.eWU&fp=f823d182dc477476&biw=1280&bih =718; acessado em 02.mar.13 Saneamento - =univ&sa=X&ei=nH06UZLYM4qY9QT_84CIAg&ved=0CCkQsAQ&biw=1280&bih=718#hl=en&tb m=isch&sa=1&q=images+saneamento&oq=images+saneamento&gs_l=img j2j6j c.1.5.img.YiMt884IveE&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv ,d.eWU&fp=f823d182dc477476&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 Transportes - =univ&sa=X&ei=nH06UZLYM4qY9QT_84CIAg&ved=0CCkQsAQ&biw=1280&bih=718#hl=en&tb m=isch&sa=1&q=imagens+transportes&oq=imagens+transportes&gs_l=img c.1.5.img.WJqkZi98yA8&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv ,d.eWU&fp=f823d18 2dc477476&biw=1280&bih=718; acessado em 02.mar.13 24

25 25 Agradecimentos


Carregar ppt "Critério 1 - Liderança Março/2013 – versão 1.0 Hélio Noman."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google