A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aprendizagem = transmissão de informações e conhecimentos Concepção naturalizada de linguagem (código transparente e neutro) Aprendizagem = construção/desconstrução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aprendizagem = transmissão de informações e conhecimentos Concepção naturalizada de linguagem (código transparente e neutro) Aprendizagem = construção/desconstrução."— Transcrição da apresentação:

1 Aprendizagem = transmissão de informações e conhecimentos Concepção naturalizada de linguagem (código transparente e neutro) Aprendizagem = construção/desconstrução Concepção de linguagem como produção tomada em sua natureza polissêmica

2 POLISSEMIA: O sentido da palavra é totalmente determinado por seu contexto. Há tantas significações possíveis quantos contextos possíveis. Mas, nem por isso a palavra deixa de ser una. Ela não se desagrega em tantas palavras quantos forem os contextos nos quais ela pode se inserir. Há uma unicidade inerente a todas as suas significações. (BAKHTIN, M. Marxismo e Filosofia da Linguagem.p. 5;106) CONTEXTO: A enunciação não existe fora do contexto social (há sempre um interlocutor, ao menos em potencial (1/16) O signo e a situação social em que ele se insere estão indissoluvelmente ligados. O signo não pode ser separado da situação social sem ver sua natureza semiótica alterada. (3/62).

3 A enunciação: Que horas são? tem um sentido diferente a cada vez que é usada e também, conseqüentemente, na nossa terminologia, um outro tema, que depende da situação histórica concreta (histórica numa escala microscópica) em que é pronunciada e da qual constitui na verdade um elemento. A enunciação Oi, tia tem um sentido diferente, dependendo do contexto. amoroso respeitoso ofensivo genérico

4 Emissor – Mensagem – receptor O que se diz A linguagem como produção de sentidos Quem diz + para quem diz + contexto em que diz + o que não diz + por que diz +... Não são palavras o que escutamos, mas verdades ou mentiras, coisas boas ou más... A palavra está sempre carregada de um conteúdo ou de um sentido ideológico ou vivencial (...) e só reagimos àquelas que despertam em nós ressonâncias ideológicas ou concernentes à vida. (Bakhtin, Marxismo e Filosofia da Linguagem, p.95).

5 Discurso autoritário: aquele em que se abafam as vozes dos percursos em conflito, em que se perde a ambigüidade das múltiplas posições, em que o discurso se cristaliza e se faz discurso da verdade única, absoluta, incontestável. Para reconstruir o diálogo desaparecido são, nesse caso, necessários outros textos que externamente, recuperem a polêmica escondida, os choques sociais, o confronto, a luta. A censura, nos regimes autoritários, a proibição de fala ao filho ou empregado respondão são, entre outros, meios de impedir que, pela intertextualidade externa, se retome o diálogo internamente perdido. (6)

6 Discurso poético/polifônico: aquele que instala internamente, graças a uma série de mecanismos, o diálogo intertextual, a complexidade e as contradições dos conflitos sociais.

7 aprendizagem ensino aluno Homogeneidade conceitos/palavras percursos resultados avaliações

8 aprendizagem ensino aluno Heterogeneidade conceitos/palavras percursos resultados avaliações

9 A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E A GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA A avaliação realizada no mês de dezembro de 2003 por pais de alunos (...) teve cada um dos relatórios lido, compilado e sua síntese discutida durante reunião entre equipe de direção, professoras e funcionários. Também mandamos os resultados para a Secretaria da Educação.

10 O resultado da avaliação foi considerado muito positivo não somente pela grande aprovação ao trabalho desenvolvido (consideramos como aprovação apenas os quesitos Ótimo e Bom), mas em virtude da atenção e do tempo que os senhores dispensaram para responder às questões e nos enviar de volta o questionário respondido demonstrando que a maioria dos pais entendeu a importância desta avaliação para o desenvolvimento e aperfeiçoamento do trabalho que realizamos.

11 Ser criança é fazer parte de um universo paralelo, lúdico, em que todos os sonhos e fantasias parecem possíveis e não há distinção entre a ficção e a realidade. A criança vê o mundo com um olhar novo e com encantamento e ingenuidade presentes na atmosfera infantil. Nome dado ao ser humano em sua fase inicial de vida (+ ou – de 0 a 12 anos) sem responsabilidades (na maioria das vezes). Depende dos adultos ou dos cuidados de algum adulto, com quem desenvolve sentimento de apego e vínculos. É um ser inocente, que age de acordo com seus sentimentos e vontades, não se importando com regras e costumes. Normalmente descobre coisas boas e ruins vivenciando-as. Passa por fases de desenvolvimento, sendo que em cada uma aumenta suas capacidades.


Carregar ppt "Aprendizagem = transmissão de informações e conhecimentos Concepção naturalizada de linguagem (código transparente e neutro) Aprendizagem = construção/desconstrução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google