A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ministério do Meio Ambiente. Oficina Temática 4 Ações de Educação Ambiental para o Plano Municipal de Coleta Seletiva de Florianópolis 30 de agosto de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ministério do Meio Ambiente. Oficina Temática 4 Ações de Educação Ambiental para o Plano Municipal de Coleta Seletiva de Florianópolis 30 de agosto de."— Transcrição da apresentação:

1 Ministério do Meio Ambiente

2 Oficina Temática 4 Ações de Educação Ambiental para o Plano Municipal de Coleta Seletiva de Florianópolis 30 de agosto de 2014

3 Quem Somos?  GTE – Grupo Técnico Executivo:  Secretaria Municipal de Habitação e Saneamento Ambiental – SMHSA  Companhia de Melhoramentos da Capital – COMCAP  Fundação Municipal do Meio Ambiente – FLORAM  Secretaria Municipal de Saúde – SMS – Vigilância em Saúde.  GTA – Grupo Técnico Ampliado;  Empresa - AMPLA Consultoria e Planejamento;  Comunidade.

4 O Que Queremos? Elaborar o Plano Municipal de Coleta Seletiva – PMCS de Florianópolis.

5 Objetivo da Oficina 4 Obter contribuições da comunidade visando subsidiar a elaboração do PMCS no tema da Educação Ambiental.

6 Além das oficinas, serão realizadas 2 audiências públicas: 1ª- Para apresentação, discussão e validação dos estudos desenvolvidos na Meta 1 – Gestão Municipal dos Resíduos Sólidos para a Coleta Seletiva 2ª- Para apresentação, discussão e validação da Meta 2 – Detalhamento do programa de Coleta Seletiva

7 Para quê?  Elaborar um Diagnóstico da Situação Atual da Coleta Seletiva de Florianópolis;  Desenvolver instrumentos técnicos, de planejamento e gestão para definir o Sistema de Coleta Seletiva Municipal de acordo com a PNRS.  Atender as metas do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (versão preliminar 2012).

8

9 Aspectos Relevantes O PMCS é parte integrante do Sistema de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos Municipal; É um item da Política Pública Municipal para o Gerenciamento de Resíduos Sólidos, com ênfase no Planejamento de Ações para a Coleta Seletiva.

10 Aspectos Relevantes O PMCS visa: Planejar para atender às metas de desvio de resíduos recicláveis do Aterro Sanitário; Viabilizar o aproveitamento de resíduos recicláveis orgânicos; Tornar o serviço de coleta seletiva mais eficiente; Diminuir os custos dos serviços; Prestar os serviços com qualidade à população.

11 Aspectos Relevantes Convênio: Prefeitura Municipal de Florianópolis - PMF Ministério do Meio Ambiente – MMA Licitação: Edital de Tomada Preços N° 576/SMA/DLC/2013 Contrato N° 178/FMSB/2014 Empresa: AMPLA Consultoria e Planejamento – Florianópolis/SC.

12 dos resíduos sólidos a gestão integrada o gerenciamento ambientalmente adequado A serem adotados pela União isoladamente ou em parceria com Estados, Distrito Federal, Municípios e Particulares. Visando: REÚNE:Princípios,Objetivos,Instrumentos, Diretrizes, Metas e Ações. O PMCS Lei Federal N° /2010 POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS ( Decreto n° 7.404/2010; Decreto nº 7.405/2010)

13 Conceitos Importantes Coleta Seletiva: Coleta de resíduos sólidos previamente segregados conforme sua constituição ou composição.

14 Conceitos Importantes Sustentabilidade:Conceito relacionado ao processo sistêmico da continuidade de aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana. Sustentabilidade: Conceito relacionado ao processo sistêmico da continuidade de aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana.

15 Hierarquia da Gestão de Resíduos Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS Lei Federal N° /2010 Não GeraçãoReduçãoReutilizaçãoReciclagem Tratamento de Resíduos Disposição Final Ambientalmente Adequada

16 Conceitos Importantes Gestão Integrada de Resíduos Sólidos: ações para resíduos sólidos considerando as dimensões política, econômica, ambiental, cultural, social, com controle social e para o desenvolvimento sustentável.

17 Conceitos Importantes Responsabilidade Compartilhada: Conjunto de atribuições  Setor empresarial  Consumidores  Titulares de serviços públicos de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos PARA: Minimização da geração de resíduos e rejeitos. Redução dos impactos.

