A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HISTÓRICO MUNDIAL DAS DROGAS NA ATUALIDADE Um período de riscos… ADOLESCÊNCIA NORMAL X ADOLESCÊNCIA PROBLEMÁTICA Muitas vezes o uso de drogas é apenas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HISTÓRICO MUNDIAL DAS DROGAS NA ATUALIDADE Um período de riscos… ADOLESCÊNCIA NORMAL X ADOLESCÊNCIA PROBLEMÁTICA Muitas vezes o uso de drogas é apenas."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 HISTÓRICO MUNDIAL DAS DROGAS NA ATUALIDADE

4 Um período de riscos… ADOLESCÊNCIA NORMAL X ADOLESCÊNCIA PROBLEMÁTICA Muitas vezes o uso de drogas é apenas um sinalizador de que algo saiu do curso normal

5 Drogas: Retorno??? Ida: Uma opção...

6 O QUE SERÁ QUE TORNA DIFÍCIL ADMITIR A DEPENDÊNCIA DE DROGAS? A PRESENÇA DE SENTIMENTOS COMO: PRECONCEITO VERGONHA NEGAÇÃO

7 Drogas Produtos Químicos psicotrópicos ou psicoativos, de origem natural ou de laboratório que produzem efeitos, sentidos como prazerosos, pelo SNC. (Sistema Nervoso Central).

8 Drogas A MEDICINA DEFINE COMO SENDO QUALQUER SUBSTÂNCIA QUE É CAPAZ DE MODIFICAR A FUNÇÃO DOS ORGANISMOS VIVOS, RESULTANDO EM MUDANÇAS FISIOLÓGICAS OU DE COMPORTAMENTO.

9 Tipos de Drogas L ícitas: Álcool, Cigarros de Tabaco, Medicamentos, Inalantes (Como por exemplo a Cola de Sapateiro). Ilícitas: Maconha, Cocaína, Crack, Alucionógenos e derivados do Ópio (Que vem da papoula) como a Heroína.

10 OMS - Drogas A Organização Mundial da Saúde tem um Código Internacional de Doenças para classificá-las. Dentro desta classificação, designou o código CID-10 e preconiza que a Dependência Química é uma enfermidade Incurável e Progressiva, apesar de poder ser Estacionada pela Abstinência.

11 Aspectos da Dependência è Compulsão Forte desejo de consumir uma substância. Necessidade de doses cada vez maiores da substância para alcançar efeitos inicialmente conseguidos com doses menores. è Tolerância è Síndrome de abstinência É o aparecimento de sintomas desagradáveis quando se pára o uso de uma substância.

12 Acabe com a Arrogância A arrogância de achar que sabe tudo, que é o bom, que não precisa acatar criticas, não tem mais vez. Cuidado ! A arrogância é o começo do fim de uma pessoa. Pratique a humildade. Tenha a atitude de aprender sempre Procure não perder nenhuma oportunidade de crescer, aperfeiçoar-se com a experiência alheia, troquem idéias, e procurem aprender a cada momento de suas vidas.

13 DESESPERO: para quê? para quê?

14 ÁLCOOL É uma Doença Crônica, tratável, como as demais doenças e muito comum que se caracteriza pelo uso descontrolado do álcool trazendo uma série de prejuízos para a vida da pessoa.

15 Algumas Características do Álcool É uma Droga. É uma substância que age no cérebro e modifica o estado mental.

16 Dados da Associação Brasileira de Acidentes e Medicina de Tráfego afirmam que 35% dos acidentes de trânsito com vitimas são causados pelo álcool e 75% dos acidentes tem relação direta com a embriaguez.

17 AMIGO QUE DIRIGE NÃO BEBE NÃO DEIXE SEU MELHOR AMIGO DIRIGIR BÊBADO.

18 10% de qualquer contingente populacional esta envolvido com a problemática da Dependência Química. Neste percentual não esta incluído o uso eventual visto que não há registro. Em considerando o Tabaco, esse numero sobe para 20%. A cada ano, o uso abusivo de Drogas, como álcool, maconha, anfetaminas, calmantes e cocaína custam ao Brasil, 8% do PIB – em tratamento médico, perda de produtividade e acidentes, isso significa 50 BILHÕES DE DÓLARES.

