A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EDUCAÇÃO FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - Bacharelado Trabalhos à Disciplina para fins de avaliação – Profª Drª Marli Hatje.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EDUCAÇÃO FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - Bacharelado Trabalhos à Disciplina para fins de avaliação – Profª Drª Marli Hatje."— Transcrição da apresentação:

1 EDUCAÇÃO FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - Bacharelado Trabalhos à Disciplina para fins de avaliação – Profª Drª Marli Hatje Hammes Possibilidade 1 (valor: 4,0) - Pesquisa - ANALISAR UMA TRANSMISSÃO ESPORTIVA EM RÁDIO OU TV (Futebol, Ginástica Olímpica, Voleibol, Rústica etc.) considerando as FIGURAS DE LINGUAGEM (Barcelos Carpes, 2009). Catacrese Metáfora Metonímia Ironia; Hipérbole Gradação Antítese Possibilidade 2 (valor 4,0) – Pesquisa – ANALISAR COMPARATIVAMENTE UM PROGRAMA ESPORTIVO EM TV ABERTA E TV FECHADA considerando as

2 DIMENSÕES SOCIAIS DO ESPORTE (Tubino, 1992) Rendimento Participação Educação Possibilidade 3 (valor 4,0) – Pesquisa – ANALISAR COMPARATIVAMENTE UM PROGRAMA ESPORTIVO EM TV ABERTA E TV FECHADA considerando os VALORES NOTÍCIA (Correia, 1997) Interesse do Público (Interessante) Interesse Público (Importante) Possibilidade 4 (6,0) – Pesquisa – ANALISAR UM EVENTO ESPORTIVO VEICULADO NA TV, RÁDIO, JORNAL, REVISTA OU INTERNET considerando as Categorias ao estudo do contexto da mídia esportiva brasileira (Hatje Hammes, 2011). Trabalho em dupla.

3 Possibilidade 5 (2,0) – Ensino - Elaborar e Gravar uma Opinião de 90 segundos (em rádio e/ou TV) respondendo a seguinte pergunta: Como avalia a imprensa esportiva brasileira? Crítica, complacente ou bajuladora? Ponto de Partida: Acessar de Partida: Acessar e assistir aos Vídeos 10 e 12) Possibilidade 6 (4,0) – Ensino/Extensão - Escolher um tema da área da educação física. Produzir e gravar um programa de rádio. Trabalho em Grupos de 3. Ponto de Partida: Considerar o roteiro disponível no xerox e programas já gravados por Colegas (à disposição no NEP-COMEFE). Possibilidade 7 (6,0) – Pesquisa - Escolher uma revista de circulação nacional (no mínimo 4 exemplares) e analisar o Agendamento dos eventos Copa do Mundo e Jogos Olímpicos. Trabalho em dupla ou individual.

4 Possibilidade 8 (2,0) – Ensino - Elaborar e Gravar uma Opinião de 90 segundos (em rádio e/ou TV) respondendo a seguinte pergunta: O consumo e a prática de esportes devem receber grande impulso no Brasil com a realização da Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos? Qual o papel do jornalismo esportivo e dos profissionais de Educação Física nesse contexto? Ponto de Partida: Acessar e assistir ao Vídeo 11)www.comefe.blogspot.com Possibilidade 9 (4,0) – Ensino/Extensão – Produzir para um segmento da comunidade de Santa Maria um jornal de 4 páginas (A4) envolvendo conteúdos da educação física. Trabalho em Dupla. Em caso de impressão e circulação, o trabalho terá valor 6,0. Ponto de Partida: Considerar, a título de exemplo, os jornais já produzidos por Colegas (à disposição no NEP-COMEFE). Possibilidade 10 (6,0) – Pesquisa – Analisar, identificar e comparar em que editorias são publicadas notícias esportivas, bem como o espaço dado às diferentes modalidades esportivas em Jornal de circulação local e estadual durante duas semanas no mínimo.

5 Categorias ao estudo do contexto da mídia esportiva brasileira Prof.ª Dr.ª Marli Hatje Hammes CEFD- UFSM

6 CATEGORIAS AO ESTUDO DO CONTEXTO DA MÍDIA ESPORTIVA BRASILEIRA – Profa. Marli Hatje Hammes (2011) Aspectos ÉTNICOSCaráter xenófobo-racista;Ênfase á etnia e ao nacionalismo;Comparação étnica e nacionalista;Aspectos SEXISTASApelações de virilidade;Ridicularizações sexistas. Aspectos EMOCIONAISManifestações dos treinadores;Manifestações dos atletas;Manifestações dos torcedores; Manifestações expressas pela imprensa; Manifestações da comissão técnica; Manifestações de dirigentes esportivos.

