A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MSc. Rafael Boulhosa Avaliando oportunidades 3Ms Market demand Market size and structure Margin analysis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MSc. Rafael Boulhosa Avaliando oportunidades 3Ms Market demand Market size and structure Margin analysis."— Transcrição da apresentação:

1

2 MSc. Rafael Boulhosa

3

4 Avaliando oportunidades 3Ms Market demand Market size and structure Margin analysis

5 Avaliando oportunidades Market Demand Qual é a audiência alvo? Qual a durabilidade do produto/serviço no mercado? (clico de vida) Os clientes estão acessíveis? (canais) Como os clientes vêem o relacionamento com a empresa? O potencial de crescimento é alto (>10, 15, 20% anual)? O custo de captação do cliente é recuperável no curto prazo (< 1 ano)?

6 Avaliando oportunidades Market size and structure O mercado está crescendo, é emergente? É fragmentado? Existem barreiras proprietárias de entrada? Ou excessivos custos de saída? Você tem estratégias para transpor estas barreiras? Quantos key players estão no mercado? Eles controlam a propriedade intelectual? Em que estágio do ciclo de vida está o produto? (risco depende também do ciclo de vida e maturidade do produto) Qual é o tamanho do mercado em R$ e o potencial para se conseguir um bom market share?

7 Avaliando oportunidades Market size and structure E o setor, como está estruturado? poder dos fornecedores poder dos compradores poder dos competidores e os substitutos Como a indústria está segmentada, quais são as tendências, que eventos influenciam os cenários etc.?

8 Avaliando oportunidades Margin Analysis Determine as forças do negócio Identifique as possibilidades de lucros (margem bruta > 20, 30, 40%?!) Analise os custos (necessidades de capital), break even, retornos... Mapeie a cadeia de valor do negócio Para isso você deverá saber como seu produto/serviço chega até o cliente final Isto ajudará você a entender a sua value chain e de seus competidores cortar custos remodelar os processos internos atingir maiores margens

9 Check-list de oportunidades Questões críticas Existe um problema para ser resolvido? Existe um produto ou serviço que solucionará este problema? Nós podemos identificar com clareza os clientes potenciais? Nós podemos efetivamente implantar uma estratégia de mkt/vendas que seja exeqüível? (custo/retorno) A janela da oportunidade está aberta?

10 Você sabia que no Japão foi desenvolvida uma lata de refrigerante que tem um espiral interno com gás, e quando a lata é aberta o líquido se gela automaticamente? Você deve achar que o produto é campeão de vendas. Não, isso não acontece porque o custo do produto ainda é muito alto. Uma oportunidade de negócio não é por si só um bom negócio. Precisamos descobrir se essa oportunidade tem mercado, se ela pode ser vendida a um preço atrativo, se temos como promovê-la distribuí-la, produzir com qualidade e escala suficientes, e se o negócio será lucrativo dado determinado potencial de vendas.

11 Aspectos gerais do plano de negócios Plano de negócios: para quê? Tipos de negócios Outros aspectos fundamentais: empresas segundo sua idade e horizontes de planejamento Quem lê o plano de negócios Participação dos empregados na empresa Financiamento de empresas Imagem pública da empresa Trabalhando uma oportunidade

12 O que é o Plano de Negócios (PN)? PLANO DE NEGÓCIOS (PN) é um exercício de planejamento da criação de um empreendimento. É um documento que contém a caracterização do negócio, sua forma de operar, suas estratégias, seu plano para conquistar uma fatia do mercado e as projeções de despesas, receitas e resultados financeiros.

13 O que é o Plano de Negócios (PN)? É um instrumento que percorre todas as etapas de planejamento de um negócio: a oportunidade de mercado detectada, o planejamento estratégico, a análise de mercado, o desenvolvimento do plano de marketing, a estrutura de operações e as projeções financeiras. Ao fazer esse percurso, torna possível verificar se um negócio é viável, se é lucrativo e se agrega valor aos sócios. Para ter validade, deve ser desenvolvido em bases reais: um PN bem feito deverá estar em condições de ser implantado, de se transformar em uma nova empresa, uma empresa incubada ou em um novo negócio para uma empresa existente, e de sensibilizar parceiros e investidores.