19 O dependente é um escravo da falta de opção, fica nas mãos da ignorância. A falta de opção é a negação do livre-arbítrio. O poder de decisão nos torna livres...

20 PROGRESSÃO NÃO USO EXPERIMENTAÇÃO USO REGULAR USO FREQÜÊNTE ABUSO DEPENDÊNCIA Quanto antes se aborda a questão, melhor será o desfecho

21 Tipos de Usuários de Drogas Experimentador: experimenta uma ou várias substâncias sem dar continuidade ao uso; Experimentador: experimenta uma ou várias substâncias sem dar continuidade ao uso; Usuário casual: utiliza uma ou várias substâncias sem rupturas nas relações afetivas, sociais ou profissionais; Usuário casual: utiliza uma ou várias substâncias sem rupturas nas relações afetivas, sociais ou profissionais; Usuário habitual ou funcional: já apresenta sinais de ruptura; Usuário habitual ou funcional: já apresenta sinais de ruptura; Usuário dependente ou disfuncional (dependente químico, toxicômano, drogadito): vive da droga e para a droga com rupturas de seus vínculos sociais. Usuário dependente ou disfuncional (dependente químico, toxicômano, drogadito): vive da droga e para a droga com rupturas de seus vínculos sociais.

22 O organismo reage cada vez menos ao produto... Aumento da dose... Overdose

23 O que leva uma pessoa ao uso da Droga

24 Motivações para o uso de Drogas Alívio da dor. Alívio da dor. Busca do prazer, novas sensações. Busca do prazer, novas sensações. Busca da transcendência. Busca da transcendência. Desconhecimento da finalidade da vida. Desconhecimento da finalidade da vida.

25 NÃO TEM INFORMAÇÕES ADEQUADAS SOBRE OS EFEITOS DAS DROGAS; SEGUNDO A OMS, ESTÁ MAIS SUJEITO A USAR DROGAS QUEM: INSATISFEITO COM SUA QUALIDADE DE VIDA (FALTA OU EXCESSO), CURIOSIDADE; É POUCO INTEGRADO NA FAMÍLIA, E NA SOCIEDADE; COM FÁCIL ACESSO ÀS DROGAS.

26 O Tabaco O Tabaco Coquetel de aproximadamente 4000 substâncias - quase todas nocivas, 40 a 60 têm efeito cancerígeno - é mais consumido por causa da dor que causa na ausência do que pelo prazer que proporciona na freqüência. As primeiras tragadas são, em geral, acompanhadas de náusea, tontura e ânsia de vômito (o mesmo ocorre na crise de abstinência).

27 Instalado o vício, nenhum fumante jura sentir-se mais vivaz, diligente, tranqüilo ou moderado à mesa, por obra do cigarro. Mas se não fumar, o dependente fica zonzo, ansioso, negligente e glutão. Para manter o equilíbrio emocional, o fumante se intoxica com substâncias como o monóxido de carbono, mesma substância presente no escapamento dos carros e na fumaça do cigarro.

28 A nicotina estreita os vasos sangüíneos e libera hormônios que aumentam a pressão arterial - uma das causas do infarto. O alcatrão se acumula nos pulmões e causa enfisema, uma doença grave e incurável.

29 A nicotina produz taquicardia e elevação da pressão sanguínea através de sua ação no sistema nervoso simpático ou no sistema de luta e fuga.

30 O tabaco não altera o estado mental. A partir da tragada, em 7s a nicotina chega ao cérebro através da circulação, entrando em contato com os receptores das células nervosas. Neste estado a nicotina engana a célula nervosa onde há a liberação de dopanina e acaba estimulando a duração de bem estar.

