A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sofrimento no Trabalho: A Dor Invisível Daniela Zipperer Müller.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sofrimento no Trabalho: A Dor Invisível Daniela Zipperer Müller."— Transcrição da apresentação:

1 Sofrimento no Trabalho: A Dor Invisível Daniela Zipperer Müller

2 Origem da palavra Trabalho Do Latim: Tripalium Instrumento feito de três paus, com pontas de ferro, utilizado como instrumento para rasgar/esfiapar o trigo, milho, e, também, como instrumento de tortura dos escravos. verbo tripaliare = torturar Daniela Müller Psicóloga

3 Trabalho Mais do que atividade que tem por objetivo a remuneração, é um dos grandes alicerces da constituição psíquica e social dos sujeitos. +

4 Centralidade do Trabalho: O trabalho ocupa lugar central na vida das pessoas, constitui modos de ser, pensar e existir no mundo. Criando identidades! Daniela Müller Psicóloga

5 Ultrapassa qualquer limite de “tempo de trabalho”. Mobiliza a personalidade por completo, mesmo nos momentos fora do trabalho: nos sonhos, nas relações com as outras pessoas, etc. Daniela Müller Psicóloga

6 0 que é Trabalhar? Prescrito X Real: Trabalhar é preencher a lacuna entre o prescrito e o real. Implica um saber-fazer, um engajamento do corpo. Mobiliza a inteligência, a capacidade de refletir, de interpretar e de reagir às situações, inventar! Daniela Müller Psicóloga

7 A “dança” entre prazer e sofrimento: As organizações de trabalho podem se constituir como lugar de saúde e emancipação ou sofrimento e adoecimento Daniela Müller Psicóloga

8 Flexibilidade e Sobrecarga: Maior variedade de atividades, complexidade e responsabilidades. Novas competências, desempenho de vários papéis. Sobrecarga de trabalho, sem que se tenham as mínimas condições para executá-lo. Daniela Müller Psicóloga

9 Dados: Ministério da Previdência Daniela Müller Psicóloga

10 Saúde Mental OMS: 10% da população sofre de algum transtorno mental grave Impactos: 3ª causa de concessão de benefícios 1. LER/DORT 2. Envenenamento e causas externas 3. Transtornos Mentais 2020: depressão será a 1ª causa de afastamento Daniela Müller Psicóloga

11 Sintomas Depressivos Perda de energia ou interesse Isolamento Irritabilidade Humor deprimido Dificuldade de concentração Alterações do apetite e do sono Sentimento de pesar ou fracasso Abuso de álcool de drogas Daniela Müller Psicóloga

12 Estresse Ocupacional Reações provocadas por agentes estressores Exigências não são compatíveis com os recursos e com o tempo que o sujeito dispõe 3 fases: 1. Alarme: reações do corpo ao estresse 2. Resistência: o corpo se habitua ao estresse, se adapta 1. Exaustão: adoecimento físico e mental

13 Grupamentos diagnósticos de afastamentos dos servidores da SMED de Minas Gerais (maio 2002 a abril 2003): DiagnósticosNº% Transtornos mentais e comportamentais ,3 Doenças do aparelho respiratório161111,7 Doenças do sistema osteomuscular e do tecido conjuntivo ,5 Doenças do Aparelho Circulatório6104,4 Doenças do Sistema Nervoso2101,5 Doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas1411,0 Outros ,4 Registros em branco8486,2 Total

14 Distribuição dos servidores afastados (por cargo) FunçãoFreqüência% Professor ,2 Auxiliar de Escola3877,7 Auxiliar Biblioteca Escolar771,5 Técnico superior de ensino1392,8 Coordenado de Centro de Ed. Ifantil2 - Secretário de Estabelecimento de Ensino330,7 Vice-diretor290,6 Diretor130,3 Supervisor de alimentação escolar60,1 Total

15 “Tornando visível o Invisível” Desde os anos 90: as precárias condições do trabalho docente, mostram sua associação com sintomas mórbidos e a elevada prevalência de afastamentos por motivos de doença na categoria. Falta de pesquisas sobre todos os trabalhadores em educação. Daniela Müller Psicóloga

16 Como saber se uma organização está “doente”? Aumento da taxa de erros no trabalho Práticas inseguras Insatisfação dos trabalhadores a partir de sinalizações nem sempre explícitas Diminuição do desempenho Faltas Presenteísmo Daniela Müller Psicóloga

17 Onde podem estar os problemas? Lideranças Demandas excessivas de trabalho Ambiente físico de trabalho inadequado Ambiente Organizacional: 1. Falta de comunicação 2. Falta de prevenção ao assédio moral 3. Falta de códigos claros de conduta 4. Falta de canais de escuta 5. Falta de investimento no bom relacionamento grupal

18 Para o aluno: Qualidade da educação Para o Estado Custo econômico (absenteísmo, abandono da profissão, custo econômico da enfermidade...) Para o trabalhador em educação Doenças físicas e mentais (Palomares, 2001) CONSEQÜÊNCIAS: Daniela Müller Psicóloga

19 Individualização/Culpabilização: Diagnóstico centrado no indivíduo: Depressão, Transtornos de Ansiedade, Insônia, Somatizações, Uso e abuso de drogas... MEDICALIZAÇÃO/AFASTAMENTO Daniela Müller Psicóloga

20 Problema: Não se levar em conta o conteúdo e a organização de trabalho no qual a pessoa está inserida quando ela passa por um processo de adoecimento! Daniela Müller Psicóloga

21 O sindicato como espaço de discussão e ação sobre o “invisível”: Pensar sobre o adoecimento psicológico dos trabalhadores em educação, admitindo sua relação com o conteúdo e a organização do trabalho, tal como esta se encontra na atualidade. Dar visibilidade aos problemas comuns vivenciados pelos trabalhadores da categoria, de forma a colocar a questão em pauta para a busca de saídas possíveis. Daniela Müller Psicóloga

22 Encaminhamentos Possíveis: Identificar grupos vulneráveis; Foco na prevenção: pesquisa e divulgação sobre as doenças comumente encontradas entre os profissionais e sobre assédio moral nos contextos de trabalho; Pensar em instrumentos sindicais que possam ser desenvolvidos para proteger os trabalhadores em educação. Daniela Müller Psicóloga

23 Conhecimento da realidade: 1. Descrição das características e das condições de trabalho 2. Investigação das condições de saúde dos trabalhadores 3. Avaliar a associação entre as características do trabalho e as condições de saúde física e mental dos trabalhadores em educação. Daniela Müller Psicóloga

24 Instrumentos: Pesquisa quantitativa: SRQ-20 (Instrumento utilizado pela OMS)..\Projeto Saint Gobain\QUESTIONARIO SQR-20.doc Pesquisa qualitativa: Questionários Entrevistas individuais Grupos: Psicodinâmica do Trabalho

25 O trabalho, enquanto atividade humana, dá sentido à vida, fortalecendo a identidade e a dignidade de trabalhador. “O que dá razão e sentido ao viver pode constituir-se em razão para morrer” Daniela Müller Psicóloga

26 Obrigada! Daniela Müller Psicóloga


Carregar ppt "Sofrimento no Trabalho: A Dor Invisível Daniela Zipperer Müller."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google