A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG O P APEL DAS A SSOCIAÇÕES P ROFISSIONAIS NO A POIO E D ESENVOLVIMENTO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG O P APEL DAS A SSOCIAÇÕES P ROFISSIONAIS NO A POIO E D ESENVOLVIMENTO."— Transcrição da apresentação:

1 Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG O P APEL DAS A SSOCIAÇÕES P ROFISSIONAIS NO A POIO E D ESENVOLVIMENTO DA I NVESTIGAÇÃO C LÍNICA 26º Encontro Nacional de Clínica Geral

2 Sumário O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível do investigador/projecto Ao nível da comunidade científica Ao nível das organizações 5 pilares para apoiar a investigação clínica Construir para chegar onde? O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível do investigador/projecto Ao nível da comunidade científica Ao nível das organizações 5 pilares para apoiar a investigação clínica Construir para chegar onde?

3 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível do investigador e/ou do projecto: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Atitudes Recursos 3) Chegar onde?

4 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível do investigador e/ou do projecto: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Atitudes Recursos 1.Metodologia científica 2.Clínica, sistemas de saúde, contexto 3.Comunicação, gestão e processos colaborativos 3) Chegar onde?

5 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível do investigador e/ou do projecto: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Atitudes Recursos 1.Crítica 2.Rigor 3.Criatividade 4.Trabalho em equipa 5.Perseguição da excelência 3) Chegar onde?

6 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível do investigador e/ou do projecto: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Atitudes Recursos 1.Consultadoria científica 2.Gestores de projecto 3.Coordenadores de trabalho de campo 4.Entrevistadores 5.Gestão financeira 6.Apoio e suporte técnico 7.Parecer ético 3) Chegar onde?

7 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível da comunidade científica: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Produtos Recursos 3) Chegar onde?

8 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível da comunidade científica: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Produtos Recursos 1.Formação 2.Manuais (papel, online) 3) Chegar onde?

9 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível da comunidade científica: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Produtos Recursos 1.Apoio à criação e manutenção de redes de investigação clínica 2.Protocolos com entidades 1.Académicas, consultoras 2.Prestadoras de serviços 3) Chegar onde?

10 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível da comunidade científica: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Produtos Recursos 1.Acesso à produção científica 2.Avaliação externa (macro) da qualidade da investigação produzida 3.Certificação dos projectos / formação 4.Apoio à publicação / apresentação 3) Chegar onde?

11 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível da comunidade científica: 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio Conhecimentos Produtos Recursos 1.Linhas estratégicas para orientar o apoio à investigação clínica: “roadmaps” 2.Sistema de apoio financeiro à investigação clínica 3) Chegar onde?

12 O que é que é necessário para se fazer investigação? Ao nível das organizações: 1)Ponte de ligação com outras sociedades, associações, academia, empresas-cliente, empresas-produtoras 2)Facilitador / organizador da participação internacional (redes, consórcios) 3)Recomendações para 1)um currículo de competências em investigação clínica nos cuidados de saúde primários 2)adequação de sistemas públicos e não- públicos de financiamento Ao nível das organizações: 1)Ponte de ligação com outras sociedades, associações, academia, empresas-cliente, empresas-produtoras 2)Facilitador / organizador da participação internacional (redes, consórcios) 3)Recomendações para 1)um currículo de competências em investigação clínica nos cuidados de saúde primários 2)adequação de sistemas públicos e não- públicos de financiamento 1) O que é necessário? Investigador /projecto Comunidade científica Organizações 2) 5 pilares de apoio 3) Chegar onde?

