A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Descarte de Medicamentos Responsabilidade compartilhada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Descarte de Medicamentos Responsabilidade compartilhada."— Transcrição da apresentação:

1 Descarte de Medicamentos Responsabilidade compartilhada

2 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência de Tecnologia de Serviços de Saúde - Regina Maria Goncalves Barcellos, André Luiz Lopes Sinoti e Marcelo Cavalcante de Oliveira Gerência Geral de Medicamentos - Cristina Marinho Ribeiro Coordenação de Produtos Controlados - Elmo da Silva Santana e Robson Alves Fernandes Cavalcante Gerência Geral de Propaganda - Eduardo Luis Testa das Neves Gerência de Fiscalização de Medicamentos e Produtos - Flavia Queiroz Leite Gerência Geral de Inspeção de Medicamentos e Produtos - Simone de Oliveira Reis Rodero Coordenação Parlamentar - Maria Lúcia Martelli Núcleo de Regulação Econômica de Medicamentos -Marcus Aurelio Miranda Gerência Geral de Toxicologia - Heloisa Rey Farza Gerência Geral de Saneantes - Rosa Aires Borba Mesiano Unidade Técnica de Regulação - Cristiane Yamamoto Dutra, Vanessa Ghisleni Zardin, Fernanda Moreira Coura, Simone Ribas, Flavia Neves Rocha Alves, Ademir Nunes Benevides Filho e Gustavo Henrique Trindade da Silva Organização do painel: Equipe do GADIP, UNTEC, Eventos, Cerimonial e Comunicação Materiais da pasta: Cartilhas, Projetos de Lei e Referências bibliográficas Descarte de Medicamentos Grupo de Trabalho da Anvisa

3 Agência Nacional de Vigilância Sanitária No Brasil ainda não se tem uma regulamentação específica no âmbito nacional relacionada ao gerenciamento e destinação final ambientalmente adequada de resíduos de medicamentos descartados pela população; Frequentemente chegam dúvidas e reclamações nos serviços de atendimento aos usuários do SNVS sobre a inexistência de critérios definidos e serviços estruturados para a devolução ou a coleta de medicamentos; Existe diversidade de regulamentações e iniciativas nos estados e municípios de recolhimento, devolução, doação e descarte de resíduos de medicamentos pela população. Descarte de Medicamentos Situação atual... Aspectos gerais

4 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Há “uso racional de medicamentos”, de acordo com a OMS, quando “pacientes recebem medicamentos apropriados para suas condições clínicas, em doses adequadas às suas necessidades individuais, por um período adequado e ao menor custo para si e para a comunidade” (OMS, Conferência Mundial sobre Uso Racional de Medicamentos, Nairobi, 1985) Não geração / Redução de Resíduos de Medicamentos USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS

5 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Dispensação de medicamentos além da quantidade exata para o tratamento do paciente. Apresentações não condizentes com a duração do tratamento. Não implantação do fracionamento de medicamentos pela cadeia farmacêutica. Interrupção ou mudança de tratamento. Distribuição aleatória de amostras-grátis. Gerenciamento inadequado de estoques de medicamentos pelas empresas e estabelecimentos de saúde. Carência de informação da população relacionada à promoção, prevenção e cuidados básicos com sua saúde. Por que sobram medicamentos ? Descarte de Medicamentos

6 ONDE SÃO DESCARTADOS OS MEDICAMENTOS VENCIDOS OU AS SOBRAS DE MEDICAMENTOS?

7 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Riscos à saúde de crianças ou pessoas carentes que possam reutilizá-los. Reuso indevido de sobras de medicamentos - reações adversas graves, intoxicações, entre outros problemas. Sistema Nacional de Informações Tóxico- Farmacológicas - Sinitox: medicamentos ocupam primeiro lugar entre os agentes causadores de intoxicações desde 1996 (2009 – / 27%) Agressão ao meio ambiente - contaminação da água, do solo e de animais. Descarte de Medicamentos Riscos do descarte inadequado de medicamentos

8 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Lei nº 5991/ Dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos. Lei nº 6360/ Dispõe sobre a vigilância sanitária a que ficam sujeitos os medicamentos, as drogas, os insumos farmacêuticos... Portaria nº 3.916/ Política Nacional de Medicamentos. Resolução CNS nº 338/ Política Nacional de Assistência Farmacêutica. Descarte de Medicamentos Contexto legal - Medicamentos

9 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Descarte de Medicamentos  Resolução CONAMA nº. 358, de 29 de abril de 2005 Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências.  Lei nº , de 05 de janeiro de 2007 Estabelece as Diretrizes Nacionais para o Saneamento Básico.  Lei nº , de 2 de agosto de 2010 Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos.  Decreto nº 7.404, de 23 de dezembro de 2010 Regulamenta a Lei nº /2010. Contexto legal – Resíduos

10 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Descarte de Medicamentos  Portaria 344/98 e a Instrução Normativa n°. 6/ Regulamento Técnico de substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial.  Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº. 306/ Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde.  Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº. 56/ Boas Práticas Sanitárias no Gerenciamento de Resíduos Sólidos nas áreas de Portos, Aeroportos, Passagens de Fronteiras e Recintos Alfandegados.  Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº. 81/2008 – Regulamento Técnico de Bens e Produtos Importados.  Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº. 88/ Proíbe em inaladores a presença do gás CFC, um propulsor que danifica a camada protetora de ozônio.  Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº.44/2009 – Dispões sobre Boas Práticas em Farmácias e Drogarias. Contexto legal - Resíduos Descarte de Medicamentos