18 Consumidor Obrigado a participar da coleta seletiva e logística reversa quando existente; Poder Público Municipal Obrigado a implantar coleta seletiva Catadores organizados Priorizados na contratação de serviços Setor Privado Obrigado a participar da coleta seletiva e logística reversa

19 Conceitos Importantes Logística Reversa: Instrumento para coleta e restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial para reaproveitamento ou para destinação ambientalmente adequada. (Art. 33° /10). Acordo Setorial: Ações firmadas entre o Poder Público e os fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes para a responsabilidade compartilhada. (Item I, Art. 3° /10).

20 RELAÇÕES ENTRE A LOGÍSTICA REVERSA, A RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA E OS ACORDOS SETORIAIS INDÚSTRIACOMÉRCIO CONSUMIDOR Logística reversa ReutilizaçãoReciclagemTratamento ReutilizaçãoReciclagemTratamento Disposição final ACORDO SETORIAL Responsabilidade compartilhada Responsabilidade compartilhada

21 Conceitos ImportantesObrigatórios: Agrotóxicos, seus resíduos e embalagens Óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagens Pneus Pilhas e Baterias Lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio, mercúrio e de luz mista Produtos eletroeletrônicos e seus componentes

22 Conceitos Importantes Educação Ambiental: processos de construção de valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente. Política Nacional de Educação Ambiental  Lei Federal N° 9.795/99 Política Nacional de Resíduos Sólidos  Lei Federal N° /10 A Educação Ambiental é instrumento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Art. 8°) Os planos municipais devem contemplar programas e ações de educação ambiental

23 O que é Educação Ambiental? Princípios: Enfoque humanista, holístico, democrático e participativo; Concepção do meio ambiente em sua totalidade. Pluralismo de ideias e concepções pedagógicas; Vinculação entre ética, educação, trabalho e as práticas sociais. Garantia do processo educativo. Avaliação do processo educativo. Abordagem articulada das questões ambientais locais, regionais, nacionais e globais. Reconhecimento e o respeito à diversidade individual e cultural.

24 O que é Educação Ambiental? Objetivos: Desenvolver a compreensão integrada do meio ambiente; Garantir a democratização das informações ambientais; Estimular a consciência crítica sobre a problemática ambiental e social; Incentivar à participação na preservação do equilíbrio do meio ambiente; Integrar ciência e tecnologia; Fortalecer a cidadania para o futuro da humanidade.

25 Estratégias Educação Ambiental ACOLHIMENTO – momento em que se recebe os envolvidos com a ação; INTEGRAÇÃO – As pessoas envolvidas se reconhecem no desafio proposto. Reconhecimento dos atores envolvidos na ação; ORIENTAÇÃO - momento da apresentação dos aspectos específicos das ações planejadas, as pessoas envolvidas e suas respectivas funções. SENSIBLIZAÇÃO – Quando se apresenta a situação. É o tom da conversa, da conduta, a importância do desafio, o prazer em agir. MOTIVAÇÃO – As pessoas sentem-se envolvidas coma ação ou desafio proposto; MOBILIZAÇÃO – Os envolvidos são capazes de agir​.

26 Educação Ambiental em Florianópolis Secretaria Municipal de Educação Secretaria Municipal de Habitação e Saneamento Secretaria Municipal de Saúde FLORAM COMCAP Universidades Entidades não governamentais Institutos de pesquisa Outras.

27 Educação Ambiental em Florianópolis  Projeto de Integração Comunitária;  Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social – PESMS;  EA no Maciço do Morro da Cruz;  Monitores Ambientais;  EA nos Parques Municipais e UC’s;  Museu do Lixo;  EA no Canto do Lamin;  Palestras, cursos;  Oficinas;  Campanhas;  Eventos;  Peças Teatrais...

28 Educação Ambiental e o PMCS Oficina 1 – Sistemas de Coleta Seletiva, Reponsabilidades Usuários e Geradores, Custos. Oficina 2 – Modelos de triagem, escoamento, mercado da reciclagem, inclusão de catadores. Oficina 3 – Modelos de tratamento de resíduos orgânicos. Oficina 4 – Ações de Educação Ambiental para PMCS.

29 Educação Ambiental e o PMCS Como mobilizar a população para participar da coleta seletiva? Como educar para participar da coleta seletiva? Quais instrumentos utilizar para educação ambiental no PMCS? Quais sugestões para as discussões de hoje?


Carregar ppt "Ministério do Meio Ambiente. Oficina Temática 4 Ações de Educação Ambiental para o Plano Municipal de Coleta Seletiva de Florianópolis 30 de agosto de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google