A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia."— Transcrição da apresentação:

1

2 Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia

3 Funções Inorgânicas Em nosso dia-a-dia, quatro classes de substâncias merecem atenção especial: os ácidos, as bases, os sais e os óxidos. Expressões do tipo antiácido, pilha alcalina ou chuva ácida já fazem parte de nosso cotidiano. Termos como monóxido de carbono são encontrados em cursos de iniciação em Ciências. Você poderá investigar alguns comportamentos fundamentais de ácidos e bases utilizando materiais comuns, como vinagre incolor e amoníaco. Para isso, é interessante contar com um indicador ácido- base, como o chá de repolho-roxo, por exemplo, que adquire cor vermelha na presença de vinagre e cor verde em contato com o amoníaco.

4 As Diferenças no Sabor As substâncias ácidas, como as que existem no limão e no vinagre, possuem um característico sabor azedo. Por outro lado, o sabor adstringente e meio amargo de algumas frutas não amadurecidas ou do leite de magnésia é típico de substâncias básicas (ou alcalinas). Você já mordeu uma banana verde? Aquela sensação de boca amarrada é peculiar de substâncias com sabor adstringente. Mas fique atento!!! Em hipótese alguma você deverá experimentar o sabor de substâncias de frascos no laboratório. Muitas delas são tóxicas ou podem provocar queimaduras muito graves.

5 Ácido Sulfúrico clique Ácido Sulfúrico - clique clique Ácido Nítrico clique Ácido Nítrico - clique clique Ácido Carbônico clique Ácido Carbônico - clique clique clique Ácido Sulfídrico clique Ácido Sulfídrico - clique clique Ácido Fluorídrico clique Ácido Fluorídrico - clique clique Ácido Fosfórico clique Ácido Fosfórico - clique clique Ácido Cianídrico clique Ácido Cianídrico - clique clique Ácido Clorídrico - clique Ácido Clorídrico - cliqueclique Menu Rápido - Ácidos

6 Menu Rápido - Bases Hidróxido de Sódio - clique Hidróxido de Sódio - clique clique Hidróxido de Amônio - clique Hidróxido de Amônio - clique clique Hidróxido de Cálcio - clique Hidróxido de Cálcio - clique clique Hidróxido de Potássio - clique Hidróxido de Potássio - clique clique Hidróxido de Magnésio - clique Hidróxido de Magnésio - clique clique Hidróxido de Alumínio - clique Hidróxido de Alumínio - clique clique Ácidos

7 Menu Rápido - Sais Cloreto de Sódio - clique Cloreto de Sódio - clique clique Nitrato de Sódio e Nitrato de Potássio - clique Nitrato de Sódio e Nitrato de Potássio - clique clique Carbonato de Sódio - clique Carbonato de Sódio - clique clique Bicarbonato de Sódio - clique Bicarbonato de Sódio - clique clique Carbonato de Cálcio - clique Carbonato de Cálcio - clique clique Sulfato de Cálcio - clique Sulfato de Cálcio - clique clique Fosfato de Cálcio - clique Fosfato de Cálcio - clique clique Fluoreto de Sódio - clique Fluoreto de Sódio - clique clique Hipoclorito de Sódio - clique Hipoclorito de Sódio - clique clique Bases BasesBases

8 Menu Rápido - Óxidos Óxido de Zinco - clique Óxido de Zinco - clique clique Peróxido de Hidrogênio - clique Peróxido de Hidrogênio - clique clique Monóxido de Carbono - clique Monóxido de Carbono - clique clique Dióxido de Enxofre - clique Dióxido de Enxofre - clique clique Dióxido de Nitrogênio - clique Dióxido de Nitrogênio - clique clique Óxido de Cálcio - clique Óxido de Cálcio - clique clique Óxido de Alumínio - clique Óxido de Alumínio - clique clique Óxido de Silício - clique Óxido de Silício - clique clique Sais

9 Ácidos Três químicos fizeram algumas teorias, que merecem ser citadas: Arrhenius: Ácidos são substâncias que em solução aquosa sofrem ionização, liberando como cátions somente H+. Arrhenius: Ácidos são substâncias que em solução aquosa sofrem ionização, liberando como cátions somente H+. Brönsted-Lowry: Espécime que doa H+. Brönsted-Lowry: Espécime que doa H+. Lewis: Toda espécie que recebe par de elétrons. Lewis: Toda espécie que recebe par de elétrons. Na prática, utilizamos – na maioria das vezes – a teoria de Arrhenius. Logo após, citaremos alguns ácidos inorgânicos, que são muito importantes em nosso cotidiano. Estão presentes em nossas atividades, e que passam despercebidos, mesmo sendo tão comuns.