13 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Princípios: 1)Bem comum 2)Interface de ligação / comunicação 3)Produtos: devem servir a comunidade 4)Estrutura associativa 5)Uso de linguagem e de fundamentos científicos 6)Baseado em decisões estratégicas Princípios: 1)Bem comum 2)Interface de ligação / comunicação 3)Produtos: devem servir a comunidade 4)Estrutura associativa 5)Uso de linguagem e de fundamentos científicos 6)Baseado em decisões estratégicas 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

14 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica A Revista Portuguesa de Clínica Geral 1)Identificação de uma comunidade científica em Medicina Geral e Familiar 1)Editores, Conselho Científico 2)Revisores 3)Autores 4)Grupos e centros de investigação 5)Colaborações, interdisciplinaridade 2)Descrição / compreensão da realidade portuguesa 3)Força de afirmação, pela competição, da investigação portuguesa A Revista Portuguesa de Clínica Geral 1)Identificação de uma comunidade científica em Medicina Geral e Familiar 1)Editores, Conselho Científico 2)Revisores 3)Autores 4)Grupos e centros de investigação 5)Colaborações, interdisciplinaridade 2)Descrição / compreensão da realidade portuguesa 3)Força de afirmação, pela competição, da investigação portuguesa 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

15 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação 2)Aperfeiçoamento 3)Especialização A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação 2)Aperfeiçoamento 3)Especialização 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

16 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação O necessário para alguém que não tem experiência prévia se envolver em investigação clínica de forma organizada 1)Cerca de 30h ou mais 2)Construção de um projecto, trabalho em grupo Escola de Medicina Familiar de Outono da APMCG 2)Aperfeiçoamento 3)Especialização A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação O necessário para alguém que não tem experiência prévia se envolver em investigação clínica de forma organizada 1)Cerca de 30h ou mais 2)Construção de um projecto, trabalho em grupo Escola de Medicina Familiar de Outono da APMCG 2)Aperfeiçoamento 3)Especialização 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

17 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação 2)Aperfeiçoamento Exige experiência prévia, visando dar autonomia para a elaboração e condução de projectos simples 1)160 a 180 horas durante 10 meses 2)Orientação / Integração em grupos de investigação 3)Crítica e discussão em grupo dos projectos 4)Acompanhamento dos projectos (escrita e execução) 3)Especialização A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação 2)Aperfeiçoamento Exige experiência prévia, visando dar autonomia para a elaboração e condução de projectos simples 1)160 a 180 horas durante 10 meses 2)Orientação / Integração em grupos de investigação 3)Crítica e discussão em grupo dos projectos 4)Acompanhamento dos projectos (escrita e execução) 3)Especialização 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

18 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação 2)Aperfeiçoamento 3)Especialização 1)Cursos avançados, temáticos 2)Geralmente em contexto académico A Formação em Investigação Clínica 1)Iniciação 2)Aperfeiçoamento 3)Especialização 1)Cursos avançados, temáticos 2)Geralmente em contexto académico 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

19 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica A Formação em Investigação Clínica Manuais de Investigação da APMCG 1)Abrantes A, Tavares A, Godinho J. Manual de métodos de investigação em saúde. Lisboa: Edições Especiais APMCG;  Investigação Passo a Passo – Perguntas e Respostas Essenciais para a Investigação Clínica; APMCG; A Formação em Investigação Clínica Manuais de Investigação da APMCG 1)Abrantes A, Tavares A, Godinho J. Manual de métodos de investigação em saúde. Lisboa: Edições Especiais APMCG;  Investigação Passo a Passo – Perguntas e Respostas Essenciais para a Investigação Clínica; APMCG; ) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

20

21 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 3)Apoio à gestão de projectos Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 3)Apoio à gestão de projectos 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

22 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 1)Estatísticos 2)Epidemiologistas 3)Informáticos 4)Especialistas na aplicação e validação de questionários 5)Outros 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 3)Apoio à gestão de projectos Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 1)Estatísticos 2)Epidemiologistas 3)Informáticos 4)Especialistas na aplicação e validação de questionários 5)Outros 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 3)Apoio à gestão de projectos 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

23 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 1)Colocação de formulários online e bases de dados colaborativas 2)Apoio / realização de análises estatísticas 3)Parecer ético 4)Apoio à participação em redes internacionais 3)Apoio à gestão de projectos Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 1)Colocação de formulários online e bases de dados colaborativas 2)Apoio / realização de análises estatísticas 3)Parecer ético 4)Apoio à participação em redes internacionais 3)Apoio à gestão de projectos 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

