A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RSE – Responsabilidade Social Empresarial Profª. Fernanda Alves Rocha Guimarães.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RSE – Responsabilidade Social Empresarial Profª. Fernanda Alves Rocha Guimarães."— Transcrição da apresentação:

1 RSE – Responsabilidade Social Empresarial Profª. Fernanda Alves Rocha Guimarães

2 A Responsabilidade Social Empresarial e o Meio Ambiente Um dos aspectos mais visíveis do movimento gerado em torno da questão ambiental nos últimos anos é a responsabilidade tanto de indivíduos quanto de organizações, sejam elas do setor privado, sejam do setor público, sejam do terceiro setor. A responsabilidade social em questões ambientais tem- se traduzido em adoção de práticas que extrapolam os deveres básicos tanto do cidadão quanto das organizações –Comprometimento maior que a simples adesão formal em virtude de obrigações advindas da legislação de janeiro de 2014 DIAS, 2006

3 Responsabilidade Social Empresarial ou Responsabilidade Social Corporativa –Promove um comportamento empresarial que integra elementos sociais e ambientais que não necessariamente estão contidos na legislação mas que atendem às expectativas da sociedade em relação à empresa. –São estratégias pensadas para orientar as ações das empresas em consonância com as necessidades sociais, de modo que a empresa garanta, além do lucro e da satisfação de seus clientes, o bem estar da sociedade. A empresa está inserida nela e seus negócios dependerão de seu desenvolvimento e, portanto, esse envolvimento deverá ser duradouro. É um comprometimento. RSE ou RSC - conceitos 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação3 DIAS, 2006

4 Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (United Nations Conference for Trade na Development – UNCTAD): –A responsabilidade social da empresa vai além da filantropia. Na maioria das definições se descreve como as medidas constitutivas pelas quais as empresas integram preocupações da sociedade em suas políticas e operações comerciais, em particular, preocupações ambientais, econômicas e sociais. A observância da lei é o requisito mínimo que deverão de cumprir as empresas. RSE ou RSC - conceitos 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação4 DIAS, 2006

5 Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (World Business Council of Sustainable Development – WBCSD) : –O compromisso da empresa de contribuir ao desenvolvimento econômico sustentável, trabalhando com os empregados, suas famílias, a comunidade local e a sociedade em geral para melhorar sua qualidade de vida. RSE ou RSC - conceitos 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação5 DIAS, 2006

6 A empresa é vista cada vez mais como um sistema social organizado em que se desenvolvem relações diversas, além das estritamente econômicas. –A atividade econômica não deve orientar-se somente por uma lógica de resultados, mas também pelo significado que esta adquire na sociedade como um todo. –É um sistema social, formado por um conjunto de pessoas que para ela convergem para alcançar determinados fins. RSE e a nova concepção de empresa 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação6 DIAS, 2006

7 Os empresários estão se conscientizando de que a empresa não é somente uma unidade de produção e distribuição de bens e serviços que atendem a determinadas necessidades da sociedade, mas que deve atuar de acordo com uma responsabilidade social que se concretiza no respeito aos direitos humanos, na melhoria da qualidade de vida da comunidade e da sociedade mais geral e na preservação do ambiente natural. RSE e a nova concepção de empresa 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação7 DIAS, 2006

8 A Confederação Nacional da Indústria considera que, para o desenvolvimento sustentável e a responsabilidade social, a indústria deve ter como princípios básicos: 1.O reconhecimento de que a educação, a erradicação da pobreza, a promoção da saúde e a eliminação da exclusão social são fundamentais; e que 2.É sua responsabilidade atuar de forma integrada e complementar ao governo e a outros agentes da sociedade no sentido de viabilizar o desenvolvimento social e econômico da região, utilizando de forma competitiva e sustentável seus recursos naturais. RSE e a nova concepção de empresa 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação8 DIAS, 2006

9 O que é Objetivos Os 10 princípios Primeiros passos Princípios para Educação Empresarial Responsável Pacto Global 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação9

