A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. Capa ; 2. Índice ; 3. Introdução ; 4. Principais golpes ; 5. Nome dos golpes ofensivos ; 6. Nome de cada um dos golpes ; 7. Conclusão ; 8. Nome dos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. Capa ; 2. Índice ; 3. Introdução ; 4. Principais golpes ; 5. Nome dos golpes ofensivos ; 6. Nome de cada um dos golpes ; 7. Conclusão ; 8. Nome dos."— Transcrição da apresentação:

1

2 1. Capa ; 2. Índice ; 3. Introdução ; 4. Principais golpes ; 5. Nome dos golpes ofensivos ; 6. Nome de cada um dos golpes ; 7. Conclusão ; 8. Nome dos componentes do grupo ;

3 Este trabalho é sobre os movimentos ofensivos da capoeira e nele esta nos explicando os principais movimentos o nome de cada um deles como e quando devem ser executados

4 O bom capoeirista é leve, flexível e ginga o tempo todo durante o jogo. Ele procura não confrontar diretamente os ataques do adversário, mas esquivar-se deles, aplicando seus contra-ataques. Os movimentos são sincronizados com os movimentos do adversário. Os golpes são executados com a intenção de atingir o adversário, mas sem na verdade chegar realmente a atingi-lo

5 Armada,Ponteira,Arpão,Arrastã o negativa batendo,arrastão negativa empurrando,reversão,Aú chapa de costa,Aú chapa lateral,Aú chibata,Aú cortado,Chapa em pé,chapa no chão,cotovelada,forquilha,escala de mão,galopante,martelo em pé,martelo de chão,meia lua de compasso,meia lua presa,meia lua solta,meia lua de frente,prisão,queixada,rabo de arraia,asfixiante,vôo de morcego.

6  Aplica-se estando em pé, e consiste em firmar-se com um pé no chão e com a outra perna livre, fazer um movimento de rotação, varrendo na horizontal, atingindo o adversário com a parte lateral externa do pé.

7 Movimento simples, chutando-se o adversário com a ponta do pé, estando totalmente de frente e esticando-se a perna. Consiste em um chute reto, forte e bem rápido. Este golpe gera hemorragia interna devido à força e modo do chute.

8 Golpe desferido com o joelho contra o adversário, de baixo para cima ou lateralmente.

9 É um golpe traumático. Quando cair-se em negativa na situação em que a perna esticada estiver por trás da perna de base do adversário e o pé envolvendo o seu calcanhar, aplica-se uma forte pancada, com o calcanhar da outra perna (a que está encolhida). A pancada é efetuada em forma de gancho, de fora para dentro, na parte lateral da perna do adversário.

10 Quando cair-se em negativa na situação em que a perna esticada estiver por trás da perna de base do adversário, aplica-se um chapa de frente com a outra perna na canela do adversário.

11 Aplicação de um Aú, porém de frente, e atingindo o adversário com a planta do pé, de frente e voltando para a base no movimento contrário.

12 Consiste na aplicação de um aú e logo em seguida cortar o mesmo, ou seja, dar um giro no corpo, batendo com a planta do pé no adversário e caindo em base de rolê.

13 Consiste na aplicação de um aú na direção do adversário, aplicando-lhe um golpe com a planta de um ou dois dos pés, completando o movimento com um rolê.

14 É um golpe aplicado estando-se em base de aú. Aplica-se o aú e desta posição aplica-se a chibata com uma ou com as duas pernas, ou seja, atinge-se o adversário com os peitos dos pés.

15 Consiste em aplicar um aú quando o adversário estiver no chão. Aplica-se o aú por um dos lados do adversário e quando as pernas estiverem esticadas no alto, dá-se uma torção no corpo, indo cair sobre o oponente com uma das pernas esticadas, atingindo-o com o calcanhar.

16 É a interrupção de uma armada ou uma meia lua presa. Encolhe-se e distende-se a perna contra o adversário. Aplica-se a armada ou a meia lua presa e no meio do giro, aplica-se a chapa em pé.

17 É um golpe aplicado de frente ou de costas, tendo-se como base as duas mãos e um pé. Aplicando-se de frente e estando em negativa com a perna direita esticada, a perna que toca o adversário é a esquerda. Para aplica-la de costas, caso a negativa seja com a perna direita esticada, faz-se um meio rolê, ficando de costas para o adversário, encolhe-se a perna direita e aplica-se a pancada com a mesma. A pancada é aplicada com a planta do pé ou calcanhar, distendendo a perna na horizontal ou de baixo para cima.

18 Consiste em aplicar o cotovelo em qualquer parte do corpo do adversário.

19 É a ação de introduzir um ou mais dedos nos olhos do adversário.

20 Golpe semelhante ao soco. Aplica-se com a base da mão, no ombro, plexo, queixo ou nariz do adversário. A palma deve estar voltada para o adversário e a ponta dos dedos deve ser encolhidas. No ombro e no plexo, aplica-se na horizontal; no queixo e no nariz, de baixo para cima.

21 É um golpe traumático que consiste na aplicação de uma das mãos em forma de concha, no ouvido do adversário.

22 Estando-se em base, a perna de trás sobe lateralmente e flexionada, distendendo-se para tocar o adversário.

23 É o martelo aplicado tendo-se como base uma das mãos no solo. A mão que vai ao solo é a oposta à perna que aplica o martelo.

24 É um golpe no qual o praticante agacha-se sobre a perna da frente, e com a outra perna livre, faz um movimento de rotação, varrendo na horizontal ou diagonal. Quando inicia-se o movimento de rotação, as duas mãos vão ao solo para melhor equilíbrio. Atinge-se o adversário violentamente com o calcanhar. É um golpe de difícil esquiva e defesa, devido a rapidez e exatidão.

25 É a meia lua de compasso com apenas uma das mãos no chão. A mão que vai ao chão é a mão oposta à da perna que vai desferir o golpe.

26 É a meia lua de compasso sem nenhuma das mãos no chão. Não se pode levantar o tronco. A posição do tronco deve continuar baixa, como se estivesse com as mãos no solo

27 Consiste em lançar a perna de trás, esticada, num movimento de rotação, de fora para dentro. A parte que toca o adversário é a parte interna do pé.

28 É um golpe que se aplica de pé, distendendo a perna de trás contra o oponente, em movimento de "coice". Aplica-se o pisão na horizontal ou de baixo para cima, e bate-se com a planta do pé ou calcanhar.

29 É um golpe traumático que se aplica de pé, estando-se em base em uma das pernas e suspendendo a outra contra o oponente em forma de giro, de dentro para fora, visando especialmente seu queixo. A perna é deslocada e retesada e a parte que toca o adversário é a parte lateral externa do pé.

30 É um salto mortal dado para frente. No giro, os calcanhares visam a cabeça ou o tórax do adversário. Pode ser aplicado com as mãos no solo ou não.

31 É um golpe desferido com a mão fechada (soco), pegando entre o nariz e a boca.

32 Dá-se um salto para cima, distendendo uma ou as duas pernas contra o adversário.

33 Com este trabalho podemos concluir que a capoeira é um jogo muito gingado e depende de muito esforço físico para elaborar-se os movimentos.

34 Antonio Pontes, Cristian Omar, Diolfer Severo, Diego Rafael.


Carregar ppt "1. Capa ; 2. Índice ; 3. Introdução ; 4. Principais golpes ; 5. Nome dos golpes ofensivos ; 6. Nome de cada um dos golpes ; 7. Conclusão ; 8. Nome dos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google