10 Ácido Sulfúrico (H 2 SO 4 ) O ácido sulfúrico é um ácido com larga aplicação na indústria química e também em muitas das atividades realizadas pelo homem. Durante alguns anos, o ácido sulfúrico era considerado um fator determinante na avaliação do desenvolvimento de um país, ou seja, o país que produzisse ácido sulfúrico em grande quantidade provavelmente seria um país bastante desenvolvido. Entre as várias aplicações do ácido sulfúrico, destacamos o seu uso em: * Baterias de automóveis; * Baterias de automóveis; * Produção de plásticos, corantes, tintas, pigmentos, fibras têxteis, etc.; * Produção de plásticos, corantes, tintas, pigmentos, fibras têxteis, etc.; * Limpeza de peças metálicas; * Limpeza de peças metálicas; * Refinarias de petróleo; * Refinarias de petróleo; * Adubos ou fertilizantes agrícolas, que são compostos de superfosfatos. * Adubos ou fertilizantes agrícolas, que são compostos de superfosfatos.

11 Ácido Sulfúrico O ácido sulfúrico está presente nas baterias de carros.O ácido sulfúrico está presente nas baterias de carros. Ácidos

12 Ácido Nítrico (HNO 3 ) O ácido nítrico é um ácido extremamente perigoso, uma vez que ataca violentamente os tecidos animais e vegetais. Devido a esse fator, recomenda- se ter muito cuidado durante o manuseio do ácido. Uma outra característica importante do ácido nítrico é o fator de ele mesmo ser um líquido fumegante, ou seja, libera vapores tóxicos em contato com o ar atmosférico. Logo, a inalação de seus vapores pode até mesmo provocar a morte em poucos minutos. No que diz respeito às aplicações desse ácido, destacamos a sua utilização na: * Fabricação de explosivos – trinitrotolueno (TNT), nitroglicerina (dinamite); * Fabricação de explosivos – trinitrotolueno (TNT), nitroglicerina (dinamite);trinitrotolueno (TNT) trinitrotolueno (TNT) * Fabricação de adubos que apresentam compostos nitrogenados; * Fabricação de adubos que apresentam compostos nitrogenados; * Fabricação de salitres – KNO 3 e NaNO 3. * Fabricação de salitres – KNO 3 e NaNO 3.

13 Ácido Nítrico Os explosivos Trinitrotolueno (TNT), contém em sua fórmula, o HNO 3.Os explosivos Trinitrotolueno (TNT), contém em sua fórmula, o HNO 3. Ácidos

14 Ácido Carbônico (H 2 CO 3 ) É um ácido bastante instável, isto é, facilmente se decompõe em gás carbônico e água. O ácido carbônico está presente nas águas minerais gaseificadas, refrigerantes e cervejas. Ele é formado pela reação do gás carbônico, presente na atmosfera com a água: H 2 O + CO 2 H 2 CO 3 A presença do gás carbônico na atmosfera faz com que ele reaja com a água quando chove. Isto provoca a formação do ácido carbônico, contribuindo para a acidez da chuva.

15 Ácido Carbônico O ácido carbônico está presente em refrigerantes, cervejas e águas minerais gaseificadas.O ácido carbônico está presente em refrigerantes, cervejas e águas minerais gaseificadas. Ácidos

16 Ácido Sulfídrico (H 2 S) Trata-se de um ácido caracterizado por meio de seu odor de ovo podre, uma vez que ele é produzido a partir do apodrecimento de substâncias orgânicas que possuem o elemento enxofre em sua composição. Curiosidade: este ácido está presente na flatulência, ou seja, no peido. No mundo animal, notamos outra curiosidade muito interessante: Ao pressentirem perigo, certos animais, como o gambá e a maritaca, liberam uma mistura de substâncias de odos desagradável, entre as quais o H 2 S.