31 Por suas ações nos músculos esqueléticos e diafragma, a nicotina produz paralisia e asfixia.

32 Malefícios do Cigarro 75% dos casos de bronquite; 25% dos casos de infarto do miocárdio; 100 a 800% de risco de aumento de contrair infecções respiratórias - bacterianas e virais; Câncer da boca, faringe, laringe, esôfago, pâncreas, pulmão, rins, bexiga e colo do útero; Aumento de rugas e celulite; Dificuldade de cicatrização; Cigarro + anticoncepcional = 8X mais chance de infarto.

33 PARE DE FUMAR ANTES DE SER FUMADO

34 Outro dado importante da OMS é que o cigarro é a principal causa de doenças e mortes em todo o mundo, supera a soma dos óbitos causados por AIDS, Cocaína, Heroína, Álcool, Incêndios, Acidentes de Automóvel e Suicídios.

35 Cocaína Provoca forte dependência psíquica. Efeitos Fisiológicos Diminui a circulação da mucosa local; Irritação da mucosa, pode perfurar o septo; Dores no peito; Aumento da freqüência respiratória; Taquicarda; Falta de ar; Hipertensão arterial; Eliminação de sangue pela tosse.

36 Consumo Habitual Perturbações de memória; Perda da capacidade mental; Apatia; Delírios de perseguição e alucinações; Agressividade; Atos anti-sociais graves.

37 Crack É a cocaína transformada com o uso de soda cáustica ou bicarbonato de sódio para se tornar própria para o fumo, cocaína solidificada e fumada na forma de cristais ou pedras. É cinco vezes mais potente do que a cocaína. Vicia rapidamente e mata de forma fulminante.

38 Conseqüências do uso de Crack Euforia; Euforia; Desinibição; Desinibição; Agitação psicomotora; Agitação psicomotora; Taquicardia; Taquicardia; Dilatação da pupila; Dilatação da pupila; Aumento da transpiração; Aumento da transpiração; Alucinações visuais ou táteis; Alucinações visuais ou táteis; Diminui a fome. Diminui a fome.

39 Anfetaminas ou Bolinhas Drogas sintéticas que agem de maneira ampla. Muito usadas durante a II Guerra Mundial a fim de fazer os soldados resistirem à fadiga e à fome.

40 Anfetaminas : Riscos São usados em moderadores de apetite. São usados em moderadores de apetite. Devido ao risco de tolerância e de dependência só podem ser vendidos sob receita médica. Devido ao risco de tolerância e de dependência só podem ser vendidos sob receita médica. São usadas ilegalmente para obter excitação ou reduzir a fadiga e o sono antes das provas ou de competições atléticas (dopping). São usadas ilegalmente para obter excitação ou reduzir a fadiga e o sono antes das provas ou de competições atléticas (dopping).

41 Anabolizantes Esteróides anabolizantes são derivados síntéticos da testosterona. Esteróides anabolizantes são derivados síntéticos da testosterona. Não há estudos que comprovem aumento da força física e potência musculares. Não há estudos que comprovem aumento da força física e potência musculares.

42 Efeitos colaterais dos Anabolizantes em ambos os sexos Efeitos colaterais dos Anabolizantes em ambos os sexos CÉREBRO: CÉREBRO: 1. D ores de cabeça 1. D ores de cabeça 2. T onturas 2. T onturas 3. A umento da agressividade 3. A umento da agressividade 4. I rritação 4. I rritação 5. A lteração do humor 5. A lteração do humor 6. C omportamento anti-social 6. C omportamento anti-social 7. P aranóia 7. P aranóia 8. D epressão 8. D epressão 9. E xcitação e insônia 9. E xcitação e insônia

43 CORAÇÃO: CORAÇÃO: Aumento do músculo cardíaco, que pode levar a infarto em jovens Aumento do músculo cardíaco, que pode levar a infarto em jovens FÍGADO E SISTEMA DIGESTIVO: FÍGADO E SISTEMA DIGESTIVO: 1. Aumento da produção da enzima transaminase, responsável pelo metabolismo das substâncias. O órgão passa a trabalhar demais. Foram registrados casos de tumor, cirrose, icterícia, tumor e peliosis hepatis (cistos cheios de sangue que podem levar a hemorragias). 1. Aumento da produção da enzima transaminase, responsável pelo metabolismo das substâncias. O órgão passa a trabalhar demais. Foram registrados casos de tumor, cirrose, icterícia, tumor e peliosis hepatis (cistos cheios de sangue que podem levar a hemorragias). 2. Náuseas e vômitos. 2. Náuseas e vômitos.

