A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

M. Thereza Rubim Camargo Soares Novembro, 2005 Organizações de Aprendizagem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "M. Thereza Rubim Camargo Soares Novembro, 2005 Organizações de Aprendizagem."— Transcrição da apresentação:

1 M. Thereza Rubim Camargo Soares Novembro, 2005 Organizações de Aprendizagem

2 Mudar e aprender faz parte da natureza humana

3 Ambientes organizacionais Mudanças Rápidas Novos Comportamentos Necessidade de: Adaptar-se Dar respostas rápidas Antecipar negócios Aprender a aprender

4 Gestão Empresarial Criatividade Liderança Desempenho Multifuncionalidade Comprometimento Flexibilidade

5 Pessoas Diferencial Competitivo Aprender é um fator diferencial

6 Um desafio crítico Processo de Aprendizagem Organizacional Universidades Corporativas Educação a distância Tecnologias sofisticadas GEQ - Mudança Incremental

7 Competências Organizacionais Competências Individuais

8 Internalização Conhecimento explícito indivídu o grupoorganizaçãointerorganização Externalização Combinação Socialização Conhecimento tácito Modelo Espiral do Conhecimento

9 CONCEITO Socialização - compartilhamento de experiências e gera a criação do conhecimento tácito, como, por exemplo, os modelos mentais ou habilidades técnicas compartilhadas com os aprendizes Externalização - articulação do conhecimento tácito em conceitos explícitos, expressos na forma de metáforas, analogias, conceitos, hipóteses e modelos. É obtida através do diálogo e da reflexão coletiva, combinando com dedução e indução Combinação - processo de sistematização de conceitos em um sistema de conhecimento que envolve a combinação de conjuntos diferentes de conhecimento explícito, através de documentos, reuniões, conversas por telefone ou redes de comunicação. É obtida através de treinamento e/ou educação formal, operacionalização de visões empresariais, redes computadorizadas e banco de dados Internalização é o processo de incorporação do conhecimento explícito no conhecimento tácito. Está relacionada com o aprender fazendo, sob a forma de modelos mentais ou Know how técnico. Para que ocorra é necessário a verbalização e a diagramação do conhecimento sob a forma de documentos ou manuais. A experiência é essencial para que a internalização ocorra (NONAKA e TAKEUCHI, 1997).

10 CONCEITO As organizações têm que ser capazes de mobilizar o conhecimento tácito criado e acumulado no nível individual e o conhecimento tácito ampliado organizacionalmente. Assim, a criação do conhecimento ocorre em espiral no nível individual e vai subindo, ampliando em todos os níveis (NONAKA e TAKEUCHI, 1997)

11 Organização de Aprendizagem?????

12 CARACTERÍSTICAS Plano de ação Líder com visão Capacidade de criar o futuro Políticas participativas Compartilham conhecimento Trabalho em equipe p/ complementar habilidades Resultados sustentáveis Informação flui rapidamente Não tem medo de errar Assume riscos Liberdade contagiante Criatividade Pessoas comprometidas Estruturas flexíveis e orgânicas Indicadores Comportamento ético Visão compartilhada Estratégias conjuntas Estruturas horizontais e ágeis Inventabilidade Implementação Comunidade saudável Clima confiável e de respeito Objetivos concretos e compartilhados Investimento nas habilidades coletivas Cultura e políticas favoráveis CARACTERÍSTICAS Promove o ambiente em que as pessoas não tem medo de errar Cria competências para melhorar a performance Estimula posturas compatíveis com a modernidade Cria a cultura de aprendizagem Amplia a capacidade de criar Promove o pensamento sistêmico Promove a internalização das informações Refina as capacidades para o sucesso futuro As pessoas são comprometidas com os resultados CONCEITO Organização de Aprendizagem

13 na mudança no todo da organização no futuro na importância do líder nos processos nas pessoas Organização de Aprendizagem Foco

14 Tornar-se uma Organização de Aprendizagem é considerado fator de competitividade e sobrevivência O que faz com que: todos participem da estratégia utilize os resultados dos negócios para gerar mudanças mobilize-se rapidamente a prospecção de mercado seja função de todos as pessoas sejam desenvolvidas continuamente assumindo novos desafios os instrumentos de aprendizagem organizacional sejam incorporados na rotina de todos os setores as características de organização de aprendizagem sejam identificadas possue a necessidade de desenvolver outras características: liberdade em assumir riscos, tratamento do erro e estrutura flexível.

15 Para que ocorra a evolução para Organização de Aprendizagem: os avanços e conquistas devem ser impulsionadores dos negócios Deve permear a organização como um todo Que ocorra uma mudança cultural no tocante a criatividade, liberdade e assumir riscos, aprender com os erros, experiências anteriores e a inventabilidade

16 Existem fatores e instrumentos voltados ao desenvolvimento dos negócios que contribuem para o desenvolvimento de características de Organização de Aprendizagem.

17 Organização de Aprendizagem Fatores Limitadores: imediatismo quanto aos resultados comportamento defensivo estrutura hierarquizada e verticalizada necessidade de uma nova mudança cultural Fatores Facilitadores: Solução de problemas Experiências passadas Atividade pró-ativa Orientação para o futuro Diálogo Novas tecnologias Processo de inovação E outros

18 M. Thereza Rubim Camargo Soares Novembro, 2005 Organizações de Aprendizagem


Carregar ppt "M. Thereza Rubim Camargo Soares Novembro, 2005 Organizações de Aprendizagem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google