A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PANORAMA DAS DOENÇAS DO CORAÇÃO NO BRASIL Como identificar, tratar e prevenir os fatores de risco Prof. DR. Carlos Alberto Pastore.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PANORAMA DAS DOENÇAS DO CORAÇÃO NO BRASIL Como identificar, tratar e prevenir os fatores de risco Prof. DR. Carlos Alberto Pastore."— Transcrição da apresentação:

1

2 PANORAMA DAS DOENÇAS DO CORAÇÃO NO BRASIL Como identificar, tratar e prevenir os fatores de risco Prof. DR. Carlos Alberto Pastore

3 Doenças Crônicas Coração,Diabetes,Obesidade Pressão Alta,Demências

4 Aumento Provável de Mortes CV em 2040 Comparado a 2000 Leeder S et al – A race against time: The challenge of cardiovascular disease in developing economies. Earth Institute at Columbia University. Available at:

5 Mortalidade total no Brasil

6 DADOS MUNDIAIS: Mortes em 2000 atribuíveis a fatores de risco selecionados

7 Stress Cuidados Gerais Exercícios Alimentação Futuro

8 STRESS PENSAR SENTIR PSIQUISMO SNC SNA(S e P) ÓRGÃOS

9 Dimensão Social Insegurança Trânsito População Violência Desemprego Concorrência Competição Compromissos STRESS

10 Stress Social Improdutividade Isolamento Mais acidentes Mais doenças Mais faltas Insatisfação STRESS

11 Stress não é só físico é intelectual, espiritual e principalmente psicológico Dimensão Psicológica Agressividade Solidão Apatia Desmotivação Depressão

12 Dimensão Física Cansaço Insônia Dor nas costas Gastrite Palpitações Excesso de tensões emocionais

13 Stress Positivo ou Negativo ? O “stress” pode ser positivo quando a reação orgânica tem um objetivo definido. É negativo quando aceleramos o nosso corpo sem uma necessidade objetiva!

14 Teoria do Stress Sindrome Geral de Adaptação Agressões Orgânicas Aumento da glândula Supra-Renal (cortisol e adrenalina) Hans Selye

15 STRESS Etapas Adaptativas Alarme contra choque Resistência Esgotamento

16 STRESS Mudou de Natureza Mais psíquicos do que físicos Afetivos, familiares e profissionais Raramente luta e fuga Convenções dominam a raiva e não permitem as atuações físicas

17 STRESS Cérebro Situações de tensão crônica Tensões profissionais cotidianas Tensões conjugais diárias “Situações de defesa e deadaptação passam a atuar contra nós mesmos”

18 STRESS Acelerar o Automóvel com Freio de Mão Puxado Doenças de adaptação Artrite Úlcera Péptica Pressão Alta Asma

19 CUIDADOS GERAIS Depressão Alcoolismo Inteligência Emocional Cronobiologia Atividade Mental

20 Segunda maior causa de doença na próxima década entre jovens e adultos ‣ Suicídio _____________ 15 % ‣ Alcoolismo __________ 15% ‣ Drogadição ___________ 1/3 AIDS DEPRESSÃO

21 ALCOOLISMO 15% da população dos EUA são alcoólatras 90% da população mundial ingere álcool 10 % dos homens e 5% das mulheres se tornam alcóolatras Estima-se prejuízo anual de 130 bilhões nos EUA e 20 bilhões de dólares no Brasil

22 INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Pesquisa americana constatou que os mais produtivos não eram de Q.I. (quociente de inteligência) mais altos ou currículo mais brilhante. Os melhores eram aquêles que tinham maior capacidade de relacionamento e administração de conflitos, capazes de enfrentar situações novas e de crise.