11 Agência Nacional de Vigilância Sanitária  PLC N° 595/ Altera o Artigo 6 ª à Lei 5.991/1973, para dispor sobre o recolhimento e o descarte consciente de medicamentos  PLS N° 148/ Altera a Lei n º /2010, para disciplinar o descarte de medicamentos de uso humano ou de uso veterin á rio.  PL N° 396/2011 -Dispõe sobre o fracionamento de medicamentos.  PLS N° 229/ Altera a Lei n º /2010, que institui a Pol í tica Nacional de Res í duos S ó lidos, para dispor sobre o gerenciamento dos res í duos de servi ç os de sa ú de pelos Munic í pios.  PLS N° 8044/ Institui a Pol í tica Nacional de Medicamentos.  PL N° 5.087/ Obriga as industrias farmacêuticas e as empresas de distribui ç ão de medicamentos, a dar destina ç ão adequada a medicamentos com prazos de validade vencidos e d á outras providências.  PLS N° 259/ Altera a Lei n º 6.360, de 23 de setembro de 1976, para dispor sobre a impressão do n ú mero do lote e das datas de fabrica ç ão e de validade de medicamentos.  PL N° 718/ Altera o Decreto-Lei n º 467/1969, para dispor sobre a devolu ç ão de embalagens vazias de produtos de uso veterin á rio.  PL N° 7.029/ Acresce dispositivos ao art. 22 da Lei n º 6.360/1976, para dispor sobre registro e fracionamento de medicamentos para dispensa ç ão, e d á outras providências.  PL N° 1.564/ PLC61/ Altera a Lei n º 9.787/1999, dispondo sobre a prescri ç ão de medicamentos pela  PL N°3.125/ Altera dispositivos da Lei n º 7.802/1989, que dispõe sobre a pesquisa, a experimenta ç ão, a produ ç ão, a embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a comercializa ç ão, a propaganda comercial, a utiliza ç ão, a importa ç ão, a exporta ç ão, o destino final dos res í duos e embalagens, o registro, a classifica ç ão, o controle, a inspe ç ão de agrot ó xicos e afins, e d á outras providências. Descarte de Medicamentos Contexto legal – Projetos de Lei

12 Agência Nacional de Vigilância Sanitária  Objetivo: Destinação final ambientalmente adequada, com a finalidade de preservar a saúde pública e proteger e melhorar a qualidade do meio ambiente.  Art. 9º - Na gestão e gerenciamento de resíduos sólidos, deve ser observada a seguinte ordem de prioridade: não geração redução reutilização reciclagem tratamento dos resíduos sólidos disposição final ambientalmente adequada Descarte de Medicamentos Política Nacional de Resíduos Sólidos - Lei 12305/10

13 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Descarte de Medicamentos: prioridade estratégica na Agenda Regulatória de Implantação do Grupo Técnico – GT Descarte de Medicamentos da Anvisa. Fortalecimento da discussão no âmbito da Anvisa e do Ministério da Saúde Integração com o Comitê Interministerial da Política Nacional de Resíduos Sólidos Criação do Grupo de Trabalho Temático de Medicamentos – GTT de Medicamentos, no âmbito da PNRS Organização do Painel de Descarte de Medicamentos – 15/4/2011 Descarte de Medicamentos Ações da ANVISA - SNVS

14 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Aprovação pelo GTA / Comitê Orientador em 16/3/2011. Composição do GTT: - Poder Público: - União (MMA, MS, Min.Cidades) e Estados e Municípios (Conass e Conasems) - Setor empresarial: Indústrias, Distribuidoras, Estabelecimentos Farmacêuticos - Instituições de Ensino - Entidades Profissionais  Elaboração da proposta para implementação da logística reversa na cadeia do medicamento, para apresentar para o Grupo Técnico Assessor - GTA e Comitê Interministerial da PNRS. CONSTRUÇÃO DE ACORDOS SETORIAS Descarte de Medicamentos Grupo de Trabalho Temático - GTT de Medicamentos

15 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Realização de painéis e seminários regionais / estaduais. Inserir o tema descarte de medicamentos nas Conferências de Saúde. Fortalecimento das ações do Grupo de Trabalho Temático de Medicamentos – GTT de Medicamentos, no âmbito da PNRS.  Participação da discussão de regulamentação sobre o tema no Congresso Nacional e nas instâncias estaduais e municipais Descarte de Medicamentos Propostas de ações - SNVS

16 Agência Nacional de Vigilância Sanitária AGÊNCIANACIONAL DEVIGILÂNCIASANITÁRIA Incentivo à realização de painéis e seminários regionais, estaduais e municipais. Inserir o tema descarte de medicamentos nas Conferências de Saúde/2011. Fortalecimento das ações do Grupo de Trabalho Temático Medicamentos – GTT, no âmbito da PNRS. Participação da discussão de regulamentação sobre o tema no Congresso Nacional e nas instâncias estaduais e municipais PROMOÇÃO DO USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS Propostas de ações - SNVS Descarte de Medicamentos

17 Agência Nacional de Vigilância Sanitária OBRIGADO! Agência Nacional de Vigilância Sanitária Unidade Técnica de Regulação – UNTEC

18 Descarte racional de medicamentos Todos nós somos responsáveis


Carregar ppt "Descarte de Medicamentos Responsabilidade compartilhada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google