A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

POSTURA Apenas observar a maneira do paciente ficar em pé. EQUILÍBRIO - Junte os pés totalmente, ficando perto dele (pode haver desequilibrio), olhe para.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "POSTURA Apenas observar a maneira do paciente ficar em pé. EQUILÍBRIO - Junte os pés totalmente, ficando perto dele (pode haver desequilibrio), olhe para."— Transcrição da apresentação:

1 POSTURA Apenas observar a maneira do paciente ficar em pé. EQUILÍBRIO - Junte os pés totalmente, ficando perto dele (pode haver desequilibrio), olhe para frente e feche os olhos. No parkinson dar uma puxadinha nos ombros!

2 MANOBRA DOS MEMBROS ESTENDIDOS Estende os braços em supinação (palma da mão pra cima), olhe para frente, fique perto do paciente, feche os olhos. Em caso de lesão piramidal ocorre pronação flexão contralateral, pra cima e lateralizado. Em caso de lesão parietal ocorre desvio discreto para o lado da lesão. Em caso de lesão cerebelar o mesmo lado desvio para lateral. Em caso de lesão vestibular os dois braços desviam para o lado da lesão, com os olhos fechados.

3 Diferença de passo X passada Passo é a distância entre os dois é ao caminhar (distância do calcanhar E até o plano onde se encontra o calcanhar D). Passada é a distância percorrida pelo mesmo membro (distância entre os calcanhares). Fase de apoio e de oscilação.

4 TIPOS DE MARCHAS Descrição das marchas. Hipertonia dos adutores (pett pas) – paralisia cerebral. Tabético tem mais propriocepção, deixa cair. Fibular comum

5 PROVA DE INDEX NARIZ Paciente sentado na maca, pedi para ele estender um braço, e levar até o nariz, primeiro com o olho aberto depois com o olho fechado. Alterações: tremor cerebelar – perpendicular ao movimento, eumetria – atingir o alvo (dismetria – hipometria ou hipermetria) e decomposição do movimento.

6 PROVA DEDO NARIZ DEDO Paciente sentado na maca, pedi para o paciente estender o braço e encostar no seu dedo depois levá-lo até o nariz, sucessivamente, com o olho aberto!

7 MOVIMENTOS ALTERNADOS Disdiadocinesia: pct coloca a mão sobre os joelhos e vai alternando a batida, não devagar, Com o olho aberto e fechado (lesão de cerebelo tanto faz, lesão periférica será com fechado) Pode ser sobre a mão ou calcanhar joelho! Calcanhar, joelho, canela. Verifica cordenação. MOSTRAR AO PACIENTE COMO FAZER!!!

8 Teste de rebote de stuart roms Pct faz flexao do braço vc fica contralateral voce pedi para o pct fazer força contraresistencia, cuidar para o pct não se bater. Braço aduzido, cotovelo fletido, antebraço supinado e punho fechado.

9 TESTE DE PASSAGEM E PARADA Pct com braços estendidos, apontados para os seus dedos, ai pedi para abaixa e em seguida volta a apontar, primeiro com olho aberto e depois fechado. Se tiver alterado tem desvio para a lateral!!!

10 SINAL DE NEGRO Pct deixa o braço relaxado, voce faz o movimento de flexão, sentindo o movimento de catraca – roda denteada. Tônus!

11 HIPOTONIA Fica atras do pct e mexe seus ombros para ver o balançar dos braços. Pendular – reflexo patelar - e o membro fica balançando.

12 Sinal de mierson Bater com o martelo na glabela do paciente, irá piscar, conforme vai batendo o pct para de piscar. No parkinson continua piscando. Reflexo orbicular dos olhos. Cinesia paradoxal – movimento rápido a um estímulo emocional, voltando ao normal logo em seguida, não aumenta o tremor. Tremor de parkinson – em repouso sobre uma mesa para perder o tônus. Andar rápido no parkinson – pestinação!

