A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SALVAMENTO DE FAV PELA ANGIOPLASTIA Dr. ABDO FARRET NETO VI Encontro Norte Nordeste de Angiologia e Cirurgia Vascular Natal - RN.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SALVAMENTO DE FAV PELA ANGIOPLASTIA Dr. ABDO FARRET NETO VI Encontro Norte Nordeste de Angiologia e Cirurgia Vascular Natal - RN."— Transcrição da apresentação:

1 SALVAMENTO DE FAV PELA ANGIOPLASTIA Dr. ABDO FARRET NETO VI Encontro Norte Nordeste de Angiologia e Cirurgia Vascular Natal - RN

2 PROBLEMAS COM ACESSO VENOSO REPRESENTAM: Uma das mais importantes causas de Morbidade na população Hemodialítica Cerca de 20% de todas as internações desta população Roy-Chubhury, P. J Am. Soc. Nephrol 17: , 2006.

3 Perda da FAV História Natural – Perviedade FAV com Veia – Brescia-Cimino 1 ano = 85% 2 anos = 75% FAV com PTFE 1 ano = 55 a 75% 2 anos = 45 a 0% Schwab SI. Kidney Int. 55; , 1999.

4 Perda da FAV Causas Primárias: Cerca de 50% das FAVs com Veia não maturam – Veia inadequada – Problemas técnicos – Artéria inadequada Causas Secundárias: (FAVs nativas e PTFE) – Hiperplasia Neointimal (+ no lado venoso, fluxo turbulento) – Estenoses arteriais < 15% – Estenose no Enxerto – Trombo Mural, Neo-íntima – Estenoses em Veias Centrais – Subclávia +/- 50% – Presença do Enxerto de PTFE Schwab SI. Kidney Int. 55; , 1999.

5 Perda da FAV Sinais de Alerta: Durante a Diálise : Pressão Venosa > 150mmHg para fluxo de 200ml/min Aumento do Sangramento após a retirada das agulhas Mudança de Frêmito para Pulso Presença de Colaterais Venosas Edema da Extremidade

6 Perda da FAV Recomendações: Não puncionar a FAV se não sentir FRÊMITO! Não puncionar o PTFE se não sentir PULSO! Investigação PRECOCE! – eco-Doppler – Angiografia

7 A Correção Precoce Prolonga a História Natural das FAVs FAV COM VEIA: Diminui as necessidades de Trombólises Aumenta as necessidades de Angioplastias duração + prolongada recoil > cuting balloon? Stent? Oclusão Aguda – Tratar em < de 48h Cirurgia? Fibrinólise? Trombectomias Mecânicas? Hydrolyser? Angiojet? Trombo aspiração?...

8 FIBRINÓLISE FAV EM COM PTFE Dupla punção Só proceguir com a Fibrinólise se o Fio Guia alcançar a Veia Pulse spray (0,05mg/Kg/h) Tratar a lesão Venosa (90% dos casos) Tratar a lesão Arterial Tratar o recoil : - aumento do diâmetro do balão - aumento do tempo do balão - Stent Tratar o plug arterial (60% dos casos): Fogarty Angiografia de controle – artéria – enxerto – veias! Verificar pressão intra-enxerto x arterial sistêmica: N<40% Trocar introdutores por cateteres de diálise e encaminhar para hemodiálise Smits HF. Nephrol Dial Transplant 2002;17:467–473.

9 RESULTADOS Em 106 enxertos PTFE com estenose venosa: 98% de sucesso técnico Somente Angioplastias – Patência primária (1 angioplastia) = 23% em 1 ano – Patência primária assistida (> 1 angioplastia) = 68% em 1 ano e 51% em 2 anos Fibrinólise + Angioplastia (Repetidas Qdo. Neces.) – Patência secundária = 82% em 1 ano e 65% em 2 anos Safa A, Radiology. 1996;199:

10 ANGIOPLASTIA SEM STENT

11

12 ANGIOPLASTIA COM STENT

13

14 ANGIOPLASTIA DE SUBCLÁVIA

15

16 CONCLUSÃO INTERVENÇÕES PRECOCES MANTÉM AS FAVs FUNCIONANTES AS RECORRÊNCIAS NÃO SÃO UMA FALHA DO MÉTODO, MAS SIM UMA MANIFESTAÇÃO DA FISIOPATOLOGIA! Dr. Abdo Farret Neto


Carregar ppt "SALVAMENTO DE FAV PELA ANGIOPLASTIA Dr. ABDO FARRET NETO VI Encontro Norte Nordeste de Angiologia e Cirurgia Vascular Natal - RN."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google