A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Www.anotherstep.pt Escola Secundária Quinta do Marquês www.esec-qta-marques.rcts.pt Projecto de Auto-Avaliação da Escola: Primeiros Resultados Julho de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Www.anotherstep.pt Escola Secundária Quinta do Marquês www.esec-qta-marques.rcts.pt Projecto de Auto-Avaliação da Escola: Primeiros Resultados Julho de."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Secundária Quinta do Marquês Projecto de Auto-Avaliação da Escola: Primeiros Resultados Julho de 2011

2 Planeamento Responsabilização Inovação Avaliação Evolução das Sociedades - Reforço de Funções - Projectos Processos Organizações Indivíduos traduzindo a exigência da Qualidade

3 Implementação de procedimentos de monitorização e avaliação mais sistemáticos, rigorosos e objectivos. Auto-avaliação da Escola

4 Avaliação da Escola e do seu Projecto Prevê dois dispositivos: a avaliação interna, utilizando: indicadores e instrumentos de recolha de informação adequados; os resultados da análise da informação recolhida na melhoria da organização e do funcionamento como base de reflexão sobre o próprio projecto,conduzindo a alterações pontuais no decurso da sua realização ou a elementos que integrarão o projecto seguinte; a avaliação externa, que inclui a componente oficial que assegura o respeito do serviço público (inspecção).

5 Auto-avaliação

6 Equipa de Auto-Avaliação Edite Gomes – professora Henrique Almeida – aluno Fernanda Gonçalves / Ana Cristina Esteves – encarregada de educação Isabel Cristina Santos - assistente operacional José Manuel Conceição – professor Júlia Tainha – directora Noémia Cunha - assistente técnica Olga Afonso - professora Raul Castelão – professor Rita Cabrita - aluna

7 Dimensão da intervenção 1.º Ano DiagnósticoSensibilização 2.º Ano Acção Dimensão Pedagógica 3.º Ano Consolidação 4.º Ano Prestação de Contas Avaliação IntermédiaAvaliação Final

8 Algumas Questões Metodológicas (I) Falta de experiência da EAA Dificuldade de compatibilização de horários Deficiências nos instrumentos Dificuldade na aplicação dos critérios de pontuação

9 Algumas Questões Metodológicas (II) Concepção e organização exaustiva do processo de inquérito Mobilização dos inquiridos Participação empenhada de elementos de apoio (DT, professores, Biblioteca) Monitorização do processo Apoio da Another Step

10 O Modelo CAF e o Modelo da IGE 4. Liderança 1. Resultados 2. Prestação Serviço Educativo 3. Organização e Gestão escolar 5. Auto-regulação e Melhoria

11 Questionários – Taxa de adesão

12 Questionários –Pessoal Docente

13 Questionários – Pessoal Não Docente

14 Questionários – Alunos

15 Questionários – Pais/Enc. Educação

16 Questionários – Resultados Globais

17 Algumas Conclusões (I) Boa imagem da escola na comunidade Boa satisfação dos alunos (67 a 87 pontos em 100) Boa satisfação dos EE ( 80 pontos em 100) Avaliação positiva da escola pelos docentes Preocupação central com o sucesso dos alunos Estabilidade da equipa de gestão Existência de planeamento articulado e monitorização com análise de processos e resultados Preocupação com formação e actualização dos profissionais

18 Algumas Conclusões (II) Grau de satisfação mitigado dos assistentes operacionais, que se não sentem, por vezes, apoiados e respeitados Falta de comunicação entre gestão e comunidade escolar: Desconhecimento das actividades do CG Deficiência nos mecanismos de avaliação da satisfação do PND Desconhecimento de indicadores de desempenho interno Desconhecimento de alguns critérios de distribuição de serviço e de responsabilidades Desconhecimento das parcerias estabelecidas Desconhecimento das formas de utilização dos recursos financeiros

19 Algumas Conclusões (III) Necessidade de reforçar a monitorização dos espaços de apoio e dos alunos que os frequentam Falta de pessoal para manutenção e acompanhamento dos alunos Planos de formação com alguma falta de estruturação e sem incidência suficiente no PND Necessidade de maior cooperação e partilha entre os profissionais Necessidade de tratamento sistemático dos resultados de desempenho e de acompanhamento do percurso dos alunos que saem da escola Necessidade de concretização do sistema de reconhecimento de mérito dos alunos

20 Algumas Conclusões (IV) Deficiências apontadas pelos alunos ao nível de: Espaços, circulação, cacifos e reprografia Relação com alguns funcionários Intervalos, bufete e refeitório Higiene e segurança interna (e casos pontuais de bullying) Computadores e barulho na Biblioteca Equipamento informático e audiovisual Aulas de substituição Alguns professores Muitos alunos consideram que são ouvidos, mas pouco ou nada considerados ou escutados

21 Ciclo da melhoria 21 CAF Auto- avaliação Plano de Melhoria Acções de Melhoria visa origina operacionalizado retroacção

22 Avaliação da Escola O processo de avaliação deve ser praticável, isto é, não deve ser incómodo, complexo, burocrático ou inútil. (Day, 1992)


Carregar ppt "Www.anotherstep.pt Escola Secundária Quinta do Marquês www.esec-qta-marques.rcts.pt Projecto de Auto-Avaliação da Escola: Primeiros Resultados Julho de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google