A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Proteômica Cromatografia Prof. Dr. Luciano Pinto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Proteômica Cromatografia Prof. Dr. Luciano Pinto."— Transcrição da apresentação:

1 Proteômica Cromatografia Prof. Dr. Luciano Pinto

2 Cromatografia Chroma + graphein = cor + escrita -1903: Mikhail Sémionovitch Tswett ( )

3 Definição Método fisico-químico de separação de substâncias Presença de duas fases: Estacionária e móvel Separação ocorre devido a diferença de interação entre as substâncias e as fases Podendo ser uma analise qualitativa e/ou quantitativa Cromatografia em papel

4 Tipos de cromatografia

5 Cromatografia por exclusão molecular gel filtração A fase estacionária (matriz) consiste num gel com poros de diferentes tamanhos Proteínas de menor massa percorreram o caminho dos poros Separa moléculas de diferentes tamanhos Resina usada – SEPHADEX, SUPERDEX – polímero de glicose- gel formado por esferas com poros Proteínas maiores são excluídas saindo primeiro na coluna

6 Gel Filtração

7 Característica da Matriz Superdex

8 Típica cromatografia de gel filtração

9 Cromatografia de afinidade Resina usada AGAROSE- polímero de açucares de algas ao qual se liga um composto pelo qual a proteína tenha afinidade – enzima - o ligante é o seu substrato; – anticorpo - o ligante é o antígeno; – receptor de hormônio - ligante é o hormônio; É a mais específica de todas.

10 Tipo de cromatografia de afinidade Pode ter o antígeno ligado Pode ter o anticorpo ligado

11 Cromatografia de troca iônica Resina usada - CELULOSE ligada covalentemente a grupos com carga positiva ou negativa – carboximetilcelulose (- negativa) – dietilaminoetilcelulose (+ positiva) Proteínas com a mesma carga da resina saem primeiro da coluna Moléculas carregadas ligam-se a grupos de carga oposta que se situam na matriz Remoção das proteínas que se ligaram à matriz é feita alterando as características do meio

12 Troca iônica: adsorção das moléculas

13 Troca iônica : eluição das moléculas

14 Troca iônica: eluição das moléculas e equilíbrio da coluna

15 Cromatógrafos Análise em escala laboratorial- pequenas purificações

16 Cromatógrafos

17

18 Colunas de cromatografia

19 Purificação seqüencial: Típica Aplicação Captura e purificação de: Proteínas, ex.: –Anticorpos monoclonais –Sangue/ fatores do plasma –Proteínas recombinantes Peptídeos Polissacarídeos Oligonucleotídeos Vírus Diferentes tipos de colunas em linha


Carregar ppt "Proteômica Cromatografia Prof. Dr. Luciano Pinto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google