17 Ácido Sulfídrico O fedor que o ovo podre produz, se deve à presença de ácido sulfídrico, dentre outras substâncias.O fedor que o ovo podre produz, se deve à presença de ácido sulfídrico, dentre outras substâncias. Ácidos

18 Ácido Fluorídrico (HF) Por ter a capacidade de corroer o vidro, ele é usado na indústria para gravar e obter efeitos especiais nesse material. Por suas características, o HF deve ser acondicionado em frascos plásticos.

19 Ácido Fluorídrico O HF é utilizado nas indústrias para obter efeitos especiais em vidros.O HF é utilizado nas indústrias para obter efeitos especiais em vidros. Ácidos

20 Ácido Fosfórico (H 3 PO 4 ) Ele é utilizado na indústria de vidros e tinturaria, como aditivo na fabricação de refrigerantes (como a Coca-Cola e limonadas), e de fosfatos e superfosfatos (usados como adubos). Curiosidade: Por que a Coca-Cola vicia tanto? A presença dos ácidos Fosfórico e Carbônico agem diretamente na língüa, onde as bolhinhas ficam estourando; essa sensação, se fosse em dosagem muito alta, provocaria uma dor muito ruim. Mas como a dosagem é pequena, o cérebro interpreta como se fossem cócegas na língüa, o que dá uma imensa sensação de prazer.

21 Ácido Fosfórico Um dos compostos dos refrigerantes de cola é o ácido fosfórico.Um dos compostos dos refrigerantes de cola é o ácido fosfórico. Ácidos

22 Ácido Cianídrico (HCN) O ácido cianídrico é um ácido fraco (baixo grau de ionização). Entretanto, trata-se de um dos ácidos mais perigosos que existem, pois a inalação de seus vapores pode provocar a morte em poucos segundos. Em alguns estados norte-americanos este ácido, por ser gasoso, é utilizado nas chamadas câmaras de gás, nas quais as pessoas condenadas à morte são executadas. Curiosidade: Entre inúmeras atrocidades praticadas por Hitler e os seguidores do nazismo durante a Segunda Guerra Mundial, uma das mais cruéis foi a execução de milhões de prisioneiros judeus em campos de extermínio, obrigados a inalar o gás cianídrico em câmaras de gás construídas especialmente com essa finalidade. Hitler

23 Ácido Cianídrico O ácido cianídrico era utilizado nas câmaras de gás, para envenenar as pessoas que o respirassem no ar.O ácido cianídrico era utilizado nas câmaras de gás, para envenenar as pessoas que o respirassem no ar. Ácidos

24 Ácido Clorídrico(HCl) O ácido Clorídrico consiste no gás cloreto de hidrogênio dissolvido em água. Quando impuro, é vendido no comércio com o nome de ácido muriático, sendo usado principalmente na limpeza de pisos e de superfícies metálicas antes do processo de soldagem. O estômago secreta o ácido clorídrico, num volume aproximado de 100mL, para auxiliar na digestão dos alimentos.

25 Ácido Clorídrico Comercialmente, o ácido clorídrico é conhecido como ácido muriático.Comercialmente, o ácido clorídrico é conhecido como ácido muriático. Ácidos

26 Bases Três são as definições de bases, de acordo com: Arrhenius: Bases são substâncias que em solução sofrem dissociação iônica, liberando como único tipo de ânion os íons OH- (hidroxila). Brönsted-Lowry: Espécime que recebe H+. Lewis: Toda espécie que doa par de elétrons. Utilizaremos a teoria de Arrhenius, novamente. A seguir, algumas bases comuns em nosso dia-a-dia:

27 Hidróxido de Sódio ou Soda Cáustica (NaOH) Sólido branco que se dissolve facilmente em água, libertando grande quantidade de calor (o frasco esquenta muito). Ela absorve água e gás carbônico do ar. É a base mais importante de todas por ser a de maior produção e consumo, tanto nas indústrias como nos laboratórios. Principais aplicações: fabricação de sabão e glicerina (gordura + NaOH ¯ sabão + glicerina);fabricação de sabão e glicerina (gordura + NaOH ¯ sabão + glicerina); produção de salitre; indústria petroquímica; produção de salitre; indústria petroquímica; extração de celulose e fabricação de papel celofane, raiom e corantes. extração de celulose e fabricação de papel celofane, raiom e corantes. É extremamente corrosivo e deve ser manuseado com cuidado.

