A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AS INSTITUIÇÕES UNIVERSITÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA MINEIRA NOS ANOS 60, 70 E 80 Pesquisadoras: Prof. Maria Stella Brandão Goulart (Coord.)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AS INSTITUIÇÕES UNIVERSITÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA MINEIRA NOS ANOS 60, 70 E 80 Pesquisadoras: Prof. Maria Stella Brandão Goulart (Coord.)"— Transcrição da apresentação:

1 AS INSTITUIÇÕES UNIVERSITÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA MINEIRA NOS ANOS 60, 70 E 80 Pesquisadoras: Prof. Maria Stella Brandão Goulart (Coord.) – PUC Minas Prof. Izabel Friche Passos – UFMG Prof. Eduardo Mourão Vasconcelos – UFRJ (Consultor) Estudantes de Iniciação Científica: PUC Minas: Ana Paula Sá da Silva, Carolina Novaes Cunha, Eliane Rodrigues da Silva, Marcela Alves de Abreu; UFMG: Fernanda de Moura Braga. AGOSTO/2006

2 AS INSTITUIÇÕES UNIVERSITÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA MINEIRA NOS ANOS 60, 70 E 80 Esta pesquisa conta com o apoio da PUC Minas e da UFMG, sendo financiada pela FAPEMIG, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

3 INTRODUÇÃO Em 2004, no Simpósio sobre saúde mental realizado na UFMG, se percebeu a necessidade de realização de uma reflexão mais aprofundada sobre o papel da universidade na Reforma Psiquiátrica mineira. Sabemos que as contribuições de muitos dos professores e dos alunos que atuavam nestas instituições foram relevantes para a transformação do pensamento e da cultura, que estava se processando. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

4 OBJETIVOS Identificar e avaliar a participação das variáveis de cultura formal em processos de mudança social. Investigar as relações entre as Instituições de credenciamento profissional de nível superior em Psicologia e Psiquiatria, no processo de Reforma Psiquiátrica em Minas Gerais. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

5 OBJETIVOS Pretendemos fazer emergir um conjunto de personagens e iniciativas (ações e produtos), ligados aos principais centros de formação superior, nos anos sessenta, setenta e oitenta: Os cursos de Psicologia da PUC Minas, da UFMG, da FUMEC; A pós-graduação em Psiquiatria oferecida pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais no Instituto Raul Soares; A pós-graduação em Saúde Mental oferecida pela ESMIG, Escola de Saúde Pública de Minas Gerais. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

6 REFERENCIAL TEÓRICO A perspectiva metodológica se apóia na análise institucional francesa (Lourau, 1974; Luz, 1982; 1988; Lapassade, 1983). Trabalhamos com pesquisa documental e com história oral, explorando o material encontrado a partir da perspectiva da análise de discurso. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

7 REFERENCIAL TEÓRICO Por reforma psiquiátrica, utilizamos o seguinte conceito: [desde] o conjunto de medidas oficiais (políticas, planos e alterações na lei visando à desospitalização e à reforma da assistência psiquiátrica) até o movimento social mais amplo.(Passos, 2003:231) A reforma envolve, mudanças de natureza técnica, política e cultural acerca dos chamados doentes mentais (portadores de sofrimento mental), seus problemas subjetivos e sociais. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

8 REFERENCIAL TEÓRICO Entendemos, que a participação da universidade no movimento de Reforma Psiquiátrica em Minas Gerais deve ser interpretada a luz de suas contradições institucionais. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

9 METODOLOGIA Estratégias metodológicas: Levantamento da literatura sobre Reforma Psiquiátrica em Minas Gerais; Análise dos currículos dos cursos de Psicologia e Psiquiatria nos centros de formação enfocados, nas décadas de 60, 70 e 80, com levantamento de disciplinas, eventos, projetos de investigação e iniciativas de extensão universitária; Realização de entrevistas; Identificação de relações e redes de colaboração entre os diversos atores e instituições; Levantamento de documentos e publicações relativos à formação em Psicologia e em Psiquiatria. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

10 RESULTADOS Os dados foram dispostos de forma a apontar iniciativas e atores correlacionáveis à luta pela Reforma Psiquiátrica Mineira. Estamos apresentando os dados parciais relativos as seguintes Instituições: 1. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais; 2. Universidade Federal de Minas Gerias; 3. Instituto Raul Soares; 4. ESMIG. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG

11 INSTITUIÇÕES As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG Curso de Saúde Mental - ESMIG ESMIG 1971 Início da Residência do Raul Soares Francisco Paes Barreto; César Campos; Antonio Simone; Jorge Paprocki. Curso de Psicologia FUMEC 1969 Ary XavierPaulo César Valle ª Especialização em Psiquiatria 1962 Curso de Psicologia da UFMG Pedro Parafita Bessa UFMG º Curso de Psicologia de MG Halley Bessa PUC MG Halley Bessa FUMEC Raul Soares (Galba Velloso) Pedro Parafita Bessa

