A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo O DIMENSIONAMENTO DA FORÇA DE TRABALHO TÉCNICO- ADMINISTRATIVA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo O DIMENSIONAMENTO DA FORÇA DE TRABALHO TÉCNICO- ADMINISTRATIVA."— Transcrição da apresentação:

1 Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo O DIMENSIONAMENTO DA FORÇA DE TRABALHO TÉCNICO- ADMINISTRATIVA

2 Dimensionamento da força de trabalho: É um processo de planejamento contínuo de avaliação das necessidades de pessoal, no que se refere ao quantitativo, competências individuais e perfil, direcionados ao atendimento das metas institucionais. (Manual de Procedimentos ANAC)

3 Dimensionamento da força de trabalho: ► ► DECRETO Nº 5.825, DE 29 DE JUNHO DE Art. 3º: “VIII - dimensionamento: processo de identificação e análise quantitativa e qualitativa da força de trabalho necessária ao cumprimento dos objetivos institucionais, considerando as inovações tecnológicas e modernização dos processos de trabalho no âmbito da IFE.”

4 Dimensionamento da força de trabalho como política de Governo: ► Adotada pelo Governo Federal a partir do ano de 1995; ► Extinção de cargos de apoio, como motoristas, copeiros, pedreiros, etc; ► Ampliação da contratação e terceirização de atividades de apoio, ligadas a manutenção geral e vigilância; ► Falta de uma política salarial permanente, com garantia de aumento salarial, incentivando cada vez mais a desocupação de vagas e desestimulando a entrada de novos servidores no serviço público.

5 A UFF ► Somos cerca de servidores Técnico- Administrativos e Docentes; ► Servimos à comunidade com:  03 Campi;  04 Polos Universitários;  01 Colégio Universitário;  01 Hospital Universitário;  Diversas Unidades isoladas, todas distribuídas por vários municípios do estado do Rio de Janeiro, incluindo Niterói;  Campus Avançado em Oriximiná/PA,  Reitoria em Niterói.

6 ► Missão:  “Produzir, difundir e aplicar conhecimento e cultura de forma crítica e socialmente referenciada.” ► Visão:  “A UFF será reconhecida nacionalmente pela qualidade dos seus cursos, mérito da sua produção científica e relevância social das suas atividades, ampliando a sua capacidade de oferecer soluções para o desenvolvimento auto-sustentado do Brasil.” Fonte: PDI – UFF Fonte: PDI – UFF A UFF

7 Na UFF – 2004 a ► Censo UFF 2004; ► PCCTAE – Lei /05; ► Realização de diversos Concursos Públicos; ► Elaboração de processo embrionário de alocação de pessoal baseada em perfil dos servidores; ► Decreto 7.232/10 – Reposições; ► Levantamento de Competências institucionais, a partir de Workshop (2006);

8 ► I Seminário Interno de Recursos Humanos (2010) – “Construindo coletivamente a gestão de pessoas: planejamento estratégico da área para o quadriênio ” Perspectivas: ► Mudança da cultura organizacional; ► Comprometimento dos colaboradores; ► Otimização do fluxo de trabalho; ► Definição das atribuições das áreas e perfil dos servidores; ► Divulgação das competências profissionais por cargo e área. Na UFF – 2004 a

9 ► Processo de reestruturação administrativa, resultando na criação da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas - PROGEPE, caracterizando importante mudança conceitual para as perspectivas de gestão. Na UFF – 2004 a

10 ► Aprovação pela Comissão Mista de Orçamento e Metas da Universidade, em 2010, do Programa Institucional, proposto pelo então Departamento de Desenvolvimento de Recursos Humanos, atual Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo, “Dimensionamento e Análise da Força de Trabalho Técnico-Administrativa da UFF”, o que garantiu o aporte de recurso financeiro do PDI da Universidade. ► O Programa prevê três os eixos de atuação:  Dimensionamento da Força de Trabalho;  Impacto da Capacitação sobre a dinâmica da UFF; e  Mapeamento de Competências. Na UFF – 2004 a

11 Eixo: “Impacto da Capacitação sobre a dinâmica da UFF” Objetivos Específicos O que foi realizado e a fase atual: 1. Avaliar o impacto produzido pelo processo de capacitação dos servidores técnico-administrativos da UFF sobre as competências individuais e institucionais, no período de 2006 a 2010; 2. Subsidiar a elaboração dos concursos públicos, as remoções, as redistribuições, as avaliações de desempenho e o plano de capacitação.  Pesquisa bibliográfica em plataformas de pesquisas e páginas eletrônicas, visando definir a base teórica.  Definição da abordagem metodológica.  Aplicação de questionários (técnico-administrativos e chefias), 2011/2012.

12 1.Mapear as competências individuais institucionais; 2.Subsidiar a elaboração dos concursos públicos, as remoções, as redistribuições, as avaliações de desempenho e o plano de capacitação; 3.Identificar as atividades desenvolvidas nas diversas unidades da UFF. Eixo: “Mapeamento de Competências” Objetivos Específicos O que foi realizado e a fase atual:  Aplicação de projeto piloto na PROGEPE para validação da metodologia;  Aprovação pelo Magnífico Reitor para implantação na UFF;  Preparação para mapeamento em toda Universidade, ainda em 2012.