13 Olho de boneca Ficar atras da cabeça do pct, abrir os olhos dele e virar para o lado. PSICOGÊNICA

14 RÍGIDEZ DE NUCA FICA AO LADO DO PCT, COLOCA UMA MÃO PEGA O PESCOÇO POR TRAS. 4 GRAUS I – VC SUSPEITA II – FLEXIONA III - QUASE NÃO DESENCOSTA IV - EPISTOTOMO

15 CONVERSÃO – SIMULAR UM QUADRO CLÍNICO!!! SINAL DE BRUDIZINSK – FLEXIONA A CABEÇA E O PCT FLEXIONA AS PERNAS. SINAL DE KERLING – FLEXIONA A PERNA E A ESTENDE, SE TIVER IRRITAÇÃO MENINGEA OCORRE FLEXAO DA CABEÇA. PSICOGENICA – ELEVA O MEMBRO SUP PARA CAIR NA CARA, PORÉM SE CUIDA PARA NA ACERTA A CARA DO PACIENTE. RESISTÊNCIA AO ABRIR AS PALPEBRAS E FECHA RAPIDAMENTE.

16 REFLEXO FOTOMOTOR – OCORRE MIOSE. REFLEXO CILIOESPINHAL – FAZ ESTIMULO NO PESCOÇO E OCORRE MIDRIASE. AVALIAR PARESIA DE MMII – SE FOR ORGANICO CAI, SE FOR PSICO SEGURA AVALIAR PARESIA DE MMSS – ERGUE OS DOIS MEMBROS SEGURA E SENTE O PESO DO BRAÇO, AI PEGA PUNHO E ATÉ A ULTIMA FALANGE.

17 TONUS – PEÇA AO PCT QUE NÃO TENTE MOVIMENTA O MEMBRO, AI VC FAZ O MOVIMENTO PARA VER O TONUS BILATERALMENTE, VE SE ENCONTRA RESISTENCIA. PROBLEMA CEREBELAR – PEDIR AO PCT QUE TOQUE COM O POLEGAR ALTERNANDO ENTRE OS 4 DEDOS BILATERALMENTE. ISSO EXAMINA MOVIMENTOS ALTERNADOS. OU BATER AS MAOS NA COCHA (SE NÃO CONSEGUE – DISDIADOCINESIA). INDEX NARIZ – DISMETRIA – SE NÃO CHEGA HIPOMETRIA E SE PASSA HIPERMETRIA; NO INDEX PODE OCORRER TREMOR DE MOVIMENTO DE INTENÇÃO – SENDO PERPENDICULAR A LINHA DE MOVIMENTO; DECOMPOSIÇÃO DO MOVIMENTO (NÃO HÁ HARMONIA).

18 PEGADA DE ORDENHADEIRA - PCT PRENDE SEU DEDO E FICA MEXENDO. REFLEXO VESTIBULO OCULAR - LIQUIDO QUENTE – PACIENTE EM COMA HISTÉRICO FAZ NISTAGMO, PACIENTE REALMENTE EM COMA DESVIO CONJUGADO DO OLHAR PARA O LADO CONTRALATERAL (HOMOLATERAL NO LIQUIDO FRIO). Fazer a otoscopia para não ter lesão de tímpano.

19 MUTISMO ACINÉTICO – OLHAR ABERTO MAS NÃO MOVIMENTA NEM FALA. Sinal de bater de asas – na doença de wilson – degeneração hepatolenticular. Fasciculação – olhar lateralizado.

20 Afasia transcortical – só repete! Na afasia de condução – feixe arqueado – não consegue repetir compreende mas não transmite. Salada de palavras – afasia de wernick - não compreende o que ele mesmo fala. Exame da língua : FONAÇÃO: Pa – labial; ta- anterior; ka – parte posterior.


Carregar ppt "POSTURA Apenas observar a maneira do paciente ficar em pé. EQUILÍBRIO - Junte os pés totalmente, ficando perto dele (pode haver desequilibrio), olhe para."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google