A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os avanços e desafios da Educação no Rio de Janeiro Claudia Costin Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os avanços e desafios da Educação no Rio de Janeiro Claudia Costin Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação."— Transcrição da apresentação:

1 Os avanços e desafios da Educação no Rio de Janeiro Claudia Costin Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

2 Fundação Victor Civita Alguns dados sobre a Educação no Brasil Brasil apresentou avanços: acesso ao Ensino Fundamental (em 1930, só 21,5% das crianças na escola, em 1991 eram 84%, hoje são 97%), criação de instrumentos de financiamento da Educação (como o Fundeb), o piso salarial dos professores, a ampliação do Ensino Fundamental para 9 anos e o aumento de horas das crianças nas escolas. Há 55 milhões de estudantes no Ensino Básico no País, sendo 48 milhões em escolas públicas Taxa de analfabetismo ainda elevada (10%); mais que Colômbia (8,4%) ou México (8%). Mas o analfabeto tem em média 54 anos. 32% são analfabetos funcionais (Instituto Paulo Montenegro). Escolaridade média da população de 15 anos ou mais é de 7,3 anos, pouco comparado com países avançados e com o Chile e a Argentina.

3 Fundação Victor Civita Alguns dados sobre a Educação no Brasil Introdução de uma cultura de avaliação no Brasil, com o SAEB, o Prova Brasil, o ENEM, a participação no PISA e o IDEB. Acesso ao ensino fundamental quase universalizado (3% fora do Ensino Fundamental, mas apenas 52% desses alunos conseguiram concluí-lo em 2005.

4 Dois terços da população são incapazes de ler um livro. (Instituto Paulo Montenegro) Elevada distorção idade-série tanto no Ensino Fundamental como no Ensino Médio Crianças que fazem a pré-escola (dos quatro aos seis anos) têm 32% mais chances de concluir o ensino médio. Prova Brasil mostra níveis críticos de aprendizagem de Português e Matemática na 4a. e 8a. Séries,embora com ligeira melhora na 4a. Alguns dados sobre a Educação no Brasil

5 Os números do atraso PISA - Matemática

6 Os números do atraso PISA - Leitura

7 Formação de professores Análise dos cursos de Pedagogia e dos concursos públicos (amostra 71 cursos) - Pesquisa da FVC com a Fundação Carlos Chagas: Pouco valor à prática: apenas 28% das disciplinas do currículo tratam sobre o quê e como ensinar Segmentos desvalorizados: somente 11% das disciplinas se referem a modalidades de ensino como Educação de Jovens e Adultos ou Educação Infantil Currículo sem foco: não há clareza sobre os conhecimentos básicos para a formação de professor (56% das disciplinas são oferecidas em apenas uma instituição) Estágio pro forma: estudantes apenas observam aulas nas escolas, sem orientação adequada e conhecimentos sobre didáticas específicas. Seleção ineficiente: nos concursos públicos, apenas 31% das questões tratam do quê e como ensinar

8 Educação no Rio de Janeiro IDEB bom para níveis do Brasil Mas, notas do Prova Brasil caíram em Língua Portuguesa na 4ª. Série, de um patamar de 33,05% dos alunos com aprendizado adequado em 2005 para 29,07% em Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

9 BREVE DIAGNÓSTICO DA EDUCAÇÃO A implantação da aprovação automática provocou uma queda significativa no rendimento dos alunos do ensino fundamental. A rede sofria pela ausência de uma política educacional clara Professores encontravam-se desmotivados, sem treinamento contínuo e orientação pedagógica efetiva. Há uma histórica falta de professores, de pessoal administrativo e de apoio (inspetores, merendeiras,etc.) Há baixíssimo envolvimento dos pais no processo educacional. Muitas crianças têm graves problemas de aprendizado por suas circunstâncias sociais e dificuldades de saúde. Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

10 METAS DA EDUCAÇÃO Obter uma nota média (entre as escolas públicas municipais) igual ou superior a 5,1 para os anos iniciais e a 4,3 para os anos finais no IDEB em Criar novas vagas em creches públicas ou conveniadas até Criar novas vagas em pré-escolas públicas até Garantir que pelo menos 95% das crianças com 7 anos de idade ao final do ano de 2012 estejam alfabetizadas. Reduzir para menos de 5% a taxa de analfabetismo funcional entre os alunos do 4° ao 6° ano, em Reduzir para menos de 10% o número de alunos com defasagem idade/série no 6º ano em Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