44 NÃO CONTE PARA A PESSOA QUE VOCÊ DESCOBRIU O QUE ESTÁ ACONTECENDO; AGUARDE ATÉ VOCÊ SABER COM O QUE ESTÁ LIDANDO PARA ENTÃO COMEÇAR A AJUDÁ- LA. NÃO CONTE PARA A PESSOA QUE VOCÊ DESCOBRIU O QUE ESTÁ ACONTECENDO; AGUARDE ATÉ VOCÊ SABER COM O QUE ESTÁ LIDANDO PARA ENTÃO COMEÇAR A AJUDÁ- LA. SAIBA QUE DEPENDÊNCIA QUÍMICA É UMA DOENÇA, SEJA ELA ÁLCOOL, MACONHA, COCAÍNA, CIGARRO ETC. SAIBA QUE DEPENDÊNCIA QUÍMICA É UMA DOENÇA, SEJA ELA ÁLCOOL, MACONHA, COCAÍNA, CIGARRO ETC.

45 Para cada tipo de dependência existe uma forma diferente de tratamento, mas todas se baseiam em um só princípio. ABANDONAR A DROGA. Leia a respeito das Drogas. Cuidado com as informações obtidas, nem todas são VERDADEIRAS.

46 Nunca se CULPE ou o CULPE por essa situação, isso é uma doença. Você já culpou alguém por ser diabético? Nunca se CULPE ou o CULPE por essa situação, isso é uma doença. Você já culpou alguém por ser diabético?

47 ESCOLHA A PESSOA CERTA PARA FALAR, NÃO FALE COM QUEM NÃO SABE NADA A RESPEITO, PROCURE A EXPERIÊNCIA.

48 TRATE-O COMO UM AMIGO E NÃO COMO ALGUÉM QUE PRECISA DE AJUDA, LEMBRE-SE QUE QUEM ESTÁ NO MUNDO DAS DROGAS ESTÁ FORA DA REALIDADE, ENTÃO NA CABEÇA DELE NÃO PRECISA DE AJUDA.

49 ONDE ESTÁ A DIFERENÇA? COMO SER DIFERENTE ENTRE TANTOS IGUAIS?

50 EM VOCÊ MESMO

51 NA QUALIDADE DE VIDA

52 Alimentado-seadequadamente

53 Correr Caminhar Dançar ATIVIDADES DE LAZER Nadar JogarFutebol Pedalar

54 OUTRAS ATIVIDADES Dormindo Freqüentando a Escola Fazendo Pesquisas Escolares Paquerendo Brincando

55

56 TRABALHANDO O AUTO-CONHECIMENTO

57 TODOS OS SERES HUMANOS Escolha bem seus amigos Saiba Viver Bem Cultive Seus Amigos Legais

58 DÚVIDAS

59 Se não houver frutos, Valeu a beleza das flores... Se não houver flores, Valeu a sombra das folhas... Se não houver folhas, Valeu a intenção da semente.(Heinfil)

60 Fim... Fim, não... Até o próximo encontro! Boa Sorte e Sucesso! Com certeza um dia nos encontraremos! Nelson Mendes

61


Carregar ppt "HISTÓRICO MUNDIAL DAS DROGAS NA ATUALIDADE Um período de riscos… ADOLESCÊNCIA NORMAL X ADOLESCÊNCIA PROBLEMÁTICA Muitas vezes o uso de drogas é apenas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google