A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ELEMENTOS CELULARES EPITELIAIS PRESENTES NO ESFREGAÇO RODRIGO CÉSAR BERBEL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ELEMENTOS CELULARES EPITELIAIS PRESENTES NO ESFREGAÇO RODRIGO CÉSAR BERBEL."— Transcrição da apresentação:

1 ELEMENTOS CELULARES EPITELIAIS PRESENTES NO ESFREGAÇO RODRIGO CÉSAR BERBEL

2 Elementos Celulares Epiteliais Epitélios: Epitélios: Escamoso Metaplásico Metaplásico Glandular endocervical Glandular endocervical Glandular endometrial Glandular endometrial

3 Epitélio Escamoso Tipos Celulares Tipos Celulares Célula Basal - B Célula Parabasal - PB Célula Intermediária - I Célula Superficial - S

4

5 CÉLULAS SUPERFICIAIS

6

7

8 CÉLULAS INTERMEDIÁRIAS

9

10

11 CÉLULAS PARABASAIS

12

13

14 CÉLULAS PARABASAIS/BASAIS

15 Epitélio Glandular

16 EPITÉLIO GLANDULAR DO TRATO GENITAL FEMININ0 ENDOCÉRVIX ENDOMÉTRIO TUBAS DE FALÓPIO PAP TESTE----NÃO É TÃO BOM PARA EPITÉLIO GLANDULAR QUANTO PARA EPITÉLIO ESCAMOSO.

17 CÉLULAS GLANDULARES ENDOCERVICAIS CÉLULAS ALTAS, COLUNARES. SECRETORAS E CILIADAS - AGRUPAMENTOS, FAVO DE MEL, TIRAS, PALIÇADA PRESENÇA---AMOSTRAGEM DA ZONA DE TRANSFORMAÇÃO

18 CÉLULAS ENDOCERVICAIS REATIVAS AUMENTO NUCLEAR E HIPERCROMASIA. MEMBRANA NUCLEAR LISA. RELAÇÃO NÚCLEO\CITOPLASMA POUCO ALTERADA. CROMATINA REGULAR.

19 CÉLULAS ENDOCERVICAIS REATIVAS PODE OCORRER MULTINUCLEAÇÃO. POSSÍVEIS FIGURAS DE MITOSE(ATENÇÃO). NUCLÉOLO PROEMINENTE. ARRANJOS CELULARES PLANOS---MÍNIMA SOBREPOSIÇÃO CELULAR.

20 CÉLULAS ENDOCERVICAIS REATIVAS FREQUENTE ASSOCIAÇÃO COM LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS.

21 CÉLULAS GLANDULARES ENDOCERVICAIS

22

23

24

25

26

27

28

29 CÉLULAS GLANDULARES ENDOMETRIAIS

30

31

32

33 CÉLULAS METAPLÁSICAS

34

35

36 METAPLASIA ESCAMOSA Metaplasia Escamosa: epitélio neo-formado a partir das células de Reserva do epitélio cilíndrico transformado em células escamosas.

37

38 JUNÇÃO ESCAMOCOLUNAR

39 Junção EscamoColunar JEC

40 COLO NORMAL: HISTOLOGIA E JEC A importância da JEC

41 MOVIMENTOS FISIOLÓGICOS Ao longo da vida da mulher de sua função reprodutiva há deslocamentos dos epitélios e da JEC de acordo com situações hormonais.  Recém nascido  Adolescência  Uso de ACO  Gestação  Menopausa  Transtornos hormonais

42 A COMPREENSÃO DA FISIOLOGIA DOS EPITÉLIOS PERMITE ENTENDER A FORMAÇÃO DE: Patologias benignas Processos de cura, regeneração ou metaplasia Deslocamentos da JEC Formação de lesões precursoras Evolução potencial para malignidade

43 JUNÇÃO ESCAMOCOLUNAR

44 TERMINOLOGIA ROTINEIRA ECTOPIA ou ECTRÓPIO é a presença do epitélio cilíndrico no exocérvix. (Congênita,hormonal ou traumática, podendo fazer parte dos movimentos fisiológicos). EPITELIO ESCAMOSO é o epitélio escamoso nativo derivado do seio urogenital igual ao vaginal. JEC: JUNÇÃO ESCAMO-COLUNAR é a união entre os epitélios colunar e escamoso.Normalmente se localiza no Orificio Externo anatômico do colo, se exteriorizada,( menacme) forma as ectopias, ou se dentro do canal (menopausa) não se ve a JEC. METAPLASIA OU REEPITELIZAÇÃO : Substituição do epitélio cilíndrico por escamoso.

45 Consequências da dinâmica do colo  Possibilidade de formação de patologias pre- malignas e do Ca de colo que é o mais incidente tipo de cancer genital feminino  Raramente colo é sede de mestástases, ele é o tumor primário  A JEC sofre constantes trocas de local favorecendo patologias

46

47 ZONAS MAIS INCIDENTES DE CA DE CÉRVIX JEC ZT A METAPLASIA FAVORECE AÇÃO VIRAL POR INCLUSÃO DO DNA–HPV NO GENOMA DA CÉLULA (células jóvens ricas em DNA) Carcinoma epidermóide é o tipo histológico dominante


Carregar ppt "ELEMENTOS CELULARES EPITELIAIS PRESENTES NO ESFREGAÇO RODRIGO CÉSAR BERBEL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google