A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar?"— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar? Franchising no contexto da distribuição 6 1/6 Método para a distribuição de produtos e/ou serviços cujo sucesso depende, fundamentalmente, da capacidade de se reproduzir, em diferentes locais e sob a responsabilidade de diferentes pessoas, um mesmo "conceito de negócio". A uniformidade ou padronização da rede é um dos fatores de sustentação do Franchising. Franqueador (o dono da marca e do sistema e quem concede a franquia) Franqueado (aquele que implanta a loja, o restaurante, a assistência técnica ou o que seja que o franqueador o autorize a instalar, operar e administrar). Benefícios a quem pretenda operar o seu próprio negócio Oportunidade de trabalhar com uma marca conhecida Conceito de negócio previamente testado e aprovado no mercado O franqueado não precisará "reinventar a roda". Franqueador profissional: transfer a seus franqueados a experiência que desenvolveu, orientando-os em tudo o que diga respeito à implantação, operação e gestão do negócio franqueado. Fornece um "formato", ou padrão, que os auxilie a reproduzir (ou até mesmo superar) o sucesso que ele, o franqueador, esteja alcançando em seus estabelecimentos próprios. (treinamento e manuais para garantir a qualidade e a consistência Franqueado: implantar, operar e administrar o negócio de acordo com os padrões ditados pelo franqueador. Isso mantém a unidade da rede.

2 SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar? 6 2/6 GLOSSÁRIO Franqueado (Franchisee) Pessoa - física ou jurídica - que adquire a franquia. Dependendo da política adotada pelo franqueador, o franqueado também é quem, obrigatoriamente, opera e administra a franquia. Franqueador (Franchisor) Pessoa jurídica que autoriza terceiros - os franqueados - a fazerem uso de sua marca e, muitas vezes, nos sistemas mais bem-estruturados, também de sua experiência, seus conhecimentos e outras "competências" que desenvolveu, de modo que esses franqueados possam implantar, operar e administrar seus próprios negócios, nos quais deverão comercializar seus produtos/serviços autorizados pelo franqueador. Franquia (Franchise) Estabelecimento (loja, restaurante, agência de viagem, hotel, escola, fábrica, etc.) instalado, operado e gerido pelo franqueado, de acordo com os padrões ditados pelo franqueador ou conjunto dos direitos e obrigações que resultam, para o franqueado, do contrato de franquia celebrado com o franqueador. Unidade Piloto Unidade que deve ser implantada, operada e gerida pelo próprio franqueador, por sua conta e risco, servindo de espelho para a rede. Protótipo para o teste prático do conceito que estará sendo franqueado. Deve ter as mesmas características, incluindo mix de produtos e serviços, tipo de localização, layout, políticas operacionais, sistemas e tudo mais, do típico estabelecimento que será operado pelos futuros franqueados. Muitas vezes, é o local onde se realiza o treinamento prático dos franqueados.Auxiliares para a análise do atendimento dos objetivos Franchising no contexto da distribuição

3 SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar? 6 3/76 Franquias - Estágios de Desenvolvimento Franquias de 1ª Geração (ou de Marca e Produto, sem exclusividade) São aquelas em que a ênfase está no uso de uma certa marca em conexão com a revenda de determinados produtos ou a prestação de determinados serviços, sem que haja qualquer exclusividade em favor do franqueado. Franquias de 2ª Geração (ou de Marca e Produto, com exclusividade) Os americanos chamam esse tipo de franquia de "Traditional Franchises" ou "Product and Trade Name Franchises". Assim como ocorre com as franquias de 1ª Geração, a ênfase continua na licença de uso de marca associada à revenda de certos produtos ou à prestação de certos serviços (que quase sempre envolvem a utilização de produtos, equipamentos ou insumos fornecidos pelo próprio franqueador). A diferença básica entre esses dois tipos de franquia reside no fato de que, nas franquias de 2ª Geração, os produtos ou serviços que são a razão de ser do negócio, apenas são encontrados nos estabelecimentos que integram a rede que opera sob a marca licenciada pelo franqueador. Franchising no contexto da distribuição

4 SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar? 6 4//6 Franquias de 3ª Geração (também chamadas de Franquias de "Formato" de Negócio, ou de "Business Format Franchises") A essência das franquias deste tipo está na transferência do know-how desenvolvido pelo franqueador ao franqueado, em tudo o que diz respeito à instalação, operação e gestão de um negócio como o que será implantado e operado pelo franqueado. Trata-se de um tipo de franquia no qual costuma existir um espírito de parceria e equipe na rede. Franquias de 4ª Geração (ou Redes Inteligentes, ou de Aprendizado Contínuo) Nesse tipo de franquia, as regras do dia-a-dia são menos rígidas (naquilo em que a rigidez não é essencial). A padronização está menos baseada no típico esquema de "comando e controle" e mais na conscientização e na motivação da rede. O funcionamento e a padronização da rede estão fundamentados mais no senso de Missão e em Valores (estes sim, bastante rígidos, especialmente naquilo que afete a "essência competitiva" da organização), em objetivos claros e compartilhados e em relacionamentos fundados no respeito mútuo. Franchising no contexto da distribuição

5 SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar? 6 5//6 Vantagens e Desvantagens do Sistema Vantagens Para o Franqueador Expansão veloz Mais eficiência Estrutura central reduzida Feedback Ingresso em novos mercados Canal diferenciado para seus produtos/serviços Fortalecimento da marca Menos riscos trabalhistas Vantagens Para o Franqueado Maior garantia de sucesso Marca conhecida Facilidade na instalação Desenvolvimento Contínuo Maior poder de negociação Desenvolvimento de novos métodos e produtos Franchising no contexto da distribuição

6 SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar? 6 6//6 Desvantagens Para o Franqueador Perda de controle sobre os pontos de venda Divisão da receita Retorno a prazos mais longos Possibilidades de disputa com os franqueados Risco vinculado a atuação dos franqueados Desvantagens Para o Franqueado Riscos inerentes à má escolha do franqueador Menos liberdade de ação Risco vinculado à performance do franqueador Risco vinculado à imagem da marca Limitações à venda do negócio Limitações na escolha de produtos e de fornecedores Taxas Normalmente Cobradas pelo Franqueador Taxa de Franquia (ou Taxa Inicial) Taxa de Royalties Taxa de Publicidade e Propaganda Franchising no contexto da distribuição


Carregar ppt "SISTEMAS E VIAS DE DISTRIBUIÇÃO - PROF. REINALDO MOREIRA Vamos blogar?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google