A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FASES DA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA Prof. Dr. Marco Antonio Chaves.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FASES DA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA Prof. Dr. Marco Antonio Chaves."— Transcrição da apresentação:

1 FASES DA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA Prof. Dr. Marco Antonio Chaves

2 Elementos do projeto ANEXOS E/OU APÊNDICES REFERÊNCIA 3- METODOLOGIA 2- DESENVOLVIMENTO 1- INTRODUÇÃO SUMÁRIO FOLHA DE ROSTO CAPA Referencial Teórico

3 ESCOLHA DO TEMA É o primeiro passo no planejamento da pesquisa. Não é o mais fácil! Tema de pesquisa: (...) é qualquer assunto que necessite melhores definições, melhor precisão e clareza do que já existe sobre o mesmo. (CERVO & BERVIAN, 2005 )

4 MOTIVAÇÕES PARA PESQUISA Razões intelectuais: baseadas no desejo de conhecer. Razões de ordem prática: conhecer para realizar algo melhor ou de maneira mais eficiente.

5 A ESCOLHA DO TEMA PODE SURGIR: da observação do cotidiano; da vida profissional; de contato com especialistas; do estudo da literatura.

6 CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA ESCOLHA DO TEMA Adequado á área de formação Carreira Tempo Recursos financeiros Disponibilidade de material bibliográfico

7 CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA ESCOLHA DO TEMA O tema escolhido é exeqüível? Motivação Familiaridade com o assunto O ideal na escolha do tema é unir uma grande motivação com uma certa familiaridade!

8 DESAFIO Encontrar um objeto que mereça se investigado cientificamente. Fugir de temas a respeito dos quais já existem estudos exaustivos.

9 DELIMITAÇÃO DO TEMA Selecionar um tópico ou parte a ser focalizada. Focalizar: ponto de vista, tempo, espaço, amostra.

10 O PROBLEMA DE PESQUISA Problemas de valor: indagam se algo deve ou deveria ser feito. EX. Qual a melhor técnica para... ? Envolve variáveis que são testáveis.

11 POR QUE FORMULAR UM PROBLEMA? Delimita, com exatidão, qual tipo de resposta deve ser procurada. Leva o pesquisador a uma reflexão sobre o assunto. Fixa roteiros para a pesquisa bibliográfica e coleta de dados.

12 POR QUE FORMULAR UM PROBLEMA? O problema de pesquisa é a apresentação clara, específica e operacional da dificuldade que se pretende pesquisar.

13 COMO FORMULAR UM PROBLEMA? Deve ser formulado como uma pergunta. O problema deve ser claro e preciso. O problema deve ser suscetível de solução.

14 COMO FORMULAR UM PROBLEMA? O problema deve ser limitado a uma dimensão viável. Apresentar relevância teórica ou prática. EXEMPLOS:

15 COMO FORMULAR UM PROBLEMA? Como Funciona a mente dos operários da construção civil, que possuem uma descrença sobre a escola como veículo de ascensão social?

16 COMO FORMULAR UM PROBLEMA? É lícito fazer experiências com seres humanos? Qual a relação entre produtividade e iluminação do local de trabalho?

17 COMO FORMULAR UM PROBLEMA? Sites de governos municipais, quais os conteúdos que estes devem conter? Qual a influencia dos programas de qualidade total na redução dos acidentes de trabalho?

18 COMO FORMULAR UM PROBLEMA? Quais as ferramentas de gestão de TI ideais para pequenas fábricas de softwares? O ambiente Moodle oferecido pela Doctum é adequado para o aprendizado a distância?

19 COMO FORMULAR UM PROBLEMA? O E-cidade consegue suprir todas as do fluxo de informações do governo municipal? Qual o perfil dos alunos que abandonam o curso de ciência da computação na FIC?

20 ATIVIDADE PRÁTICA Elaborar tema e problema do seu projeto de pesquisa.

21 OBJETIVOS Determina o que o pesquisador deve procurar, o que se pretende alcançar. OBJETIVO ALCANÇADO = RESPOSTA DO PROBLEMA

22 CONSTRUÇÃO DO OBJETIVO GERAL Repetir a pergunta que constitui o problema. Acrescentar um verbo no infinitivo. Retirar a interrogação.

23 CONSTRUÇÃO DO OBJETIVO GERAL Exemplo: Qual o perfil dos alunos que abandonam o curso de ciência da computação na FIC? Definir o perfil dos alunos que abandonam o curso de ciência da computação na FIC.

24 Exemplo: O E-cidade consegue suprir todas as demandas do fluxo de informações do governo municipal? Descobrir se o E-cidade consegue suprir todas as demandas do fluxo de informações do governo municipal.

25 CONSTRUÇÃO DO OBJETIVO ESPECÍFICO Passos necessários para o alcance dos Objetivos Gerais. Conhecer a situação atual. Analisar a situação levantada.

26 CONSTRUÇÃO DO OBJETIVO ESPECÍFICO Desenvolver alternativas que possam solucionar o problema de pesquisa. Propor um plano de ação com as medidas mais adequadas para solucionar o problema de pesquisa.

