A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTRODUÇÃO O QUE É UMA EMPRESA? Uma empresa é uma organização que tem por objetivo fornecer um bem ou serviço para a sociedade. Tipos comuns de empresas:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTRODUÇÃO O QUE É UMA EMPRESA? Uma empresa é uma organização que tem por objetivo fornecer um bem ou serviço para a sociedade. Tipos comuns de empresas:"— Transcrição da apresentação:

1 INTRODUÇÃO O QUE É UMA EMPRESA? Uma empresa é uma organização que tem por objetivo fornecer um bem ou serviço para a sociedade. Tipos comuns de empresas: –Com fins lucrativos –Sem fins lucrativos COMO ELA FUNCIONA? –Comprar, produzir algo, vender, cobrar, receber, pagar, desenvolver algo novo, coletar informações, calcular o custo do seu produto ou serviço, etc... –saber quando deve fazer cada coisa

2 A Organização Uma organização é uma combinação de esforços individuais que tem por finalidade realizar propósitos coletivos Elementos: –Propósito: orientação para a realização de objetivos; –Divisão do trabalho: Cada pessoa tem um papel específico que converge para a realização da missão –Coordenação: Controla a interdependência e convergência das tarefas para atingir os objetivos

3 A organização O processo de organizar compreende as decisões que tem como finalidade dividir uma tarefa em tarefas menores e atribuí-las a grupos e indivíduos –O que há para ser feito? –Quem vai fazer o que? Para cumprir sua missão, toda organização precisa desempenhar um conjunto de funções (ou tarefas) Tarefa Missão ou Objetivos Funções Organizacionais Partes da Tarefa

4 O que é Administrar? Gerir negócios públicos ou particulares; Reger com autoridade suprema, governar, dirigir; Administrar é um processo de planejar, organizar, dirigir e controlar a aplicação de recursos visando a realização de objetivos. Pessoas Dinheiro Materiais Informação Planejamento Organização Direção Controle Objetivos Quanto maior a quantidade de recursos, maior é a complexidade em organizar e distribuir os recursos

5 Processo Administrativo Planejamento Planejar é o processo de definir objetivos, atividades e recursos. Organização Organizar é o processo de definir o trabalho a ser realizado e as responsabilidades pela realização; é também o processo de distribuir os recursos disponíveis segundo algum critério. Direção Dirigir é o processo de mobilizar e acionar os recursos, especialmente as pessoas, para realizar as atividades que conduzirão aos objetivos. Controle Controlar é o processo de assegurar a realização dos objetivos e de identificar a necessidade de modificá-los.

6 Histórico da Administração Escola Clássica - Enfoque Técnico –Administração Científica - Taylor, Frederick Winslow Estudo dos tempos e movimentos; Desenvolvimento de rotinas para atingir os padrões identificados. –Princípios da Administração Científica: O objetivo da boa administração era pagar salários altos e ter baixos custos de produção; A administração deveria aplicar métodos de pesquisa para determinar a melhor maneira de executar tarefas; Empregados cientificamente selecionados e treinados; Atmosfera íntima e cordial cooperação entre administração e trabalhadores.

7 Teoria da Administração Histórico Gantt, Henry Laurence ( ): –Seguidor de Taylor, preocupava-se com os aspectos psicológico e humanístico; –Elemento humano como fator de produtividade; –Planejamento do trabalho do indivíduo: gráfico de distribuição de carga de trabalho - Gráfico de Gantt - Programação da produção;

8 Deficiências na operação fabril A administração não tinha uma noção clara da divisão de suas responsabilidades com o trabalhador; Não eram aplicados normas eficazes de trabalho; Não havia incentivos para melhorar o desempenho do trabalhador; A malandragem era sistemática em todos os postos de trabalho; As decisões administrativas baseavam-se na intuição e no palpite; Não eram feitos estudos globais visando à integração entre os departamentos de uma empresa; Os trabalhadores eram colocados em tarefas para as quais não tinham aptidão; Os gerentes pareciam ignorar que a excelência no desempenho significaria recompensas tanto para eles próprios quanto para a mão-de- obra; Havia conflitos entre capatazes e operários a respeito da quantidade da produção.