11 REVISÃO DE 45 DIAS Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação Os alunos iniciaram o ano trabalhando com Cadernos de Revisão da Aprendizagem, durante 45 dias. Depois disso, aplicamos um teste diagnóstico, em Língua Portuguesa e em Matemática, que identificou alunos do 4°, 5° e 6° anos como analfabetos funcionais. Constatamos, também, um grande deficit de aprendizagem (30% de alunos encaminhados para o reforço escolar). Constatamos a existência de grande percentual de alunos com defasagem idade/série, do 3° ao 9° ano.

12 PROJETO 2- AÇÃO: REFORÇO ESCOLAR LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA Quantitativo por disciplina /CRE Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

13 PROJETO REALFABETIZAÇÃO 4° E 5° ANOS Características: Alunos do 4º e 5º anos analfabetos funcionais Alunos reenturmados e acompanhados sistematicamente Participaram em torno de alunos Resultados (novembro 2009): Cerca de 90% leem frases e pequenos textos Cerca de 80% produzem pequenos textos Trabalho em 2010 Alunos alfabetizados em 2009 seguiram para o projeto de aceleração para diminuir a defasagem idade/série. Cerca de alunos foram reenturmados e acompanhados sistematicamente. Cerca de alunos do 3º, 4º e 5º anos com defasagem idade /série e não inseridos no Realfabetização 2009, diagnosticados por uma avaliação externa como analfabetos funcionais, estão participando de novo processo de Realfabetização. Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

14 PROJETO REALFABETIZAÇÃO 6° ANO Características: Alunos do 6º ano analfabetos funcionais Aulas no contraturno, ou aos sábados, com 4 horas semanais Cerca de alunos Início em meados de agosto de 2009 Projeto para ser realizado em 1 ano e meio, portanto até dezembro de 2010 Resultados Alunos avançaram, mas houve muitas faltas e desistências Avaliação foi realizada no período de 14 a 16 de dezembro Trabalho em 2010 Continuação do Projeto Realfabetização com algumas modificações Alunos reenturmados e acompanhamento sistemático Aulas de Educação Física, Inglês e Arte Cerca de alunos Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

15 CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES ALFABETIZADORES Em 2009 Curso para professores alfabetizadores telepresencial para professores Em novos cursos para professores alfabetizadores, com diferentes metodologias de ensino e avaliação externa da alfabetização em novembro, para alunos do 1º ano e Provinha Brasil no 1º semestre do 2º ano. Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

16 PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR EM MATEMÁTICA INTENSIVÃO DE MATEMÁTICA Características: Alunos do 9º ano com baixo desempenho em Matemática Alunos das Escolas do Amanhã Alunos no contraturno com 12 horas de aulas semanalmente Metodologia do telecurso/telessala com acompanhamento sistemático Participaram cerca de 700 alunos Trabalho em 2010 INTENSIVÃO DE MATEMÁTICA PROGRAMA COMPLEMENTAR DE MATEMÁTICA Alunos do 9º com baixo desempenho em Matemática Procedimento igual ao de 2009 Cerca de alunos Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

17 Ação: correção de defasagem de idade/ série Quantitativo p/ ano e porcentagens Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

18 PROJETO DE ACELERAÇÃO 2010 Projeto Aceleração 2010 Aceleração 1- Alunos de 4º e 5º anos realfabetizados em alunos Aceleração 2- Alunos do 7º e 8º anos com defasagem idade/série de dois anos ou mais com metodologia do telecurso/telessala- Cerca de alunos Alunos reenturmados e acompanhamento sistemático Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

19 SALTO NA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO 1. ORIENTAÇÕES CURRICULARES TRABALHO DO PROFESSOR Orientações Curriculares elaboradas no início do ano letivo, para todas as disciplinas do 1º ao 9° ano, enviadas aos professores e colocadas na internet. Produção do material com consultores externos, ligados às principais universidades do Rio de Janeiro Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