14 Tipos de negócios Empresa de prestação de serviços Empresa de venda a varejo Empresa de vendas por atacado Distribuidora Empresa Industrial Empresa Mista

15 Outros aspectos fundamentais Empresas segundo a idade: Empresa Start-Up Corporação Horizonte de tempo de planejamento: Curto Prazo: 1 ano Longo Prazo: 3 a 5 anos Ciclo de vida de um produto Planejamento: Estratégico Tático Operacional

16 QUEM DEVE FAZER O PN? O Plano de Negócios definitivo deve ser feito individualmente pelo empreendedor. Você também pode fazer um PN em conjunto com um ou mais sócios APRESENTAÇÃO DO PN O Plano de Negócios deve ser apresentado por escrito e seus proponentes deverão estar preparados para defendê-lo" oralmente.

17 Quem lê o Plano de Negócios? sócios potenciais parceiros bancos intermediários investidores – fundos de capital de risco: venture capital gerentes e pessoal da empresa em geral executivos de alto nível fornecedores clientes potenciais empregados

18 COMO DEVE SER FEITO O PN? Mais de um empreendedor poderá fazer o PN do mesmo negócio. O PN deve ser feito com dados os mais reais possíveis, baseando-se em pesquisa de mercado e em análise do tamanho do mercado, dos concorrentes dos pontos fortes e fracos da sua empresa, das ameaças e oportunidades oferecidas.

19 Quanto ao Plano de Negócios é importante lembrar que: Deve ser completo, bastante claro, ter linguagem simples, (evite, sempre que possível, termos técnicos, siglas, etc). Será um guia durante a implantação da sua empresa. Além de você, pessoas de diferentes especialidades e com objetivos diversos poderão tê-lo como referência. Poderá ser um meio de obtenção de financiamentos. Hoje, organismos de financiamento como o BNDES, a FINEP ou a FAPERJ exigem planos de negócios para conceder financiamento.

20 Quanto ao Plano de Negócios é importante lembrar que: Deverá ser um instrumento hábil para a atração de parceiros para o negócio. Deverá empolgar os empregados da futura empresa Será o instrumento de negociação interna e externa visando a implantação do seu negócio.

21 PLANO DE NEGÓCIOS Qual é o meu negócio? Onde quero chegar? O que vendo? Para quem vendo? Que estratégias utilizarei? Como conquistarei mercado? Quais os fatores críticos de sucesso do negócio? Quanto vou gastar? Que retorno terei sobre meu investimento?

22 Forma de pensar sobre o futuro do negócio: Onde ir, como ir rapidamente. O que fazer durante o caminho para diminuir incertezas e riscos. Descreve a oportunidade de um negócio: Por que a oportunidade existe e porque o empreendedor e sua equipe tem condições de aproveitá-la. Como o empreendedor (e equipe) pretende agarrá-la.

23 Instrumento de negociação interna e externa, para administrar a interdependência. É mais um processo do que um produto? É fornecimento de serviços? Não é imutável. Participação dos empregados na empresa: nos lucros e nas opções de compra de ações. Imagem pública da empresa: transparência e responsabilidade social.

24 Estrutura do Plano de Negócios: Sumário executivo Resumo da empresa Produtos e Serviços Análise do Mercado Estratégia do Negócio Organização e Gerência do Negócio Planejamento Financeiro

25 O SUMÁRIO EXECUTIVO é um extrato competente e motivante do Plano de Negócios. Muitos analistas de planos de negócios ou financiadores muitas vezes lêem apenas o sumário executivo de um plano de negócios. Por isso, este é um instrumento de vendas do próprio plano. Assim, tem que ser atraente, motivante. Tem que ter suficiente objetividade e clareza para explicar, em não mais que três páginas, que determinado negócio é atraente e que vale a pena ler o plano de negócios como um todo. SUMÁRIO EXECUTIVO

26 Seu conteúdo é um grande resumo com as principais informações do plano de negócios, tais como: OBJETIVO do Plano de Negócios A oportunidade vislumbrada - inserção desta oportunidade no mercado Caracterização da empresa ou da unidade de negócio que será criada para aproveitar a oportunidade vislumbrada

27 Qual a visão do empreendedor da área de negócios de sua empresa e como deve posicioná-la no mercado ? Qual sua relação com a oportunidade vislumbrada? Qual o mercado identificado para os produtos da empresa ? SUMÁRIO EXECUTIVO