28 Hidróxido de Sódio Por ter a capacidade de desengordurar, o NaOH é utilizado na fórmula de detergentes.Por ter a capacidade de desengordurar, o NaOH é utilizado na fórmula de detergentes. Bases

29 Hidróxido de Amônio (NH 4 OH) Devido ao seu odor tóxico e sufocante, o hidróxido de amônio é uma base que requer muito cuidado em seu manuseio. Sendo uma solução aquosa de gás amoníaco, o hidróxido de amônio é bastante empregado na fabricação de: * Produtos de limpeza doméstica: Ajax, Fúria, Amonix etc.; * Produtos de limpeza doméstica: Ajax, Fúria, Amonix etc.; * Sais de amônio, que são utilizados na produção de fertilizantes nitrogenados; * Sais de amônio, que são utilizados na produção de fertilizantes nitrogenados; * Fabricação do ácido nítrico. * Fabricação do ácido nítrico.

30 Hidróxido de Amônio O Hidróxido de Amônio é encontrado em produtos de limpeza bruta, tais como Fúria e Ajax.O Hidróxido de Amônio é encontrado em produtos de limpeza bruta, tais como Fúria e Ajax. Bases

31 Hidróxido de Cálcio (Ca(OH) 2 ) O hidróxido de cálcio é um produto muito conhecido no comércio, sendo comercializado com os seguintes nomes: cal apagada, cal extinta e cal hidratada. A sua aplicação ocorre na construção civil, sendo utilizada na preparação da argamassa, usada para assentar tijolos e também na pintura à base de água e de cal (solução aquosa de hidróxido de cálcio).

32 Hidróxido de Cálcio O Hidróxido de cálcio é comercialmente conhecido como cal extinta, cal apagada ou cal hidratada.O Hidróxido de cálcio é comercialmente conhecido como cal extinta, cal apagada ou cal hidratada. Bases

33 Hidróxido de Potássio (KOH) Sólido branco, tóxico e irritante dos tecidos. Também absorve água e gás carbônico do ar. É usada para a fabricação de sabões moles, no alvejamento, no processamento de alimentos, etc. É também conhecido como potassa.

34 Hidróxido de Potássio O KOH – potassa cáustica – é utilizada no processamento de alimentos.O KOH – potassa cáustica – é utilizada no processamento de alimentos. Bases

35 Hidróxido de Magnésio (Mg(OH) 2 ) É pouco solúvel em água e usado na refinação do açúcar, na fabricação de papel na indústria farmacêutica. É usado como antiácido estomacal e como laxante intestinal suave, sendo comercializado com o nome de leite de magnésia. Curiosidade: Alguns usam o Leite de Magnésia, como desodorante. Ele reduz a acidez das axilas.

36 Hidróxido de Magnésio O Hidróxido de Magnésio é vendido comercialmente com o nome Leite de Magnésia. Reduz a acidez do estômago.O Hidróxido de Magnésio é vendido comercialmente com o nome Leite de Magnésia. Reduz a acidez do estômago. Bases

37 Hidróxido de Alumínio (Al(OH) 3 ) É pouco solúvel em água. É utilizado no tratamento de água, como antiácido estomacal e na fabricação de desodorantes. Curiosidade: O Estomazil, famoso remédio anti-ácido estomacal, tem essa base compondo sua fórmula.

38 Hidróxido de Alumínio Está presente em remédios antiácidos estomacais, como o Estomazil.Está presente em remédios antiácidos estomacais, como o Estomazil. Bases

39 Sais De acordo com Arrhenius, sal é toda substância que, em solução aquosa, sofre dissociação, produzindo pelo menos um cátion diferente do H+ e pelo menos um ânion diferente do OH-. O nome Sal é bem comum em nossa vida, e teríamos como o principal representante deste grupo, o sal de cozinha (NaCl), que utilizamos para salgar os alimentos. Mas inúmeros sais, alguns mais conhecidos, outros menos. Cita-los-ei, agora – os mais importantes e mais comuns:

40 Cloreto de Sódio (NaCl) Esse sal é encontrado dissolvido na água do mar (conhecido como sal marinho), ou então em jazidas na crosta terrestre (conhecido como sal-gema). É o principal constituinte do sal-de-cozinha que usamos na alimentação. O sal é usado para conservar carnes, peles secas e pescados. O Cloreto de Sódio também está presente no Soro Fisiológico, solução utilizada na limpeza de lentes-de-contato e também pode ser injetada nas veias de pacientes desidratados.