9 Henry Ford –Conceito de linha de montagem, 1912, adotado por Ford em 1914; –Adotou o dia de trabalho de 8 horas; –Duplicou o salário para cinco dólares por dia. –Produção em massa (dois princípios): Divisão do trabalho; Fabricação de peças e componentes padronizados e intercambiáveis. Teoria da Administração Histórico

10 Henry Fayol –Em 1916 escreveu o livro Administração Geral; –Criou a teoria da Administração; –Separou a administração das demais áreas da empresa; –Organizou o conhecimento administrativo relacionando-o com as demais áreas da empresa; –A organização de programas de formação gerencial com base nas funções do processo administrativo. Funções administrativas: –Técnica - produção, manufatura; –Comercial - compra, venda, troca; –Financeira - procura e utilização do capital; –Segurança - proteção da propriedade e das pessoas; –Contabilidade - registro de estoques, balanços, custos, estatísticas; –Administração - planejamento, organização, comando, coordenação e controle.

11 Nível Executivo Tarefas e Operações Fayol Taylor Ford

12 Teoria da Administração Histórico O Modelo Burocrático –Max Weber, 1947 –Burocracia é um tipo ideal de estrutura organizacional; –Características do modelo burocrático: Organização regida por normas escritas; Divisão de trabalho e grau hierárquico de cada cargo; Mérito individual como critério de seleção e promoções; A organização deve estar livre de controles externos; Profissionalização dos seus membros; Impessoalidade e racionalidade.

13 Teoria da Administração Histórico Escola comportamental –Efeito do comportamento e ambiente de trabalho sobre o desempenho. (General Eletric em 1927 a iluminação no trabalho) –Preocupação com os recursos humanos na organização –Estudo das relações do homem com o trabalho. –Elton Mayo: Dinâmica de grupo; Sociologia e Psicologia aplicadas à administração.

14 Enfoque Sistêmico –Elementos que interagem e se influenciam para realizar objetivos; –Inter-relação dos elementos. –Um sistema é um grupo de elementos inter-relacionados e integrados de forma a obter um dado resultado Os sistemas deveriam ser estudados como entidades e não como ajuntamento de partes (Ackoff)

15 Origens do Enfoque Sistêmico 1. Gestalt – teoria das formas (psicólogos alemães em 1924) Os fenômenos não devem ser separados uns dos outros para ser explicados e devem ser considerados como conjuntos indissociáveis. Cada elemento faz parte do conjunto; 2. Bertalanffy – teoria geral dos sistemas (final dos anos 30 – Alemanha) Análise das inter-relações entre os elementos. Noção de um todo formado de partes que se inter-relacionam. 3. Cibernética – auto-controle do desempenho, visando o alcance de um objetivo Matemático americano Norbert Wiener Busca alcançar os elementos comuns no funcionamento das máquinas e do sistema nervoso humano. Teoria do controle e da comunicação, em máquinas e organismos vivos. O comportamento autocontrolado, tendo em vista um objetivo, é um comportamento cibernético.

16 Teoria da Administração Histórico Abordagem contigencial ou Situacional –Surgiu a partir da abordagem Sistêmica; –Um sistema organizacional é o resultado da interação do subsistema e do ambiente; –Analisa a situação atual para buscar a melhor solução; –Organização atenta aos elementos do ambiente. Prontidão em que a organização deve estar para acompanhar a evolução do seu ambiente.

17 Resumo das escolas de Administração Conceito de organização

18 Resumo das escolas de Administração Natureza da solução

19 Resumo das escolas de Administração Meios

20 Planejamento Planejamento é a atividade pela qual administradores analisam condições presentes para determinar formas de atingir um futuro desejado; É um processo composto de ações interrelacionadas e interdependentes que visam alcançar objetivos previamente definidos (Peter Drucker). Situação atual Planejamento Situação futura desejada

21 Meio Ambiente Planejamento Organização Pontos Fortes Pontos Fracos Oportunidades Ameaças Mudanças no Meio Ambiente Planejamento Reorganização

22 Planejamento Planejamento Estratégico: Processo que consiste na análise sistemática das oportunidades e ameaças (atuais e potenciais) do meio ambiente, e dos pontos fortes e fracos (atuais e potenciais) da empresa visando a formulação de objetivos, estratégias e ações Planejamento operacional: Geralmente deriva do Planejamento Estratégico. Consiste em elaborar plano de ação para atingir um determinado objetivo.

