A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Airton Cardoso Cançado1 Para um Olhar Epistemológico da Administração: problematizando seu objeto FRANÇA FILHO, Genauto Carvalho de; Para um olhar epistemológico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Airton Cardoso Cançado1 Para um Olhar Epistemológico da Administração: problematizando seu objeto FRANÇA FILHO, Genauto Carvalho de; Para um olhar epistemológico."— Transcrição da apresentação:

1 Airton Cardoso Cançado1 Para um Olhar Epistemológico da Administração: problematizando seu objeto FRANÇA FILHO, Genauto Carvalho de; Para um olhar epistemológico da administração: problematizando seu objeto. In SANTOS, Reginaldo Silva (org.) A Administração Política como Campo do Conhecimento. São Paulo-Salvador: Edições Mandacaru/Fundação Escola de Administração UFBA, 2004.

2 Airton Cardoso Cançado2 Epistemologia sf. Estudo crítico dos princípios, hipóteses e resultados das ciências já constituídas; teoria das ciências. Epistemológico adj. Dicionário Aurélio, Editora Nova Fronteira.

3 Airton Cardoso Cançado3 Racionalidade Alberto Guerreiro Ramos: A Nova Ciência das Organizações SUBSTANTIVAUTILITÁRIA

4 Airton Cardoso Cançado4 O que é administração? Arcabouço de idéias sobre como dirigir uma organização. Administração como verbo: ação, fazer. Organização: sistema de atividades em funcionamento. Ordem social, dimensão simbólica. Administração com dupla dimensão: simbólica e técnica.

5 Airton Cardoso Cançado5 Qual seria o objeto da administração? Administração como campo do conhecimento: disciplina científica e portadora de objeto de estudo. Qual seria então o objeto da administração? A gestão enquanto prática ou a organização enquanto fenômeno social?

6 Airton Cardoso Cançado6 Subcampos do conhecimento em Administração 1) Técnicas ou Metodologias Gerenciais Natureza Prescritiva. Concebidas no âmbito das empresas com pretensão de validade geral. “boa eficiência” – Racionalidade utilitária ou funcional, atingir fins propostos. Útil para quem ou para quê?

7 Airton Cardoso Cançado7 Subcampos do conhecimento em Administração 1) Técnicas ou Metodologias Gerenciais Compostas de conhecimento técnico sobre gestão com algumas idéias ligadas ao campo das relações humanas (motivação, liderança, comunicação). Exemplo Organização Racional do Trabalho – Taylor, Administração Por Objetivos – Drucker, modismos em administração (reengenharia, downsizing, ISO, etc.)

8 Airton Cardoso Cançado8 Subcampos do conhecimento em Administração 1) Técnicas ou Metodologias Gerenciais Construção do conhecimento baseada nos resultados, que se confunde com metodologias de ação pragmáticas. Objetivos claramente econômicos.

9 Airton Cardoso Cançado9 Subcampos do conhecimento em Administração 2) Áreas Funcionais Compartilham com as técnicas gerenciais a natureza prescritiva, o sentido pragmático das idéias e a natureza prescritiva do conhecimento. São as sub-áreas da Administração: marketing, finanças, a gestão da produção e a gestão de recursos humanos.

10 Airton Cardoso Cançado10 Subcampos do conhecimento em Administração 2) Áreas Funcionais Estes conteúdos estruturam em larga escala os currículos de Administração. Origem nas proposições de divisão do trabalho de Fayol: agrupar funções relacionadas, hoje conhecida como departamentalização funcional.

11 Airton Cardoso Cançado11 Subcampos do conhecimento em Administração 2) Áreas Funcionais Divisão do trabalho segundo Fayol: - Vertical: controle e níveis hierárquicos. - Horizontal: funcionalidade da organização, agrupar atividades cuja natureza seja semelhante.

12 Airton Cardoso Cançado12 Subcampos do conhecimento em Administração 2) Áreas Funcionais Aumento da complexidade das organizações pode trazer novas áreas funcionais como: Gestão do Conhecimento e Gestão da Informação ou mesmo mudar a nomeclatura de algumas áreas: Gestão de Pessoas, por exemplo. Para muitos Administradores, as áreas funcionais encerram o sentido de ser da administração e o Administrador deve se especializar em alguma delas.