23 INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Ser capaz de acalmar-se quando estiver demasiadamente ansioso, esfriar quando estiver com raiva ou seja, controlar seus impulsos. Capacidade de se automotivar diante das adversidades, persistência nos objetivos

24 Perceber o que as outras pessoas estão sentindo. Perceber seus próprios sentimentos. Usar a percepção dos próprios sentimentos e dos outros para administrar conflitos, negociar e liderar. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

25 CRONOBIOLOGIA I Acordar entre 7 e 8hs Cortisol facilita o despertar - não voltar a dormir 9hs - Endorfinas – sono pesado A partir das 9hs - Serotonina no auge - prazer Entre 10 e 12hs - o estado de vigilância no pico(momento certo para refletir, discutir idéias e encontrar inspiração)

26 CRONOBIOLOGIA II Sonolência pós-prandial - queda da Adrenalina A tarde - forma física no auge e intelectual A partir das 18hs - vulnerável à poluição (cigarro) Novo pico de vigilância e atividade intellectual As 20hs primeira invasão da Melatonina Sono – Sonho - recuperação física, hormonal e mental

27 CRONOBIOLOGIA III Emagrece Diminui a pressão arterial Retarda o envelhecimento Fundamental para a atividade intelectual Dormir Bem

28 ATIVIDADE MENTAL Cérebro bilhões de neurônios Após 30 anos, perda de 3.6 milhões/ano Importante são as ligaçôes (sinapses) Manter o cérebro oxigenado

29 ATIVIDADE MENTAL Leitura Exerc. matemáticos Palavras cruzadas Jogar xadrez Postura Coordenaçâo motora Exercício Mental

30 ALIMENTAÇÃO ADEQUADA BOM HUMOR DORMIR BEM PARAR DE FUMAR BOA GENÉTICA METAS REALISTAS CUIDAR DAS DOENÇAS CRÔNICAS LAR ESTÁVEL FATORES POSITIVOS

31 EXERCÍCIOS X BENEFÍCIOS Melhor capacidade muscular, articular e respiratória Maior atividade cardíaca Melhora o sono e diminui as taxas de açúcar e colesterol VIDA LONGA

32 EXERCÍCIOS X BENEFÍCIOS “ Aquele que não conseguir tempo para fazer exercícios vai ter mais tempo para as doenças ” Kenneth Cooper

33 CUIDADOS ALIMENTARES 5 das 10 maiores causas de morte no mundo moderno são decorrentes da conduta alimentar: Infarto, derrame, câncer, diabetes e obesidade

34 CUIDADOS ALIMENTARES Obesidade – Índice de Massa Corpóres = imc Peso em kg /Altura x Altura (mts) Normal Excesso de peso Obesidade Leve Obesidade Moderada Obesidade Mórbida - acima de 40

35 CUIDADOS ALIMENTARES Hábitos de Vida e o Coração Excess Serum Glucose Snacking Soft Drinks Poor glucose absorption Insulin Resistance Excess Serum Lipids Trans-fat Saturated fat Excess Central Fat Inflammatory Cytokines Are produced by fat cells Ghucose metabolism results in free radicals Radicals Inflame tissue Excess lipids in blood Become oxidized to radicals Radicals Inflame tissue Cytokines stimulate Chronic inflammation CRP, TNF-a Doenças Inflamatórias Crônicas CVD Arthritis Alzheimer's Immune Dysfunction Diabetes

36 CUIDADOS ALIMENTARES Hábitos de Vida e o Coração

37 CUIDADOS ALIMENTARES Hábitos de Vida e o Coração Influência do índice de massa corpórea sobre o risco de comorbidades em geral Manson J E; New Engl. J. Med. 1990

38 CUIDADOS ALIMENTARES Hábitos de Vida e o Coração Causas de Óbito no Brasil Em todas as faixas etárias (2002): 1º: doença cardiovascular (33%) Em indivíduos > 60 anos (2002): 1º: doença cardiovascular (40%)2º: neoplasia (20%)

39 QUALIDADE DE VIDA Forma de viver Trabalho Vida conjugal Amigos Saude e lazer

40 ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL Novas Tecnologias Longevidade Sustentabilidade Prevenção Futuro

41 Diariamente Dicas de Saúde DR. PASTORE


Carregar ppt "PANORAMA DAS DOENÇAS DO CORAÇÃO NO BRASIL Como identificar, tratar e prevenir os fatores de risco Prof. DR. Carlos Alberto Pastore."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google