28 OBJETIVOS: Quais os produtos/serviços que serão fabricados, vendidos, prestados, fornecidos pela empresa? Qual o mercado para os produtos da empresa e como será feita a abordagem a este mercado? Qual a imagem da empresa que se quer projetar no mercado? SUMÁRIO EXECUTIVO

29 OBJETIVOS: Como serão vendidos os produtos? Como os produtos da empresa serão mantidos atualizados e como a empresa vai se manter com a tecnologia atual? Como a empresa vai ser organizada para cumprir seus objetivos? As características (perfil) do pessoal da empresa contribuem para sucesso do plano? SUMÁRIO EXECUTIVO

30 OBJETIVOS: Quais os investimentos a serem feitos para a empresa se posicionar no mercado e se desenvolver ? Quanto será necessário mensalmente para manter a empresa em funcionamento sem faturar (burning-rate) ? Qual o fluxo de caixa previsto para a empresa: como evoluirão suas receitas e despesas? SUMÁRIO EXECUTIVO

31 OBJETIVOS: Em que ponto a empresa passa a ter receitas capazes de cobrir suas despesas? Quando os investidores recuperam os investimentos feitos ? SUMÁRIO EXECUTIVO

32 Qual a MISSÃO DA EMPRESA? MISSÃO DA EMPRESA é a função que ela vai exercer junto ao mercado, provendo-lhe de produtos ou serviços. SUMÁRIO EXECUTIVO:

33 Criar valor para seus acionistas mantendo a liderança mundial como empresa de entretenimento dos pontos de vista de criatividade, estratégia e inovação. (Disney Company) Oferecer soluções rápidas e eficazes para atender eletronicamente ou com marcas no papel todas as necessidades do cliente no processamento de documentos, acompanhando o fluxo de trabalho desde a sua concepção até a chegada ao destino, quando a informação cumpre sua missão.(Xerox) EXEMPLOS DE MISSÃO

34 QUAIS OS FATORES-CHAVE DE SUCESSO DA EMPRESA ? SUMÁRIO EXECUTIVO

35 RESUMO DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DAS LINHAS GERAIS DA EMPRESA - temos que identificar, entender e transformar uma oportunidade em um negócio. Explicar o que a empresa ou unidade de negócio irá fazer. Qual o produto ou serviço que será comercializado? O que a empresa vende e como o faz. FORMA LEGAL DE EXISTÊNCIA E PROPRIETÁRIOS Forma legal: sociedade simples, empresária, ou se é uma sociedade anônima por ações. Ou ainda se vai constituir-se como cooperativa.

36 RESUMO DA EMPRESA Sócios - características dos sócios - currículos dos sócios - aporte para a empresa trazido pelos sócios Cada vez mais entende-se que não basta um bom plano de negócios ou uma boa oportunidade. Quem faz a diferença é o empreendedor que está à frente do negócio. E por isso, coloca-se o currículo resumido dos empreendedores, mostrando como cada um deles tem potencial para levar adiante o negócio.

37 RESUMO DO STARTUP Como vai ser iniciada a empresa e como será sua operação nos primeiros 6 meses? Quais serão os recursos necessários para a operação inicial da empresa? Quais os objetivos que se pretende atingir nos primeiros 6 meses? RESUMO DA EMPRESA

38 Qual o PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO da empresa? Principais atividades e ordem lógica de realização. Duração, recursos e custos de cada atividade. Os primeiros seis meses de uma organização são críticos, porque é o momento de se estruturar, de conseguir os primeiros clientes. Muitas empresas podem simplesmente não ter faturamento nenhum nos primeiros seis meses. Por ser um período crítico para um negócio, é preciso explicar como a empresa sobreviverá a eles. RESUMO DA EMPRESA

39 PRODUTOS E SERVIÇOS DA EMPRESA Quais as principais características dos produtos e serviços da empresa? LOCALIZAÇÃO E INSTALAÇÕES Onde a empresa estará localizada e quais as características dessa sua instalação: recursos e facilidades? PRODUTOS E SERVIÇOS

40 DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS - detalha os produtos e serviços que a empresa ou unidade de negócios vai vender; Verifica o ciclo de vida dos produtos e serviços oferecidos, os quais dependerão do tipo de indústria em que se está trabalhando. Na indústria da moda, o ciclo de vida pode ser de um ano. Na indústria de alta tecnologia, como software, equipamentos eletrônicos e celulares, os ciclos de vida estão se encurtando cada vez mais. Já outras indústrias têm ciclos mais extensos, como por exemplo a indústria da alimentação. PRODUTOS E SERVIÇOS

