A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A VIDA COTIDIANA. A FAMÍLIA Socialização primária A família está em constante mutação na sociedade ∟ nunca foi do mesmo jeito ∟ é a primeira estrutura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A VIDA COTIDIANA. A FAMÍLIA Socialização primária A família está em constante mutação na sociedade ∟ nunca foi do mesmo jeito ∟ é a primeira estrutura."— Transcrição da apresentação:

1 A VIDA COTIDIANA

2 A FAMÍLIA Socialização primária A família está em constante mutação na sociedade ∟ nunca foi do mesmo jeito ∟ é a primeira estrutura social duradoura ∟ casamento ∟ ralações de parentesco ∟ estabelece os papéis sociais ∟ normas de conduta sexual

3 TIPOS DE FAMÍLIA Família monogâmica → tradicional Família poligâmica → poligamia → homem com mais de uma esposa → poliandria → mulher com mais de um marido Família nuclear → dois adultos com ou sem filhos biológicos ou adotivos Família ampliada → família nuclear + parentes

4 Idade Média ∟ não havia o conceito de infância ∟ a criança era inserida nas atividades produtivas ∟ mesma casa → várias famílias → círculo familiar? → intimidade? → não existia nem o conceito! A FAMÍLIA

5 Pós-Revolução Industrial ∟ família burguesa → família tradicional de hoje → espaço íntimo e privado X resto da sociedade ∟ Preocupação com a educação infantil ∟ são o futuro ∟ criança burguesa! A FAMÍLIA

6 Funções modificadas ∟ advento da indústria ∟ mulher trabalhando fora de casa ∟ autonomia financeira ∟ direitos semelhantes aos dos homens ∟ equidade de gêneros ∟ homem provedor da família? Não mais! ∟ contexto → democracia A FAMÍLIA

7 O QUE É UM CASAL? Motivos de ligação ∟ motivos econômicos? ∟ reprodução? ∟ tradicional ∟ vontade de ficar um com o outro? ∟ novidade de agora ∟ casal homoafetivo

8 FAMÍLIA NO BRASIL Estrutura patriarcal ∟ figura masculina se destaca ∟ sustento ∟ autoridade ∟ machismo ∟ influencia a política, social, econômico e cultural ∟ mulheres políticas, motoristas de caminhão, empresárias?? ∟ discriminação ∟ opressão ∟ violência física

9 ∟ perdeu força hoje em dia ∟ fortalecimento do papel da mulher ∟ trabalho ∟ igualdades sociais e legais ∟ nova provedora da família ∟ grande número de divórcio ∟ mulher trabalha, cuida da casa e dos filhos FAMÍLIA NO BRASIL

10 ∟ aumentou ∟ número de pais ausentes ∟ novas famílias com membros que já casaram um dia ∟ núcleos domésticos monoparentais ∟ crianças com o pai ou com a mãe durante seu desenvolvimento ∟ crise da instituição familiar ∟ antes → família grande ∟ agora → tendência é diminuir o núcleo familiar → fatores externos → trabalho → condição econômica → nível escolar → acesso a contraceptivos FAMÍLIA NO BRASIL

11 FAMÍLIA E AUTORIDADE Pai de família ∟ relação de poder ∟ princípio da autoridade → princípio social → ordem e reprodução da sociedade ∟ complexo de Édipo ∟ rejeição e aceitação da figura paterna

12 FAMÍLIA E POLÍTICA Escola de Frankfurt ∟ fenômeno do hitlerismo ∟ família liberal burguesa → papel decisivo do pai ∟ crescimento do capitalismo ∟ decadência da figura do pai ∟ nova figura de autoridade ∟ externa ∟ ideologias ∟ escolas e mídias ∟ aceitação do autoritarismo político e social

13 TENSÕES NA FAMÍLIA Modernização X tradição ∟ figura familiar → experiência de vida → ensino da tradição → trabalho e cultura ∟ industrialização → aceleração do tempo Conflitos de gerações ∟ modernização do dia a dia ∟ uso do pc e celular ∟ problemas e soluções ∟ famílias que perderam o contato humano ∟ filme “Gente grande” ∟ geração que supera a outra → geração de 1968

14 (UEL) O escritor Frei Betto assim se refere ao movimento feminista: “O movimento feminista organizado surgiu nos EUA, na segunda metade dos anos 60. Logo, expandiu-se pelos países do Ocidente, propugnando a libertação da mulher, e não apenas emancipação. Qual a diferença? Emancipar-se é equiparar-se ao homem em direitos jurídicos, políticos e econômicos. Corresponde à busca de igualdade. Libertar-se é querer ir mais adiante, marcar a diferença, realçar as condições que regem a alteridade nas relações de gênero, de modo a afirmar a mulher como indivíduo autônomo, independente, dotado de plenitude humana e tão sujeito frente ao homem quanto o homem frente à mulher.” (FREI BETTO. Marcas de Baton. Caros Amigos, ano V, n. 54, set. 2001, p.16.) Na visão do autor, a ideia de libertação da mulher difere da ideia de emancipação e pressupõe uma concepção de política entendida como: a)domínio e violência. b)luta entre os gêneros. c)exercício de hierarquia. d)convivência entre diferentes. e)afirmação da desigualdade.

