A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Criando mega agrupamentos autentizóticos Congresso Educação e Sociedade ISCSP Lisboa 20 de Maio de 2011 Victor Seco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Criando mega agrupamentos autentizóticos Congresso Educação e Sociedade ISCSP Lisboa 20 de Maio de 2011 Victor Seco."— Transcrição da apresentação:

1 Criando mega agrupamentos autentizóticos Congresso Educação e Sociedade ISCSP Lisboa 20 de Maio de 2011 Victor Seco

2 Factores críticos  Cultura organizacional própria  Aprendizagem organizacional  Trabalho colaborativo  Liderança autêntica  Contrato psicológico de trabalho  Focalização nos alunos  Responsabilidade social

3 Organização autentizótica  Authenteekos autêntica e merecedora de confiança, i.e., sincera, legítima e verdadeira.  Zoteekos essencial para a vida das pessoas, dando significado ao seu trabalho e às suas vidas. Kets de Vries (1999 e 2001)

4 Constructos similares  “ empresas vivas ” (Geus, 1997)  “ empresas amigas da família ” (Dulk et al, 1999)  “ empresa humanizada ” (Vergara e Branco, 2001) e  “ sentido psicológico de comunidade do trabalho ” (Burroughs e Eby, 1998)

5 Investigação  Rego e Souto (2003 e 2004) operacionalizaram exploratoriamente o constructo “ organização autentizótica ”  instrumento de medida que integra seis dimensões dos “ climas organizacionais autentizóticos ”

6 Espírito de camaradagem  sentido de pertença  preocupação com o bem-estar dos outros  espírito de equipa  brio/orgulho na equipa  atmosfera amistosa na organização.

7 Comportamento respeitador da parte do superior  credibilidade do superior  comunicação aberta e franca com o superior  cumprimento das promessas por parte do superior  facilidade e à vontade de contacto e comunicação com o superior (AutoEuropa)

8 Oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento pessoal  importância das pessoas na organização  aprendizagem permanente  importância da criatividade e imaginação na organização  percepção do desenvolvimento das potencialidades de cada um.

9 Equidade  justeza da repartição dos incentivos em caso de sucesso  discriminação  favoritismo nas promoções  justeza das remunerações.

10 Conciliação trabalho-família  equilíbrio entre o trabalho desenvolvido nas organizações e a vida familiar dos trabalhadores.

11 Sentido de auto-determinação  percepções dos trabalhadores relativamente ao controlo que têm sobre a sua vida e sobre o seu trabalho.

12 Desafio século XXI  “o desafio para qualquer liderança no século XXI é criar organizações autentizóticas onde se reconheça que as mentes dos empregados são como paraquedas - que só funcionam quando abrem! “ ( Kets de Vries 2004, p.199 )

13 Desafio século XXI Organizações onde os empregados:  “- Preservem um saudável equilíbrio entre a vida pessoal e organizacional;  - Disponham de tempo e o utilizem com gosto na sua auto-avaliação;  - Não «corram» só por correr, mas que saibam por que é que estão a correr e para onde estão a correr” (Kets de Vries 2004, p.199)

14 Nota final As organizações constituem espaços privilegiados onde as pessoas desenvolvem a sua identidade profissional e se realizam do ponto de vista pessoal, social e profissional. Ou seja, uma parte importante da felicidade constrói-se no ambiente de trabalho (cf. Tamayo, 2005, pp ).

15 Bibliografia  KETS DE VRIES, M. (1999), Creating authentiZotic organizations Well-functioning individuals in vibrant companies, INSEAD, Fontainebleau.  KETS DE VRIES, M. (2001), “Creating authentiZotic organizations Well- functioning individuals in vibrant companies” in Human Relations, v.1, n.54, pp  KETS de VRIES, M. (2004), “Organizations on the Couch: A Clinical Perspective on Organizational Dynamics” in European Management Journal Vol. 22, No. 2, pp. 183–200, Elsevier.  REGO, A. e SOUTO, S. (2003), Organizações autentizóticas: Uma investigação luso-brasileira sobre a operacionalização do construto, Anais do XXVII Encontro da ANPAD, anpad.org.br.  REGO, A. e SOUTO, S. (2004), “Comprometimento organizacional em organizações autentizóticas: um estudo luso-brasileiro” in RAE VOL. 44 Nº 3, pp  TAMAYO, A. (2005), “Impacto dos valores pessoais e organizacionais sobre o comprometimento organizacional” in A. TAMAYO & J. B. PORTO (Orgs.), Valores e comportamento nas organizações, pp Rio de Janeiro, Vozes.

16 Obrigado pela vossa atenção e… Até um dia destes!


Carregar ppt "Criando mega agrupamentos autentizóticos Congresso Educação e Sociedade ISCSP Lisboa 20 de Maio de 2011 Victor Seco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google