23 Planejamento Operacional 5W 1H What O que Who Quem Why Por que When Quando Where Onde How Como Preparar treinamento Júlio (Inform) Para preparar o Curso e o material 10 a 15/03Informática Preparação de apostila para o curso Atividade: Treinamento na utilização do Microsoft Excel no departamento financeiro Convocar usuários Mário (Financ.) Para garantir A comunicação Aos interessados 15/03Financeiro Enviando para todos func. Realizar treina- mento Júlio (Inform) Para capacitar as pessoas do financeiros 20 a 25/03 14 as 18h Auditório da empresa Aula expositiva e exercícios práticos

24 Funções Organizacionais Microempresa Administração Geral Contabilidade e Finanças SuprimentoDistribuiçãoComercial Recursos Humanos - Nas organizações de pequeno porte é normal uma única pessoa cuidar de toda uma função, e mesmo de uma série de funções. Ex: Sacoleiro de informática (Paraguai)

25 Funções organizacionais Empresa Industrial Gerência Geral Gerência de Produção Gerência de Vendas Gerência de Distribuição Gerência de Administração Gerência de Finanças Linha de Montagem FiliaisExpedição Transportes Recursos Humanos/ Suprimentos

26 Funções Organizacionais As funções dividem-se em dois grandes grupos: Funções de linha: dedicadas à missão da organização; Funções de apoio ou staff: sua missão é fornecer a sustentação administrativa para os primeiros, respectivamente as áreas-fins e as áreas meio da organização. Divisões, departamentos e seções Cargos: é a menor unidade de trabalho, ou seja, a menor unidade de divisão do trabalho Conteúdo dos cargos: atribuições, responsabilidades e tarefas.

27 Modelos de Organização Características da Burocracia Modelos Organizacionais Impessoalidade Estrutura e Hierarquia Normas e Regulamentos Mecanicista (Burocrático) Orgânico (Adhocrático) Maior Ênfase Menor Ênfase

28 Estrutura Organizacional É a forma de organizar e distribuir o modo como as tarefas serão realizadas. Organização funcional –Usa as funções organizacionais como base da divisão do trabalho. Cada departamento corresponde a uma função principal. Este modelo é usado em organizações que: –Estão no começo de sua vida; –São de pequeno porte; –Manufaturam apenas um produto.

29 Organização Funcional Presidência Diretor Industrial Diretor Comercial Diretor Financeiro Diretor Administrativo - Produção - Manutenção - Engenharia - Utilidades - Vendas - Promoção - Assistência Técnica - Distribuição - Orçamento e Contole - Contabilidade - Custos - Contas a pagar - Pessoal - Compras - Serviços Gerais - Almoxarifado

30 Organização Territorial Gerência Geral ProduçãoVendas Administração e Finanças - Filial Rio - Filial Florianópolis - Filial Porto Alegre Ex: ORACLE - a produção e suporte são feitas em São Paulo, mas existem divisões de Vendas em SC e RS.

31 Divisionalização Processo de descentralização de atividades e de autoridade Presidência Divisão Sul Divisão Norte Divisão Central Divisão de Serviços Gerais - Industrial - Vendas - Finanças - Social - Recursos Humanos - Promoção - P&D - Relações Internacionais - Industrial - Vendas - Finanças - Social - Industrial - Vendas - Finanças - Social Por território Ex: UNIVALI - (vários Campi e serviços gerais em Itajaí)

32 Divisionalização Presidência Divisão Cosméticos Divisão Alimentos Divisão Produtos de Limpeza Divisão de Serviços Centrais Por Produto EX: Gessy Lever, que tem vários tipos de produtos e possui fábricas diferentes para cada um deles.

33 Organização por Produto Gerência Geral ProduçãoVendas Administração e Finanças - Fábrica de ônibus - Fábrica de caminhões Ex: Gessy Lever. Marcas Omo, Kolynos, etc... Serve para estruturar linhas de produção, ou comerciais (vendas)

34 Organização por Produto Gerência Geral Vendas Assistência Técnica Administração e Finanças - Motos - Veículos Novos - Veículos Usados - Consórcio - Peças Ex: DIMAS (venda de carros e caminhões em locais diferentes)

35 Organização por Fases da linha de produção Administração Geral ProduçãoVendasFinanças - Prensas - Montagem - Pintura - Acabamento Ex: EMBRACO (cada parte do compressor é uma unidade de negócio)

36 Organização por Cliente Administração Geral Atendimento Criação e Produção Finanças - Indústria X - Banco Y - Lojas W - Outras contas - Usada quando os produtos são feitos especialmente para os clientes. EX: Marketing, Desenvolvimento de Sistemas, alta costura.