41 Ciclo de vida do produto Lançamento Crescimento Maturidade Declínio Volume de Vendas Tempo Ciclo de Vida do Produto

42 Ciclo de vida do produto 1. Introdução do Produto: custos elevados de promoção e fabricação; margens apertadas 2. Crescimento: aumento de demanda; melhoria na relação promoção/vendas 3. Maturação: estabilização das vendas; pressão por redução de preços 4. Declínio: desaparecimento do produto

43 Características do Produto ou Serviço Descreva as características e os benefícios que o cliente tem em se utilizar dos seus produtos e serviços; Explique porque os seus produtos/serviços se diferenciam dos da concorrência e porque os clientes escolheriam a sua empresa. O que tem de especial nos produtos/serviços de sua empresa?

44 Características X Benefícios Características: Tamanho Formato Peso Dimensão Cor Feito de... Usado para... Benefícios: Conveniência Segurança Garantia Não precisa atualizar Traz amor, saúde e felicidade Fácil de usar

45 DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS Direitos legais de propriedade do produto - direitos de autor, propriedade industrial, patentes, segredos industriais Um produto pode ser patenteado no INPI, por exemplo, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Se não houver como proteger a inovação, é importante que a oportunidade seja aproveitada com agilidade, para aumentar a vantagem frente aos concorrentes que podem copiar o produto, criando barreiras de entrada. Produtos e Serviços

46 Evolução do produto - pesquisa e desenvolvimento de novos produtos É preciso definir os mecanismos que serão utilizados para estar atendo às novas demandas do mercado, aproveitando oportunidades de modificar e melhorar o produto, adicionando novas características e funcionalidades. Produtos e Serviços

47 COMPARAÇÃO COM OS COMPETIDORES Quais os competidores existentes no mercado e quais os serviços e produtos que oferecem? Como o produto da empresa se situa na comparação com os competidores? CUSTOS DE FORNECIMENTO são aqueles necessários para disponibilizar os produtos e serviços ao usuário final. Não são os preços cobrados aos clientes. Produtos e Serviços

48 LITERATURA DE VENDAS Quais os documentos que contém informações sobre os produtos e serviços? FONTES - quais são as fontes geradoras da inspiração do produto? TECNOLOGIA - quais as tecnologias usadas nos produtos e serviços e como essas tecnologias podem ser encontradas? O que delas é original da sua empresa? Produtos e Serviços

49 FUTURO - quais os futuros produtos e serviços que poderão ser produzidos pela sua empresa? Quais as perspectivas futuras da sua empresa em relação a esses produtos e serviços? Produtos e Serviços

50 Análise do Mercado IDENTIFICAÇÃO DO MERCADO SEGMENTAÇÃO DO MERCADO ANÁLISE DA INDÚSTRIA E DOS MERCADOS QUE PODERIAM SER ATENDIDOS - NICHOS DE MERCADO ANÁLISE DO MERCADO

51 A atividade de marketing é uma atividade de negociação contínua com diversos atores de mercado. É preciso harmonizar, continuamente, as necessidades e desejos dos consumidores, com os objetivos estratégicos da empresa, de maneira a obter a relação o mais lucrativa possível. É importante destacar que essa relação tem que ser vantajosa para todas as partes envolvidas, hoje, as empresas que se mantêm durante muito tempo no mercado, sabem estabelecer relações ganha-ganha com seus clientes, fornecedores, parceiros, e demais stakeholders. Análise do Mercado

52 IDENTIFICAÇÃO DO MERCADO Uma vez identificado o mercado onde se quer atuar, é preciso conhecê-lo a fundo. Quem são meus clientes, onde estão, quais são seus desejos e necessidades, quanto querem pagar, quem toma a decisão de compra, e tantos outros detalhes. Quanto mais conhecer meus clientes, melhor poderei atendê-los. Clientes mais satisfeitos se tornam fiéis, e relações de fidelidade garantem maiores margens de lucro. Análise do Mercado