13 Eixo: “Dimensionamento da Força de Trabalho” Objetivos Específicos: O que foi realizado e a fase atual: 1.Apurar o quantitativo da força de trabalho técnico-administrativa e sua distribuição pelas diversas unidades da estrutura organizacional; 2.Identificar o potencial humano, quanto à escolaridade, idade, tempo de serviço, experiência profissional e rotatividade; 3.Subsidiar a elaboração dos concursos públicos, as remoções, as redistribuições, as avaliações de desempenho e o plano de capacitação.  Organização da estrutura das UORGs dentro dos sistemas institucionais, iniciado em  Ajuste no sistema da força de trabalho, em  Aplicação de formulário individual a todos os servidores técnico-administrativos, objetivando o levantamento do perfil funcional, iniciado em 2011.

14 Em ► Aprovação pela Comissão Mista de Orçamento e Metas da Universidade de novo Programa Institucional proposto pela CPTA, com aporte de recursos do PDI: “Programa de Dimensionamento da Força de Trabalho e Mapeamento de Processos Administrativos e Ambientes Organizacionais – UFF”

15 Objetivos:   Concluir os processos iniciados no Programa anterior;   Catalogar por unidade os cargos existentes em cada área de atuação do servidor;   Realizar diagnóstico da quantidade de processos que envolvem os cargos da Universidade;   Identificar os Macroprocessos envolvidos;   Utilizar técnicas qualitativas e quantitativas de sondagem e identificação dos ambientes organizacionais da UFF, visando à identificação e análise do processo de trabalho e atribuições de cada área de atuação dos servidores.

16 ► Favorecimento da profissionalização das relações interpessoais e intersetoriais: ► Definição mais clara dos fluxos e processos de trabalho; ► Maior agilidade e transparência no fluxo de informações; ► Definição das atribuições dos Setores; ► Despersonificação das atividades desenvolvidas. Por que a realização deste Trabalho?

17 ► Qualificação da base de sustentação técnica para as políticas e ações de gestão de pessoas, associadas às definições do PDI em vigor, tais como:  Valorizar, capacitar e qualificar a força de trabalho;  Incentivar a integração dos esforços individuais aos objetivos institucionais;  Comprometer a comunidade universitária com o desempenho global da Instituição. Por que a realização deste Trabalho?

18 Resultados já alcançados ► 15% dos dados dos servidores já foram implantados no sistema:  Identificamos que: ► 55% dos servidores são do sexo feminino; ► 46% possuem pós-graduação; ► 80% possuem especialização; ► 23% possuem mestrado; ► 41% possuem inglês não fluente; ► 45% domina word; ► 42% domina parcialmente o excel; ► 33% domina parcialmente o power point; ► 48% domina a internet.

19 Resultados já alcançados ► Lista atualizada dos contatos/responsáveis da Universidade; ► Atualização de 90% das UORGs da Universidade; ► Mapeamento dos macroprocessos de 15% das Unidades.

20 Dificuldades encontradas... ► Greve; ► Desatualização dos sistemas gerenciais internos de gestão de pessoas; ► Dificuldade de adesão dos servidores, quanto à resposta aos questionários; ► Unidades muito dispersas; ► Acúmulo de atribuições dos integrantes do grupo de trabalho; ► Falta de um sistema de TI que reflita as demandas atuais da área.

21 Nossas Perspectivas... ► Conhecer tecnicamente e operacionalmente o funcionamento das atividades inerentes a todos os cargos da organização; ► Elaborar projeto para melhor alocar os servidores, com base em perfis estabelecidos a partir dos levantamentos realizados; ► Subsidiar os Planos Institucionais de Capacitação e de Gestão de Desempenho; ► Subsidiar atividades de outros setores da Universidade; ► Favorecer o aprimoramento dos sistemas informatizados; ► Aprimorar os fluxos de trabalho, favorecendo maior celeridade e qualidade nos serviços prestados.

22 Realizado na UFF em 12 e 13 de Julho de 2012.

23 INSTITUIÇÕES PARTICIPANTES ► Universidade Federal Fluminense ► Universidade Federal Rural do Estado do Rio de Janeiro ► Universidade Estadual do Rio de Janeiro ► Universidade Federal do Rio de Janeiro ► Universidade Federal de Minas Gerais ► Universidade Federal do Triângulo Mineiro ► Universidade Federal de Lavras ► Universidade Federal de Alfenas ► Universidade Federal de Juiz de Fora ► Universidade Federal de São João Del Rey ► Universidade Federal do Paraná ► Universidade Federal do Espírito Santo ► Centro Federal de Educação Celso Suckow da Fonseca de Minas Gerais ► Centro Federal de Educação Celso Suckow da Fonseca do Rio de Janeiro ► Instituto Federal Fluminense ► Instituto Federal de Barbacena ► Instituto Benjamim Constant ► Instituto Federal do Espírito Santo

24 Conhecimentos e experiências partilhados: ► Relevância da realização de campanhas de sensibilização; ► Apoio da alta gestão; ► Fortalecimento de parcerias intersetorias; ► Fortalecimento de parcerias com outras instituições; ► Inclusão do corpo discente no processo técnico e operacional; ► Importância de Sistemas de Tecnologia da Informação; ► Entendimento de que a complexidade do processo impacta em resultados de longo prazo; ► Compreensão do caráter permanente do processo.

25 Dificuldades apontadas: ► Falta de definição do MEC quanto à matriz a ser utilizada pelas Instituições; ► Especificidades de cada Instituição; ► Dispersão geográfica – dificuldade logística; ► Quantitativo insuficiente de servidores para atuação integral no processo; ► Deficiência de ações de capacitação específica no tema; ► Ausência de Sistema de Tecnologia da Informação específico; ► Resistência dos servidores à participação no processo; ► Ocorrência de greve.

26 Contatos PROGEPE – CPTA – (21)


Carregar ppt "Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo O DIMENSIONAMENTO DA FORÇA DE TRABALHO TÉCNICO- ADMINISTRATIVA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google