37 Organização Disciplinar Diretor Engenharia Mecânica Engenharia Elétrica Engenharia da Computação Engenharia Civil - Escolas, laboratórios industriais e centros de pesquisa, que tem como objetivos a educação e a produção de informações. - Cada departamento corresponde a um grupo de especialistas, que dominam os mesmos conhecimentos e tem interesses similares.

38 Organização por Período Gerente de Produção Chefe de Fabricação Chefe da linha A Supervisor do turno 1 Supervisor do turno 2 - Quando a empresa trabalha horas além do horário comercial. EX: Chefes por turno, médicos de plantão.

39 Novas Formas Organizacionais Desafios do início do século XXI Maior globalização dos mercados; Maior competição internacional; Mercados mais segmentados; Consumidores mais exigentes; Competição nos preços/custos; Serviços/produtos sob medida; Desenvolvimento acelerado e maior; Importância da tecnologia; Mudanças sócio-políticas; Expansão do setor de serviços; Maior importância do conhecimento.

40 Organização Inovadora Voltada para o ambiente externo e para o longo prazo; Não repetitiva e criativa; Profissionais altamente capacitados; Auto-realização, curiosidade intelectual, autonomia; Estilo gerencial participativo, decisões conjuntas; Decisão intuitiva, com eventuais estudos analíticos; Assume riscos, tolera falhas; Auto-avaliação e avaliação pelos pares; Tecnologia complexa, próxima a fronteira do conhecimento; Comunicação em todos os sentidos (verbal e escrita); Flexibilidade (Produção e Recursos Humanos).

41 Logística Engenharia Produção Vendas Fluxo por Processos Empresa Vertical X Empresa Horizontal Novas Formas Organizacionais Organização por Processos

42 Organização por Projetos Organizações que não fazem sempre a mesma coisa; Não seguem um mesmo padrão; Fazem algo apenas uma vez; As atividades de um projeto tem começo e fim definidos; Conceito de equipe de projeto ou força-tarefa; Exemplos: –Indústrias que trabalham por encomenda (congressos, convenções, programas de treinamento); –Implantação de mudanças organizacionais; –Pesquisa, desenvolvimento e lançamento de novos produtos (novo carro); –Implantação e operação de novas instalações fabris; –Implantação de ERP - sistema corporativo.

43 Projetos Puros Diretoria Gerente de Projeto Gerente de Projeto Gerente de Projeto Administração e Serviços O projeto é o critério predominante de departamentalização Vantagens: Concentração da equipe nos objetivos de um único projeto; Desvantagens: Uma vez que o projeto acaba, toda a equipe tem que ser redistribuída ou seus membros demitidos.

44 Projetos Autônomos Diretoria Divisão Operativa B Divisão Operativa C Div. de Adm. e Finanças Divisão Operativa A Gerente de Projeto Gerente de Projeto Administração e Serviços - É uma força-tarefa que tem um gerente de Projeto, encaixada dentro de uma estrutura maior. - Utilizada quando os projetos esporádicos ou quando uma atividade é importante demais para ser tratada de modo comum.

45 Estrutura Matricial Diretor Geral ABCDE Divisões Técnicas GerentedeGerentede ProjetoProjeto Contribuição técnica para realização do Projeto 2 Contribuição técnica para realização do Projeto 1 Usuário do Projeto 1 Usuário do Projeto 2

46 Estrutura Matricial Pode ser empregada quando for necessário conduzir diversos projetos de natureza similar, utilizando os mesmos Recursos Humanos. Consiste em um modelo funcional estável combinada com uma estrutura horizontal de coordenação. Vantagens: –Combinação de dois tipos de estrutura (funcional e por projetos) –Combina o potencial de ação com a ação efetiva orientada para o resultado Desvantagens: –Os profissionais devem ter um comportamento colaborativo para trabalhar nas equipes de projeto e ter dois ou mais chefes.

47 Efeito combinado da Estrutura Matricial Eficiência no uso de recursos Sensibilidade ao ambiente externo Capacitação técnica especializada Progresso técnico do especialista Coordenação sobre o produto Desenvolvimento de gerentes de projeto Características da Estrutura Funcional Características da Estrutura por Projeto

48 Organizações Virtuais São indivíduos ou grupos que se ligam por meio eletrônico e criam redes de informações necessárias ao seu trabalho –Consultores com notebooks; –Área de vendas: computadores móveis e acesso a informações; –Profissionais que trabalham em casa; –Reuniões virtuais.