7 Nacional Exaltação da equipe/atleta brasileiro; Exaltação do patriotismo emocional; Exaltação do técnico nacional; Metáforas dirigidas à equipe/atleta brasileiro e à nacionalidade. Exaltação de membros da comissão técnica nacional; Exaltação de dirigente nacional; Adversários Exaltação e reforço do adversário; Exaltação do patriotismo emocional do adversário; Exaltação do técnico adversário; Metáforas dirigidas aos adversários e às nacionalidades; Exaltação de membros da comissão técnica adversária; Exaltação de dirigente adversário. Aspectos de EXALTAÇÃO

8 Aspectos de VIOLÊNCIA ATLETAS TREINADORES COMISSÃO TÉCNICA DIRIGENTES SPORTIVOS TORCEDORES MÍDIA Violência entre atletas ; Violência entre atletas e treinador; Violência entre atletas e comissão técnica ; Violência entre atletas e mídia; Violência entre atletas e torcedores ; Violência entre atletas e dirigentes esportivos Violência entre atletas e árbitros ; Violência entre atletas e a força da ordem. Ridicularização da equipe/atleta brasileiro; Ridicularização dos adversários; Comentários e valores negativos da equipe/atleta brasileiro; Comentários e valores negativos dos adversários e das nacionalidades;

9 Aspectos POLÍTICOS Quando a imprensa publica ou veicula notícias com conotação política envolvendo os protagonistas do evento, personalidades políticas ou quando se refere explicita ou implicitamente ao contexto social e político dos países envolvidos. Aspectos FINANCEIROS Quando a imprensa publica ou veicula notícias sobre o evento com conotação de negócio, destacando o patrocínio, o marketing e as questões econômicas envolvendo o esporte e outras áreas. Aspectos HISTÓRICOS Quando a imprensa publica ou veicula notícias envolvendo a história do esporte e do evento em evidência. Envolve comparações, construção e desconstrução do espetáculo.

10 Aspectos da RACIONALIZAÇÃO Estão associados a ênfase na quantificação dos feitos atléticos, buscando-se estratégias e táticas de jogo cada vez mais formais, rígidas e calculistas que visam, em última instância o aprimoramento do desempenho de atletas e de equipes. É a conformação às leis da razão. Não há espaço ao desenvolvimento do misticismo, nem a atitudes imprevisíveis. Na ação, a racionalização elimina considerações pessoais, afetivas e emocionais. Busca-se uma adaptação consciente, exata e eficaz dos meios aos fins pretendidos. Exemplo: Fabricando recordes (FSP, 23/09/2000). Constituem um processo pelo qual realidades pertencentes ao domínio religioso, sagrado e mágico passam a pertencer ao domínio profano. Sempre que uma representação racional, científica e técnica substitui uma representação religiosa ou uma explicação pelo sagrado ou pelo divino. Exemplo: O golaço de Raquel tem a benção de São Jorge (FSP, 17/09/2000). Aspectos da RACIONALIZAÇÃO Aspectos da SECULARIZAÇÃO

11 Constituem a tendência de transformar qualquer modalidade esportiva em algo que possa ser medido ou quantificado. Exemplo: Só o vôlei pode conduzir a campanha olímpica rumo ao recorde de medalhas (FSP, 26/09/2000) Considerando as principais características do ESPORTE MODERNO (secularização e racionalização) pode-se afirmar que ele se desenvolve entre o secular e o racional. Porquê? Nasce sem vínculo religioso, ou seja, surge como um evento laico, profano, sem relação com a divindade – Iniciou na Inglaterra após a Revolução Industrial Aspectos da QUANTIFICAÇÃO

12 Referência Bibliográfica HATJE, Marli. Grande imprensa: valores e ou características veiculadas por jornais brasileiros para descrever a participação da seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo de 1998 em França. Tese: CEFD/UFSM, 2000.

13 A presença das figuras de linguagem nas jornadas esportivas radiofônicas – Uma linguagem desviante? – Autor: Anderson Barcelos Carpes Prof.ª Dr.ª Marli Hatje Hammes CEFD- UFSM

14 Narração Esportiva Escola Denotativa – os narradores transmitem ao ouvinte a imagem da partida através de signos denotativos, isto é, a palavra usada na sua significação literal. Ao falar da esfera que, no futebol, é lançada pelos pés dos jogadores para dentro do gol, o locutor desta escola diz bola. Nicolau Tuma – não utilizava figuras de linguagem. Escola Conotativa - os narradores utilizam-se dos signos conotativos, com teor subjetivo, transferindo o significado usual para um sentido figurado. A bola pode serbolão, caroço, criança, gorduchinha, maricota. Geraldo José de Almeida, Osmar Santos – Ripa na Chulipa (chuta a bola),No caroço do abacate (círculo central) e Fiori Gigliotti – Balão subindo, balão descendo.

15 Figuras de Linguagem - Metáfora - Gradação - Metonímia - Catacrese - Antítese - Ironia - Hipérbole

16 Metáfora – E mprega um termo em lugar de outro com base em uma relação de semelhança. Exemplo: Aredondinha em lugar de bola Metonímia - S ubstituição de um nome por outro em virtude de haver entre eles um relacionamento. Exemplo - O Flamengo roubou a bola. Graduação – Emprego sequencial de palavras ou expressões em ordem crescente ou decrescente quanto à intensidade. Exemplo: apontou, preparou, chutou. Antítese – É o emprego de palavras ou expressões contrastantes, geralmente numa mesma frase. Exemplo: bola de um lado, goleiro do outro. Hipérbole – Exagero na afirmação. Exemplo - O técnico já errou mil vezes. Ironia - É sugerir, por entoação e contexto, o contrário do que as palavras ou frases exprimem, por intenção sarcástica. Exemplo - Que jogada maravilhosa).