24 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 3)Apoio à gestão de projectos 1)Apoio à submissão a concursos para financiamento 2)Gestão de estudos multicêntricos 3)Coordenação do trabalho de campo 4)Orçamentação e gestão financeira Uma plataforma de apoio à investigação 1)Grupo de consultores científicos e técnicos contratualizados 2)Apoio técnico facilitado e personalizado 3)Apoio à gestão de projectos 1)Apoio à submissão a concursos para financiamento 2)Gestão de estudos multicêntricos 3)Coordenação do trabalho de campo 4)Orçamentação e gestão financeira 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

25 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

26 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 1)As equipas devem demonstrar e reunir as competências necessárias (curriculum, dados preliminares) 2)Deve ser financiado o tempo investido na investigação 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 1)As equipas devem demonstrar e reunir as competências necessárias (curriculum, dados preliminares) 2)Deve ser financiado o tempo investido na investigação 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

27 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica A revisão dos projectos deve não ter apenas uma função de classificação, mas deve levar a revisões construtivas e impulsionadoras de melhorias substanciais (se necessário), mesmo se o projecto não for financiado 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica A revisão dos projectos deve não ter apenas uma função de classificação, mas deve levar a revisões construtivas e impulsionadoras de melhorias substanciais (se necessário), mesmo se o projecto não for financiado 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

28 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 1)do trabalho interdisciplinar 2)do trabalho em rede 8)Promotor da apresentação de resultados Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 1)do trabalho interdisciplinar 2)do trabalho em rede 8)Promotor da apresentação de resultados 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

29 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados 1)Financiamento fraccionado em tranches, com reserva para apresentações e publicação Um sistema de financiamento 1)Orientado para a competição e o mérito 2)Repartido entre áreas prioritárias e temas abertos 3)Repartido entre grupos de investigação experientes e grupos recém-iniciados 4)De calendário regular, anunciado de forma atempada 5)Responsabilizador 6)Promotor da excelência científica 7)Valorizador 8)Promotor da apresentação de resultados 1)Financiamento fraccionado em tranches, com reserva para apresentações e publicação 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

30 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, 2)Estatística de evolução da produção científica 3)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 4)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, 2)Estatística de evolução da produção científica 3)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 4)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

31 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, Material apresentado (pdfs, ppts, docs) Base de dados anonimizada (ou descritivo) Projecto (ou descritivo) Instrumentos de recolha de dados utilizado (ou descritivo), questionários utilizados, formulários, etc. Colaboração, financiamento, prémios, contacto dos investigadores Necessita de trabalho regular e pró-activo de recolha de material, contacto com os autores, e de estratégia de comunicação (notícias, newsletter, press-release de resultados) 1)Estatística de evolução da produção científica 2)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 3)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, Material apresentado (pdfs, ppts, docs) Base de dados anonimizada (ou descritivo) Projecto (ou descritivo) Instrumentos de recolha de dados utilizado (ou descritivo), questionários utilizados, formulários, etc. Colaboração, financiamento, prémios, contacto dos investigadores Necessita de trabalho regular e pró-activo de recolha de material, contacto com os autores, e de estratégia de comunicação (notícias, newsletter, press-release de resultados) 1)Estatística de evolução da produção científica 2)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 3)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

32 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, 2)Estatística de evolução da produção científica 1)Centros de investigação, colaborações 2)Competências em investigação 3)Áreas temáticas privilegiadas e carentes 4)Dificuldades na execução de projectos 5)Fontes de financiamento 3)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 4)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, 2)Estatística de evolução da produção científica 1)Centros de investigação, colaborações 2)Competências em investigação 3)Áreas temáticas privilegiadas e carentes 4)Dificuldades na execução de projectos 5)Fontes de financiamento 3)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 4)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

33 5 pilares para apoiar e reforçar a investigação clínica Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, 2)Estatística de evolução da produção científica 3)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 4)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação Um observatório da produção científica em medicina geral e familiar 1)Repositório web de publicações, apresentações, posters, 2)Estatística de evolução da produção científica 3)Identificação de necessidades de formação, de apoio e suporte técnico-científico-institucional 4)Suporte para estratégia de desenvolvimento da investigação 1) O que é necessário? A RPCG Apoio à InvC Observatório 2) 5 pilares de apoio Formação Financiamento 3) Chegar onde?