49 As organizações como Sistemas Um sistema é um conjunto de elementos ou componentes interdependentes que interagem e produzem um ou mais resultados. Recursos Atividades de Transformação e Interação Resultados EntradasProcessoSaídas Feedback

50 Arquitetura Organizacional Insumo Ambiente Recursos História Organização Informal Pessoal Trabalho Arranjos Organiz. Formais Saídas Nível do Sistema Nível da Unidade/ Grupo Nível Individual Estratégia

51 Eficácia, Eficiência e Produtividade Eficácia: Comparação entre o que se pretendia fazer e o que efetivamente se conseguiu. Fazer o planejado; Eficiência: Relação entre os resultados que se conseguiu alcançar e os recursos que se empregaram. Utilização ótima dos recursos. Produtividade: Relação entre recursos empregados e resultados obtidos. Ex: peças produzidas por uma máquina em um dia, clientes visitados por um vendedor em uma semana. Eficiência Objetivos Recursos Vitória de Pirro Reinvenção da roda Eficácia

52 EXECUÇÃO Consiste em realizar atividades planejadas Utilizando energia física, intelectual e inter-pessoal para fornecer produtos, serviços ou idéias. É a prática da administração Além da energia humana o processo de execução consome todos os outros tipos de recursos: informações, energia, tempo, instalações, tecnologia, financeiros, entre outros. Exemplos de Atividades de Execução: Elaborar planos Organizar uma equipes Realizar uma tarefa

53 CONTROLE Controle significa comprar os resultados obtidos ( executado) com o planejamento (objetivos) Processo de Controle: É o processo de produzir e usar informações e decisões sobre execuções de atividades e sobre os objetivos As informações e decisões permitem manter uma organização ou sistema orientado para seu objetivo O processo de controle envolve: resultados comparados com objetivos, riscos e oportunidades das atividades, necessidade de mudar o objetivo, como garantir o objetivo

54 Controle Controle por níveis hierárquicos Nível Estratégico Nível Funcional Nível Operacional Componentes de um sistema de controle Objetivos Processo de execução Atividades Resultados Padrões Feedback e ação corretiva

55 Controle Características de um sistema eficaz de controle Foco nos pontos estratégicos Precisão Rapidez Objetividade Economia Aceitação Ênfase na Exceção

56 Controle Fator Humano no Processo de Controle controle Controle Formal Controle Social Controle Técnico Reduzir a Resistência ao Controle Definir padrões reconhecidos como legítimos Participação das pessoas Flexibilidade para possibilitar erros

57 Controle Avaliação do Desempenho Rapidez Descrição em lugar de julgamento Atribuir Recompensas Ação Corretiva Autocontrole

58 Controle financeiro Demonstrativo financeiro: Análise monetária do fluxo de bens e de serviços que entram na organização, se movimentam dentro dela e saem dela –Balanço: descrição da organização em termos de seus ativos, passivos e patrimônio líquido. EMPRESA XYZ – Balanço consolidado de 31 de dezembro de 2002

59 Demonstrativos Financeiros Demonstrativo de resultado: Resumo do desempenho financeiro da organização num dado intervalo de tempo

60 Análise dos índices financeiros CATEGORIAÍNDICE TÍPICOCÁLCULOMEDIDAS LucratividadeRetorno sobre o investimento Lucros depois dos impostos Ativos totais A produtividade dos ativos LiquidezLiquidez correnteAtivos correntes Passivo corrente Solvência de curto prazo (capacidade de converter ativos em dinheiro) AtividadeRotatividade do estoque Vendas Estoque A eficiência da administração do estoque AlavancagemÍndice de endividamento Dívida total Ativos totais A proporção de financiamento fornecido pelos credores (recursos de terceiros)

61 Controle orçamentário Orçamento é um demonstrativo formal quantitativo dos recursos financeiros separados para a execução das atividades planejadas durante determinados períodos de tempo. RUBRICAVALOR Salários e encargos20.000,00 Aluguel6.000,00 Comunicação (telefone e correio)8.000,00 Manutenção5.000,00 Material de consumo6.000,00 Serviços de terceiro9.000,00 Matéria-prima25.000,00 Total54.000,00 Exemplo: Orçamento anual Da empresa XYZ


Carregar ppt "INTRODUÇÃO O QUE É UMA EMPRESA? Uma empresa é uma organização que tem por objetivo fornecer um bem ou serviço para a sociedade. Tipos comuns de empresas:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google