A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Práticas de Apoio à Gestão Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Práticas de Apoio à Gestão Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento."— Transcrição da apresentação:

1 Práticas de Apoio à Gestão Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Planejamento e Gestão de Instituições Arquivísticas Prof.: Lillian Alvares

2 Learning Organization Organizações de Aprendizagem

3 Conceitos Learning Organization são organizações que tem capacidade de: Aprender Renovar Inovar continuamente.

4 Conceitos Uma organização de aprendizagem é aquela que tem a habilidade de criar, adquirir e transferir conhecimento e de modificar seu comportamento para refletir sobre novos conhecimentos e idéias.

5 Conceitos Nas organizações de aprendizagem as pessoas não são treinadas para exercer suas funções, mas sim: Educadas a desempenhar com satisfação suas atividades, desenvolvendo o espírito de equipe e a criatividade.

6 Conceitos Paulo Freire (1997) aborda a diferença entre treinar e educar, descrevendo que: Treinar é aprender as técnicas e habilidades necessárias para determinado fim Educar é muito mais do que isso, "não é transmitir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção".

7 Conceitos Ao analisar a maneira como está se desenvolvendo a aprendizagem nas organizações, percebe-se que o ser humano está sendo valorizado e reconhecido. Também, seus sentimentos, emoções e experiências são considerados fatores vitais para o comprometimento do indivíduo com seu trabalho e com a organização.

8 Conceitos A interação entre as pessoas também é um ponto importante para favorecer a aprendizagem organizacional. Paulo Freire considera essa questão ao descrever que entre aluno e professor há uma troca mútua de conhecimentos e questionamentos, onde quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender.

9 Conceitos Na organização de aprendizagem o ambiente favorece a criação de objetivos compartilhados, gerando um sentimento de coletividade que permeia a organização e dá coerência às diferentes atividades, contribuindo para o engajamento e participação das pessoas e auxiliando-as a resolver os problemas juntas e com maior eficiência do que se fossem resolver isoladamente.

10 Conceitos Aprendizagem organizacional é uma característica da organização de aprendizagem (a organização que aprende).

11 Conceitos A aprendizagem organizacional é um fenômeno sistêmico nas empresas independente das pessoas. As organizações são dotadas de sistemas cognitivos que elas mesmo desenvolvem e vão sendo impregnados na sua cultura por meio, principalmente, de rotinas ou procedimentos.

12 Conceitos Algumas habilidades típicas da aprendizagem organizacional não garantem por si que uma empresa é uma organização de aprendizagem:

13 Conceitos Por exemplo: a habilidade de resolução sistemática de problemas é uma característica das empresas que aprendem.

14 Conceitos Mas, se o aprendizado baseado na solução de problemas (que é um aprendizado defensivo) não for autogerador ou o aprendido é limitado a como eliminar as situações indesejáveis, a organização não pode ser uma organização de aprendizagem. Pois, a época de aprender não é somente quando existem crises.

15 Conceitos Organização de aprendizagem é por si um conceito, muito mais próximo da filosofia que das técnicas, não podendo ser tratada como uma abordagem para melhorar as empresas.

16 Conceitos O seu principal conteúdo invoca a imagem de pessoas e grupos trabalhando para melhorar: A inteligência, A criatividade e A capacidade organizacional.

17 Características A ideia é sanar as deficiências de aprendizagem: Começando pela sua identificação e Posterior aplicação de algumas técnicas que exercitem um raciocínio sistêmico, o qual permitirá a melhoria do desempenho organizacional.

18 Passo a Passo

19 É difícil ser uma organização de aprendizagem? Será que existe nas pessoas das empresas, além da consciência, a convicção de que é possível ser uma organização de aprendizagem?

20 É difícil ser uma organização de aprendizagem? Os líderes realmente facilitam o compartilhamento de objetivos?

21 É difícil ser uma organização de aprendizagem? As empresas acreditam que a melhor forma de aprender é "fazendo", desprezando outros recursos.

22 É difícil ser uma organização de aprendizagem? Será que existe preocupação em melhorar o ambiente, por exemplo com a implantação de novos sistemas, novas abordagens de gestão ou ferramentas de engenharia e de fabricação, inibindo ou limitando ações que poderiam alavancar a disciplina de desenvolvimento do indivíduo?

