A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes MÉTODOS DE CUSTEIO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes MÉTODOS DE CUSTEIO."— Transcrição da apresentação:

1 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes MÉTODOS DE CUSTEIO

2 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custeio Variável x Custeio Absorção Introdução Custeio variável: peça gerencial, própria para tomada de decisão, fundamental para relatórios internos. Custeio por absorção: vantagem de não ferir a legislação fiscal e os princípios fundamentais de contabilidade, próprio para geração de relatórios externos.

3 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custeio por Absorção O Custeio por absorção consiste na apropriação de todos os custos incorridos no processo de fabricação, mediante rateio. Passam a integrar o valor contábil tanto os custos variáveis quando os fixos, ou seja, o resultado do custo sofre influência direta do volume produzido.

4 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Figura 3 – Representação do fluxo de recursos no sistema de custeio por absorção. - Mão obra direta - Materiais diretos, - Gastos gerais de Fabricação Processo Produtivo Custos Fixos Custos Variáveis Estoques de Produtos

5 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes MÉTODOS DE CUSTEIO Custeio por absorção: todos os custos são considerados na produção, nos estoques e nos custos das vendas, quer sejam variáveis quer sejam fixos. RESULTADO DAS VENDAS VARIÁVEIS - MATÉRIA-PRIMA -MÃO-DE-OBRA DIRETA -ENERGIA ELÉTRICA (FORÇA) -COMBUSTÍVEIS DAS MÁQUINAS FIXOS -MÃO-DE-OBRA INDIRETA -DEPRECIAÇÃO -ALUGUEL- -ENERGIA ELÉTRICA CUSTOS DE PRODUÇÃO PRODUÇÃO EM ELABORAÇÃO ESTOQUE DA PRODUÇÃO ACABADA (-) C.P.V. (=) RESULTADO BRUTO VARIÁVEIS - DE VENDAS FIXAS - ADMINISTRATIVAS - DE VENDAS DESPESAS (-)DESPESAS DE VENDAS (-)DESPESAS ADMINISTRATIVAS E DE VENDAS LUCRO (=) RESULTADO LÍQUIDO

6 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Vantagens  Fixação de preços de venda mais reais.  Atende à legislação fiscal.  Só é considerado custo a parcela dos materiais utilizados na produção.

7 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Desvantagens  A principal desvantagem do custeio por absorção consiste na utilização dos rateios, uma vez que dependendo do critério pode penalizar determinado produto e beneficiar outro.

8 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custeio Variável É o método de custeio em que somente os custos claramente identificados com os produtos devem ser apropriados. No processo de seleção e produção no sistema de custeio variável o fluxo dos componentes dos custos de produção são separados em dois grupos, os custos fixos e os custos variáveis, sendo que os custos variáveis tomam a direção dos estoques e o fixos são direcionados para resultado do exercício.

9 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Figura 4 – Representação gráfica do fluxo no custeio variável - Mão obra direta - Materiais diretos, - Gastos gerais de Fabricação Processo Seleção e Produção Custos Fixos Custos VariáveisEstoques Resultado Do Período

10 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes  Custeio direto ou variável: apenas os custos variáveis são considerados na produção, nos estoques e nos custos das vendas. RESULTADO DAS VENDAS VARIÁVEIS - MATÉRIA-PRIMA - MÃO-DE-OBRA DIRETA -ENERGIA ELÉTRICA (FORÇA) -COMBUSTÍVEIS DAS MÁQUINAS CUSTOS DE PRODUÇÃO PRODUÇÃO EM ELABORAÇÃO ESTOQUE DA PRODUÇÃO ACABADA (-) C.P.V. VARIÁVEIS - DE VENDAS FIXAS - ADMINISTRATIVAS - DE VENDAS DESPESAS (-) DESPESAS VARIÁVEIS DE VENDAS (-) CUSTOS FIXOS DE PRODUÇÃO LUCRO (=) RESULTADO LÍQUIDO (=) MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO (-) DESPESAS ADMINISTRATIVAS (-) DESPESAS FIXAS DE VENDAS FIXOS -MÃO-DE-OBRA INDIRETA -DEPRECIAÇÃO -ALUGUEL -ENERGIA ELÉTRICA (ILUM) -SUPERVISÃO

11 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Vantagens  Não esconde lucro no estoque e sua variação não interfere no cálculo do resultado do período;  Por conta da separação dos custos em fixos e variáveis, fornece mais facilmente dados necessários para o planejamento de lucro e simulação de resultados;  É um sistema mais compreensível aos gestores, facilitando uma melhor avaliação de desempenho para correção de rumos.

12 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Desvantagens  Não aceitação pela legislação tributária para fins de avaliação de estoques.  Fere Princípios Fundamentais de Contabilidade, alterando o resultado do exercício;  As informações geradas são voltadas especificamente para o público interno.