34 Construir para chegar onde? 1)The ripple effect (efeito cascata) 1) O que é necessário? 2) 5 pilares de apoio 3) Chegar aonde? A médio prazo A curto prazo

35 Construir para chegar onde? - exemplos Indicadores a curto prazo (~2 anos) 1)Utilização dos serviços 1)Número de projectos submetidos 2)Número de consultas à equipa de consultores 3)Número de visitas ao site do observatório 2)Processo 1)Tempo de apreciação dos projectos submetidos 2)Tempo de execução de projectos 3)Resultados 1)Número e factor de impacto das publicações resultantes 2)Número de apresentações em reuniões internacionais Indicadores a curto prazo (~2 anos) 1)Utilização dos serviços 1)Número de projectos submetidos 2)Número de consultas à equipa de consultores 3)Número de visitas ao site do observatório 2)Processo 1)Tempo de apreciação dos projectos submetidos 2)Tempo de execução de projectos 3)Resultados 1)Número e factor de impacto das publicações resultantes 2)Número de apresentações em reuniões internacionais 1) O que é necessário? 2) 5 pilares de apoio 3) Chegar aonde? A médio prazo A curto prazo

36 Construir para chegar onde? Objectivos a médio prazo (~5 anos) Um currículo de investigação clínica Uma comunidade de investigação bem identificada (competências, curriculum, conexões, experiência em formação) Mapear a nossa prática e os nossos conhecimentos e competências O suporte à decisão clínica, e os sistemas de melhoria da qualidade Uma estratégia para apoiar a investigação e uma investigação para apoiar estratégias Objectivos a médio prazo (~5 anos) Um currículo de investigação clínica Uma comunidade de investigação bem identificada (competências, curriculum, conexões, experiência em formação) Mapear a nossa prática e os nossos conhecimentos e competências O suporte à decisão clínica, e os sistemas de melhoria da qualidade Uma estratégia para apoiar a investigação e uma investigação para apoiar estratégias 1) O que é necessário? 2) 5 pilares de apoio 3) Chegar aonde? A médio prazo A curto prazo

37 Conclusões / Discussão É possível fazer um modelo conceptual das necessidades Mas a avaliação das necessidades deverá ser mais concreta e rigorosa É possível fazer um modelo conceptual das necessidades Mas a avaliação das necessidades deverá ser mais concreta e rigorosa 1) O que é necessário? 2) 5 pilares de apoio 3) Chegar onde? Conclusões Agradecimento

38 Conclusões / Discussão É possível fazer um modelo conceptual das necessidades As Associações Profissionais podem ter um papel abrangente e determinante no apoio e desenvolvimento da investigação clínica Mas a continuidade, visão a médio/longo prazo, e a profissionalização necessárias são desafios O modelo de trabalho poderá passar por criar alguns e contractualizar outros As actividades de apoio devem ser sinergéticas e parte de uma visão maior É necessária informação, monitorização e processos de criação de consensos para suportar essa estratégia É possível fazer um modelo conceptual das necessidades As Associações Profissionais podem ter um papel abrangente e determinante no apoio e desenvolvimento da investigação clínica Mas a continuidade, visão a médio/longo prazo, e a profissionalização necessárias são desafios O modelo de trabalho poderá passar por criar alguns e contractualizar outros As actividades de apoio devem ser sinergéticas e parte de uma visão maior É necessária informação, monitorização e processos de criação de consensos para suportar essa estratégia 1) O que é necessário? 2) 5 pilares de apoio 3) Chegar onde? Conclusões Agradecimento

39 Propostas para discussão

40 ou

41 Agradecimentos Núcleo de Investigação da APMCG Eugénia Silva Carlos Canhota Clara Fonseca Conceição Maia Paulo Nicola Outros núcleos, investigadores,… Núcleo de Investigação da APMCG Eugénia Silva Carlos Canhota Clara Fonseca Conceição Maia Paulo Nicola Outros núcleos, investigadores,… 1) O que é necessário? 2) 5 pilares de apoio 3) Chegar onde? Conclusões Agradecimento


Carregar ppt "Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG Paulo Nicola Núcleo de Investigação da APMCG O P APEL DAS A SSOCIAÇÕES P ROFISSIONAIS NO A POIO E D ESENVOLVIMENTO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google