53 SEGMENTAÇÃO DO MERCADO A competição por agradar melhor aos clientes tem levado muitas empresas a segmentar seus mercados. Hoje temos marcas de automóveis que veiculam anúncios com mulheres comprando carros. A mensagem parece ser: mulher executiva, que compra o próprio carro, nós pensamos especialmente em você. Outros automóveis são especiais para trilhas e caminhos difíceis, para aqueles que gostam de aventuras. Ao dividir meus clientes em segmentos, eu posso desenvolver produtos e serviços mais específicos para suas necessidades, e com isso atendê-los melhor. Quando eu tenho um produto de massa, normalmente trago um pouco de satisfação para muitas pessoas.Eu posso satisfazer um pouco muitas pessoas. Mas se eu segmento, aquele grupo que eu atendo se sentirá extremamente bem atendido, porque eu estou dirigindo minha atenção a suas necessidades e desejos específicos. Análise do Mercado

54 IDENTIFICAÇÃO DO MERCADO Descrição da área de negócios da empresa e da situação atual do negócio no mercado - evolução da tecnologia nesta área Tamanho do mercado obtido através de pesquisa de mercado SEGMENTAÇÃO DO MERCADO Caracterização do mercado - área geográfica - tipos de empresas clientes - tamanho do segmento Análise do Mercado

55 Segmentação de Mercado

56 ANÁLISE DA INDÚSTRIA E DOS MERCADOS QUE PODERIAM SER ATENDIDOS - NICHOS DE MERCADO Análise SWOT – pontos fortes e fracos da organização – ameaças e oportunidades oferecidas pelo meio externo Concorrência - players e dealers Mercados não atendidos satisfatoriamente pela concorrência - Nichos de mercado Novos mercados Análise do Mercado

57 ANÁLISE DO MERCADO Aspectos legais - restrições e oportunidades Opções de entrada no mercado e em seus segmentos Mercados que devem ser escolhidos para trabalhar e as formas de penetração que devem ser usadas Riscos de Novos Entrantes Riscos de Substitutos Análise do Mercado

58 Análise da concorrência Uma empresa tem mais concorrentes do que imagina, pois além dos concorrentes diretos, existem os produtos substitutos, e existem mil opções que podem ser levadas em conta no momento de uma decisão de compra. Análise do Mercado

59 Análise da Concorrência Quem são seus concorrentes? De que maneira seu produto ou serviço pode ser comparado ao do concorrente? De que maneira ele está organizado? Ele pode tomar decisões mais rápidas do que você? Ele responde rapidamente a mudanças? Ele tem uma equipe gerencial eficiente? A concorrência é líder ou seguidor no mercado? Eles poderão vir a ser os seus concorrentes no futuro?

60 Estratégia do Negócio ESTRATÉGIA DE IMPLEMENTAÇÃO Qual a imagem que se pretende obter para a empresa? Exemplos de empresas que têm imagens bem definidas: Omo lava mais branco, não basta ser pai, tem que participar. Como vai criar os cases - cliente pioneiro e multiplicador - que servirão de modelo para os demais negócios da empresa? Qual a estratégia que será utilizada para obter fatias de mercado: áreas geográficas – nichos. Para conquistar clientes, é preciso diferenciar-se e ter um posicionamento de mercado claramente definido.

61 Estratégia de Marketing (4 Ps) Posicionamento (produto/serviço) Preço Praça (localização; canais de distribuição) Promoção (propaganda, publicidade...) Projeção de Vendas Estratégia do Negócio

62 Manufatura Tecnologia da Informação Finanças Saúde, medicina etc Distribuição Serviços Comércio Venda indireta Distribuidores Licenciamento Força de vendas Parceiros estratégicos Venda direta canais Muitas empresas usam um mix de venda direta e indireta Ex.:Black and Decker, MS, Compaq Estratégia do Negócio - Estratégia de Marketing

63 Venda direta Ex.: Dell, Electrolux (U.S.), Listel... Força de vendas, catálogo, site Custos para manter infra de venda Pode ser usado tanto para produtos com baixas como altas margens Deve-se atentar para: ciclo das vendas (importante), complexidade do produto, estrutura de comissionamento, treinamento da força de vendas. Estratégia do Negócio - Estratégia de Marketing

64 Venda indireta Ex.: SAP, Peoplesoft, MS... Cuidar e alimentar os canais - Walmart, Carrefour... Catálogos industriais,representantes, revendas... Pressão sobre as margens Custos para manter a infra de vendas (compare com direta) Também pode ser usado para produtos de alta e baixa margens Estratégia do Negócio - Estratégia de Marketing