23 Condições Necessárias A alta gerência precisa incentivar eventos instrucionais para criar condições favoráveis para a gestão do conhecimento. Tem que haver um esforço planejado de uma organização para facilitar a aprendizagem exigida pelo trabalho. Facilitam o desenvolvimento de estratégias de aquisição, manutenção e transferência de conhecimento, potencializando o desenvolvimento de competências individuais e organizacionais.

24 Como ser uma Organização de Aprendizagem? A organização que aprende é uma visão, um tipo ideal ao qual muitas organizações aspiram, mas não há um modelo a ser seguido. Cada empresa deve buscar à sua maneira a melhor forma de enfrentar o ambiente em que está inserida.

25 Como ser uma Organização de Aprendizagem? No entanto, os princípios e ferramentas sistematizados nas cinco disciplinas de Senge. (pensamento sistêmico, domínio pessoal, modelos mentais, visão compartilhada e aprendizagem em equipe) procuram oferecer um alicerce de um sistema de gestão voltado para a aprendizagem.

26 Como ser uma Organização de Aprendizagem? Orientam como desencadear esta transformação, que não está restrita à organização e sim aos indivíduos. Na visão de Senge, a aprendizagem individual não garante a aprendizagem organizacional, entretanto, sem ela, a aprendizagem organizacional não ocorre.

27 Educação Corporativa

28 Necessidades do Mundo Corporativo Inovações Constantes Velocidade Valorização do conhecimento

29 Contexto de Surgimento Economia do Conhecimento Rápida Obsolescência do Conhecimento Educação para Estratégia Empresarial Distanciamento entre Empresas e Academia

30 Contexto de Surgimento A tradicional área de Treinamento & Desenvolvimento deve se alinhar cada vez mais à estratégia organizacional

31 Contexto de Surgimento Conhecimento : fundamental para a sobrevivência da organização Os ativos intangíveis da organização, como o capital intelectual, assumem importância estratégica cada vez maior em relação ao seu valor contábil e exigem novas formas de avaliação e mensuração Atrair, desenvolver e manter talentos são prioridades

32 Principais Diferenças entre T&D e Educação Corporativa Educação CorporativaT&D Desenvolver competências essenciais para o êxito do negócio Desenvolver competências essenciais para o trabalho Prática de negóciosFormação conceitual e universal Cultura empresarialCultura acadêmica Êxito da empresa e dos clientesÊxito das instituições e da comunidade

33 Definições A atuação da universidade corporativa deve estar relacionada aos objetivos, prioridades e missão organizacional

34 Definições É uma iniciativa no local de trabalho que integra uma variedade de oportunidades de aprendizado que estão ligadas à missão e objetivos da organização. Enfatizam o processo do aprendizado e o seu alinhamento estratégico com os objetivos organizacionais. A universidade corporativa dá grande ênfase na avaliação e impacto e promove o aprendizado em toda a cadeia produtiva

35 Definições Um guarda-chuva estratégico para desenvolver e educar funcionários, clientes, fornecedores e comunidade, a fim de cumprir as estratégias empresariais

36 Definições Uma verdadeira organização voltada para o aprendizado construída sobre o aprendizado individual e a gestão do conhecimento

37 Definições O papel de uma universidade corporativa deve ter como foco comunicar e facilitar as práticas sociais, tecnológicas e organizacionais em apoio ao aprendizado organizacional e ao processo de criação do conhecimento

38 Definições Um instrumento estratégico, desenhada para assistir a organização a atingir a sua missão, na condução de atividades que criem a cultura do aprendizado individual e organizacional, e levem ao conhecimento e à sabedoria

39 Estratégia Reforçar e perpetuar o comportamento Gerenciar a mudança Direcionar e moldar a organização

40 Estratégia Reforçar e perpetuar o comportamento Preocupação principal é oferecer cursos e experiências de treinamento que reflitam e reforcem a cultura e os valores que balizam a organização.

41 Estratégia Gerenciar a mudança Introduzir e promover as iniciativas da mudança organizacional. Os programas e atividades são desenhados para facilitar a formulação e implantação da mudança estratégica.

42 Estratégia Direcionar e moldar a organização A mais ambiciosa e, por conseguinte, a menos visível. Aqui os líderes organizacionais utilizam a universidade corporativa como força motriz para moldar as direções empresariais futuras. Programas e iniciativas de mudanças visam a exploração de novos contextos e alternativas futuras para a empresa.


Carregar ppt "Práticas de Apoio à Gestão Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google