27 CONSTRUÇÃO DO OBJETIVO ESPECÍFICO Exemplos: 1. Estudar Analisar Desenvolver Testar.. 5. Relatar...

28 CONSTRUÇÃO DA JUSTIFICATIVA Demonstrar a importância da resolução do problema. Demonstrar a relevância do seu trabalho para as diversas áreas.

29 CONSTRUÇÃO DA JUSTIFICATIVA Como surgiu o problema levantado para estudo? Em que o estudo é importante para a área na qual você esta atuando? (em termos pessoal, profissional, científico, acadêmico ou social). Qual a relação do tema com o contexto do curso?

30 CONSTRUÇÃO DA JUSTIFICATIVA Em que estágio se encontra a teoria referente ao tema? Qual a relevância do tema do ponto de vista geral? Qual a importância do tema para os casos particulares em questão?

31 CONSTRUÇÃO DA JUSTIFICATIVA Quais as perspectivas de aplicação científica, tecnológica ou social? Que lacunas o estudo preenche? Qual a originalidade do estudo em termos de conteúdo, enfoque ou metodologia?

32 CONSTRUÇÃO DA JUSTIFICATIVA Por que o tema escolhido para pesquisa é viável? Quais as considerações sobre a escolha dos locais e períodos que serão pesquisados?

33 METODOLOGIA MÉTHODOS : Caminho para chegar a um fim. LOGOS: Estudo sistemático, investigação. Caminho que deve ser trilhado para atingir os objetivos definidos. (GONSALVES, 2003)

34 METODOLOGIA “MÉTODO é o conjunto de atividades sistemáticas e racionais que, com maior segurança e economia, permite alcançar o objetivo.” (MARCONI &LAKATOS, 2003)

35 METODOLOGIA CONJUNTO DE TÉCNICAS E PROCEDIMENTOS PARA A COLETA DE DADOS Criatividade Pesquisa das melhores técnicas.

36 METODOLOGIA Detalhar, cada tarefa escrita no objetivos específicos. Isso inclui: Técnicas de trabalho Técnicas de desenvolvimento: como serão usadas as ferramentas População e amostra Tipo de pesquisa Instrumento de coleta de dados Tratamento dos dados

37 INDICE HIPOTÉTICO Conter todos os tópicos que serão analisados, estudados e levantados em forma de sumário.

38 Instrumento de coleta de dados  Informar, detalhadamente, como você pretende obter os dados de que precisa para responder ao problema.

39 Instrumento de coleta de dados Em que consiste? Como funciona? Sua fidedignidade, instrumento já validado? Como serão colhidos os dados? (questionário, por um instrumento de aferição, seleção de documentos...)

40 Instrumento de coleta de dados Por quem (o próprio pesquisador, equipe treinada, outro) Quando (dia, mês, ano, período de duração) Onde (cidade, laboratório, empresa, propriedade rural, outro)

41 Instrumento de coleta de dados Finalidade: Levantar dados e informações para análise e explicação dos aspectos estudados. Produzir resultados úteis e fidedignos. São essenciais para a fidelidade, qualidade e completude da pesquisa. As questões devem ter relação com os objetivos da pesquisa. Dados ruins, incompletos, distorcidos, comprometem o resultado da pesquisa.

42 Instrumento de coleta de dados Nenhum questionário pode ser considerado ideal para obter todas as informações necessárias a um estudo. A boa construção de questionários é arte altamente desenvolvida na prática da pesquisa científica.

43 Estrutura básica para levantamento Texto de apresentação do estudo; Seqüência de perguntas  Perguntas introdutórias  Perguntas delicadas  Perguntas Afins Verificação da confiabilidade das respostas. Quantidade de perguntas

44 Característica dos instrumentos Entrevista Formulário Questionário

45 Entrevista Conceito: Conversação face a face, metódica, orientada para um objetivo específico. Planejar a entrevista Agendar com antecedência Tamanho da amostra Dê preferência para entrevista isolada

46 Entrevista Uso do gravador Evite ser inoportuno (não interromper as atividades do entrevistado). Ouvir mais do que falar Controlar a entrevista Começar por perguntas com menor probabilidade de recusa. Vantagens e desvantagens

47 Questionário Conceito: Série ordenada de perguntas que devem ser respondidas por escrito e sem a presença do entrevistador. Cabeçalho explicativo Pode ser enviado pelo correio, entregue ao respondente. 25% de devolução.

48 Questionário Vantagens Liberdade de resposta em decorrência do anonimato. Aplicado a grandes amostras Economia de pessoal Mais tempo para responder

49 Questionário Desvantagens Liberdade de resposta em decorrência do anonimato. Grande numero de pergunta sem respostas Não pode ser aplicados a analfabetos

50 Formulário É uma lista destinada à coleta de dados resultante de observações ou interrogações na presença do entrevistador (Cadastro de clientes) Vantagens Pode ser aplicado a analfabetos Presença do pesquisador para elucidar o significado de perguntas.

51 Formulário Desvantagens Menor liberdade nas respostas, Menos prazo para pensar Falta do anonimato.


Carregar ppt "FASES DA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA Prof. Dr. Marco Antonio Chaves."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google