65 Procure identificar onde seus concorrentes se posicionam e tente se diferenciar! A empresa precisa passar de um posicionamento mais genérico de benefício ao cliente para um mais específico de valor!!! Alguns posicionamentos de valor 1- Ser o melhor em Qualidade 2- Ser o melhor em Desempenho 3- Mais confiável 4- Mais durável 5- Mais segura 6- Mais rápida 7- Fornece mais por menos $$$ 8- Menos cara 9- De maior prestígio 10- Que tem melhor design ou estilo 11- A mais fácil de usar Estratégia do Negócio - Estratégia de Marketing

66 Exemplos de posicionamentos de valor 1- Mais por Mais (Mercedes, Rolex, Mont Blanc) 2- Mais pela Mesma Coisa (calça de marca X calça sem marca) 3- A Mesma Coisa por Muito Menos (Extra: diz ser + barato) 4- Menos por Muito Menos (Aluguel de carro sem ar, som etc) 5- Mais por Menos (É o melhor posicionamento para o cliente) Estratégia do Negócio - Estratégia de Marketing

67 Organização e Gerência do Negócio ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Tudo o que foi falado até agora só pode acontecer com uma equipe de profissionais que tenham as competências necessárias para implementar o que foi planejado. Por isso, é preciso criar uma estrutura ideal em termos de eficiência, de maneira que seja o menos custosa possível, e em termos de eficácia, para que atinja os resultados desejados pelos investidores.

68 EQUIPE GERENCIAL Uma equipe de trabalho competente tem um organograma claro e bem estruturado, pessoas que estão motivadas, alinhadas com os objetivos da organização e, o mais importante, comprometidas com os resultados. Também são pessoas pró-ativas, que trabalham com criatividade e que têm autonomia dentro de sua área de atuação. Organização e Gerência do Negócio

69 DESCRIÇÃO DETALHADA DO PROCESSO DE PRODUÇÃO E/OU DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Descrição detalhada dos seus principais processos de produção e prestação de serviços Capacidade instalada e estrutura de produção para os diversos cenários da empresa Organização e Gerência do Negócio

70 DESCRIÇÃO DETALHADA DO PROCESSO DE PRODUÇÃO E/OU DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Além disso, a empresa precisa trabalhar com qualidade, o que significa ter seus processos de trabalho mapeados, e funcionando da maneira mais dinâmica e eficiente. Para isso, é preciso não só reunir a equipe certa, mas definir a melhor logística de produção e distribuição, selecionar os melhores fornecedores, definir os meios de transporte, estoques, e a metodologia de produção. Organização e Gerência do Negócio

71 DESCRIÇÃO DETALHADA DO PROCESSO DE PRODUÇÃO E/OU DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Escolha de fornecedores - dependência de fornecedores e alternativas escolhidas Logística de distribuição Aspectos competitivos decorrentes da produção Organização e Gerência do Negócio

72 FORMAS DE REMUNERAÇÃO Uma equipe comprometida e motivada, com iniciativa, também depende de uma remuneração adequada. Assim, é preciso definir estratégias de remuneração. Muitas empresas utilizam participação nos lucros, há ainda o sistema de opção de compra de ações, muito comum nos Estados Unidos, onde a existe uma bolsa de valores mais robusta, e onde há muita negociação de ações de empresas novas. Organização e Gerência do Negócio

73 FORMAS DE REMUNERAÇÃO Nessa opção, o funcionário, dependendo de seu desempenho, pode receber remuneração em ações. Tratando-se de uma empresa jovem, cujas ações podem ter uma valorização de até 1000%, a possibilidade de ter ganhos extraordinários são grandes. Organização e Gerência do Negócio

74 FORMAS DE AVALIAÇÃO Estabelecimento de critérios de avaliação bastante claros MOTIVAÇÃO DE PESSOAL Organização e Gerência do Negócio

75 Planejamento Financeiro PRESSUPOSTOS IMPORTANTES Quais os pressupostos que foram adotados para fazer o planejamento financeiro? Quais os cenários que vão ser feitos? Como a economia do país ou do mundo ou da cidade vai contribuir ou prejudicar seu negócio? Qual a mobilidade dos cenários no tempo

76 PROJEÇÃO DO FLUXO DE CAIXA A projeção do fluxo de caixa de um plano de negócios, traz as projeções de receitas e despesas, as necessidades de reinvestimento em ativos fixos e capital de giro. Ele considera apenas as entradas e saídas efetivas de dinheiro. Planejamento Financeiro