10 Dimensão interna –As práticas responsáveis socialmente que dizem respeito aos trabalhadores; Investimentos realizados em recursos humanos, a saúde e a segurança do trabalho, –Gestão das mudanças provocadas pelo processo de reestruturação produtiva, – Gestão dos recursos naturais utilizados na produção; –Todas as ações, políticas e programas dirigidos aos fornecedores, distribuidores e a todos os integrantes da cadeia produtiva. RSE – dimensões internas e externas 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação10

11 Dimensão externa –Inclui comunidades locais e amplo leque de interlocutores Consumidores, autoridades públicas e ONGs que defendem os interesses das comunidades locais e o meio ambiente; –Ações, políticas e programas dirigidos a qualquer grupo ou problema que não se encontre relacionado diretamente com a empresa através de uma relação contratual ou econômica; Iniciativas de apoio à comunidade, doações, participação em fóruns ambientais etc. RSE – dimensões internas e externas 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação11

12 Tanto a responsabilidade social empresarial externa como a interna têm a mesma importância, devendo se apresentar sempre interconectadas. O envolvimento do quadro de funcionários num programa de RSE externa demonstra compromisso social e fortalece o vínculo do empregado com a organização, pois o processo intensifica uma maior identificação do indivíduo com a empresa, não a vendo somente como empregadora, mas também como um agente social ativo que contribui para a sociedade da qual faz parte. RSE – dimensões internas e externas 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação12

13 Posicionamento da empresa –Ideia que prevalece: qualquer providência que venha a ser tomada em relação à variável ambiental traz consigo o aumento de despesas e o consequente acréscimo dos custos produtivo. –É possível ganhar dinheiro e proteger o meio ambiente mesmo não sendo uma organização que atua no mercado verde. Reciclagem de materiais; Reaproveitamento dos resíduos internamente ou na sua venda para outras empresas; Desenvolvimento de novos processos produtivos com a utilização de tecnologias mais limpas ao ambiente (vantagens competitivas, patentes); Etc. A questão ambiental na empresa 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação13

14 Até que ponto a empresa seria afetada pelo aumento da consciência ecológica dos consumidores e pelas exigências da legislação? Avaliação do posicionamento da empresa em relação à questão ambiental –Avalia-se o perfil da organização segundo diversas variáveis, indicando se para cada um dos quesitos colocados, a empresa apresenta características amigáveis ou agressivas ao meio ambiente. –Posicionamento da empresa em relação a questão ambientalPosicionamento da empresa em relação a questão ambiental A questão ambiental na empresa 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação14

15 Ramo da atividade –Conhecer apenas o ramo não é suficiente para avaliar a empresa, visto que os níveis de tecnologia e de produção podem variar muito de uma região para outra e mesmo de uma empresa para outra. Produtos –Produtos obtidos de matérias primas renováveis ou recicláveis, que não agridem o meio ambiente e que têm baixo consumo de energia devem ter a preferência das organizações engajadas na causa ambiental. Avaliação do posicionamento da empresa - Variáveis 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação15

16 Processo –Um processo pra ser considerado ambientalmente amigável deve estar próximo dos seguintes objetivos: Poluição zero; Nenhuma produção de resíduos; Nenhum risco para os trabalhadores; Baixo consumo de energia; Eficiente uso dos recursos. –Para avaliar a proximidade da empresa em relação a esses objetivos, ela deve fazer uma estimativa de seu balanço ambiental, levando em consideração todas as entradas e saídas do processo produtivo. –Buscar superar os padrões ambientais estabelecidos. Avaliação do posicionamento da empresa - Variáveis 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação16

17 Conscientização Ambiental –A inexistência de consumidores conscientizados em relação a causa ambiental pode dar falsa impressão de que a empresa não está ameaçada pela crescente ampliação dos produtos amigáveis ao ambiente no mercado de bens e serviços. –Acompanhar o crescimento das reivindicações ambientais e a sua transformação em novas ideologias e valores sociais que se consubstanciam em mudanças na legislação e em regulamentações mais severas e tarefa muito importante para a sobrevivência e lucratividade da empresa no longo prazo. Avaliação do posicionamento da empresa - Variáveis 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação17