41 Cloreto de Sódio O sal mais comum e conhecido por todos. O NaCl é o sal de cozinha.O sal mais comum e conhecido por todos. O NaCl é o sal de cozinha. Sais

42 Nitrato de Sódio (NaNO 3 ) e Nitrato de Potássio (KNO 3 ) O nitrato de sódio é encontrado em extensas jazidas no Chile, razão pela qual também é denominado salitre-do-Chile. O nitrato de potássio é conhecido simplesmente como salitre. Esses sais são utilizados como fertilizantes, pois representam fontes de nitrogênio para as plantas. Também usados na fabricação da pólvora negra, quando misturados e pulverizados juntamente com carvão e enxofre. Podem explodir por aquecimento ou choque mecânico. Por esta razão, acontecem graves acidente com pessoas que insistem em fabricar bombas caseiras e acabam sendo mutiladas por explosões. Nos embutidos de carne (mortadela, salame, presunto, etc.), os nitratos de sódio e potássio são utilizados como conservantes.

43 Nitrato de Sódio Este sal, associado ao KNO 3 e outros sais, formam a pólvora-negra, utilizadas em armas de fogo.Este sal, associado ao KNO 3 e outros sais, formam a pólvora-negra, utilizadas em armas de fogo. Sais

44 Nitrato de Potássio O KNO 3 é utilizado como conservante em embutidos de carne - mortadela, salames etc.O KNO 3 é utilizado como conservante em embutidos de carne - mortadela, salames etc. Sais

45 Carbonato de Sódio (Na 2 CO 3 ) No comércio, é encontrado na sua forma impura com o nome de soda ou barrilha. Na indústria, sua maior aplicação é na fabricação do vidro comum. O carbonato de sódio também é usado para fabricar sabões e detergentes, celulose e papel.

46 Carbonato de Sódio O Carbonato de Sódio é comercialmente conhecido como barrilha ou soda.O Carbonato de Sódio é comercialmente conhecido como barrilha ou soda. Sais

47 Bicarbonato de Sódio (NaHCO 3 ) Trata-se de um dos sais mais comuns que conhecemos, sendo encontrado como antiácido estomacal, fermento para massas de pães e bolos, talcos desodorantes e agente espumante em extintores de incêndio. Curiosidade: É encontrado também, na fórmula do Eno, antiácido estomacal efervescente.

48 Bicarbonato de Sódio Além de servir como antiácido estomacal, o NaHCO3 é utiliado como fermento para pães e bolos.Além de servir como antiácido estomacal, o NaHCO3 é utiliado como fermento para pães e bolos. Sais

49 Carbonato de Cálcio (CaCO 3 ) O carbonato de cálcio é encontrado no mármore, nas cascas de ovos, nas pérolas, recifes de coral e calcário. Ele é utilizado na fabricação do vidro comum, adubos, pastas dentifrícias e no Cimento Portland. A obtenção do vidro comum e do cimento pode ser representada pelas seguintes equações: Cimento Portland Cimento Portland Vidro comum: Soda ou barrilha + Cálcio + Areia Vidro Comum Cimento Portland: Argila + Calcário + Areia Cimento Portland

50 Carbonato de Cálcio O carbonato de cálcio é um dos componentes da fórmula de cremes dentais.O carbonato de cálcio é um dos componentes da fórmula de cremes dentais. Sais

51 Sulfato de Cálcio (CaSO 4 ) Constitui matéria-prima para a fabricação de giz escolar, porcelana e gesso, utilizado em ortopedia, no tratamento das fraturas ósseas. Este sal é encontrado na forma de sal anidrido, ou seja, sem água (CaSO 4 ), ou de sal hidratado, isto é, com água (CaSO 4. 2H 2 O), sendo essa forma conhecida por gipsita. gipsita

52 Sulfato de Cálcio O Sulfato de cálcio é a matéria-prima para se fabricar o giz escolar.O Sulfato de cálcio é a matéria-prima para se fabricar o giz escolar. Sais

53 Fosfato de Cálcio (Ca 3 (PO 4 ) 2 ) É usado na fabricação de fertilizantes, como superfosfatos e hiperfosfatos. Tais fertilizantes são importantes na agricultura, porque se dissolvem mais facilmente em água, fornecendo fósforo e enxofre às plantas. O Fosfato de Cálcio também é encontrado nos ossos do corpo humano, o que ajuda a os tornarem mais firmes e fortes.