77 PROJEÇÃO DO FLUXO DE CAIXA Com isso, ele nos dá o fluxo de caixa livre, ou líquido, que é o dinheiro gerado pelo negócio, que está disponível para os investidores. Esse valor interessa numa análise de um negócio, porque, para um investidor, um negócio nada mais é que uma aplicação onde terá que imobilizar dinheiro e onde, no futuro, terá retiradas que remunerarão esse capital imobilizado. Planejamento Financeiro

78 FLUXOS DE CAIXA Cenários de conquista do mercado e as receitas decorrentes Despesas mensais básicas para manter a empresa em funcionamento - BURNING-RATE ( ou custos afundados) - são os dispêndios de uma empresa com custos fixos que independem do volume de vendas, tais como aluguel das instalações, salários e encargos do pessoal administrativo, despesas com energia elétrica, água e esgoto, telefone, e outros. Planejamento Financeiro

79 FLUXOS DE CAIXA Fluxos de caixa - representam a evolução das entradas e saídas de recursos financeiros da empresa ao longo do tempo, de forma a visualizar, a cada momento, a disponibilidade líquida do caixa e verificar se os desembolsos futuros poderão ser efetuados nas datas previstas Planejamento Financeiro

80 BALANÇO E DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS O BALANÇO PATRIMONIAL é a representação contábil da situação econômico-financeira de uma empresa, sendo sua elaboração obrigatória pela legislação, com uma periodicidade mínima anual. Planejamento Financeiro

81 O BREAK EVEN POINT (ponto de equilíbrio) representa o nível de vendas no qual a receita iguala a soma dos custos fixos mais os custos variáveis, ou seja, no qual o lucro é zero. O PAYBACK é o tempo necessário para que a empresa produza resultados que permitam aos investidores recuperar todo seu investimento. OUTROS INDICADORES DE NEGÓCIOS – são argumentos para convencer aos investidores. Exemplo: ROI – Return On Investment (Taxa de Retorno do Investimento) Planejamento Financeiro

82 INDICADORES Necessidades de investimento inicial e forma de utilização dos recursos - cronograma de desembolso Cálculo de pontos fundamentais: ANÁLISE DE BREAKEVEN - Ponto em que as despesas e receitas se igualam de modo estável PAYBACK – prazos longos de retorno do investimento indicam riscos para os investidores Taxa de retorno do investimento (ROI) Cronograma de recuperação do investimento Planejamento Financeiro

83 INDICADORES ECONÔMICO-FINANCEIROS - são relações obtidas a partir de demonstrações financeiras com o objetivo de definir parâmetros que ilustrem o desempenho de uma empresa, as tendências desse desempenho e que também funcionem como parâmetros para comparação com o desempenho de empresas concorrentes. Exemplo: Índices de liquidez, de alavancagem, de atividade e de rentabilidade Planejamento Financeiro

84 FALTA CLAREZA DE QUAL É O NEGÓCIO BENEFICIOS QUE O CONSUMIDOR VAI TER NÃO ESTÃO CLAROS FALTA FOCO AO NEGOCIO ANALISE DE MERCADO NÃO CONFIÁVEL OU SUPERFICIAL FALTA DE MÉTRICA PARA MEDIR O GRAU DE SUCESSO DO NEGÓCIO Cuidados a serem tomados

85 MODELO DE NEGÓCIOS OBSCURO POUCO CONHECIMENTO A RESPEITO DOS COMPETIDORES POUCO CONHECIMENTO DE SUAS PRÓPRIAS FRAQUEZAS INDEFINIÇÃO DO QUE SERÁ FEITO COM O RECURSO A SER INVESTIDO AUSÊNCIA DE CONTROLES INTERNOS Cuidados a serem tomados

86 Qual o tamanho de um Plano de Negócios? Plano de Negócios completo: 15 a 40 páginas mais anexos. Plano de Negócios resumido: 10 a 15 páginas. Plano de Negócios Operacional: tamanho variável; uso interno.

87 Transparências:

88 Cesar Simões Salim Nelson Hochman Andrea Cecilia Ramal Silvina Ana Ramal Editora Campus

89 José Dornelas

90 Luiz Antônio Bernardi

91 MUITO OBRIGADO!


Carregar ppt "MSc. Rafael Boulhosa Avaliando oportunidades 3Ms Market demand Market size and structure Margin analysis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google