18 Padrões Ambientais –Correlação direta entre a conscientização da sociedade e os padrões ambientais estabelecidos. Quanto maior a pressão social mais restrita é sua legislação. Comprometimento Gerencial (linha e staff) –Esse comprometimento dissemina a formação de um clima propício ao surgimento de esquemas e círculos de qualidade ambientais, bancos de sugestões, auditorias etc., que se traduzem em uma contínua busca de melhorias. –Caso os executivos não estejam realmente conscientizados e comprometidos com a causa ambiental, qualquer iniciativa nesse sentido será apenas superficial e efêmera. Avaliação do posicionamento da empresa - Variáveis 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação18

19 Capacitação do Pessoal –Além de investimentos em novas máquinas, instalações e equipamentos, tal posição implica necessariamente a existência de um pessoal competente e convenientemente treinado que seja capaz de transformar os planos idealizados em ações efetivas e eficazes. Capacidade de Área de P&D –As organizações que possuem na área de P&D, equipes flexíveis e criativas, que se caracterizam por ciclos curtos de desenvolvimento de processos e produtos e que estão atualizadas com as informações sobre novas tecnologias, podem não só viabilizar a causa ambiental internamente, mas também transformar esse know-how em atividades de consultoria para ouras empresas, desenvolvendo dessa forma grandes oportunidades de negócios. Avaliação do posicionamento da empresa - Variáveis 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação19

20 Capital –A grande dúvida da empresa e que sempre se levanta é não saber se o investimento realizado com a questão ambiental será rentável, pois muitas vezes pode levar muito tempo para conseguir o retorno desse investimento. –As empresas poderão negociar com os órgãos governamentais de controle acordos que resultem em cronogramas mais amplos e padrões de emissão decrescentes que poderão viabilizar ao longo do tempo objetivos difíceis de ser alcançados no curto prazo. Avaliação do posicionamento da empresa - Variáveis 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação20

21 BENEFÍCIOS ECONÔMICOS Economia de custos –Economias devido à redução do consumo de água, energia e outros insumos. –Economias devido à reciclagem, venda e aproveitamento de resíduos e diminuição de efluentes. –Redução de multas e penalidades por poluição. Incremento de receitas –Aumento da contribuição marginal de produtos verdes que podem ser vendidos a preços mais altos. –Aumento da participação no mercado devido a inovação dos produtos e menos concorrência. –Linhas de novos produtos para novos mercados. –Aumento da demanda para produtos que contribuam para a diminuição da poluição. Benefícios da gestão ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação21

22 BENEFÍCIOS ESTRATÉGICOS –Melhoria da imagem institucional. –Renovação do portfólio de produtos. –Aumento da produtividade. –Alto comprometimento do pessoal. –Melhoria nas relações de trabalho. –Melhoria e criatividade para novos desafios. –Melhoria das relações com os órgãos governamentais, comunidade e grupos ambientalistas. –Acesso assegurado ao mercado externo. –Melhor adequação aos padrões ambientais. Benefícios da gestão ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação22

23 Para ajudar as empresas ao redor do mundo a melhorar seu desempenho ambiental, a Câmara de Comércio Internacional estabeleceu o denominado Business Charter For Sustainable Development, que inclui uma série de princípios que deverão ser buscados pelas organizações. Eles compreendem 16 princípios para Gestão Ambiental que, sob a ótica das organizações, são essenciais para atingirmos o Desenvolvimento Sustentado. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação23

24 1. PRIORIDADE ORGANIZACIONAL Reconhecer que a questão ambiental está entre as principais prioridades da empresa e que ela é uma questão-chave para o Desenvolvimento Sustentado. Estabelecer políticas, programas e práticas no desenvolvimento das operações que sejam adequadas ao meio ambiente. 2. GESTÃO INTEGRADA Integrar as políticas, programas e práticas ambientais intensamente em todos os negócios como elementos indispensáveis de administração em todas as funções. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação24

