A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Secundária de Paços de Ferreira Cândida nº4.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Secundária de Paços de Ferreira Cândida nº4."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Secundária de Paços de Ferreira Cândida nº4

2 Importação e Exportação é a entrada e a saída de bens, produtos e serviços para fora e para dentro dos Países da União Europeia. Enquanto que comércio intracomunitário é a expedição e/ou chegada de mercadorias transaccionadas entre Portugal e os restantes Estados-membros da União Europeia.

3 O transporte terrestre é o movimento de pessoas e mercadorias por terra. Inclui o transporte rodoviário, ou seja, por estrada, e o transporte ferroviário, por via-férrea.

4 O transporte marítimo é o transporte que utiliza como vias de passagem os mares abertos, para o transporte de mercadorias e de passageiros. O Transporte aéreo é o movimento de pessoas e mercadorias pelo ar com a utilização de aviões ou helicópteros, é usado preferencialmente para movimentar passageiros ou mercadorias urgentes.

5 Factura - representa a venda para clientes em território nacional; Factura pró-forma – documento que indica o valor da mercadoria;

6 Apólice - formaliza a aceitação do risco objecto do contrato de seguro; Romaneio de embarque – indica que a mercadoria contém mais do que um volume ou então que esse volume contém vários produtos.

7 Conhecimento de embarque – documento que atesta a carga, o transporte e a obrigação da entrega da mercadoria ao destinatário; Certificado de origem - documento fornecido pelo exportador e utilizado pelo importador, para comprovação da origem da mercadoria.

8 O pagamento directo é um meio de efectuar os pagamentos por transferência bancária. Para se aceder a este meio de pagamento deve-se preencher um impresso próprio.

9 Trata-se da modalidade que mais implica riscos para o exportador. Nesta modalidade de cobrança, o exportador envia a mercadoria ao país de destino e entrega os documentos de embarque e a letra de câmbio ao banco negociador.

10 Contrato Bancário pelo qual uma instituição bancária se obriga a fornecer a outrem certos valores ou fundos negociáveis, com a condição de lhe serem restituídos no prazo acordado.

11 Fiança – contrato em que o fiador garante o cumprimento da obrigação dos clientes; Caução - indica as várias formas de garantias usadas para a concretização de um acto;

12 Aval - declaração cambial através da qual uma pessoa (avalista), se torna responsável pelo pagamento de um título; Garantia bancária - documento em que o Banco garante ao beneficiário, a pedido do Cliente, o cumprimento de uma obrigação que este contraiu.

13 Seguro de crédito Cada Estado-Membro possui o seu próprio sistema público de garantia ou de seguro de crédito à exportação cujas modalidades de prestação de garantias, prémios facturados e políticas de cobertura apresentam diferenças sensíveis que podem dar origem a distorções da concorrência importantes entre as empresas da Comunidade.

14 Seguro de crédito financeiros É o Seguro, também designado como Garantia Financeira, que cobre directamente o incumprimento no reembolso dos financiamentos à exportação, causado por factos de natureza política, monetária e catastrófica, podendo incluir também o risco comercial.

15 Seguro de caução O Seguro de Caução incide na prestação de uma garantia por parte de um Tomador (entidade que contrata o seguro) a favor de um segurado (beneficiário do seguro) que poderá ser uma entidade pública ou privada.

16 Alfândega é uma repartição governamental oficial de controlo do movimento de entradas e saídas de mercadorias para o exterior ou dele provenientes, responsável, inclusive, pela cobrança dos tributos pertinentes.

17 A história das alfândegas portuguesas remonta à nacionalidade, de tal forma que os "portos secos, molhados e vedados", desenhavam o mapa de Portugal, porventura o mais antigo país da Europa se o considerarmos em termos de configuração de território.

18 As cooperativas dão um importante contributo desenvolvimento socio-económico. A capacidade das cooperativas de criarem empresas variáveis e sustentáveis, assegura o emprego produtivo e a geração de rendimento, contribuindo, assim, para a redução da pobreza.

19 Além disso, as cooperativas, orientadas pelos seus valores e princípios, e centradas nas suas comunidades locais, reforçam as economias rurais e proporcionam externalidades positivas ao resto da sociedade.


Carregar ppt "Escola Secundária de Paços de Ferreira Cândida nº4."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google