13 Airton Cardoso Cançado13 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Natureza Explicativa em contraposição à natureza prescritiva. Deslocamento da ênfase no trabalho para a organização como unidade de análise. A percepção passa do trabalho em si para o contexto onde este trabalho é realizado.

14 Airton Cardoso Cançado14 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Tenta responder a perguntas como: O que é o universo organizacional? Que dimensões o constituem? Que fatores influenciam a dinâmica das organizações?

15 Airton Cardoso Cançado15 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Se inicia em 1938 com Chester Barnard “As funções do Executivo” e se consolida na década de 50 com o trabalho de H. Simon “Comportamento Administrativo” e com a contribuição de psicólogos e sociólogos (de orientação funcionalista).

16 Airton Cardoso Cançado16 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais A Organização passa a ser o objeto de estudo deste novo grupo. A Teoria das Organizações se divide em duas orientações principais: - Comportamento Organizacional - Sociologia das Organizações

17 Airton Cardoso Cançado17 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Comportamento Organizacional (ou abordagem comportamentalista das organizações): - Herdeira da tradição da psicologia americana e trabalha temas como: motivação, liderança e tomada de decisão.

18 Airton Cardoso Cançado18 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Comportamento Organizacional Estudos contribuíram para abrir as questões organizacionais ao campo das ciências humanas, porém sempre vinculados à visão utilitarista.Herdeira da tradição da psicologia americana e trabalha temas como: motivação, liderança e tomada de decisão.

19 Airton Cardoso Cançado19 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Sociologia das Organizações (ou abordagem estruturalista das organizações): Influenciada por sociólogos americanos de inspiração funcionalista (Gouldner, Selznick, Merton, etc.) que desenvolveram estudos sobre burocracia e sistemas sociais baseados na interpretação de Talcott Parsons sobre os trabalhos de Weber.

20 Airton Cardoso Cançado20 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Sociologia das Organizações: Mesmo com a orientação funcionalista estes autores avançaram a percepção da organização como uma das questões centrais da época. Contexto: expansão exitosa do capitalismo e burocratização crescente das sociedades ocidentais. A empresa como modelo de organização, inclusive para o Estado, constituindo a “sociedade das organizações”.

21 Airton Cardoso Cançado21 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Sociologia das Organizações: Interdependência entre as organizações e a sociedade. Em função do paradigma funcionalista, a abordagem se dá em temas como: integração, objetivos, autoridade... Porém, não contempla dimensões essenciais das organizações produtivas: poder, influência, conflitos, dominação étnica. Gênero, questões religiosas e ideológicas. Que Segundo Ruben e Serva não poderiam estar ausentes num esforço profundo de análise e compreensão das organizações.

22 Airton Cardoso Cançado22 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais As duas abordagens são essencialmente fundadas no paradigma funcionalista, desembocando numa visão utilitarista de empresa. A natureza humana neste contexto, segundo Guerreiro Ramos, passa a ser guiada pelo tipo ideal de homem ditado pela sociedade centrada no mercado, generalizado para todos os espaços sociais: a síndrome comportamentalista. Ou seja, o homem é um ser que responde a estímulos externos, cujos valores são essencialmente econômicos e em alguns casos de necessidades psicossociais, e sua categoria mais importante é a convivência e o comportamento é desprovido de conteúdo ético e ditado por imperativos externos.

23 Airton Cardoso Cançado23 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais A Teoria das Organizações, por sua origem, tende a reproduzir o paradigma funcionalista, centrado em temáticas ligadas à ciência econômica de tendência neoclássica, como tecnologia, estrutura, inovação, cultura na empresa (modismo nos anos 80 e 90), etc. O objetivo é adaptar as empresas no espaço do mercado.

24 Airton Cardoso Cançado24 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Desenvolvem-se também os chamados Estudos Críticos, cujo objetivo central é revelar algumas dimensões não abordadas pelas perspectivas funcionalistas, fazendo inter-relações com a psicanálise e a antropologia, tratando de temas como: gênero, questões interétnicas, poder, ideologia organizacional. Tratando também dos temas abordados pela perspectiva funcionalista com outro enfoque.

25 Airton Cardoso Cançado25 Subcampos do conhecimento em Administração 3) Teoria das Organizações ou Campo dos Estudos Organizacionais Os Estudos Críticos tentam esclarecer o universo simbólico que estrutura as ações na organização. Organizações como ordenamento social e simbólico. A abordagem é mais interpretativa e explicativa que a perspectiva funcional (que mesmo sendo explicativa, tem um viés prescritivo).