54 Fosfato de Cálcio O Fosfato de Cálcio é encontrado em nossos ossos; este sal tem o poder de fortalecê-los.O Fosfato de Cálcio é encontrado em nossos ossos; este sal tem o poder de fortalecê-los. Sais

55 Fluoreto de Sódio (NaF) É usado na fluoretação da água potável para reduzir a incidência de cáries dentárias. Na realidade, o fluoreto de sódio é uma fonte de íons fluoreto, que aumentam a resistência do esmalte dental. Enxaguatórios bucais e pastas de dente contêm esse sal.

56 Fluoreto de Sódio O NaF é usado em cremes dentais e enxagüatórios bucais, pois combate as cáries.O NaF é usado em cremes dentais e enxagüatórios bucais, pois combate as cáries. Sais

57 Hipoclorito de Sódio (NaClO) O hipoclorito de Sódio é utilizado em nosso dia-a-dia, das seguintes maneiras: Alvejante (branqueador); Alvejante (branqueador); Limpeza de residências, hospitais etc, por ser um poderoso anti-séptico; Limpeza de residências, hospitais etc, por ser um poderoso anti-séptico; Tratamento da água para consumo e de piscinas. Tratamento da água para consumo e de piscinas. O NaClO é também comercializado com o nome de cloro, e este, é um sólido branco. Curiosidade: Durante as epidemias de cólera, recomendava-se sua adição em pequenas quantidades na água usada para beber e lavar alimentos. cólera

58 Hipoclorito de Sódio O Hipoclorito de sódio é encontrado na fórmula da água sanitária, como principal componente.O Hipoclorito de sódio é encontrado na fórmula da água sanitária, como principal componente. Sais

59 Óxidos Óxidos são compostos binários, ou seja, formados por dois elementos, sendo o oxigênio o mais eletronegativo entre eles. Os óxidos são substâncias presentes em nosso dia-a-dia. Um bom exemplo de óxido é o gás carbônico (CO 2 ), expelido na respiração, principal responsável pelo efeito estufa. Observação: Os compostos OF 2 e O 2 F 2 não são óxidos porque o elemento flúor é mais eletronegativo que o elemento oxigênio. Segue aqui, alguns óxidos que são bem importantes em nosso cotidiano:

60 Óxido de Zinco (ZnO) O pó branco usado para pintar o rosto de palhaços de circo é o alvaiade ou óxido de zinco. Também usado antigamente, para limpar – polir - sapatos brancos (na atualidade, seriam os Nuggets).

61 Óxido de Zinco Os palhaços de circo, utilizam o óxido de zinco, para deixarem seus rostos brancos.Os palhaços de circo, utilizam o óxido de zinco, para deixarem seus rostos brancos. Óxidos

62 Peróxido de Hidrogênio (H 2 O 2 ) Quando puro, é um líquido viscoso e azulado. É o único peróxido molecular. Sua solução aquosa é vendida no comércio com o nome de Água oxigenada. É comercialmente usado para descolorir os cabelos e também, para fazer a limpeza de feridas.

63 Peróxido de Hidrogênio O peróxido de hidrogênio é comercialmente conhecido como água oxigenada.O peróxido de hidrogênio é comercialmente conhecido como água oxigenada. Óxidos

64 Monóxido de Carbono (CO) Gás incolor, inodoro, insípido e altamente tóxico. É formado pela combustão incompleta de materiais orgânicos, como gasolina, querosene, óleo diesel, álcool, etc., nos motores à explosão (combustíveis CO). O monóxido de carbono tem grande aplicação na indústria (na produção de ferro e aço). Esse gás é muito venenoso, pois sua afinidade com a hemoglobina, formando o composto carbóxi-hemoglobina, é aproximadamente 250 vezes maior que a do oxigênio hemoglobina

65 Monóxido de Carbono Este óxido é encontrado na fumaça expelida pelos automóveis.Este óxido é encontrado na fumaça expelida pelos automóveis. Óxidos