13 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes EXEMPLO DA DISTINÇÃO ENTRE CUSTEIO VARIÁVEL E POR ABSORÇÃO Uma empresa apresentou os seguintes dados: Produção: unidades totalmente acabadas Custos variáveis: R$ ,00 Custos fixos: R$ ,00 Despesas Variáveis: R$ 4.000,00 Despesas Fixas: R$ 6.000,00 Não há estoques iniciais e finais de produtos em elaboração. Vendas líquidas: 800 unidades a R$ 60,00 cada uma: R$ ,00

14 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Caso a empresa utilizasse o Custeio por Absorção, a demonstração de resultado seria da forma descrita a seguir: Custo de Produção do Período ( CPP) Custos fixos R$ ,00 (+) Custos variáveis R$ ,00 (=) CPP R$ ,00

15 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custo da Produção Acabada no Período (CPA) Como não há estoques iniciais e finais de produtos em elaboração: CPA=CPP= R$ ,00

16 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custos de Produtos Vendidos (CPV) Custo unitário de produto: R$ ,00/ = R$ 32,00 CPV= 800 x R$ 32,00 = ,00

17 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Estoque Final de Produtos Acabados 200 unidades x R$ 32,00 = R$ 6.400,00

18 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Demonstração do Resultado Vendas líquidas R$ ,00 (-) CPV R$ ( ,00) (=) Resultado Industrial R$ ,00 (-) Despesas Fixas e Variáveis R$ ( ,00) (=) Lucro Líquido R$ ,00

19 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Caso a empresa utilizasse o Custeio Variável, a demonstração de resultado seria da forma descrita a seguir: Custo de Produção do Período ( CPP) Como somente os custos variáveis são computados como custos de produção, o CPP seria igual o valor dos custos variáveis. Custos variáveis = R$ ,00 CPP = R$ ,00

20 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custo da Produção Acabada na Período (CPA) Como não há estoques iniciais e finais de produtos em elaboração: CPA=CPP= R$ ,00

21 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Custos de Produtos Vendidos (CPV) Custo unitário de Produção: R$ ,00/ = R$ 20,00 CPV= 800 unidades vendidas x R$ 20,00 = ,00

22 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Estoque Final de Produtos Acabados 200 unidades x R$ 20,00 = R$ 4.000,00

23 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes Demonstração do Resultado Vendas Líquidas R$ ,00 (-) CPV R$ ( ,00) (-) Despesas variáveis R$ ( 4.000,00) (=) Margem de Contribuição R$ ,00 (-) Custos fixos R$ ( ,00) (-) Despesas Fixas R$ ( 6.000,00) (=) Lucro Líquido R$ ,00

24 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes O quadro a seguir resume as diferenças entre os dois tipos de custeamento ITEMCUSTEIO POR ABSORÇÃO (A) CUSTEIO VARIÁVEL ( B) DIFERENÇA (A) –(B) CPP = CPA32.000, , ,00 CPV25.600, , ,00 Estoque final dos PA 6.400, , ,00 Lucro Líquido12.400, , ,00

25 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes O Custo de Produção no Período (CPP), no Custeio por absorção, é maior em R$ ,00. Esta diferença corresponde exatamente ao valor dos Custos fixos que, no Custeio Variável, não são considerados custos e sim despesas do exercício.

26 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes O Custo dos Produtos Vendidos (CPV), no Custeio por Absorção, é maior em R$ 9.600,00. Esta diferença corresponde ao valor dos Custos fixos descarregados nas unidades. Cada unidade produzida recebeu R$ 12,00 de custos fixos (R$ ,00/1.000). Como foram vendidas 800 unidades, o total de Custos Fixos correspondente será 800 x R$ 12,00 = R$ 9.600,00. No Custeio Variável, os Custos Fixos não são considerados custos de produção e, portanto, não integram o CPV.

27 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes O Estoque Final dos Produtos Acabados, é maior em R$ 2.400,00 no Custeio por Absorção. Este valor corresponde aos Custos Fixos descarregados nas unidades acabadas e não vendidas, ou seja, 200 unidades x R$12,00 = R$ 2.400,00.

28 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes No Custeio variável, o estoque final contém custos variáveis e pode assim ser calculado: Custo Variável Unitário: R$ ,00 / = R$ 20,00 Unidades em estoque no fim do período: 200 Valor do Estoque Final: 200 x R$ 20,00 = R$ 4.000,00

29 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes No Custeio por Absorção, o estoque final pode ser assim decomposto: Custo Variável Unitário: R$ ,00/1.000 = R$ 20,00 Custo Fixo Unitário: R$ ,00/1.000 = R$ 12,00 Custo Unitário Total: R$12,00 + R$ 20,00 = R$ 32,00 Unidades em estoque no fim do período: 200 Valor do Estoque Final: 200 x 32,00 = R$ 6.400,00

30 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes CONCLUSÃO Do ponto de vista decisorial, verifica-se que o custeio variável tem condições de propiciar muito mais rapidamente informações vitais à empresa; também o resultado medido dentro do seu critério é mais informativo à administração. Mediante a utilização de ajustes contábeis a empresa poderá adequar essa modalidade gerencial às exigências legais.

31 Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes CAPÍTULO 17 MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2000.


Carregar ppt "Administração Contabilidade de Custos Prof. Ms. Nilton Rogério Marcondes MÉTODOS DE CUSTEIO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google