20 SALTO NA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO 2.CADERNOS DE APOIO PEDAGÓGICO Elaborados para Língua Portuguesa e Matemática e enviados bimestralmente aos professores e alunos. São usados para apoio à prática pedagógica, em sala de aula, para os deveres de casa e para reforço escolar Trabalho em 2010 Os professores e alunos começaram o ano letivo com novo processo de revisão em 30 dias. Além do caderno de Língua Portuguesa e Matemática, os professores e alunos recebem, também, cadernos de Ciências. Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

21 AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ESCOLAR PROVAS BIMESTRAIS E AVALIAÇÕES EXTERNAS O reforço escolar e todo o processo de aprendizagem foram acompanhados por provas bimestrais unificadas, em Português e Matemática, elaboradas com supervisão de consultores externos. Em 2010, incluímos Ciências entre as matérias avaliadas Aplicadas duas avaliações externas: Prova Rio e Prova Brasil Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

22 RETORNO DO DEVER DE CASA E DO DEVER DE FÉRIAS POR QUE O DEVER DE CASA? Reforça o que foi aprendido em sala de aula Propicia a descoberta de novas dúvidas a serem dirimidas pelo professor POR QUE O DEVER DE FÉRIAS? Fixa o conteúdo desenvolvido no decorrer do ano letivo Propicia mais uma oportunidade de avaliação e de recuperação da aprendizagem do aluno com desempenho mais fraco Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

23 Nenhuma Criança a Menos A partir da Prova Rio, identificamos as escolas com desempenho mais fraco em Português e Matemática no 3º e no 7º anos Identificamos também as crianças com maiores problemas, independente da escola onde estudam

24 Nenhuma Criança a Menos O projeto foi criado para atender à necessidade de melhoria da aprendizagem nas 116 escolas e desses alunos Para as escolas, um curso foi preparado com consultores da UFRJ e da UERJ para capacitar o coordenador pedagógico que, por sua vez, preparará os professores. Para os alunos, um atendimento intensivo, para recuperação da aprendizagem

25 Escolas do Amanhã Contexto geral Aprendizagem depende, também,de fatores ligados à escola Estudos mostram que a violência é uma realidade na vida de muitos jovens do RJ A violência inibe a aprendizagem Dados: rede X áreas violentas Evasão (%) Ideb 2007 Anos iniciais Anos finais Proposta Um programa especial que traz um olhar específico para esta realidade desafiadora: Escolas do Amanhã Por meio de ações diversas, Escolas do Amanhã expandiu o papel da escola como espaço educador e protetor, mantendo estes jovens mais tempo em um ambiente mais seguro e propício à aprendizagem Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

26 PRINCIPAIS PILARES DO PROJETO ESCOLAS DO AMANHÃ Tempo integral Manter alunos na escola e em centros culturais e esportivos das 7h às 17h para oferecer um ambiente mais estimulador e seguro Participação da comunidade Abrir a escola para a comunidade para que o processo de aprendizagem se torne parte do dia a dia Saúde Escolar Trabalhar com jovens e famílias temas diversos ligados à saúde Forma dinâmica de aprendizagem Despertar a curiosidade dos jovens através de metodologias mais criativas e inovadoras Programa de Ciências Capacitação de professores e instalação de laboratórios de Ciências em cada sala de aula Curso inovador de Ciências Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

27 RIO CRIANÇA GLOBAL OBJETIVOS Capacitar os alunos da rede municipal com ênfase na comunicação verbal em Inglês, para que possam trabalhar com turismo ou interagir com atletas durante a Copa do Mundo de Futebol de 2014 e os Jogos Olímpicos de Oferecer o ensino de Inglês para os alunos a partir do 1º ao 5º ano, de forma gradativa, em todas as escolas. Criação de um modelo de aulas de reforço de Inglês diferenciado em cerca de 200 escolas (clube de línguas) para as crianças do 4º ao 9º ano da rede pública, com aulas telepresenciais e com uso da informática. Ações para 2010 Contratação de 400 professores de Inglês. Início das aulas de Inglês a partir do 1º ano. Aquisição de material didático para alunos do 1º ao 3º ano. Desenvolvimento de diversas atividades de reforço de Inglês no contraturno nas Escolas do Amanhã. Curso de Inglês online para professores. Capacitação de todos os professores em metodologia de ensino de Inglês. Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação

28 Obrigada ! Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação


Carregar ppt "Os avanços e desafios da Educação no Rio de Janeiro Claudia Costin Prefeitura do Rio de Janeiro- Secretaria Municipal de Educação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google