66 Dióxido de Enxofre (SO 2 ) O Dióxido de Enxofre é um gás incolor, de cheiro forte e altamente tóxico. É encontrado na combustão de combustíveis como gasolina, querosene e diesel – que por sinal, é o que mais polui dentre eles. Curiosidades: O álcool, por não conter enxofre, nem compostos derivados deste, não produz o SO 2. Essa é a vantagem de se usar carros movidos a álcool.O álcool, por não conter enxofre, nem compostos derivados deste, não produz o SO 2. Essa é a vantagem de se usar carros movidos a álcool. O SO 2 é também responsável pela ocorrência da chuva ácida, que corrói metais e mármore de edifícios e de obras de arte, etc.O SO 2 é também responsável pela ocorrência da chuva ácida, que corrói metais e mármore de edifícios e de obras de arte, etc.

67 Dióxido de Enxofre Este composto é encontrado na combustão de combustíveis (gasolina, álcool, diesel etc.) em automóveis.Este composto é encontrado na combustão de combustíveis (gasolina, álcool, diesel etc.) em automóveis. Óxidos

68 Dióxido de Nitrogênio (NO 2 ) Gás de cor avermelhada, de cheiro forte e irritante, altamente tóxico. Quando inalado em grande quantidade, pode ser fatal. É encontrado nas fumaças de automóveis, que em função da elevação da temperatura do motor dos carros, há uma reação entre Oxigênio e Nitrogênio, formando NO 2. Para evitar isso, alguns carros modernos possuem catalisadores, que ajudam a diminuir a poluição atmosférica catalisadores

69 Dióxido de Nitrogênio Aqui temos o exemplo da fumaça expelida por um carro, onde o NO 2 está presente.Aqui temos o exemplo da fumaça expelida por um carro, onde o NO 2 está presente. Óxidos

70 Óxido de Cálcio (CaO) Esse óxido é conhecido comercialmente por cal viva, a qual se transforma em cal extinta ao ser misturada à água. Cal viva + água cal extinta CaO + H 2 O Ca(OH) 2

71 Óxido de Cálcio Este óxido é comercialmente conhecido como cal viva, que ao reagir com água, se transforma em cal extinta.Este óxido é comercialmente conhecido como cal viva, que ao reagir com água, se transforma em cal extinta. Óxidos

72 Óxido de Alumínio (Al 2 O 3 ) É um sólido cristalino que existe na natureza sob a forma de rubi, safira e esmeralda. A sua coloração variável deve-se à presença de impurezas contidas no óxido. A bauxita é o principal minério que contém o óxido de alumínio (Al 2 O 3 ). É dela que se obtém o alumínio utilizado no mundo inteiro.

73 Óxido de Alumínio A bauxita é o principal minério que contém o óxido de alumínio.A bauxita é o principal minério que contém o óxido de alumínio. Óxidos

74 Óxido de Silício (SiO 2 ) Este óxido pode ser encontrado livre na natureza, como, por exemplo, na forma de quartzo e areia. Ele está presente no granito, com aspecto semelhante ao vidro. Algumas variedades coloridas são usadas como pedras preciosas: ágata, ônix, ametista e opala. A cor dessas pedras deve-se à presença de impurezas. Se um pedaço de quartzo for aquecido até a fusão, ao ser resfriado, transforma-se em vidro.

75 Óxido de Silício O óxido de silício é encontrado em pedras preciosas como quartzo (figura), ágata, onix etc.O óxido de silício é encontrado em pedras preciosas como quartzo (figura), ágata, onix etc. Óxidos

76 Referências Bibliográficas USBERCO, João e SALVADOR, Edgard. Química. Volume Único, Editora Saraiva, 5ªEdição Reformulada. São Paulo, LEMBO. Química - Realidade e Contexto. Volume Único, Editora Ática, 1ªEdição (3ªimpressão). São Paulo, MÁRIO SALLES, Antônio. Química Inorgânica II. Livro 13, Coleção Objetivo – Sistema de Métodos de Aprendizagem, Editora Sol.

77 Menu Interativo Reiniciar Finalizar Ácidos Bases Sais Óxidos


Carregar ppt "Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia Os Compostos Inorgânicos em nosso dia-a-dia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google