17 Catacrese – Todo emprego impróprio de uma palavra ou expressão, por esquecimento ou ignorância de seu etino ou da sua origem. Também se enquadram na catacrese as metáforas que pelo uso constante se formam graças à semelhança de forma existente entre os seres. Exemplo: braço de rio; boca do gol, pé da trave, pé de cadeira. Criação do campo imaginário – a) Identificação onde acontece a interação entre o comunicador e o ouvinte Exemplo: mata no peito, feijão com arroz; b) Visualização uso de expressões de entendimento popular que traduzem desde a localização do campo até as situações de jogo. Isso permite que o narrador passa a ser os olhos do torcedor e que a polissemia interpretativa crie uma imagem em cada mente. Exemplo: zona do agrião; lá onde a coruja dorme; c) Velocidade a musicalidade e o ritmo da voz garantem uma emoção própria da narrativa e não do jogo em si (que pode ser em ritmo lento). Exemplo: Peeeeeeeeenalti; na poooooooooonta da bota.

18 JOGOS ANALISADOS GRE-NAL - 28 de setembro de 2008, Beira-Rio, Porto Alegre-RS - Rádio Gaúcha; Cruzeiro x Atlético MG – 19 de outubro de 2008, Estádio Mineirão, Belo Horizonte, MG – Rádio Itatiaia; Palmeiras x São Paulo – 19 de outubro de 2008, Parque Antártica, São Paulo-SP – Rádio Globo; Flamengo x Vasco – 19 de outubro de 2008, Estádio Maracanã, Rio de Janeiro, RJ – Rádio Tupi.

19 Figuras de linguagem por rádio analisada

20 Figuras de Linguagem - Total de Ocorrências 70% 6% 2% 8% 2% 3% 9% Metáfora Metonímia Antítese Catacrese Hipérbole Ironia Gradação

21 Referência Bibliográfica Carpes, Anderson Barcelos. A presença das figuras de linguagem nas jornadas esportivas radiofônicas – Uma linguagem desviante? TCC: UFSM, 2009.

22 Mídia e Esporte: Os valores notícia dos acontecimentos na Televisão Prof.ª Dr.ª Marli Hatje Hammes CEFD- UFSM

23 IMPORTANTE X INTERESSANTE Os Valores-notícia de que trata este estudo referem-se ao conteúdo da notícia, ao produto informativo, ao meio de comunicação, ao público e a concorrência. Os Valores-notícia são classificados por Correia (1997) como Importante (Interesse Público) e Interessante (Interesse do Público). A pesquisa considerou 16 Programas Esporte Espetacular, da Rede Globo de Televisão, nos anos de 2001 e 2003, em diferentes épocas e contextos (ago/set).

24 Importância ou Interesse Público A avaliação do fato remete ao caráter objetivo dos acontecimentos a serem noticiados. ** Corte no orçamento da União em julho de Interessante ou Interesse do Público A avaliação do fato não considera o significado político, social e cultural do acontecimento, mas a capacidade que este tem de suscitar a curiosidade, criar expectativas, prender o imaginário e despertar a atenção do público. ** Nascimento da Sascha em julho 1998.

25 Importância ou Interesse Público - Critérios de noticiabilidade a)Posição hierárquica; b)Influência sobre o interesse nacional (proximidade geográfica, psicológica, temporal, sócio-profissional, sócio-cultural e político- ideológica); c)Número de indivíduos envolvidos; d)Relevância e significatividade quanto a evolução futura da situação. Interessante ou Interesse do Público – Critérios de noticiabilidade a)História de gente comum em situação insólita; b)Homem/mulher público surpreendido no dia-a-dia; c)História em que se verifica inversão de papéis; d)História do interesse humano; a)Histórias de feitos excepcionais e heróicos.

26 Resultado dos Programas 2001 – 19 modalidades 14h39min – 8 programas 44,62% Interessantes 55,38% Importantes 2003 – 34 modalidades – 16h52min – 8 programas 51% Interessantes 49% Importantes Eliminatória para a Copa do Mundo de 2002 (2001) x Jogos Pan-Americanos (2003)

27 Nem sempre há um limite claro entre o interesse Público e o Interesse do Público em função de análises subjetivas. A importância das notícias também se define a partir de critérios como equilíbrio, atualidade e novidade. As priorizar notícias interessantes, a mídia privilegia o aspecto informativo em detrimento do formativo (ligado à importância do fato).

28 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA BIANCHI, Paula. HATJE, Marli. Mídia e esporte: os valores- notícia e suas repercussões na sociedade contemporânea. Revista Motrivivência, nº 27, dezembro de 2006.


Carregar ppt "EDUCAÇÃO FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - Bacharelado Trabalhos à Disciplina para fins de avaliação – Profª Drª Marli Hatje."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google