12 GRANDES MARCOS MINEIROS As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG/PUC/UFMG CIVIS PÚBLICO ESTATAL DÉCADA Regulamentação da profissão de Psicologia Registro profissional de Psicólogos Instituído diploma de Psicologia 1969 Aposentadoria compulsória e política de Pedro Parafita Bessa 1962 Inauguração do Galba Velloso 1964 Golpe Militar 1967 Criação do INPS 1969 Criação da FEAP 1973 Mobilização e discussões entre Psiquiatras IV Congresso Internacional de Psicologia Transpessoal 1978 Movimento dos Trabalhadores de Saúde Mental 1979 III Congresso Mineiro de Psiquiatria Filme Em nome da Razão de Helvécio Ratton Reportagens Nos Porões da Loucura de Hiram Firmino Visita de Franco Baságlia 1977 PISAM DÉCADA ou 1981 Campanha da Fraternidade Saúde para todos 1983 Congresso Latino Americano da Rede Alternativa de Psiquiatria 1986 I Encontro de Coordenadores de Saúde Mental (Região Sudeste) 1987 Emergência da Luta Antimanicomial 1983 CONASP 1984 Plano de Assistência à Saúde Mental (BH) 1988 SUS DÉCADA 70 Caça às bruxas: afastamento de psiquiatras reformistas da gestão dos serviços de saúde mental

13 As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG ATORES - PRODUTOS ATORESINICIATIVAS DÉCADA 60 UFMG SETOR DE PSICOLOGIA SOCIAL 1968 Visita de Max Pagés Célio GarciaDinâmicas de Grupo na comunidade terapêutica do Hospital Galba Velloso 1969 Visita de André Levi 1971 Visita de George Lapassade 1973 Visita de Michel Foucault DÉCADA 70 César Campos Francisco Paes Barreto Antonio Simone Introdução do pensamento psicanalítico 1979 Visita de Franco Basaglia III Congresso Mineiro de Psiquiatria DÉCADA 80 PUC UFMG/PUC Willian César Pereira Castilho1981 Projeto Cabana - Estágio em centros de saúde Projeto Guimarães Rosa UFMG Cornellis Van Stralen ESMIG Especialização em Saúde Mental PUC / ESMIG Eduardo Mourão Vasconcelos Romualdo Dâmaso Pesquisa Estado da arte em Saúde mental Grupo de Estudos e Pesquisa em Saúde Mental INSITUTIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR RESIDÊNCIA DO INSTITUTO RAUL SOARES 1982 Programa de Integração Docente Assistencial - Estágio em centros de saúde

14 CONCLUSÕES Existe um conjunto de produtos e atores sociais que participaram na construção da cultura crítica que sustentou a Reforma Psiquiátrica no contexto das instituições de formação. Estas informações descortinam relações e redes de colaboração regionais específicas que devem ser aprofundadas. As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG /PUC/UFMG

15 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS GOULART, Maria Stella B. A construção da mudança nas instituições sociais: a Reforma Psiquiátrica. Pesquisas e Práticas Psicossociais. V.1, n.1, São João Del Rei, jun p LUZ, Madel T. Medicina e ordem política brasileira. Rio de Janeiro: Graal, LUZ, Madel T. Natural, racional, social: razão médica e racionalidade científica moderna. Rio de Janeiro: Campus LAPASSADE, George. Grupos, organizações e instituições. 2. Ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, LOURAU, R. A análise institucional. Petrópolis: Vozes, PASSOS, Izabel C. Friche. Cartografia da publicação brasileira em saúde mental: 1980 – Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol. 19, n. 3, Set-Dez pp VASCONCELOS, E. M. (Org.). Saúde mental e serviço social: o desafio da subjetividade e da interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez, As instituições universitárias e a construção Reforma Psiquiátrica mineira nos anos 60, 70 e 80 FAPEMIG /PUC/UFMG

16 AS INSTITUIÇÕES UNIVERSITÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DA REFORMAR PSIQUIÁTRICA MINEIRA NOS ANOS 60, 70 E 80 Pesquisadoras: Prof. Maria Stella Brandão Goulart (Coord.) – PUC Minas Prof. Izabel Friche Passos – UFMG Consultor: Prof. Eduardo Mourão Vasconcelos – UFRJ Estudantes de Iniciação Científica: PUC Minas: Ana Paula Sá da Silva, Carolina Novaes Cunha, Eliane Rodrigues da Silva, Marcela Alves de Abreu; UFMG: Fernanda de Moura Braga. AGOSTO/2006


Carregar ppt "AS INSTITUIÇÕES UNIVERSITÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA MINEIRA NOS ANOS 60, 70 E 80 Pesquisadoras: Prof. Maria Stella Brandão Goulart (Coord.)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google