26 Airton Cardoso Cançado26 Viés sm 1. Direção oblíqua. Dicionário Aurélio, Editora Nova Fronteira.

27 Airton Cardoso Cançado27 Subcampos do conhecimento em Administração Pluralidade de Idéias no estudo da Administração. A Administração deve ser entendida de maneira plural.

28 Airton Cardoso Cançado28 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 1) Administração como Arte A arte de Administrar. Administração se aprende à medida que se exercita. Learning by doing. Habilidades inerentes ao homem. Talento natural. Tino comercial. Pouca importância aos chamados comportamentos adquiridos ou aprendidos.

29 Airton Cardoso Cançado29 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 1) Administração como Arte Administrador de Fato X Administrador de Direito. Administrar: fazer coisas através de pessoas. Bom Administrador tem acima de tudo competência política, caráter visionário e intuição. Casos de Sucesso de Grandes Administradores que não passaram pelo Ensino Superior, e alguns nem mesmo pelo Ensino Fundamental.

30 Airton Cardoso Cançado30 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 1) Administração como Arte Algumas questões: - Necessidade de estudos mais ampliados das trajetórias destes Grandes Administradores. E os casos de Fracasso? - Na Era da Informação ainda é possível a existência destes Grandes Administradores?

31 Airton Cardoso Cançado31 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 2) Administração como Ideologia Administração a serviço do capital. Organizações deixam de ser “empreendimentos interligados e racionais” e “ação humana cooperativa” e passam a ser “redes de pessoas independentes com interesses divergentes” e “sistemas de dominação”.

32 Airton Cardoso Cançado32 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 2) Administração como Ideologia Administração: manutenção do status quo. Tradição do pensamento marxista. Análise Etimológica do termo Administração: Latim: ad: direção ou tendência, minister: mais baixo, inferior ou subordinado. Administração: busca da subordinação ou obediência. Inglês: to manage, do latim manus: mão ou manipulação. O termo foi usado na idade média para designar o controle de um cavalo pela rédea. Administração: Ação de Manipular.

33 Airton Cardoso Cançado33 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 3) Administração como Ciência Precursores: Engenheiros (Taylor, Fayol, Gantt, os Gilbreths). Administração: ato de gerir as empresas. Princípios da Administração, leis, para tornar a Administração uma ciência. Existe um modo correto de administrar.

34 Airton Cardoso Cançado34 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 3) Administração como Ciência Para que a Administração seja uma ciência é necessário que possua um objeto de estudo. Objeto de Estudo da Administração: Gestão ou Organização? A Organização seria o objeto de estudo e gestão constitui uma dimensão essencial do universo organizacional.

35 Airton Cardoso Cançado35 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 3) Administração como Ciência Organizações enquanto fenômeno social. Diálogo com outras disciplinas: psicologia, sociologia, economia e antropologia por exemplo.

36 Airton Cardoso Cançado36 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 3) Administração como Ciência Comparação: Área Biológica: Medicina Área Exata: Engenharia Área Humana: Administração Estes campos do conhecimento se apropriam das descobertas de áreas correlatas e aplicam os conhecimentos na prática.

37 Airton Cardoso Cançado37 Administração: Arte, Ideologia ou Ciência 3) Administração como Ciência A compreensão do fenômeno organizacional implica o reconhecimento e a identificação de algumas variáveis: estratégia, estrutura, ambiente, cultura, etc. A gestão não é apenas mais uma variável, a gestão articula as demais variáveis.

38 Airton Cardoso Cançado38 Considerações Finais Mercado: Gestão Privada - Lógica utilitária - LUCRO Estado: Gestão Pública - Lógica do poder burocrático – Satisfação do Cidadão Sociedade Civil: Gestão Social - Lógica Substantiva Administração de Cooperativas – Gestão Social – Lógica Substantiva.

39 Airton Cardoso Cançado39 Questões Para Discussão Administração é arte, ciência ou ideologia? Porquê? Administração de Cooperativas é arte, ciência ou ideologia? Porquê? Qual a diferença entre administração de empresas e administração de cooperativas?


Carregar ppt "Airton Cardoso Cançado1 Para um Olhar Epistemológico da Administração: problematizando seu objeto FRANÇA FILHO, Genauto Carvalho de; Para um olhar epistemológico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google