A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PESQUISA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO V - PPEV CURSO DE PEDAGOGIA PROF. TERESA CAVALCANTI Rio de Janeiro, agosto de 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PESQUISA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO V - PPEV CURSO DE PEDAGOGIA PROF. TERESA CAVALCANTI Rio de Janeiro, agosto de 2011."— Transcrição da apresentação:

1 PESQUISA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO V - PPEV CURSO DE PEDAGOGIA PROF. TERESA CAVALCANTI Rio de Janeiro, agosto de 2011

2 Aula 2 - O significado do trabalho monográfico Conteúdos a serem trabalhados: a) o papel relevante da monografia na iniciação científica e a produção acadêmica dos professores em formação b) as habilidades cognitivas envolvidas na formação de uma atitude científico-investigativa

3  Transformações e mudanças - anos  a instituição escolar (docentes e discentes) se insere nas transformações das novas formas de se viver (mudanças econômicas, sociais e políticas)  um novo princípio educativo se faz presente nas sociedades em geral “A partir da acumulação flexível, com suas demandas de competitividade, com a crescente incorporação de ciência e tecnologia, com a crise do trabalho assalariado, com progressiva simplificação do trabalho, cada vez mais abstrato, menos transparente e acessível para um trabalhador que, de modo geral, “vigia” a máquina sem compreender os processos e a ciência que ela incorpora, há um novo princípio educativo”. (Kuenzer, 2000)

4 “As habilidades psicofísicas, a destreza, os modos de fazer, o disciplinamento baseado na submissão e na obediência, que eram centrais no princípio educativo taylorista/fordista, e que determinavam uma prática pedagógica escolar fundamentada na rigidez, na repetição e na memorização, passam a ser substituídas pela necessidade de sólida educação básica de pelo menos nível médio, mas sendo desejável de nível superior, com domínio das diferentes formas de linguagem e de comunicação, com raciocínio lógico- formal, criatividade, autonomia, capacidade de educar-se permanentemente. cont.

5 A rigidez é substituída pela flexibilidade, a obediência pela contestação, de modo a desenvolver identidades autônomas capazes de usar o conhecimento de modo transdisciplinar para criar soluções novas com rapidez para as novas situações que a realidade do trabalho e das relações colocam para o homem cotidianamente. Para a escola, este novo princípio educativo do trabalho exige uma transformação radical no projeto político-pedagógico, com sérias implicações para a formação de professores” (Kuenzer, 2000)

6  a vida, os “modos de fazer e ser” nos anos 50 – 70  prática pedagógica escolar centrada no princípio educativo taylorista/fordista  a vida, os “modos de fazer e ser” nos anos 90 – 2000  prática pedagógica escolar centrada no princípio educativo voltado ao processo de construção do conhecimento, apoiado nas novas tecnologias da informática e computação

7  Transformações e mudanças nas formas de vida, nas formas da existência  novo princípio educativo  nova formação de professores “(…) desejo argumentar que uma forma de repensar e reestruturar a natureza da atividade docente [nos dias de hoje] é encarar os professores como intelectuais transformadores” (Giroux, 2001)

8  Professores / intelectuais transformadores (Giroux, 2001) a)percebem a atividade docente como forma de trabalho intelectual - ao invés de uma atividade puramente instrumental e técnica; b)buscam as condições ideológicas e práticas necessárias para que os professores funcionem como intelectuais; c)compreendem o seu próprio papel (o papel dos professores); ou seja, o papel que desempenham na produção e legitimação de interesses políticos, econômicos e sociais variados através das pedagogias por eles endossadas e utilizadas;

9 “Em resumo, as mudanças ocorridas no mundo do trabalho e das relações sociais apontam na direção de uma formação mais rigorosa, com sólidos fundamentos gerais, comum a todos os professores de Ensino Básico (…).

10 Para tanto [a formação rigorosa] deverá contemplar os seguintes eixos:. contextual, articulando os conhecimentos sobre educação, economia, política e sociedade, e suas relações, tomadas em seu desenvolvimento histórico;. institucional, contemplando as formas de organização dos espaços e processos educativos escolares e não-escolares;. pedagógico, integrando os conhecimentos relativos a teorias e práticas pedagógicas, gerais e específicas, incluindo cognição, aprendizagem e desenvolvimento humano;. práxico, de modo a integrar conhecimento científico e tácito (…);. ético, compreendendo as finalidades e responsabilidades sociais e individuais no campo da educação (…);. investigativo, comprometido com o desenvolvimento das competências em pesquisa, tendo em vista o avanço conceitual na área de trabalho e de educação”. (Kuenzer, 2010)

11 Complementando … “(…) entende-se que não é possível superar as dificuldades da prática, em direção à sua transformação, sem que se possua sólido conhecimento teórico; caso contrário, recai-se numa prática limitada e repetitiva, para a qual o senso comum é suficiente.” (Kuenzer, 2010)

12  Diante do exposto, evidencia-se a positividade da atividade de pesquisa materializada no Projeto Monográfico e posteriormente no Trabalho de Conclusão de Curso, TCC.  Uma formação docente que contempla o projeto monográfico potencializa significativamente:. o contato do aluno com o tanto conhecimento produzido em seu campo de formação quanto suas principais teorias de referência;. o desenvolvimento do pensar criticamente - questionar certezas, buscar a dimensão implícita de um fenômeno, descobrir relações e de criar ou imaginar novas relações;. o aprendizado da problematização da prática e sua análise à luz da teoria - articulação teoria/prática. o aprendizado de buscas e levantamentos bibliográficos de determinado tema;

13  A estrutura do Projeto de Pesquisa. Título / Tema do trabalho pretendido. Apresentação - gênese do problema (a história do objeto a ser estudado). Objeto e problema da pesquisa - como o tema proposto será problematizado. Justificativa - contribuição esperada do trabalho, registro de estudos já existentes sobre o tema (revisão de literatura/levantamento bibliográfico)

14 . Hipóteses e Objetivos - hipóteses que respondem à solução do problema (raciocínio demonstrativo que soluciona o problema pesquisado); objetivos vinculados ao tema. Quadro teórico - referenciais teórico-metodológicos (instrumentos que possibilitam o trabalho investigativo e o raciocínio). Fontes, procedimentos, etapas - fontes a serem utilizadas (empíricas, documentais, bibliográficas); procedimentos (metodológicos e técnicos). Cronograma - registro das etapas de trabalho. Bibliografia - os títulos a serem utilizados na pesquisa …….


Carregar ppt "PESQUISA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO V - PPEV CURSO DE PEDAGOGIA PROF. TERESA CAVALCANTI Rio de Janeiro, agosto de 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google