15 (UEL) - Observe o texto e o gráfico que seguem: O historiador inglês Eric Hobsbawm afirma que a melhor abordagem da revolução cultural vivida no século XX é através da família e da casa. Ressalta que “(…) a vasta maioria da humanidade partilhava certo número de características, como a existência de casamento formal com relações sexuais privilegiadas para os cônjuges (o ‘adultério’ é universalmente tratado como crime); a superioridade dos maridos em relação às esposas (‘patriarcado’) e dos pais em relação aos filhos, assim como às gerações mais jovens; famílias consistindo em várias pessoas e coisas assim. [Entretanto] (…) na Bélgica, França e Países Baixos, o índice bruto de divórcios (número anual de divórcios por mil habitantes) praticamente triplicou entre 1970 e (…) O número de pessoas vivendo sós (isto é, não como membro de nenhum casal ou família maior) também começou a disparar para cima [nos países europeus e nos EUA]. (…) em 1991, 58% de todas as famílias negras nos EUA eram chefiadas por uma mulher sozinha, e 70% de todas as crianças tinham nascido de mães solteiras.” (HOBSBAWM, E. A Era dos Extremos: o breve século XX – São Paulo: Companhia das Letras, p )

16 Com base no texto e no gráfico, é correto afirmar: a)Diferentemente da tendência presente nos países citados no texto, no Brasil dos anos 1990 diminuiu o percentual de famílias chefiadas por mulheres. b)No Brasil, como nos países europeus citados, firma-se nos anos 1990 uma tendência de crescimento do tipo de família cujo formato é o de casal com filhos. c)Contrariamente à experiência da Bélgica, França e Países Baixos, diminuiu no Brasil o percentual de pessoas que vivem sozinhas (famílias unipessoais). d)Os anos 1990 no Brasil confirmam o movimento de alguns países europeus de aumento do percentual de famílias chefiadas por homens. e)No Brasil dos anos 1990, observam-se tendências de mudanças semelhantes às dos países citados no texto, como o crescimento no percentual de famílias chefiadas por mulheres e de pessoas que vivem sozinhas.

17 ESCOLA Socialização secundária Escola pública → surge na França no século XIX ∟ instituição social criada pelo Estado para completar, corrigir o processo de socialização do indivíduo iniciado pela família ∟ forma o cidadão → como o Estado pretende! → valores e comportamentos sociais → reprodução da sociedade → pode ser transformadora também!

18 Combate a desigualdade social? ∟ Pierre Bourdieu diz que não! ∟ Ensino Médio é requisito mínimo para qualquer atividade profissional ∟ prolongamento do tempo de vida na escola ∟ muitos precisam trabalhar e abandonam a escola ∟ maiores investimentos familiares para prolongar o estudo ∟ famílias ricas o desempenho escolar é maior! ∟ “capital cultural” maior que os dos mais pobres ∟ nível familiar, acessos culturais, políticos, etc ∟ “rede de proteção” → QI → relações familiares ESCOLA

19 Política educacional nos anos 1970 ∟ ditadura militar ∟ evitar revoltas estudantis ∟ “formar o cidadão” → civilidade ∟ eliminação e remodelação de matérias críticas → humanidades ∟ valorização da escola privada → bem a ser comprado ∟ desvalorização da escola pública ∟ mão de obra barata para a indústria ∟ aumenta a desigualdade social ESCOLA NO BRASIL

20 Pós-ditadura ∟ reabertura democrática ∟ massificação da educação ∟ quase 100% na escola! ∟ qualidade X quantidade ∟ Ensino Superior ∟ particulares → grande número (qualidade?) ∟ públicas → pequeno número (melhores e elitizadas) ESCOLA NO BRASIL

21 ESCOLA E GLOBALIZAÇÃO Nova experiência do tempo e do espaço ∟ aceleração do tempo ∟ fenômeno pós- Revolução Industrial ∟ vasta rede de informações ∟ novo tipo de homem

22 Linguagem imagética X linguagem escrita ∟ indústria cultural globalizada → computadores → celulares ∟ mídias complementam ou substituem a autoridade da escola! ∟ consequências (Escola de Frankfurt) ∟ afetam as habilidades e capacidades dos usuários ∟ fotografia → afeta a memória ∟ agenda do celular ∟ capacidade de leitura e reflexão ∟ pessoas solitárias (novo tipo de individualismo) ESCOLA E GLOBALIZAÇÃO

23 ESCOLA E TRANSFORMAÇÃO Espírito crítico → produziriam agente de transformação social ∟ não depende apenas da escola em si ∟ incentivos → Estado → estrutura → conteúdos pedagógicos → métodos de aprendizagem ∟ década de 1960 → escola incentivou as agitações sociais (Era Jango) → fortes críticos da sociedade e pediam mudanças ∟ reforma agrária → Escolas de Aplicação (reprimidas pela Ditadura) ∟ participação crítica e social extraclasse ∟ alunos eram agentes do conhecimento ∟ estudo em grupo, etc

24


Carregar ppt "A VIDA COTIDIANA. A FAMÍLIA Socialização primária A família está em constante mutação na sociedade ∟ nunca foi do mesmo jeito ∟ é a primeira estrutura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google