25 3. PROCESSO DE MELHORIA Continuar melhorando as políticas corporativas, os programas e a performance ambiental tanto no mercado interno quanto externo, levando em conta o desenvolvimento tecnológico, o conhecimento científico, as necessidades dos consumidores e os anseios da comunidade, tendo como ponto de partida as regulamentações ambientais. 4. EDUCAÇÃO DO PESSOAL Educar, treinar e motivar o pessoal, no sentido de que possam desempenhar suas tarefas de forma responsável em relação ao ambiente. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação25

26 5. PRIORIDADE DE ENFOQUE Considerar as repercussões ambientais antes de iniciar nova atividade ou projeto e antes de construir novos equipamentos e instalações adicionais ou de abandonar alguma unidade produtiva. 6. PRODUTOS E SERVIÇOS Desenvolver e fabricar produtos e serviços que não sejam agressivos ao ambiente e que sejam seguros em sua utilização e consumo, que sejam eficientes no consumo de energia e de recursos naturais e que possam ser reciclados, reutilizados ou armazenados de forma segura. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação26

27 7. ORIENTAÇÃO AO CONSUMIDOR Orientar e, se necessário, educar consumidores, distribuidores e o público em geral sobre o correto e seguro uso, transporte, armazenagem e descarte dos produtos produzidos. 8. EQUIPAMENTOS E OPERACIONALIZAÇÃO Desenvolver, desenhar e operar máquinas e equipamentos levando em conta o eficiente uso de água, energia e matérias primas, o uso sustentável dos recursos renováveis, a minimização dos impactos negativos ao ambiente e a geração de poluição e o uso responsável e seguro dos resíduos existentes. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação27

28 9. PESQUISA Conduzir ou apoiar projetos de pesquisas que estudem os impactos ambientais das matérias-primas, produtos, processos, emissões e resíduos associados ao processo produtivo da empresa, visando à minimização de seus efeitos. 10. ENFOQUE PREVENTIVO Modificar a manufatura e o uso de produtos ou serviços e mesmo os processos produtivos, de forma consistente com os mais modernos conhecimentos técnicos e científicos, no sentido de prevenir as sérias e irreversíveis degradações do meio ambiente. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação28

29 11. FORNECEDORES E SUBCONTRATADOS Promover a adoção dos princípios ambientais da empresa junto dos subcontratados e fornecedores encorajando e assegurando sempre que possível, melhoramentos em suas atividades, de modo que elas sejam uma extensão das normas utilizadas pela empresa. 12. PLANOS DE EMERGÊNCIA Desenvolver e manter, nas áreas de risco potencial, planos de emergência idealizados em conjunto entre os setores da empresa envolvidos, os órgãos governamentais e a comunidade local, reconhecendo a repercussão de eventuais acidentes. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação29

30 13. TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA Contribuir na disseminação e transferência das tecnologias e métodos de gestão que sejam amigáveis a meio ambiente junto aos setores privado e público. 14. CONTRIBUIÇÃO AO ESFORÇO COMUM Contribuir no desenvolvimento de política públicas e privadas de programas governamentais e iniciativas educacionais que visem à preservação do meio ambiente. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação30

31 15. TRANSPARÊNCIA DE ATITUDE Propiciar transparência e diálogo com a comunidade interna e externa, antecipando e respondendo a suas preocupações em relação aos riscos potenciais e impacto das operações, produtos resíduos. 16. ATENDIMENTO E DIVULGAÇÃO Medir a performance ambiental. Conduzir auditorias ambientais regulares e averiguar se os padrões da empresa cumprem o valores estabelecidos na legislação. Prover periodicamente informações apropriadas para a Alta Administração acionistas, empregados, autoridades e o público em geral. Princípios da Gestão Ambiental 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação31

32 DIAS, Reinaldo. Gestão ambiental: responsabilidade social e sustentabilidade. São Paulo: Atlas, DONAIRE, Denis. Gestão ambiental na empresa. 2. ed. São Paulo: Atlas, Referências bibliográficas 26 de janeiro de 2014 Tema da Apresentação32


Carregar ppt "RSE – Responsabilidade Social Empresarial Profª. Fernanda Alves Rocha Guimarães."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google